1. Spirit Fanfics >
  2. A Wolf In My Life >
  3. Capítulo Dois

História A Wolf In My Life - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo Dois


Eu quase não dormir a noite, fiquei pensando naquele lobo, me perguntando por que ele não me atacou, talvez por que eu o ajudei, mais isso não justifica lobo ataca pra matar, quase não dormir, toda vez que fechava os olhos a imagem do lobo me olhando e depois saindo correndo. Talvez eu deva voltar lá ver se consigo controlar aquele lobo de novo.

— Acorda Jimin.- Me assusto quando ouço Taehyung gritando do outro lado da porta.

— Já estou acordado.- Grito de volta, eu praticamente não dormir pra falar a verdade.

Me levanto e vou até o banheiro, entro e ligo o chuveiro deixando a água esquentar, tiro minha roupa entro debaixo do chuveiro, tomo um banho e saiu do banheiro enrolado na toalha, pego uma cueca box, uma calça jeans e uma blusa preta, me visto e saio do quarto descendo as escadas.

— Estou sentindo o cheiro gostoso do café lá do meu quarto.- Falo entrando na cozinha vendo minha avó e Tae sentados me esperando, me sento e coloco café na xícara.

— Fiz o café do jeitinho que você gosta.- Dou um sorriso tomando um gole do café.

— Desse jeito vou acabar voltando a para casa mimado e gordo.- Falo rindo e comendo um pedaço de bolo.

— É isso que eu quero, você está muito magrinho.- Solto uma risada junto com Tae.

Ouço a campainha tocar e vou até lá, abro a porta e vejo uma garoto alto com os cabelos pretos como a noite e os olhos castanhos.

— Er...a senhora Park Mi, está?- Ele pergunta olhando pra mim meio constrangido.

— Está sim, vou chamá-la.- Entro em casa deixando a porta aperta para ele entrar, vou até a cozinha chamar minha avó.

— Vó, tem um garoto na sala chamando você.- Falo apontando para a sala.

— Deve ser o Jungkook.- Ela fala com um sorriso se levantando e i do até a sala e vou atrás dela.

— Quem?- Pergunto olhando pra ela e depois para o garoto ficando hipnotizado por seus olhos castanhos, é igual aos do lobo de onde a noite, balanço a cabeça tirando esses pensamentos de minha cabeça.

— Jeon Jungkook, um garoto que vem cuidar do jardim da frente.- Bem que eu vi que o jardim estava mais bonito que o ano passado.

— Entendi.- Falo olhando pra ele.

— Vou apresentar,Jungkook esse é Park Jimin, meu neto, Jimin esse é Jeon Jungkook, o jardineiro.- Dou um sorriso estendo a mão em sua direção.

— Prazer em conhecê-lo Jungkook.- Falo e quando ele estende sua mão vejo que tinha um curativo, estranho.

— O prazer é meu.- Solto sua mão e vejo ele olhando para minha avó.

— Senhora Mi, se me permitir, posso plantar algumas flores?- Me sento no sofá e vejo Tae espiando da porta da cozinha, solto um sorriso nasal e nego com a cabeça.

— Claro, pode sim.- Minha avó é um doce de pessoa.

— Obrigado Senhora Mi.- Esse garoto é fofo.

— Jimin, por que você é o Tae não ajudando o Jungkook.- Minha avó fala olhando para Tae que estava na porta da cozinha.

— Por mim tudo bem, e você Tae?- Olhando pra ele.

— Não tenho nada contra.- Ele vem ate nós sentando no sofá, quase em meu colo praticamente.

— Só vou colocar uma bermuda.- Falo e subo até o quarto, pego uma bermuda, tiro minha calça e visto a bermuda. Saiu do quarto descendo as escadas e indo até a sala vendo Tae me esperando. — Vamos.

Falo e saiu de casa indo até o jardim, olho para a floresta e resolvo ir lá mais tarde.

— Ta olhando o que?- Tae me perguntando ficando ao meu lado.

— Estou me lembrando de quando a gente brincava lá.- Falo com um sorriso.

— Eu lembro, até que você caiu em um barranco.- Eu lembro disso, do não lembro por que eu caí, não lembro de eu tinha esquecido ou fiquei assustado com alguma coisa.

— Eu lembro, bom vamos ajudar ele.- Falo indo até o local onde ia plantar algumas flores.

— Então o que devemos fazer?- Ouço Tae perguntando.

— Vocês só precisam cavar um buraco pequeno para eu plantar as flores.

Confirmo com a cabeça e me abaixo, coloco a mão a terra molhada e começo a cavar o buraco. Ficamos até a hora do almoço plantando flores, depois minha avó veio chamar a gente para comer e acaniu que Jungkook almoçou com a gente, eu nunca passei tanta vergonha na minha vida minha avó ficou contando sobre minha infância e enquanto eles estavam rindo eu estava me encolhendo contra a cadeira por causa da vergonha.

(...)

Saiu de casa indo até a árvore que tinha no jardim e me sento me balançando e olhando para a floresta, alguma coisa sempre me fazia olhar pra ela, talvez curiosidade ou faxino por ela, mais alguma coisa sempre me fazia olhar pra ela.

Abaixo minha cabeça assim que olho para a floresta de novo vejo o lobo de ontem a noite, fico olhando para ele e ele pra mim até que ouço um barulho da porta e vejo o lobo sumir entre as árvores.

— Você está aí.- Vejo minha avó e sorrio.

— Oi vó.- Falo olhando pra ela.

— Tá fazendo o que aqui fora.- Pergunta olhando pra mim.

— Estou pensando.- Falo sorrindo, queria saber o que está acontecendo comigo, e por que a floresta me atrai tanto.

— Vou sair, vou aí mercado, Tae está dormindo, não fique muito tempo aqui fora, ou vai acabar pegando um resfriado.- Falou ajeitando seu casaco.

— Não vou demorar muito não.- Falo e vejo ela saindo de casa, hoje estava mais frio que na noite passada, me levanto e vou em direção a floresta, entro e começo a andar em direção do local onde encontrei o lobo.

Paro em frente a armadilha desarmada e me deixo pego a armadilha, vendo alguns pelos da pata do animal.

— Por que você não me matou?- Pergunto pra mim mesmo e deixo a armadilha no chão, me levanto e viro, arregalo os olhos e engolo em seco ao ver o lobo quase do me tamanho a minha frente, me afasto um pouco e vejo ele dando um passo a frente, dou mais passos pra trás, quando mais ele se aproximava mais eu me afastava, acabo tropeçando em uma raiz e caiu, fecho os olhos com força ao ver ele o animal se aproximando mais de mim, a única coisa que eu pensei foi, vou morrer, mais sinto o focinho gelado do animal em meu braço me cheirando.

O que está acontecendo? Por que ele está me cheirando? Por que ele não me ataca?

Tantas perguntas e nenhuma sem resposta, estou ficando maluco com tudo isso. Preciso saber das respostas, ou eu vou acabar em um manicômio.


Notas Finais


Capítulo dois ai pra vocês.
Cometem e favoritem por favor!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...