1. Spirit Fanfics >
  2. Abismo - Fillie >
  3. Mudança

História Abismo - Fillie - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


iaeeeeeeee negas, voltei bitchs, é isso mermu. espero q gostem desse cap q é de extrema importância pra história a partir daqui os enigmas vai ser descobertos e o quebra cabeça encaixado. Chega de enrolação bora lá

Capítulo 11 - Mudança


Fanfic / Fanfiction Abismo - Fillie - Capítulo 11 - Mudança

Point of View Millie

Com cuidado, dirijo até o café da Lia, o que vou fazer lá? Ter a conversa com o  Finn, conversa essa que não me agrada de maneira alguma mas é preciso encarar essas coisas e não ficar adiando.

Estaciono sem muita pressa e saio do meu carro, minha mente se encontra em Marte eu acho, não consigo pensar em nada mas ao mesmo tempo minha mente está tão cheia. Muitas coisas aconteceram comigo em um período curto de tempo e ainda é muita coisa para digerir.

Adentro ao local e me dou de cara com um espelho enorme no hall do café, não tinha esse hall aqui antes, fito meu reflexo no espelho rapidamente. Os cabelos presos em um rabo de cavalo feito apressadamente, uma calça preta,  uma regata da mesma cor da calça, coturno preto e um sobretudo adivinhem a cor, exatamente, preto.  Me perco um pouco na hora de entrar por que a Lia mudou bastante coisa aqui, não demorei muito para notar o cacheado que acenava para mim.

Me sentei em sua frente, e observei seus traços, continua tão lindo, mas não é isso que darei importância neste momento, e sim ao assunto que iremos tratar.

— O que você quer falar sobre ontem?  — Eu disse de uma vez sem querer rodeios.

— Tudo que o Jacob disse é mentira, eu definitivamente não pretendia e não pretendo te usar ou algo do tipo só pelo seu dinheiro. — Falou apressadamente com evidente nervosismo.

— Tanto faz Finn, era só isso? Tenho muita coisa para fazer, não ocupe meu tempo com coisas fúteis, sim? — Expressei todo o meu tédio com aquela conversa e pude notar sua surpresa com o meu tom e meu humor.

— S-sim... Você ainda continuará a trabalhar na empresa certo? — falou abaixando a cabeça e prestando atenção em não sei o que, olhe para mim desejo gritar mas me controlo.

Vejo de canto de olho uma atendente chegar com um frappuccino que eu não pedi, maldito, ela se retira e o encaro vendo a sombra de um sorriso em seus lábios, pego o frappuccino e dou um grande gole. Que saudades dessa mistura de sabores que só a Lia sabe preparar com tanto amor e carinho, anoto mentalmente um aviso para agradecê-la mais tarde.

Assumo uma pose descontraída, pernas cruzadas e mais abaixo de meus seios enquanto o observo a espera de resposta. — Eu pensei muito sobre isso, se é realmente o que eu quero continuar a fazer da minha vida, se é o que me faz feliz... — suspiro e continuo — E sim, é, eu também pensei em começar outras carreiras, mas a empresa precisa de mim. Portanto voltarei amanhã e preciso aprontar as coisas para que tudo esteja perfeito.

Ele assente agora sorrindo de uma vez, admiro aquele sorriso mas não esboço nenhuma reação — propositalmente —,  beberico mais o frappuccino o tomando inteiro.

— Preciso ir Finn, realmente estou bem ocupada, pode colocar o meu frappuccino na minha conta por favor. Até amanhã. — Falo enquanto me levanto, sua expressão de tristeza é de dar dó, mas permaneço firme, dou um pequeno aceno para ele e me retiro.

...

28 chamadas perdidas

101 mensagens

Tudo de Kelly Brown, reviro os meus olhos, só de citar o nome dessa mulher, me causa tremenda repulsa que sinto bile na minha garganta.

Sem nenhuma vontade, ligo para a mesma que atende na mesma hora, afasto o celular de meu ouvido sabendo a gritaria que está por vir e depois de segundos de gritos e xingamentos, coloco o celular no ouvido novamente.

— O que você quer Kelly? — pergunto com tédio enquanto despejo as chaves do carro e do apartamento sobre o raque e me aconchego no sofá confortável que praticamente me engole.

