História A volta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jikook, Kookmin, Taeyoonseok
Visualizações 38
Palavras 2.910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


fic de dois caps

Capítulo 1 - A chegada.


Fanfic / Fanfiction A volta - Capítulo 1 - A chegada.

-Jungkook, você tem que dormir! Amanhã o Jimin volta e você tem que dormir!

-Eu não consigo! Estou tão ansioso! Eles vão voltar do exército Namjoon!

-Huhum..ele e Tae.. não esquece isso..

-É eu sei..desculpa eu estou uma pilha!

-Estou vendo! Você programou essa festa de boas vindas a meses, agora dorme um pouco…

-Ok Ok… ele disse mais alguma coisa? 

-Não.. chega amanhã de noite. 

-Mal posso esperar..sinto tanta a falta dele.

-Sim..agora dorme, menino.

-Huhum.

Acompanhei com os olhos Namjoon saindo do meu quarto. Eu não consigo parar de sorrir, dei pulinhos no mesmo lugar, o último com impulso e me joguei na cama agarrando meu celular e olhando o zap no contato do Jimin… Ele parou de me responder a vários meses mas sempre lê o que escrevo, eu digitei a quinta mensagem do dia.

“ Oi meu amor, sou eu de novo, estou tão nervoso que não consigo dormir..não acredito que vai voltar do exército amanhã, nossa, contei os dias meu amor.. eu te amo, amo tanto Daddy, mal posso esperar pra te abraçar de novo. Eu te amo. Boa noite..até amanhã.”

Eu fiquei olhando aquela mensagem, só adormeci quando as setinhas ficaram  azuis, informando que ele tinha visto a mensagem.. sorri grande, deixei meu celular na mesinha e me ajeitei na cama.

Eu acordei bem cedo, fui no mercado comprar tudo o que Jimin gosta de comer, a festa será incrível, sonhei com o dia que ele foi pro exército, eu chorei tanto, mais tanto, estávamos tão bem no nosso namoro, nos shows, mas aí chegou o dia e ele foi servir, nos amamos a noite inteira na noite anterior, eu quase não deixei ele sair de casa..nos primeiros meses nos falávamos todos os dias, toda hora, ligamos todas as noites..transavamos pela internet, nudes..tudo. Mas depois mudou..um dia eu mandei mensagem e ele demorou a responder, depois demorou mais ainda, até que não me respondia mais..nem aos vídeos e fotos...nem as cartas, nem as ligações..Jimin não fala comigo a quatro meses, quando houve uma batalha que  mandaram ele eu pirei, ele não me respondia, não respondia ninguém, só susseguei quando passou a listagem de mortos na TV e o nome dele não estava lá, fiquei tão preocupado, ele não mandou notícias para nós..mas amanhã..amanhã ele volta, vou poder abraçar ele, beijar. dormir ao lado dele, dizer que o amo.Jimin..você vai voltar comigo! O Tae também volta, claro que senti muita falta dele mas...caramba é meu namorado! a gente..trocou alianças um mês antes de ir..a gente ia casar, tínhamos planos e eu quero seguir cada um deles. Eu te amo Jimin.

-Vamos Jungkook? Você já fez tudo pra festa, está tudo bem, vamos temos que buscar eles, está todo mundo esperando.

Jin me chamou atenção, voei para o carro, Hoseok e Yoongi conversavam ansiosamente, eles namoravam o Tae, estão tão nervosos quanto eu, logo entrei na conversa, Jin e Nam riam no banco da frente de  nossa empolgação, eu mal senti quando chegamos no aeroporto, fomos para perto da pista, queria ver meu Hyung ali. O avião deles chegou e eu fiquei mais nervoso ainda, todos desceram, menos os dois, eles demoraram mas quando saíram foi..não sei..um golpe visual e emocional. 

