1. Spirit Fanfics >
  2. A voz no silêncio - segunda versão >
  3. Uma chance de desculpas

História A voz no silêncio - segunda versão - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Uma chance de desculpas


Fanfic / Fanfiction A voz no silêncio - segunda versão - Capítulo 2 - Uma chance de desculpas

Final de mais um dia de faculdade , Sakura saia às pressas para ajudar seus pais , era 10 minutos de caminhada então não parou por nada .

Sasuke viu a mesma sair correndo e tentou chegar perto mas foi completamente ignorado , mas ela não sabia que ele estava li , não podia ouvi-lo , então apenas deixou para pedir desculpas depois , não se sentia a vontade ainda , não era de se desculpar com ninguem .

Apenas iria embora e tentaria amanhã , precisava passar em um lugar antes de ir para a casa .

####################

Era noite , sasuke acabará de sair da empresa de seu pai , estava acertando seu estágio para a faculdade , o futuro da empresa dependia dele , pois seu irmão mais velho cuidava da filial em suna  .

Estava morrendo de fome , subiu em sua moto e iria em algum lugar para comer e depois ir para a casa , não tinha quase nada aberto .

Não queria restaurante , só um lugar tranquilo e quieto e por sorte achou um belo food truck , de cor preta cheio de adesivos de bandas de rock , sentia cheiro de lanches deliciosos e cachorro quente , mas queria algo rápido hoje , estacionou a moto e tirou o capacete indo para a frente do lugar .

Sasuke olhou e tinha um homem de fones escutando música uma mulher pegando materiais no carro mas uma garota chamou sua atenção , com um boné velho do ACDC e um caderno na mão todo florido , um diário , escrevia algo e sorria , mas o rabo de cavalo cor de rosa para fora do boné a entregou , era Sakura .

Ficou parado olhando tudo , ela escrevia algo bem importante para não olhar quem estava ali .

.....- aaaah boa noite , desculpe a demora senhor .

Sasuke - tudo bem ....

Sakura viu sua mãe entrar então guardou o caderno e olhou para a bancada de atendimento arregalando os olhos , havia pegado vários pacotes de pão e os derrubou no chão se abaixando em seguida , sua mãe estranhando sua reação se abaixou também e sinalizou com as mãos em língua de sinais .

- " oque foi filha ?"

Sakura - "é da faculdade, é o garoto que falei uma vez " 

- " o bonitão da moto ?" 

Sakura - " isso mesmo , me deixa aqui abaixada fala que eu sumi " 

- " boba eu atendo ele fica quietinha aí "

......- me desculpe sou mebuki mãe da garota envergonhada de baixo do balcão hahaha.

Sasuke - sou Sasuke , é mas porque ?

Mebuki olhou para a filha que tentava se acalmar , adorava o amor juvenil mas ela precisava ser mais segura então daria um empurrãozinho .

Mebuki - ela tem uma quedinha por você , eu li o diário dela , coisa de mãe hahahahah 

Sasuke de certa forma ficou sem jeito da mãe da mesma a entregar assim sem mais nem menos , mas foi bom saber que ela não o odiava ....espera estava pensando nisso mesmo , preocupado se ela gastava dele ou não ?!

Sasuke - eu gostaria de um especial de tomate seco .

Mebuki - agorinha mesmo querido !

Sakura então foi obrigada a se levantar para ajudar sua mãe , a mesma pegou os tomates mas mentalizou várias vezes para se virar e falar com ele .

Sakura - é ....

Mebuki - tomate extra ?

Sasuke - claro ....mas tudo bem , pode dizer em linguagem de sinais ...eu entendo. 

Até o pai de Sakura tirou os fones e olhou para ele e sakua havia entendido oque ele disse e de certa forma ficou feliz em saber que ele era definitivamente perfeito .

Sakura -  " maionese ?"

Disse em sinais e logo Sasuke balançou a cabeça negativamente mas respondeu para ela .

Sasuke -  " tem pasta de alho com pimenta ?"

Sakura estremesseu , se já gostava dele , agora queria casar com ele , apenas balançou a cabeça positivamente continuou fazendo o pedido do mesmo .

Logo ficando pronto e a mãe da mesma entregar .

Mebuki - pode se sentar ali na mesa , quer algo para beber ?

Sasuke - um refrigerante por favor .

Então mebuki entregou a lata de refrigerante a sua filha com um copo fazendo a mesma sair do carro de lanche mas ela se recusava porém era trabalho e tinha que fazê-lo .

Sakura então respirou fundo e saiu indo até a mesa e entregando a ele o mesmo a olhou e a viu sinalizar .

Sakura - " qual quer coisa e só chamar minha mãe que eu venho "

Sasuke - "  obrigado " 

Aquilo mecheu com ela , ele saber sua língua , uma ponta de esperança surgiu , talvez podesse dizer que gostava dele não perderia nada , então percebeu que ficou parada demais na frente do mesmo e ficou vermelha saindo dali mas logo foi segurada por ele o encarando novamente .

Sasuke - " posso falar com você ?" 

Mebuki - pode sim "Sakura senta aí " 

Sakura suspirou nervosa , sua mãe deve ter falado alguma coisa para ele com certeza , enquanto não estava olhando .

Sakura se sentou em frente a ele e o mesmo a olhou suspirando começando a sinalizar .

Sasuke - " vou ser direto , queria te pedir desculpas por quase te atropelar e pelo livro , não sabia que era surda "

Sakura - " tudo bem , você no sabia não é mesmo , então fique tranquilo , mas gostei de saber que fala em linguagem de sinais " .

Sasuke viu uma garota tranquila e sorridente , que parecia ser amigável, de certa forma duvidou do que a mãe da mesma disse , porém mudou de ideia assim que viu as mãos da rosada trêmulas e as bochechas coradas e desviando o olhar para baixo ou para o lado , estava com vergonha de falar com ele .

Sasuke - " bom sua mãe me disse algo que achei engraçado , sei que é brincadeira ......ela falou que tem uma queda por mim "

Sakura - " sério ?! ....." Mãe - falou em sinais mas para chamar sua mãe ela gritou .

Mebuki - hahahah ......"desculpe mas só digo verdades " 

Sasuke a olhou e sorriu lateral, Sakura queria se levantar mas ele não deixou , porém não era de relacionamentos e mal conhecia ela.

Sasuke - " amigos ? " - sinalizou para ela e isso a fez perder toda a fé em algo a mais , abaixou o olhar chateada mas logo disfarçou e sorriu forçado confirmando com a cabeça .

Sakura - " eu preciso voltar , tenho que arrumar umas coisas , bom apetite " - sakura disse e se levantou antes que ele pudesse fazer algo e se enfiou dentro do food truck guardando os pães no armário , sasuke a encarou e parecia triste , então era verdade ela gostava dele mesmo , mas não podia fazer nada , não queria se prender a alguém , não agora .

Apenas pagou o lanche a mebuki dando uma olhada na rasada que não o encarava , apenas um olhar rápido e um sorriso seco sem ânimo , então foi embora mas se sentiu desconfortável ao lembrar do rosto da mesma , porém deixou de lado e seguiu para a casa .


Continua............






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...