História ABO - Meu Pequeno Alfa - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Shouyou Hinata, Tobio Kageyama
Tags Abo, Kagehina, Lemon, Omegaverse, Romance, Yaoi
Visualizações 116
Palavras 1.720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii amores!!! Mantendo aqui o cronograma mais um cap pra vocês!! (mais tarde eu respondo os comentários do cap anterior, mas ja agradeço por todos eles meus queridos!!! ♥)

Boa leitura!! ^^ (Perdoem os erros)

Capítulo 12 - Pegos no Flagra


Fanfic / Fanfiction ABO - Meu Pequeno Alfa - Capítulo 12 - Pegos no Flagra

Estávamos na manhã do dia seguinte. Hinata e Kageyama estavam dormindo ainda deitados na cama, a mãe de Hinata, durante a noite, viu os dois jovens dormindo nus na cama e ligou avisando os pais de Kageyama onde o filho estava, para não ficarem preocupados. Em seguida ela pegou um cobertor leve, para cobrir a nudez dos dois jovens e em seguida encostou a porta do quarto para mais ninguém ver aquela cena tão fofa quando passasse pelo corredor.

 

Como era sábado, os jovens nem tinham muito o que se preocupar com o horário, e como no final da tarde anterior eles tinham se cansado bastante, era normal eles acordaram mais tarde hoje.

 

Quando finalmente Kageyama acordou, ainda meio sonolento começou a lembrar das coisas que havia feito no dia anterior. Se sentiu muito envergonhado por tudo o que disse, e pelo fogo que estava.... Mas pela primeira vez não se sentiu arrependido da decisão.

 

Preciso de um banho urgente, pensou Kageyama se levantando da cama. Quando colocou-se de pé sentiu aquela fisgada no seu traseiro, aquele lugar doía um pouco. Colocou as mãos nas costas e tentou se alongar para tentar diminuir a dor, sem muito sucesso. Decidiu ignorar aquela dor incômoda, mas suportável e começou a mexer em Hinata para tentar acorda-lo:

 

_Acorda Hinata!! Acorda alfa estúpido!!! – Kageyama ficou chamando Hinata enquanto o mexia tentando fazer o mesmo abrir os olhos.

 

Hinata acordou e se deparou com seu ômega o chacoalhando:

 

_Bom dia!! O que foi??? – Perguntou se empreguiçando.

 

_Bom dia, queria te pedir uma roupa, porque quero tomar um banho e já é de manhã. – Kageyama explica e Hinata finalmente levanta da cama.

 

_Tudo bem, vou ver aqui se tem algo que serve em você. – Hinata diz e vai até seu armário tentar achar algo.

 

_Pode ser qualquer roupa, antes do almoço eu peço para um de meus empregados trazer uma muda minha. – Kageyama fala e vê o olhar surpresa do alfa.

 

_Você vai ficar aqui durante a tarde?????!!! – Pergunta encontrando a roupa.

 

_S-sim, mas se não quiser eu vou embora. – Diz fingindo indiferença.

 

Hinata no mesmo momento corre para abraçar Kageyama e responde:

 

_Eu vou amar muito se você passar a tarde aqui comigo também!!  

 

Kageyama corresponde seu abraço e pega a roupa que Hinata lhe da. Era um dos pijamas de Hinata, era uma roupa leve para passar a manhã tranquila, já que mais tarde Kageyama trocaria de roupa mesmo:

 

_Onde fica o banheiro mesmo? – Pergunta Kageyama.

 

_Tem um no final do corredor a direita, só deixa eu pegar minha roupa também. – Hinata diz pegando outro pijama para si, verde.

 

_Eu vou tomar banho sozinho, ouviu?? E é bom você também tomar um banho, mas não no mesmo banheiro que eu. – Kageyama diz corado, mesmo que eles tivessem feito tudo que fizeram, ainda era meio vergonhoso fazer coisas desse tipo.

 

_Aaah.... Tudo bem então, eu vou tomar banho aqui no banheiro do meu quarto. – Responde Hinata meio tristonho, mas entendia o lado do moreno e logicamente respeitava.

 

Os dois pegaram suas respectivas roupas e toalhas, então foram para os banheiros. Kageyama tomou um banho um pouco demorado, lavando seus cabelos também. Hinata, por outro lado, não lavou o cabelo então seu banho foi mais breve, afinal havia lavado no dia anterior para ir na aula.