Tae voltou muito mais forte, seus braços magros ganharam músculos, o pescoço engrossou, o cabelo bem curto mostrando o corte típico do exército, os cabelos originalmente pretos ele mancava levemente, apesar de claramente sofrido e das olheiras enormes, ele sorria grande e jogou pro alto as malas para poder abraçar Hoseok e Yoongi que pularam em cima dele, com risos e sorrisos ele os levantou um de cada vez, se atracaram todos ao redor dele e eu fui atrás de Jimin, fui direto abraçar ele pelo pescoço..eu mal encostei nele, ele segurou minhas mãos e me afastou, olhei muito confuso para ele, ele apenas abaixou meus braços e segurou meu queixo.

-Quanto tempo. Você está bem?

-Es-estou..e você?

Perguntei receoso..

-Estou ótimo. Você se cuidou nesse tempo?

Reparei em seus dedos..ele não usava mais nossa aliança. 

-Me cuidei.

Ele sorriu de ladinho para mim.

-Esse é meu baby.

Eu sorri um pouco pelo antigo apelido, ele me soltou e seguiu para a saída da pista, nem foi falar com os meninos que o olhavam de costas ainda..eu olhava para os meus dedos..onde ele apertou e tirou de seu corpo..ficou vermelho, tive um péssimo pressentimento.

Jimin estava mudado, ainda tinha o mesmo tamanho, poucos músculos a mostra mas parece bem mais forte; sua face delicada e bem cuidada não estava mais como antes, a pele lisa e branquinho estava ressecada e tinha arranhões mal cuidados, a maquiagem , que sempre foi sua marca, parecia nunca ter tocado seu rosto, a boca estava machucada, o olhar dele era profundo,  escuro..vazio..as olheiras, bem piores que as do Tae, o cabelo tão curto como do Tae. ..as marcas dos brincos que usava nem existia mais. Jimin voltou outra pessoa, seu olhar pra mim era tão frio, me senti mal...parece que está zangado comigo. 

-Daddy? ...

-Estou cansado. Por favor. .vamos pra casa.

Eu engoli a minha fala, me virei morto de vergonha, caminhei até os meninos enquanto Jimin seguia seu caminho..ninguém disse nada mas..sei o que pensam.

-Ele está só cansado. Tudo bem. Tae. .senti tanta saudade. 

Dei um abraço forte nele e aproveitei pra deixar cair as lágrimas que não eram pra ele,  ele me abraçou ainda mais forte. Eu fechei os olhos, todos estavam olhando para mim..queria sumir. .ele está cansado, deve ficar mais animado na festa, não é? 

-Vem Tae,  preparamos uma festa de boas vindas! Vem!

Arrastamos o Tae até a van, Jimin sentou na janela observando a paisagem que passava, sentei ao seu lado, Taeyoonseok sentaram juntos, estavam de mãos dadas trocando beijos e abraços,  eu sorri pra fofura deles, olhei Jimin esperançoso. .mas ele não me olhava, tentei entrelaçar nossas mãos, mas ele puxou sua mão e agarrou o cinto de segurança.

-Jimin. ..

-Jungkook, eu acabei de voltar, não pode esperar um pouco?

Eu o olhei surpreso. Eu te esperei por um ano. Convencido que eu tinha feito alguma coisa de errado eu voltei toda a nossa conversa no celular e reli cada mensagem,  eu não disse nada errado..porque ele está zangado comigo? Olhei com tristeza o trisal do meu lado, incapaz de segurar as lágrimas, eu levantei e me inclinei até ficar entre Namjoon e Jin. 

-Jin. .por favor, troca de lugar comigo?

-Jungkook eu pensei que. .

-Por favor. Jimin não me quer perto dele agora. 

Eu olhei pro chão e as lágrimas caíram,  na hora Jin levantou e eu sentei em seu lugar, ele sentou perto de Jungkook,  eu apenas encostei minha cabeça na janela e deixei as lágrimas caírem. 

-Jk. 

-Não conta pra ninguém Nam. Eu não deveria ter incomodado ele. Tá tudo bem.

