História About loving you (Stydia) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Claudia Stilinski, Lydia Martin, Malia Tate, Natalie Martin, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Amor, Colegial, Decepção, Dor, Dylan O'brien, Família, Festas, Holland Roden, Meio-irmãos, Perdão, Primeira Vez, Stydia
Visualizações 518
Palavras 1.434
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, tudo bom? Essa é a primeira fanfic que eu chego a postar, eu ja fiz algumas outras mas nunca postei, sempre tive vergonha do modo que eu escrevia e também tinha medo de que o público não gostasse, então se sintam importante porque é a primeira vez que eu posto. E mais 2 coisas...
Primeiramente fora temer
Segundo, O shipp Stydia é o melhor de todos.
Boa leitura, leitores ❤📖

Capítulo 1 - Meio-Irmão


Fanfic / Fanfiction About loving you (Stydia) - Capítulo 1 - Meio-Irmão

Hoje, hoje meu padrasto é o meu novo irmão vem morar conosco, minha mãe Natalie começou a nomorar Noah Stilinski a 4 anos atrás, e então até ai eu nunca soube que ele tinha um filho, e também nunca vi a necessidade de perguntar, apenas hoje que eu soube que vou ter um irmão, bem em ultima hora, graças a minha casa, não irei ter que dividir o mesmo quarto que ele. Eu ao menos nem sei o nome dele e nem a idade dele, não sei se ele é legal, não sei se ele é mimado, e se ele for uma daquelas crianças que não para de chorar porque o brinquedo quebrou? Eca.

Eu estava olhando pela janela do meu quarto que dava bem de olho à rua, e de lá eu esperava Noah é o filho, enquanto minha mãe preparava o maravilhoso almoço de domingo, tem coisa pior? Ganhar um irmão e ainda no domingo, domingo cara, o dia em que ficamos na cama apenas vendo series e se enchendo de gordisses, chorar ao assistir alguma coisa, perceber o quanto sua vida e ruim ou boa, e lembrar do passado. Ou seja, domingo é dia de sofrer. 

-FILHA, NOAH CHEGOU.—Ela gritou para que do meu quarto eu conseguisse ouvir, eu estava pensando em tanta coisa que acabei não reparando no carro azul esporte chegando, e de dentro Noah saindo do mesmo. 

Corri até a porta de entrada e então recebi Noah com um grande abraço apertado, Noah é um cara muito bom, sempre tratou minha mãe e a mim bem, nunca aumentou seu tom de voz e nem mesmo brigou com minha mãe, obvio que todo casal tem suas DR, mas nunca cheguei a ver eles brigando. Depois da morte do meu pai, sempre desejei que minha mãe arrumasse alguém que seja tão bom quanto ela, até porque depois de tanta dor e sofrimento, ela merece ser feliz.

-Lydia, Nos ajuda com as malas?—Noah pergunta e estende a mão com 2 malas, e então quando me dei conta vi o Homem alto cheio de tatuagens e piercing, olhos castanhos, tão bonitos quando Nick Jonas, os cabelo castanho, tão bem cuidado. 

-Lydia, esse é o meu filho, Stiles.—A voz de Noah entrou pelo meus ouvidos, me tirando da concentração entre olhar para o meu novo irmão, ele não era nada como eu imaginava. 

-Prazer Stiles, sou Lydia.—Falei em quanto eu estendia minha mão para o tal Stiles aperta-lá.

O garoto apenas deu um sorriso tão falso igual aquela grávida de Taubaté, e simplesmente ignorou minha mão estendida para ele, ele então parou de sorrir e entrou para dentro batendo meu ombro ao dele.

-Não ligue para ele, ele sempre foi chato assim.

Entrei com as malas que Noah me deu e então vi Stiles falando com minha mãe, com o mesmo sorriso falso de antes. 

-Filha? Porque não mostra aonde é o quarto do Stiles para ele?.—Minha mãe falou e então todos olharam para mim, me pressionando, com todos me olhando parece até que eu tinha escolha entre mostrar a ele e não mostrar, mas infelizmente eu não tinha escolha. 

-Claro mãe, adoraria mostrar a Stiles o seu quarto.—Falei em um tom tão irônica que eu não acreditei, olhei para Stiles e então inclinei minha cabeça para o lado como se fosse um "Vem".