 

Terminaram seus respectivos banhos e voltaram para o quarto de Hinata. Kageyama se sentiu meio apertado com a blusa que Hinata havia lhe dado, a usou apenas até chegar ao quarto de Hinata e então a tirou na frente do alfa que mordeu seu lábio inferior, ao ver o corpo com pequenas gotas do recente banho e todo estruturado com algumas marcas que o alfa havia feito anteriormente:

 

_Pare de me olhar assim, só ‘to tirando porque está apertada. Como eu não ‘to muito afim de sair do seu quarto, prefiro ficar assim até minhas roupas chegarem. – Kageyama diz ao perceber o pequeno lhe devorando com os olhos.

 

_Entendi. – Responde se deitando na cama, Kageyama deita ao seu lado.

 

_Vamos ver um filme? – Pergunta Kageyama apontando para a televisão na parede de Hinata, do lado do computador do mesmo.

 

_Claro, quer escolher? – Perguntou o pequeno.

 

_Não, escolhe você. – Responde Kageyama.

 

Hinata vai até sua mesa do computador e pega o controle da tv, em seguida entra no programa de filmes e séries. Demora um pouco para Hinata se decidir qual filme quer assistir, mas quando finalmente acha o filme, o seleciona e se aconchega abraçando sutilmente Kageyama, vendo a reação do maior. O pequeno ainda tomava o cuidado, para que ver se Kageyama se irritaria ou algo do tipo:

 

_Desse jeito você não vai conseguir ver o filme. – Kageyama diz.

 

_Aé, vou virar então. – Hinata virou de costas para Kageyama em direção a tv, se sentiu meio sem graça.

 

Tal não foi a surpresa do pequeno quando durante o começo do filme sentiu suas costas serem prensadas, Kageyama estava abraçando ficando de conchinha com o menor. Na cabeça do moreno as coisas ficavam cada vez mais claras a cada momento que ele passava com seu alfa, sua conexão com Hinata estava aumentando, a barreira de aço que antes existia estava se rachando e caindo aos poucos. Tudo isso era possível porque finalmente o ômega havia se permitido a ter sentimentos por Hinata.

 

O alfa se aconchegou ainda mais no moreno, suspirando em alívio, parecia que ainda estava sonhando com tudo aquilo. Quando sentiu o ômega beijar sua nuca brevemente, foi a gota d’agua. Hinata virou para Kageyama novamente e perguntou um pouco corado:

 

_Posso te beijar?

 

_Não se pergunta esse tipo de coisa, idiota. – Responde Kageyama um pouco corado também, só Hinata conseguia fazer Kageyama se envergonhar dessa forma.

 

Kageyama puxa Hinata para um beijo, um beijo de ternura e carinho. Era um dos símbolos que tudo aquilo estava sendo feito por causa de sentimentos bons que ambos sentiam um pelo outro. Hinata adentrou com a língua na boca de Kageyama e as duas línguas dançavam em sincronia, seguindo um ritmo calmo e amoroso.

 

O beijo só foi ficar mais intenso quando Hinata aproximou os corpos um do outro, segurando nas costas nuas de Kageyama e trazendo o máximo que conseguia para seu corpo. Da mesma forma, Kageyama colocou as mãos na nuca de Hinata e massageou os fios do cabelo do pequeno.

 

Com a proximidade de seus corpos conseguiam perceber suas ereções dando sinal de vida. Os dois estavam excitados a cada segundo que se passava. Hinata começou a passear as mãos pelas costas de Kageyama, até voltar suas mãos para frente dos corpos e começar a beliscas os mamilos do maior, que começaram a ficar rígidos. Kageyama por sua vez se movimentava levemente roçando seu membro no de Hinata.

 

Os dois suspiravam pesadamente quando separaram suas bocas deixando um file de saliva a mostra, tudo ali parecia tão intenso e mesmo que lentamente estava tudo muito gostoso:

 

_Podemos fazer aquilo de novo? – Pergunta Hinata.

 

_Já disse pra você não fazer esses tipos de pergunta... – Kageyama responde meio irritado, mas estava irritado porque se sentia muito envergonhado.