Eu dizia mais para mim do que para ele. Logo o carro estacionou,  a casa enfeitada, Tae estava adorando tudo, foi o primeiro a entrar e a pegar uma bebida pra festejar, quando Namjoon disse que fui eu quem fiz a maior parte das coisas eu olhei Jimin com orgulho do meu

 trabalho, dei meu melhor sorriso,  eu fiz faixas com nossas fotos, fiz junções nossas de vídeos,  fiz suas comidas favoritas, queria que fosse tudo perfeito para ele. 

-Bom trabalho. 

Foi tudo o que ele disse antes de esvaziar o copo de whisky, pousá-lo na mesinha ao lado e caminhar com sua mala em mãos até seu quarto. .a festa inteira prestava a atenção em nós, segundos depois, passaram a dançar loucamente e eu no mesmo lugar tentando entender o que aconteceu.  Ele não gostou? É isso?

-Kook..

-Tae..fiz algo errado?

-Não!  É. .coisa dele. Deixa ele descansar..viagem longa. Deixa ele. 

-Tudo bem..vou..dormir no meu antigo quarto. 

-Mas a festa..

-Não tô mais afim..se diverte. .essa festa é sua também. 

-Está certo. Está tudo perfeito. Obrigado. 

-De nada. Boa noite Tae. Me desculpa eu não ficar, eu só...

-Boa noite…. tá tudo bem, eu entendo.

Subi sem pressa as escadas, entrei no meu quarto antigo e peguei meu celular, deixando mais uma mensagem que não foi respondida.

" Me desculpe. Seja lá o que fiz, me desculpe.  Boa noite Jimin, não vou mais incomodar você hoje. Tchau..eu te amo."

Nenhuma resposta, dormir segurando o celular. O que houve com o meu namorado?

Pela manhã eu acordei bem cedo, fui fazer o café para Jimin, ele sempre acordou bem cedo, quem sabe se comermos juntos ele se abra um pouco comigo, talvez algo do que ele passou esteja incomodando ele ou algo assim..fui um pouco egoísta com ele não é? Já querendo atenção..acho que ele quer se abrir comigo, vamos ver.

Coloquei toda a comida em uma bandeja e fui levar no quarto dele..que era nosso, equilibrei a bandeja para bater na porta. Demorou um pouco, mas ele abriu, lhe dei um grande sorriso… ele ainda estava de farda..não dormiu..JImin, o que houve?

--OI amor, bom dia, eu trouxe o café e..

- -Obrigado, mas não estou com fome.

Murchei um pouco..muito na verdade. O clima ficou ruim e eu fiquei desconfortável.

-Deixa eu entrar pra gente conversar..quem sabe você sinta fome depois.

Tentei convencer ele de maneira fraca

-Hum..tudo bem, entra.

Eu sorri e finalmente entrei..não importa que tenha passado um ano, ele ainda me deixa nervoso, meu coração ainda acelera, fico perdido, bobo, encantado, tudo junto..coloquei a bandeja na escrivania..a cama está estática, ele nem tocou, a mala ainda no chão.

-Quer ajuda para arrumar as coisas?

-Não, tá tudo bem.

Jimin está me recusando, tenho tantas perguntas, mas tudo o que faço é um impulso impensado, eu abracei seu pescoço e o beijei, ele não retribuiu, me pegou na cintura e tentou me afastar, mas eu colei ainda mais nossos corpos, pedi passagem com a língua e ele deixou,nossas línguas se encontraram sem nenhuma delicadeza, era uma guerra que acontecia deliciosamente dentro de nossas bocas, ele puxava meu cabelo e passou a me abraçar forte envolta da cintura, eu gemi no meio do beijo..senti falta desse toque dele, ele está um pouco mais bruto do que antes mas ainda é tão bom, eu gosto dele assim.

-Ah-ahhh Daddy..senti sua falta...

Gemi no ouvido dele quando ele me deitou na cama e subiu em cima de mim, seu corpo forte se esfregando no meu, eu o agarrava com toda vontade, eu queria, a mais eu queria muito ele, não sinto o corpo dele e nem de ninguém a um ano, a mão dele explorava meu corpo sem parar, ele apertou meus ombros, minha cintura, minha coxa, minha bunda, tudo, ele me exigia para ele e eu queria ser dele de novo, ele passou a fuder a minha virilha, nós estávamos mais do que duros..

