1. Spirit Fanfics >
  2. A volta de Peter. >
  3. Capítulo Único

História A volta de Peter. - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction A volta de Peter. - Capítulo 1 - Capítulo Único

Seis meses haviam se passado desde que Peter se fora.

E não havia um só dia em que Anthony não pensasse no garoto. E aquilo o atormentava. O Stark não comia direito. Mal conseguia dormir e não conversava com quase ninguém.

O Homem de Ferro sentia um imenso vazio dentro de seu peito. Era como se tivessem arrancado parte de seu coração. Steve até tentava animar Tony, mas era em vão. O Capitão América já não sabia mais o que fazer.

O Homem de Ferro saiu cedo para que ninguém ficasse o enchendo com perguntas demais. A única solução encontrada pelo Stark foi visitar as ruínas deixadas pela batalha com Thanos.

Aquele local ainda parecia escuro demais, frio demais. Anthony sentia a atmosfera pesada ali. Crua. Tony se lembrava de Peter o agarrando de modo desesperado, chorando como uma criança enquanto dizia que estava com medo. Que não queria partir.

Lágrimas frescas queimaram nos olhos do moreno e ele suspirou, afundando os ombros. O homem cerrou as pálpebras, respirando fundo. Ele estava pensando na batalha fatídica, quando sentiu cócegas em seus dedos.

O Stark abriu os olhos e viu uma aranha marrom e grande. Ele ficou com o coração acelerado e arfou. Seria aquilo algum sinal? E se Peter e os outros estivessem voltando? E se conseguiram dar um jeito de regressarem?

Tony estava ansioso, mordendo nervosamente o lábio inferior quando escutou o som de tosses. Assustado, o homem procurou pela origem do som, andando de modo apressado.

Havia uma pequena pilha de escombros no local e por trás dele, havia um corpo masculino, trajando um uniforme azul e vermelho. Tony tapou a boca ao ver Peter deitado, encolhido. Os cabelos estavam despenteados e as bochechas estavam sujas.

- Petey? - O mais velho sussurrou em estado de choque.

Peter piscou e ergueu o olhar, encarando Anthony. O garoto se levantou devagar e agarrou o maior, o abraçando apertado.

- Senhor Stark, eu voltei. - O menino disse com a voz rouca. - Estou de volta.

Anthony abraçou o menor com força, o agarrando como se tivesse medo que o menino sumisse de novo.

- Garoto... - O Stark mal conseguia falar.

- Senti sua falta.

Tony afagou os cabelos de Peter devagar. Ele não conseguia acreditar ainda que tudo aquilo era real.

- Também senti sua falta. - O maior disse por fim. - E os outros? Eles também estão aqui?

Petey assentiu. O garoto se afastou devagar do Homem de Ferro e olhou para trás, para onde todos que foram "sugados" por Thanos estavam.

- Meu Deus. - Anthony arfou. - Como conseguiram?

- Não sabemos como. - Peter sussurrou. - Mas estamos aqui agora. E é isso que importa.

Tony assentiu. Ele estava contente. Aliviado. Por todos. Mas especialmente pelo Parker.

- Podemos ir para casa? - Peter perguntou. Ele parecia estar exausto.

- Claro. Vamos.

Anthony pegou o menino em seus braços e olhou os outros, sorrindo. As coisas estavam parecendo começar a se ajeitar.

Mas tinha uma coisa pendente que Anthony precisava resolver. Algo que tinha deixado inacabado antes da partida de Peter...

                                                                     -X-X-X-X-X-X

Peter havia comido e havia colocado uma blusa grande e confortável.

Agora, o moreno estava parado em frente a porta do quarto de Tony, sem saber se deveria bater ou não.

O garoto não havia parado de pensar no Stark desde que fora parar naquele outro lugar horrível, quando tinha seus dezoito anos.

E o Parker precisava do homem agora mais do que nunca, por que o amava além de modo fraternal mesmo que fosse uma loucura.

- Peter? Pode entrar se quiser.

O menino se assustou. Ele se virou devagar e viu Anthony. As bochechas do garoto ficaram rosadas no mesmo momento.

- Achei que estava em seu quarto. - Petey disse sem graça.

- Não estava conseguindo dormir direito. Quer conversar?

- Quero sim.

Tony abriu a porta e entrou com o menor no quarto. Ambos se sentaram na cama espaçosa e confortável.

- Então... O que gostaria de falar? - O Stark esticou a mão e segurou a do mais jovem devagar.

