1. Spirit Fanfics >
  2. About a girl - Kim Hongjoong >
  3. 11

História About a girl - Kim Hongjoong - Capítulo 11


Escrita por: satuvous

Notas do Autor


OI!
Cheguei aqui rapidinho com uma atualização pra vocês!
Espero que gostem.

Capítulo 11 - 11


Fanfic / Fanfiction About a girl - Kim Hongjoong - Capítulo 11 - 11

 

THE OFFENDERS, foi o nome decidido para a banda.

Apesar de ser apenas um hobby, eles gostariam de contar a sua própria história através daquilo; estávamos prestes á nos formar, exceto Mingi e Arem, e finalmente nos livraríamos daquele ciclo que tanto nos incomodou.

Era um recomeço. Para todos. 

 

 

 

 

 


Depois daquela madrugada um tanto intensa, consegui me sentir mais relaxada sobre a situação do dia seguinte.

Até o momento, pois a manhã chegou e somente eu tinha acordado ali.

Os meninos ficaram de pé ao meio-dia, ou melhor tive que acordá-los, pois se dependesse deles, sairiam no "último minuto do segundo tempo."

O que uma presença feminina não faz!

 

 

 

A casa se tornou um camarim total em preparação, roupas pela sala, instrumentos, cabos, fios, papéis, tudo literalmente de cabeça para baixo.

 

 

— Não se esqueçam de nada, por favor! — Repetia inúmeras vezes, percebendo que a tarde se aproximava, o show seria por volta das 22H.

 

— Qualquer coisa eu volto para buscar, não se preocupe tanto! — HongJoong se aproximou sorridente e me abraçou de lado.

 

— Que bicho te mordeu? — San nos olhou com as sobrancelhas arqueadas; automaticamente lembrei da noite passada.

 

Deus...será que tinham escutado algo?

 

— Ah, hoje é um dia feliz ok? Me deixe. — Torceu os lábios para o moreno e lhe mostrou a língua. — Tudo pronto?

 

— Acho que sim, mas realmente não esqueçam de nada, ok? Confiram antes de sair. 

 

— 'Pra que tanta preocupação, Hee? — O loiro disse, enquanto pegava as coisas que segurava em minha mão esquerda, entrelaçou nossos dedos e me puxou para fora.

 

— Planejamos tudo isso há tempos, não queria que algo desse errado. — O olhei. — E ei! Eu estava ajudando a carregar.

 

— O que tiver que ser, será. — Me olhou também, incrédulo. — Você não pode fazer tanto esforço ainda, acabou de tirar a órtese.

 

Revirei os olhos e torci os lábios para o garoto, que riu logo depois.

 

 

 

 

 

 

No final, conseguimos chegar cedo no bar, para assim, organizar as coisas com calma; até Yeosang foi para nos ajudar nos bastidores.

Afinal, quanto mais, melhor!

 

O cheiro forte de maquiagem e spray fixador rolavam no ar daquele pequeno camarim; além da enorme correria, Arem gritando por não saber onde estava o seu modelador de cachos, Mingi logo atrás tentando acalmá-la, Yunho organizando as suas coisas pela quinta vez, Choi balançando as baquetas enquanto andava de um lado para o outro e bem, HongJoong estava ao meu lado, enquanto os observava sorridente.

 

— Você não me devolveu a minha jaqueta, desde aquele dia, lembra? — O olhei, surpresa e soltei um riso baixo. Por ironia do destino, estava com ela.

 

— Você percebeu? Virou a minha favorita...

 

— É sua.

 

— É, eu já sabia. — Rimos e deixei um selar rápido em sua bochecha.

 

— GALERA, O TESTE DE SOM, VAMOS! — Yeosang nos interrompeu, quase derrubando aquela porta e me arrastou imediatamente para a mini-coxia; pegou em minha mão quando me viu tensa, os observando e rapidamente me abraçou.

Ele era um amigo e tanto.

 

 

 

— Vocês todos merecem estar aqui, apenas vão e curtam o máximo que puder. Como se fosse a primeira e última vez de vocês!