-Hum..Jimin..eu quero tanto você...

levei minhas mãos a calça dele, comecei a abrir o zíper, passei as mãos por baixo da camisa dele e no meio dos gomos da barriga dele eu senti um vão estranho..como uma cicatriz grande, Jimin parou de me beijar na hora..na verdade, parou com tudo, levantou na cama e me encarou..eu estava ainda deitado com as pernas abertas, apoiado com os cotovelos no colchão, a respiração arrastada, expressão confusa. Ele virou de costas para mim e eu pude ver ele passar a mão pelos cabelos curtos. 

-Me desculpa JK. Você pode me deixar sozinho?

Aquilo foi cruel. Não, eu não podia, eu queria Jimin de volta, porque estava me tratando assim?

-Jimin..está diferente..porque não me respondeu nos últimos meses?

-Jk, por favor..

Eu levantei já irritado, fazia um ano que não nos víamos, ele nem olhou na minha cara direito.

-Porque você tirou nossa aliança?

-Sai do meu quarto Jungkook!

Eu fui pra frente dele e o olhei nos olhos, ele continuou evitando me olhar.

-Porque está me tratando tão mal?

-Eu estou cansado e você está me incomodando.

-Eu estou te incomodando?! E eu estou o que?? ESTOU TENTANDO SER GENTIL COM VOCÊ, TE AGRADAR E VOCÊ ESTÁ ME EVITANDO!

-VOCÊ ESTÁ PEDINDO O QUE NÃO POSSO TE DAR AGORA, JUNGKOOK!

-EU SÓ ESTOU TE PEDINDO UM POUCO  DE ATENÇÃO, JIMIN! UM OLHAR SEU, UM CARINHO..UMA RESPOSTA… 

Cheguei mais perto dele.

-Por favor amor… me diz que você ainda me ama..

-Jungkook…

-Não me chama assim..eu sou seu Kook..Daddy, você não me ama mais?

As lágrimas começaram a rolar no meu rosto, ele pareceu se conter.

-È complicado. Muita coisa mudou.

-Não, não mudou..Jimin eu amo você do mesmo jeito…

-Jk..

-Me ama, Jimin..aqui e agora.

Eu tirei a minha blusa e joguei no chão, passei a lhe beijar o pescoço, nossos corpos quase colados, senti a pele dele se arrepiar.

-Eu não posso Jungkook, não mais..ahhh

Ele gemeu quando eu apertei o pênis dele por cima da calça, ele me puxou pela bunda e colou nosso quadril, me deu um tapa forte e apertou minha bunda.

-Ahhh claro que pode..ahhh sou eu amor..me deixa cuidar de você….

-Me solta ..

Ele se afastou e eu me aproximei de novo.

-Não importa que seu corpo esteja diferente, eu te amo de qualquer jeito, eu te esperei esse tempo todo, sinto sua falta.me fode amor..fode seu coelhinho..

dei chupões no pescoço dele, mas  ele me parou, segurou meu braço forte.

-PARA!.

-Ai..Mochi, está me machucando..

-VOCÊ NÃO ENTENDE???!!..

Jimin olhou nos meus olhos e eu senti..senti tanta tristeza vinda dele, mágoa, dor.. 

-Eu posso te ajudar, só fica comigo, a gente supera juntos… ai.. amor..está doendo.

-QUE MERDA! PARA DE SER GENTIL, JUNGKOOK! NÃO ESTÁ VENDO QUE EU NÃO CONSIGO CHEGAR PERTO DE VOCÊ!

-PORQUE?! EU SOU O MESMO! NÃO IMPORTA QUE VOCÊ ESTEJA DIFERENTE! EU SEMPRE VOU AMAR VOCÊ, PORQUE NÃO ACREDITA EM MIM?!

-E PORQUE VOCÊ ACREDITA QUE EU AINDA TE AMO? EU NÃO TE RESPONDI MAIS! ISSO NÃO TE DIZ NADA? VOCÊ NÃO PODE ME AMAR PORQUE EU NÃO POSSO MAIS AMAR VOCÊ, JEON!