- Eu fiquei com medo de te perder. De nunca mais te ver. Tive medo de que se esquecesse de mim.

- Nunca me esqueceria de você, Peter.

- Mesmo? - O moreno abriu um sorriso de canto.

Tony assentiu devagar e afagou o rosto do menor com carinho, o fazendo olhá-lo no fundo dos olhos.

- Mesmo. Por que... - As palavras pareceram ficar presas na garganta de Anthony. Ele não queria assustar Peter.

- Por que...? - O menino sorriu para o Stark, o incentivando a continuar falando.

O mais velho respirou fundo, reunindo toda coragem que seria necessária naquele momento.

- Por que eu te amo. E não é somente de modo fraternal. - As bochechas de Tony ficaram avermelhadas.

Petey piscou devagar. O mais velho o correspondia? O Parker não estava conseguindo processar aquilo.

- Você me ama? - O menino perguntou devagar.

- Sim. Sei que deveria ter dito antes, mas não queria que me achasse um velho devasso.

Peter abriu um sorriso que ia de orelha a orelha. O menor não iria conseguir mais controlar suas ações.

O garoto sentou no colo de Anthony e passou os braços ao redor de seu pescoço, o puxando para si e selou os lábios aos dele.

Anthony colocou as mãos na cintura do jovem, correspondendo ao beijo de modo necessitado.

Os lábios dos dois se moviam de modo selvagem, se tocando em todos os pontos e suas línguas se acariciavam.

Peter enroscou os dedos nos cabelos do Stark e colou o corpo ao dele, fazendo Tony soltar um gemido rouco entre o beijo.

Eles se separaram por alguns segundos e se olharam. Petey estava ofegante e com os olhos brilhando.

- Você beija bem. - O Parker disse com a voz rouca.

- Você também.

Petey riu e tornou a beijar o mais velho, arranhando sua nuca devagar e sentiu todo seu corpo ficar quente.

Anthony deitou por cima do menor, segurando suas pernas devagar e afagou suas coxas.

O menino mordeu o lábio do Stark e chupou com vontade, fazendo o mais velho gemer alto.

Anthony tirou a camisa de Peter, a jogando para o lado, olhando o corpo alvo e bem definido do menino.

- Você é lindo. - O Homem de Ferro sussurrou e afagou a bochecha do menor. - Muito lindo.

Peter sentiu as bochechas arderem. Ele olhou Tony nos olhos e suas mãos habilidosas trabalharam para arrancar as roupas do homem.

Anthony ajudou o garoto, ficando totalmente nu e exposto. O Stark sorriu malicioso e beijou o pescoço de Petey devagar, dando mordidas e chupões, deixando sua pele marcada.

O adolescente gemeu alto e ficou todo arrepiado, fechando os olhos e sentiu o membro despertar.

Tony beijou os ombros de Petey, lambendo sua pele devagar, deixando um pequeno rastro de saliva.

O Parker queria Anthony dentro de si o mais rápido possível. Não gostava daqueles jogos lentos.

Porém, Tony estava se divertindo com o fato do menor se retorcer por baixo dele, gemendo ansioso. O Stark queria aproveitar bem o momento.

O Homem de Ferro abocanhou um dos mamilos de Peter e chupou com vontade, torcendo o outro entre seus dedos, o puxando, deixando duro.

Peter arqueou as costas e gemeu mais alto. Ele estava muito excitado e sentia o pau de Tony contra o seu, roçando devagar.

- Tony, eu preciso de você. Por favor. - O adolescente falou, fazendo bico como se fosse criança.

Anthony tirou a cueca do adolescente e ficou olhando seu membro duro, grosso e pulsante, molhado pelo pré-gozo.

A boca do Stark se encheu de saliva, mas ele queria dar atenção a outras partes do menor.

O homem virou o mais novo de barriga para baixo, olhando seu traseiro alvo e farto.

Tony desferiu seis tapas fortes em cada uma das nádegas de Peter, fazendo o menino gritar de dor e prazer.

- Gosta disso, garoto? - O maior perguntou com a voz rouca e meteu outro tapa na bunda de Petey.

- Ahhhh. S-Sim, Tony. - A pele de Peter estava ardendo e avermelhada.

- Eu quero que me chame de senhor quando estiver em minha cama. Entendeu bem?

Petey assentiu devagar e recebeu outro tapa em sua bunda, o fazendo agarrar os lençóis.

- Diga se entendeu, baby.

- Entendi, senhor.

Tony segurou as nádegas de Peter, as separando, observando sua entrada rosada e apertada.