 

Hinata entendeu o recado e ficou por cima de Kageyama, voltando a beijar o maior. Dessa vez foi um beijo breve, pois em seguida o menor começou a descer beijos, lambidas e sucções pelo pescoço e abdômen de Kageyama. O moreno gemia roucamente e baixo, mas o suficiente para Hinata ouvir ficando muito duro e excitado.

 

O menor após degustar todo o abdômen de Kageyama, foi para seus mamilos. Ele beijou a auréola e lambeu em volta, em seguida chupou de surpresa o botão. Um arrepio percorreu toda a coluna de Kageyama e fisgou mais ainda seu membro já rígido e pulsante.

 

Por fim Hinata repetiu o mesmo processo no mamilo seguinte, e mordeu os dois, mordiscando e puxando de leve fazendo Kageyama arfar. Os dois membros já estavam doloridos e impacientes querendo serem tocados.

 

Kageyama inverte as posições e fica por cima de Hinata, levanta levemente a blusa do alfa e começa a beijar sua barriga. Mesmo não estando no cio Kageyama emanava um cheiro diferente, fazendo Hinata ficar cada vez mais sedento com aquele cheiro suave e entorpecente. E o mesmo acontecia com Hinata, que soltava feromônios tranquilos e de pura felicidade.

 

Tudo estava extremamente apaixonante naquele quarto, os dois iriam fazer amor novamente até que:

 

_IRMÃOZÃO!!!!! DEIXA EU VER FILME COM VOCÊ? – Yumy Hinata, irmã de Hinata, abre a porta com tudo e diz.

 

Hinata e Kageyama se assustam, quase tendo um ataque do coração. Hinata cai da cama surpreso e em choque, devia ter pelo menos trancado a porta antes de começarem a fazer aquilo.

 

A pequena Hinata estava em choque, não fazia ideia que seu irmão estava ‘ocupado’ com outra pessoa, apenas decidiu quando acordou ir ver seu irmão, já que seus quartos eram meio longes na casa e ao chegar perto da porta ouviu o filme, achando que seu irmão estava vendo esse filme sozinho.

 

Sem total noção do que fazer nessa situação, a menina fechou a porta da mesma forma que abriu, brutamente e rapidamente, querendo ignorar tudo aquilo que acabou de presenciar. Mesmo que os dois estivessem vestidos e nada tão implícito assim, a pequena sabia o que os dois iriam fazer e só por esse motivo queria deletar seus pensamentos da cabeça. Pequena Yumy mesmo sendo nova, já sabia que seu irmão iria acasalar para ter bebês, sua mãe lhe disse ontem, mas a pequena não entendeu que isso significava que ele estava ocupado com outra pessoa, pelo menos ela não sabia como especificamente eles iriam ter bebês. Correu de volta para seu quarto fingindo não ter visto nada.

 

Os dois que estavam dentro do quarto ficaram de boca aberta e vermelhos igual a tomates, sem saberem o que dizer e nem como reagir. Hinata continuou no chão tentando raciocinar, mas sem sucesso, esqueceu até de sair do chão até que Kageyama quebrou o silêncio ali:

 

_Vou ligar para um de meus empregados e pegar logo uma roupa. Vê o que tem de café da manhã, estou faminto. – Diz tentando quebrar o clima tenso e vergonhoso do cômodo.

 

_T-tudo bem, já volto... – Hinata responde e levanta do chão saindo do quarto.

 

Mesmo que os dois estivessem envergonhados, parecia que mais momentos íntimos assim aconteceriam com frequência.... E das próximas vezes trancariam a porta.


Notas Finais


Foi isso amores!! ^^
Quero agradecer especificamente algumas leitoras que todo cap praticamente comentam, e isso de coração me incentiva muito e eu pego um carinho especial e talvez platonico por vcs kkkk Ent obg de vdd por sempre me acompanharem até em minha outra fanfic, vcs sao uns amores de pessoas e me melhoram o dia!!!! E também as novas leituras que comentam tambem quero agradecer, espero continuar vendo todas vcs nas minhas proxs fics e até o fim dessa!!!
Mais uma vez obg por tudo e aq redes sociais pra quem quiser bater um papo de yaois, fanfics, jogos, putaria kkkkk Vcs quem sabem ^^

https://www.facebook.com/ribana.aninha.3
https://twitter.com/AninhaChan2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...