O aperto dele aumentou e eu fiquei de joelhos pela força dele, ele se aproximava de mim ainda gritando, parecia nem me enxergar mais, a porta se abriu e todos apareceram de pijamas, mas nenhum se atreveu a se meter.

-EU NÃO QUERO MAIS VOCÊ! SERÁ QUE NÃO ENTENDE! EU NÃO POSSO AMAR VOCÊ JUNGKOOK! NUNCA MAIS EU VOU AMAR VOCÊ..

-Jimin…

Tae chamou Jimin, mas ele o ignorou e continuou gritando comigo..parecia alucinado, esse não é o meu namorado.

-OLHA PRA VOCÊ! QUEM AMARIA VOCÊ!? A DROGA DE UM MOLEQUE! É ISSO QUE VOCÊ É! UM MOLEQUE SORTUDO QUE TEVE TUDO NA VIDA! NÃO SABE SE ESFORÇAR PRA NADA! MAS ADVINHA, JUNGKOOK, A VIDA NÃO É FÁCIL! NUM DIA VOCÊ TEM TUDO E NO OUTRO VOCÊ NÃO TEM MERDA NENHUMA!

Eu me encolhia debaixo dos gritos dele, estava com medo dele me bater.. 

-JImin..por favor, para..

 -A VIDA NÃO PARA JUNGKOOK! ELA TE FERRA! POR MAIS QUE VOCÊ IMPLORE ELA NÃO PARA! ELA TE SOCA ATÉ NÃO RESTAR NADA DE VOCÊ! 

-JIMIN, JÁ CHEGA!

Tae passou a gritar e tentar me livrar do aperto de Jimin, mas ele não deixava eu ir embora.

-VOCÊ PEDE QUE A VIDA DEIXE PELO MENOS UMA PEQUENA ESPERANÇA MAS ELA A DESTRÓI! ELA PEGA TUDO QUE VOCÊ AMA E ENTERRA JK! ME ENTERRA PORQUE EU MORRI PRA VOCÊ ENTENDEU? MORRI!

Ele finalmente me soltou..meus braços doíam, estavam vermelhos, eu me escondi nos braços do Tae, ele me pegou no colo.

-Eu vou levar Jungkook pro quarto, quando eu voltar a gente conversa.

 -Tae...

A voz de Yoongi veio fraca, quase sem força.

-Voltem a dormir, eu já vou, vai ficar tudo bem..não é Jimin?

-É.. eu...perdi a cabeça.

-Podem ir, eu já volto Jimin, é bom não sair daqui. 

Tae começou a caminhar comigo no colo, pude ver, em meio ao choro, os membros se encaminharem devagar para seus quartos e Jimin entrar e fechar a porta do quarto dele, Tae não falou nada, só me deixou na cama..eu ainda chorava e passava as mãos onde agora uma coloração roxa se formava.

-Você está bem, Jungkook? 

Balancei a cabeça em negativo.

-Eu vou falar com ele..ele precisa te contar tudo, ele sabia disso desde o começo.

-O que houve Tae?.Jimin nunca me feriu assim.

-Não posso dizer bebê, Jimin tem que te contar. Tenha paciência com ele.

-Olha meus braços Tae..eu não tenho que ter paciência nenhuma.

-Eu tenho que falar com ele..olha..toma um banho, se acalma e..eu prometo, ele vai vir até você, eu juro, você  vai entender.

-Faz o que quiser. 

-Não fica assim Kook,  você verá que..

-Me deixa sozinho Tae, preciso passar remédio antes que as marcas piorem.

-Tudo bem, fica bem. Dorme um pouco mais, vou convencer Jimin a descansar um pouco antes de vir até você.

Tae saiu do meu quarto e eu fui tomar banho...na verdade eu queria chorar sem ninguém me interromper. Se era para ele voltar assim, nem precisava voltar, me deixasse com a ilusão de que ele ainda me amava e só estava ocupado.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...