 

 

 

 

Estava acontecendo.

O show tinha começado há alguns minutos atrás e parecia que um enorme alívio tinha pairado em mim.

 

Enquanto os assistia, tive meros flashbacks de tudo o que tinha passado até aquele momento.

Como tudo começou.

Os momentos de adrenalina.

Fugir pelos corredores da escola; arrumar aquela garagem; vê-los tocando pela primeira vez; o incidente com Seonghwa; o beijo de HongJoong.

 

Aquele que também, não conseguia desviar o olhar em nenhum momento, desde a primeira vez que tínhamos nos visto. 

O garoto retribuía aquele de vez ou outra, lançava alguns sorrisos bobos e piscadelas para mim.

Ele realmente parecia ter mudado.

 

 

 

Depois de mais ou menos duas horas e meia tocando, vieram à tirar uma pausa.

Quando entraram nos bastidores, uma série de gritos e aplausos saíram dali, estava tão orgulhosa que não me contive e abracei cada um, os parabenizando por tanto.

 

— Nada disso teria acontecido se não fosse por você, Heejin. — Arem disse, surpreendentemente.— Obrigada.

 

Apenas sorri em resposta, enquanto sentia os braços de HongJoong discretamente rodearem a minha cintura.

 

Não sabia se era paranoia de minha cabeça, mas ele parecia distante diante da comemoração que fazíamos, cogitei em perguntá-lo, mas não queria transformar aquele clima e torná-lo chato.

 

E enfim seguimos para um intervalo de, mais ou menos, uma hora, onde comemos e conversamos bastante.

 

Mingi se gabava de seu solo, o quão tinha arrasado e claro, bajulava a sua namorada e San dizia que parecia ter perdido o tempo algumas vezes, com um olhar desanimado.

— Vocês foram perfeitos, não tem o que se preocupar! Além disso, se erraram, aposto que a plateia nem percebeu. — Comentei, na intenção de confortar Choi.

 

— É que o 'patrão é perfeccionista, você não viu nos ensaios? Não é HongJoong?

 

— Ah...o que? — Todos se viraram para o garoto, que se levantou rapidamente. — Eu vou ao banheiro, já volto.

 

 

 

 

60 minutos passaram voando e logo, era o momento dos garotos voltarem ao palco.

Todos estavam posicionados ali, apenas esperando o sinal.

 

— HEEJIN! HEEJIN-AH! — Yeosang gritava desesperadamente o meu nome e corria em minha direção, abanando os braços.

 

— O que foi!? — Já estava assustada pela sua simples feição assustada.

 

— É o HongJoong...

 

— O que tem ele?

 

— Ele desapareceu.

 

— COMO!? — Pisquei algumas vezes, antes de me tornar totalmente desnorteada.

Como? E por que?

 

— Fomos ao banheiro chamá-lo e ele não estava lá, nem no camarim, nem lá fora.

 

A voz do garoto foi se tornando abafada para os meus ouvidos e mais uma vez, senti aquele momento se passar em câmera lenta; aos poucos, já não conseguia mais manter o equilíbrio e me sentei no chão.

 

— O que aconteceu? — Yunho veio até minha direção e apoiou suas mãos em meus ombros. — Onde está HongJoong?

 

— Terminem sem ele. — Tentei controlar a voz que já estava embargando e me mantive estável, mesmo que aquilo me atingisse tanto, eu precisava ser forte.

 

— O que!? Mas- 

 

— Só acabem logo com isso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fim daquela noite dê "recomeço"  foi com certeza, uma das piores.

Eu queria sumir, estava com medo de nunca mais encontrá-lo.

Engoli o choro e tentei manter a calma, pois sua irmã já fazia o papel de todos e saiu dali lamentando pelo irmão mais novo. E com certeza se liberasse, estaria igual.

 

Quando finalmente aceitei os sentimentos que supria por ele, ele some desse jeito.

E aparentemente, sem motivo algum.

 


Notas Finais


Ok, podem me xingar a vontade KKKKKKKKKKKKKK
Talvez eu solte outro amanhã! Obrigada por lerem até aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...