- Você é virgem? - O Stark perguntou sem rodeios.

Peter pareceu ficar um pouco nervoso com aquela pergunta.

- Sim, senhor. Eu sou virgem. – O menino admitiu com vergonha.

Tony sorriu, parecendo gostar daquela notícia. O moreno mordiscou o lóbulo da orelha de Petey e pegou na gaveta um pote de lubrificante, passando em seus dedos e disse:

- Vou te preparar, meu querido.

- Tudo bem, senhor.

O Stark introduziu lentamente um dedo na entrada de Petey, fazendo o menino soltar um gemido rouco de dor. O herói mordeu o lábio, tentando se acostumar com aquela invasão.

- Está tudo bem, Peter? – Tony perguntou preocupado.

- É... D-Dói um pouco.

Anthony esperou o menor se acostumar e quando o Parker rebolou em seu dedo, o homem entendeu o recado e começou a movê-lo na entrada do menor com cuidado, o massageando.

Peter gritava cada vez mais alto de prazer, tapando a própria boca para não acordar as outras pessoas. Ele sentiu quando Anthony inseriu outro dedo dentro de si e gemeu mais alto.

O Stark tesourou a entrada do menor, a alargando e o jovem rolou os olhos de prazer.

Ele iria acabar gozando daquele modo. Porém, antes que pensasse em chegar ao ápice, Tony tirou os dedos de dentro de si.

- Está pronto, baby? – O mais velho afagou os cabelos do menor, aplicando um beijo em sua nuca.

- Sim, senhor.

Anthony rasgou o pacote da camisinha, colocando o preservativo em seu membro e o segurou, o posicionando na entrada de Peter, adentrando vagarosamente nele.

O garoto arqueou as costas, empinando a bunda. Aquilo doía, mas também era gostoso. Petey cerrou os dentes, fechando os olhos e arquejou baixo, tentando se acostumar com aquilo.

- Vou esperar que se acostume. – Anthony roçou os lábios nas costas nuas do menor.

Peter ficou parado, se acostumando devagar com a sensação. O garoto virou lentamente a cabeça, encarando o mais velho e segurou sua mão, entrelaçando seus dedos aos dele.

Anthony começou a estocar lentamente, sentindo a entrada quente de Petey apertar um pouco seu membro.

O homem gemeu baixo, beijando o menor novamente, fazendo sua pélvis se colidir contra o traseiro do menor.

O Parker estava ficando louco de prazer. Ele gostava do modo como sua pele raspava contra a do Stark. O adolescente gemia, sendo bombado cada vez mais rápido.

Anthony aumentou a velocidade das estocadas e colocou a mão livre na cintura do menor, afagando sua pele, a apertando devagar.

O suor começou a aparecer nas costas de Petey e o garoto gemia, sentindo seu corpo esquentar como se pegasse fogo. Ele queria que Anthony se afundasse mais nele, até que ambos se tornassem um.

- Mais rápido, por favor, senhor. – Peter pediu sem fôlego.

Anthony atendeu ao desejo do menor e se impulsionou mais depressa e com mais força, indo mais fundo e acabou acertando a próstata do menor, o fazendo ver estrelas.

O Stark enroscou os dedos nos cabelos espessos de Peter, os puxando, fazendo o garoto tombar a cabeça para trás. Tony acertou mais quatro vezes a próstata do mais jovem.

E aquilo foi o suficiente para que com um longo espasmo, o menino chegasse a seu ápice, gritando pelo mais velho, jorrando na cama, sujando o lençol com seu sêmen.

Anthony estocou mais algumas vezes, sentindo os músculos corporais irem relaxando aos poucos. O homem saiu de dentro do menor, se tocando e tombou a cabeça para trás.

O Stark gemeu pelo menor, jorrando seu líquido branco e espesso em seu traseiro. O homem estava ofegante e corado, cansado. Era como se tivesse corrido mil milhas.

Tony tombou para o lado, exausto demais para falar alguma coisa. Peter deitou a cabeça em seu peitoral e o abraçou. Os dois sorriram ao mesmo tempo.

O Parker fechou os olhos, adormecendo e o Homem de Ferro ficou o observando, afagando suas costas com cuidado.

O homem se sentia aliviado. Ter Peter ali, em seus braços era tudo que ele precisava naquele momento e para sempre. Nada mais parecia escuro agora que seu Petey voltara.

E Anthony jurou a si mesmo que nunca mais deixaria que alguém tirasse o Parker de si...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...