História About Love - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Buchanan "Bucky" Barnes, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers
Tags Black Widow, Buckanda, Buky Barnes, Capitão América, Capwidow, Feiticeira Escarlate, Natasha Romanoff, Romance, Romanogers, Stasha, Steve Rogers, Wanda Maximoff, Winter Soldier
Visualizações 234
Palavras 1.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Esclarecimentos


>Steve

Nat senta-se de repente na cama e parece confusa ao ver-me.

-Ste-ve...- ela diz e como se finalmente se apercebesse de que eu estava ali ela saltou, literalmente, para cima de mim abraçando-me.

Fico chocado com a sua atitude, e é neste momento que me apercebo que o meu estado devia ser mesmo grave para ela estar tão feliz em ver-me.

De repente ela afasta-se de mim.

-Desculpa!- ela diz- Estás bem? Magoei-te? É melhor eu ir chamar um médico para ver se está tudo bem contigo. Eu estou tão feliz que estejas bem!- ela diz levantando-se e saindo apressada do quarto sem nem me dar tempo para falar.

Bom, nós não devemos estar presos, senão não a deixariam ficar aqui. Isso deve significar que ela e Bucky nos salvaram. Que estão todos bem. Menos mal…

Alguns minutos depois aparece um médico para me examinar, ele parece não acreditar que eu já acordei, segundo ele o meu estado parecia ser mais grave, ainda assim ele atribui a rapidez da minha recuperação ao efeito do super soro.

O médico acaba de me examinar, referindo que está tudo bem comigo só preciso de repouso, e sai do quarto. Nat ainda não voltou, talvez tenha ido chamar os outros?

-Ei- ela diz passando pela porta uns minutos depois- Como estás a sentir-te?- ela diz sorrindo.

-Confuso e… com fome- digo olhando para o tabuleiro de comida que ela trás nas mãos.

-Aqui- ela diz enquanto pousa o tabuleiro na mesinha ao lado da minha cama.

-Onde é que estão os outros?- pergunto enquanto começo a comer.

-Eles estão bem, não te preocupes- ela responde para meu alívio.

-Onde é que nós estamos? E porque é que estamos só aqui os dois?

Ela suspira pesadamente antes de me responder:

-Tem calma, está tudo bem. Este hospital é da SHIELD nós estamos seguros. Mas muita coisa se passou desde que tu vieste parar ao hospital- ela diz simplesmente.

-Bom, eu quero saber tudo o que se passou. Ainda está tudo muito confuso para mim, lembro-me de termos ido para uma missão e de termos sido apanhados, mais nada, o que é que aconteceu depois? Porque é que a Sharon não está aqui?- ela parece bastante confusa quando digo isto- O que foi?- pergunto.

-Não te lembras de mais nada?- aceno que não- Ok.

Ela solta um longo suspiro e começa a contar-me que era tudo um plano do Ross para nos apanhar, que eles conseguiram prender-nos e depois interrogaram-nos e a torturaram-nos para saber onde ela e Bucky se encontravam.

-Sim, eu lembro-me vagamente deles começarem a torturar a Sharon. Mas ninguém disse nada não é? O bunker ainda é seguro certo?- pergunto.

-Não- como assim?- Como dizes eles começaram por torturar a Sharon por a considerarem mais fraca e por esperarem que tu cedesses por pena dela, e…

-Não fui eu contei pois não?

-Não, Steve, foi a Sharon. Ela pediu que eles parassem que ela contava tudo.

-O quê? E ela contou?

-Sim, ela contou tudo. A localização do bunker, os nossos planos e pior de tudo que nós desconfiávamos de que era a HYDRA que estava por trás disto tudo.

-Eu não acredito…

Como assim a Sharon contou tudo? Nós estávamos juntos. Como é que ela foi capaz de me trair desta maneira?

-E ainda teve a lata de dizer que sempre esteve do lado do governo, que se infiltrou para depois nos denunciar- a Nat diz com raiva.

-E se ela esteve mesmo?- pergunto encarando-a.

-Não Steve, segundo o Sam contou ela cedeu à tortura e para não ficar mal vista deve ter exigido que fosse isso que contassem para a comunicação social.

-E depois? Como é que tu e o Bucky escaparam? Como é que nos resgataram?

 

>Natasha

Eu não acredito que ele não se lembra nem de metade do que se passou! Como se não bastasse vou ter de ser eu a contar que a namoradinha dele nos traiu.

À medida que vou contando tudo o que se passou ele vai-se lembrando de algumas coisas que passaram, apesar de continuar bastante confuso e por vezes repetir as mesmas perguntas, ele devia descansar primeiro, e só depois levar com todas estas preocupações. Mas é claro que ele não vai descansar enquanto não souber todos os pormenores e ter certeza de que estão mesmo todos bem, afinal estamos a falar do Steve!

-E agora o que é que vamos fazer?- ele pergunta assim que acaba de comer e de eu responder a todas as suas perguntas.

-Tu precisas de descansar, Steve. Não te preocupes, nós podemos resolver as coisas assim que tu estiveres recuperado- digo.

-Custa-me ficar parado, não podemos ir pelo menos ter com os outros? Eu detesto hospitais!

-Não Steve, vais ficar aqui pelo menos esta noite porque amanhã ainda tens de fazer exames. Mas se estiver tudo bem nós depois vamos para o novo esconderijo, que eu também já estou farta deste lugar!

-Obrigado- olho para ele confusa- Por teres ficado aqui comigo- ele esclarece.

Dou um meio sorriso e seguro na sua mão.

-Tu já fizeste o mesmo por mim. E eu não ia descansar enquanto não soubesse que estava tudo bem contigo. Não precisas de agradecer.

-Sim, eu preciso. É horrível acordar sozinho num hospital, totalmente perdido, sem nem sequer uma cara conhecida- ele responde e facilmente consigo perceber que ele se refere ao momento em que acordou na SHIELD depois de 70 anos congelado.

-No que depender de mim, tu nunca vais estar sozinho, Steve- digo apertando de novo a sua mão.

-Obrigado, por tudo. Tens sido uma das únicas pessoas que tem ficado sempre do meu lado.

-Ok, já chega de lamechices!- digo largando a mão dele e retirando o tabuleiro da frente dele- Tu tens de descansar.

-Ok- ele diz com um meio sorriso.

-Boa noite, Steve- eu digo ainda sentada na cama dele.

Ele deita-se e ajeita-se na cama para ficar mais confortável, e depois diz:

-Sabes que eu não vou conseguir dormir enquanto tu não adormeceres também. Eu fico preocupado.

-Sabes Steve, quando eu estive mal tu estiveste sempre lá para me ajudar, por muito que me custasse admitir que eu precisava de ajuda. Agora é a minha vez de estar aqui para ti, porque até o Capitão América precisa de ajuda, ok?

-Hu-hum- ele diz mas já meio ensonado- Boa noite, Nat- ele diz fechando os olhos.

-Boa noite, Steve- eu murmuro.

Uns minutos depois ele parece dormir em paz, então eu deito-me a seu lado para poder finalmente descansar sabendo que Steve está bem…


Notas Finais


Demorei, mas voltei! Espero que tenham gostado do capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...