Menina, tenha mais respeito para com sua progenitora sua cobra. O que eu quero é saber quando as lembranças do casamento chegaram e se você vai mesmo vir ao chá. — Falou com tom de nojo, sinceramente meus ouvidos sangram só por ouvir a voz da megera.

— Para eu ter respeito com você, você também tem que ter respeito comigo, e você tem? Não. Sobre as lembranças, eu não vou fazer elas, que se vire tenho mais o que fazer e sou muito ocupada. E sim eu irei ao chá de bebê pode ficar tranquila quanto a isso. — suspiro brincando com o cadarço do meu coturno.

Como assim você não vai fazer as lembranças? Isso é simplesmente inaceitável! Millie Bobby Brown, trate de fazer as lembranças agora!

— Não queridinha, não irei, contrate alguém para que faça esse trabalho, agora ao contrário de você eu tenho muito o que fazer, tchau. — Desligo na cara dela, minha paciência com essa família simplesmente se esgotou, mas também não ache que eu criei atitude e coragem para tais atos da noite pro dia, foram muitas palavras duras de tia Winona que me fizeram " acordar ".

Percebo que Sadie não está em casa então infelizmente não vai poder me acompanhar ao salão de beleza, fazer o que então vou sozinha. Amanhã é o chá de bebê e apesar de ser algo que deveria ser familiar, vai ser algo aberto a mídia com tapete vermelho e tudo mais. Sinto muito pelo meu sobrinho que mal nasceu e não vai ter tempo de ter uma infância adequada.

Pego uma bolsa de qualquer marca e coloco meu cartão dentro, bala e telefone. Tranco tudo e ao sair me deparo com um rapaz que nunca tinha visto antes, nossas portas são uma de frente para outra por isso esse encontro, não tive muito tempo para estudar sua face já que o mesmo deu um grito super agudo ao me ver.

— Omg, Millie Bobby Brown, vivíssima e estonteante na minha frente! — Falou de forma espalhafatosa o que me fez rir, já simpatizei, pela jeito já tenho minha companhia para ir pro salão.

— Eu mesma! Tudo bem? Como é seu nome? — falei amigavelmente.

— Noah Schnapp, e eu estou ótimo! — sorriu com vontade já me pegando pelo braço e desatando a falar sobre si e começar uma conversa legal como se já fossem amigos a anos. Entre o diálogo ocorreu o pedido pela minha parte para que ele a acompanhasse e óbvio que ele aceitou.

...

Abracei forte o Jack e fui retribuída, que saudade dessa fada sensata! Abracei também Lilia que é alguém que tenho um carinho enorme e tratei de apresentá-los ao Noah que percebi que trocou olhares com Jack, hum, já tô vendo esse casal.

Hidratamos nossos cabelos e fizemos nossas unhas, dei mais uma iluminada no cabelo ficando com mais mechas loiras e   com o cabelo bem brilhante e restaurado, preciso nem falar de como eu amei minhas unhas. Lilia simplesmente arrasou, fez unha de gel e pintou de preto respeitando meu luto.

— Noah, não sei se sabe mas amanhã vai ter o chá de bebê da minha irmã. E gostaria de saber se quer me acompanhar — Falei meio hesitante.

— Óbvio que eu quero, mas eu não tenho dinheiro para comprar presente e nem uma roupa adequada Millie — falou envergonhado.

Acabei rindo — com todo o respeito claro — e o abracei forte mal conheci ele e já sinto um carinho bem especial por ele.

— Eu vou falar com o meu estilista e amigo Nicolas Ghesquiére, que ele vai fazer nossos trajes, certo? — falei já discando para meu amigo e perguntando se ele tinha tempo.

Fomos até seu ateliê, e falamos o modo que queríamos nossos trajes e ele tratou de começar a fazer os esboços e projetos, fomos expulsos para deixá-lo  trabalhar em paz e saimos dali rindo como crianças, e foi assim que terminei minha tarde. Com um novo amigo que sei que o vou levar para a vida toda.



...




Chegou o dia, do chá de bebê de meu sobrinho ou sobrinha. Dou falta da ruivinha, faz um bom tempo que ela não chega aqui no apartamento, ligo para ela e ela não me atende, deve estar com alguém por aí. Apenas deixo algumas mensagens em seu whatsapp e faço meu café reforçado, passei a manhã com o Noah já que a tarde era o horário do chá.

