1. Spirit Fanfics >
  2. A Vingança de Mikasa >
  3. "Não é vacilo, eu que não quero"

História A Vingança de Mikasa - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Olha quem voltou hehehe

As vezes eu sumo e apareço e pá kdksksksk

Capítulo 8 - "Não é vacilo, eu que não quero"


Fanfic / Fanfiction A Vingança de Mikasa - Capítulo 8 - "Não é vacilo, eu que não quero"

Acordei com o Ranchel me cutucando

-mas você dorme hein! - falou se sentando ao me lado - vai se arrumar! - mandou

-deixa eu dormi Caraí! - disse e virei o rosto para o lado e cobri com o coberto. Pera cobertor? 

-eu não pedi mocinha, eu mandei! - ele puxou o cobertor com tudo. Senti o frio no meu corpo - vai agora!

-eu não quero! - me virei para ele, o encarando - tá frio pra um cacete, eu não vou sair! - disse convencida 

-Mikasa, Mikasa! Não me faça chamar o Levi para vim te pegar pelos braços! 

Merda, ele sabe o meu "ponto fraco". Espera. Será que ele está aqui? Será que ele me viu dormindo? Ou pior... Ah esquece o último foi pior

-ficou até sem palavras! - revirei os olhos com comentário ridículo dele - ele tá lá na sala quer que eu chame? - apontou pra porta com aquela expressão debochada

-ha ha ha! Muito engraçado senhor Ackerman! Se ficar com essas piadinhas você vai ficar sem dentes! - mostrei meu punho 

-vo ficar esperando! - sorriu saindo do quarto

Quebra de tempo

Coloquei um vestido verde escuro que ficava justo no meu corpo, uma jaqueta jeans curto, all star preto e branco e por fim uma bolsinha pequena da cor preta. Eu estava me sentindo uma verdadeira gostosa com aquela roupa

-uau! - me virei e vi minha mãe alí, com um sorriso no rosto - parece que alguém vai ter um encontro! - brincou vindo em minha direção

-credo! - revirei os olhos - vai ter uma festa na casa de uma amiga do Ranchel, aí ele me chamou! - expliquei 

-ah sério? Pensei que o carinha que tá lá em baixo ia sair com você - eu a encarei surpresa 

-quem? - meu coração acelerou, a única pessoa que vinha em minha mente era Levi 

-Levi - meu coração parou, minha alma já estava fora do corpo nesse momento -brincadeira, Ranchel que me disse para falar isso hahaha! - riu 

-não se brinca com uma coisas dessas mãe! - coloquei a mão no peito - mais tem realmente alguém lá na sala? 

-claro que não! 

-ainda bem! - fiquei aliviada - acho que já vou indo, o Ranchel deve estar me esperando - disse indo até a porta

-você está maravilhosa filha! - sorriu e eu fiz o mesmo 

-a beleza tinha que vim para alguém não é mesmo? - brinquei saindo dali 

-mas que demora hein! - criticou assim que me viu 

-cala boca! Vai vamos antes que eu mude de ideia

-bora então! -ele foi até a porta, abrindo ela e eu passei - MÃE, PAI, TAMO INDO! - gritou saindo e fechando a porta em seguida - partiu festa! - comemorou, eu apenas revirei os olhos 

Quebra de tempo

Meu estômago deu um nó, assim que atravessamos a rua. Eu percebi que estávamos chegando cada vez mais próximo do lugar, já que a música começou a aumentar a cada passo que dávamos

-calma, talvez ele nem esteja lá! - aconselhou

-o que? Quem? Eu tô calma! Você acha que estou agitada? -fiz a desentendida enquanto olhava para o chão

-já se passaram 4 anos...