Deu exatamente 10:30 da manhã e bateram aqui na porta, o Noah foi atender e foi surpreendido com Jack, Lilia e mais alguns profissionais, mas outros profissionais com caixas com sapatos, os trajes e acessórios. Jack e Lilia e outros do salão seguravam maquiagens e maquiagens.

Jack me jogou no banheiro e já despida me observei no espelho, lembrei da última vez que me permiti me olhar assim e os meus pensamentos com meu corpo antigamente.

Me considerava bem gorda, e feia, sendo que apenas tinha uns quilinhos a mais nada prejudicial a saúde. Mas mesmo assim comecei a fazer alguns exercícios, e a dançar, fazer dietas — tudo acompanhado por nutricionista claro — mas ainda não resisto a comer alguns lanches e doces.

Mas agora, meu corpo está de dar inveja, bem curvilíneo e parece até que fiz cirurgia para ficar com ele perfeito nos lugares certos, eu sou uma mulher da porra, me pegava com certeza.

Tomo um banho não tão demorado mas aproveito para hidratar a pele e essas coisas, saio do banheiro com um roupão roxo escuro aveludado e com meus cabelos contornados pela toalha. Mal saio e já sou puxada pelo Jack que me sentou na poltrona da sala e me fez ficar com os olhos fechados já que ia começar meu cabelo e Yanna a maquiadora ia fazer minha maquiagem, fiquei apenas aproveitando o modo em que o pincel ou suas mãos macias passavam pelo meu rosto.

Acabei cochilando mas quando abri meus olhos e me vi no espelho, meu cabelo já estava feito em um penteado com trança como se fosse uma coroa mas ainda estava solto. E minha maquiagem então, tão leve e tão perfeita, destacando os meus olhos e minha boca mas de uma maneira natural.

— Jack, está simplesmente perfeito eu amei esse penteado e olha como meu cabelo tá solto, e Yanna garota que arraso de maquiagem

— Você está incrível e maravilhosa, gata, agora vamos para o seu vestido — O Jack falou enquanto me levantou da poltrona, me fez colocar minhas roupas íntimas e por último fechar os olhos deixando que colocassem o vestido em mim — que eu ainda não havia visto —.

— Magnífica ! — disse o Noah com uma expressão de puro choque enquanto já me observava com o vestido, estou me irritando por não poder me ver com ele.

Quando finalmente me deixaram me ver no espelho eu fiquei completamente sem palavras, o jeito que o vestido ficou perfeito no meu corpo é indescritível, meus seios cheios e volumosos ficaram lindos no decote V do vestido, vestido esse que é preto com flores com manga até o pulso e uma fenda na minha perna. Ele é volumoso no quadril e fino na cintura por causa do laço, por eu ter bastante quadril e bunda ele ficou mais volumoso ainda. Me sinto uma rainha com ele e eu até choraria se não soubesse que Jack brigaria comigo.

Vou arrasar nesse chá de bebê, girei com o vestido. A Sadie iria mais tarde e o vestido dela já chegou, é um vestido de alcinha com decote U e bem colado ao corpo que tenho certeza que vai ficar perfeito nela.

Para fechar com chave de ouro, coloquei brincos de diamante de argola, e um colar também de diamante. Ui esbanjando dinheiro, quem vê pensa. E olha que eu só tô indo no chá de bebê hein, ah quase me esqueci de falar sobre o Jimmy choo e também sobre o Noah que parece um príncipe, com um terno preto aveludado e seu penteado estilo galã.

Agradeci a todos os profissionais, paguei a eles, peguei uma prada e coloquei algumas coisas importantes que sempre levo, puxei Noah pelo braço o entrelaçando comigo e desci para fora do prédio sendo observada por todos os moradores e transeuntes, até tiraram foto, e foto essas que fiz questão de posar bem gata garota modelo, se achando a toda toda.

Entrei na limusine, esse chá de bebê vai dar o que falar eu tenho certeza, e nega eu estou pronta para afrontar, pisar e sambar na cara das invejosa.




Be careful what you say or do, the way you act. Because karma is a bitch






Notas Finais


https://cdn.shopify.com/s/files/1/2434/7173/products/bl_IMG_7808_540x.JPG?v=1540595553 o vestido da millie completo pra qm quiser ver ^^ espero q tenham gostado bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...