-3 - corrigi 

-3 anos, acho que ele nem vai se lembrar mais! -aquelas palavras me faziam lembrar daquele dia, daquele maldito dia

-não tá ajudando! - o olhei. Até que ele parou de andar e se virou - chegamos? - perguntei com o cu na mão

As várias vozes atrás de mim, respondiam minha pergunta, sem contar que a música estava alta, eu me virei lentamente e pude ver o quintal da frente cheio de gente, e tinha mais ainda lá na casa. Tava uma barulheira do caralho

-eu acabei de me lembrar que eu tenho que levar o cachorro para passear! - fiz cara triste - tchau! - Ranchel me segurou pelo braço

-a gente não tem cachorro

-a tia trouxe um na mala! - sorri sem graça. Mas parece que Ranchel ficou sério - a gente pode adotar um agora quem sabe! - continuei sorrindo

-vamo logo! - ele me puxou, mas eu fiz de dura e tentei ficar no mesmo lugar, porém o fdp era forte 

-não quero mais! - disse puxando ele para o lado oposto 

-cabo de guerra? - uma voz masculina me fez solta Ranchel na hora -Mikasa?! 

-Eren?! - sorri sem graça ao ver ele, que estava muito lindo por sinal. Em suas mãos havia um copo de plástico vermelho, com certeza havia álcool alí

-uau... - ele me olhou de cima a baixo

-para de babar caralho! - disse Ranchel fechando a boca do amigo -cade o pessoal? 

Com certeza ele se referia ao seu grupo de amigos, que era composto por ele e por mais uns outros aí 

-lá dentro! - apontou para a casa - vocês não vão entrar? - ele me olhou

-não

-sim

Eu e Ranchel se olhamos após falar ao mesmo tempi, Eren deu risada 

-telepatia, não compreendida! - sorriu. Eu e Ranchel fizemos a mesma cara de confusos, ele se virou - olha quem tá ali na varanda! 

A gente olhou para o local mencionado, aonde pudemos ver várias pessoas, porém uma, ou melhor, duas delas me chamaram a atenção. Levi estava de Papinho com uma garota

-vish! - Ranchel fez uma cara nada boa 

-pois é! A namorada dele veio - senti uma ponta de tristeza no tom dele - eu nunca iria conseguia uma garota bonita que nem a dele! - ele se virou para a gente sorrindo 

Eu revirei os olhos e percebi que Ranchel fazia um sinal de "corta" com a mão. E quando ele percebeu que eu estava o olhando ele rapidamente ficou normal e sorriu

-Levi não tem namorada! - ele juntou os ombros perto da orelha fazendo uma cara - né Eren?! 

-é?... - ele me olhou e depois voltou os olhos ao amigo - é, é verdade, aquela é uma amiga dele, só isso 

Eu olhei para o maldito, e depois ele se virou para olhar para o quintal da frente, e acabou me olhando eu me virei rapidamente de lado. Respirei fundo

-acho que eu não tô para o clima de festa! - disse triste, e então passei pelo Ranchel

A única coisa que eu queria era sair dali, eu andei e nem sequer olhei para trás e nem respondi as gritarias de Ranchel, eu queria era sumir

 que merda Mikasa! Essa seria uma ótima oportunidade para provocar! Merda,merda,merda

Eu estáva me sentindo mal, por ter feito uma promessa e não tendo a coragem de cumpri-lá.

Ah que merda, agora eu não sei mais o que fazer, não sei se eu volto para a cidade aonde eu tava, mas com a obrigação de ver aquelas pessoas filhos da puta, ou fico aqui mesmo e encaro o maldito do Levi.

Senti uma mão no meu ombro, eu logo me assustei

-mas você anda rápido hein! - disse Eren ofegante

-o que você tá fazendo aqui? - perguntei o olhando. Estávamos parado na calçada e a poucos metros havia uma praça

-bem, eu queria ver como você estáva, e ver se você precisa de alguém, um ombro amigo! - ele sorriu e eu fiz o mesmo 

-eu tenho a certeza que o Ranchel que te mandou aqui! Tô certa? - ele se calou

-não, eu vim por vim mesmo, de o Ranchel vinhesse ele ia te levar a força para a festa

-isso você tem razão - rimos 

-quer ir se sentar na praça ali? - ele me olhou esperando por uma resposta

-claro - aceitei e então fomos


Notas Finais


Oq vocês acham que vai acontecer?
Será que Eren e Mikasa vão se pegar?
Será que Mikasa irá criar sentimentos pelo Eren?
Uma declaração?
Você descobrirá no próximo cap ksksks

(Ficou ruim, mas ok né, a gente tenta as vezes) ◉‿◉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...