O homem tatuado e com piercing me segui, ele erarealmente bonito, com certeza puxou a mãe, porque não tem nada do Noah nele. Ele tinha um braço todo fechado com tatuagens, é o outro ainda estava pela metade, como se ele fosse ainda terminar suas tatuagens, seu pescoço tinha asas de anjo, linda tatuagem, mas, porque no pescoço?. Ele tinha um piercing no lábio inferior, e um na sobrancelha. Ele era típico cara maloqueiro, que não quer nada com a vida e quer ficar no quarto apenas escutando seus Rock e fumando baseado enquanto transa com qualquer vadia por 50 reais. 

-É aqui, seu quarto.—Abro a porta do quarto dele e então ele entra sem dizer uma palavra, olhei para ele uma última vez e então ele simplesmente fechou a porta na minha cara.-Denada seu grosso.—Depois dessa minha frase, fui para meu quarto e me tranquei lá. 

[...]

-Eu sei amiga, mas o Jackson não tem culpa, aquela menina que pediu o número dele, vc sabe que Jackson te ama e que ele nunca te trairia.—Allison falava pelo telefone comigo.

-A, eu gosto do Jackson, mas as vezes eu acho que esse amor dele por mim é muito exagerado não é?—Após eu falar, escuto Allison fazendo um "Uhun" com a garganta.-Mas então, relaxa, eu não to brigada com ele. Ele realmente não tem culpa por aquela cadela sem dono ter pedido o número dele.

-E ai, Jackson já falou alguma coisa sobre vc perder a virgindade? 

-Não Alli, ele não diz nada, esse é o bom de Jackson, ele não me pressiona, ele deixa eu tomar minhas decisões, e ele respeita meu espaço. 

-Hum, muito santinha dona Lydia, muito santinha!—Eu apenas ri para dentro e então escuto minha mãe entrando no quarto.

-Tenho que ir Alli, até amanhã.—Sem esperar ela responder eu desligo o telefone e olho para minha mãe.

-Vim te chamar para jantar. 

-Ok, ja estou indo. Obrigada. 

Ela então saiu do quarto e eu desci até a cozinha, na mesa Noah e minha mãe ja estavam sentados. 

-Lydia? Poderia fazer o favor de chamar Stiles para mim?—Noah perguntou tão simpaticamente que naquele momento eu quis que seu filho fosse igual a ele, simpático. 

Apenas acenti com a cabeça e subi as escadas novamente, fui até o quarto de Stiles e abri a porta. 

-Stiles, seu pai ta te chamando para com...—As palavras sumiram quando eu vi ele nu, a toalha estava na mão dele enquanto ele secava os cabelos mais cuidados do que mim, em sua boca tinha um cigarro quase acabando, que nojo.

-Não ta vendo que eu to me trocando, desgraça.—Faz 8 horas que esse arrogante esta na minha cara e essa foi a primeira coisa que eu ouvi ele dizendo, sua voz era rouca, e enquanto ele falava a fumaça saia da boca dele. 

-Desculpa, eu não sabia que vc estava se trocando.—Não consegui parar de olhar para aquilo que ele mantia entre as pernas, sem nenhuma ereção aquilo era grande, imagina quando... 

-Ja pode sair do meu quarto ne?—A voz rouca me deu arrepios enquanto eu olhava para aquilo, balancei a cabeça e então olhei para ele.

-Vem me comer.—Lydia, vc escutou oque vc acabou de falar ou vc ficou surda a primeira vez na vida?-Quero dizer, vem comer.—Eu gaguejava um pouco, mas, quem nunca ne? 

Ele apenas deu uma risada e então virou de costas para mim, aquele garoto... O corpo dele era como uma estátua. Poderia ficar em um Museu para admirar, quando ele se virou, suas costas cheias de pintinhas me impressionou, e a sua bunda, era grande. Deus, oque eu estou fazendo? 

Fechei a porta do quarto dele e então desci novamente para a cozinha.

-Ele está vindo?—Minha mãe pergunta

-Uhum, está se trocando. Mãe? Me perdoe mas não vou comer em casa hoje.

-Oque? Lydia é a nossa primeira noite em família.—Família? Eu em, Deus me livre chamar aquele arrogante de Família. 

-Vou na casa da Allison, ela está precisando mais de mim, do que vcs. Beijos.—Falei, peguei as chaves de casa e então sai. 

Eu nem sabia para onde ir, a minha sorte é que eu não precisei me trocar, eu estava com uma calça jeans preta e uma regata branca, meu tênis da adidas e cabelo solto, porque eu ando assim pela casa? Nunca se sabe quando vai ter um paparazzi na sua janela tirando fotos suas enquanto vc faz necessidades em seu banheiro, ou está escovando os dentes. Obviamente eu iria ao Pop's comer, mas eu odeio comer lá sozinha! Mas ok, vamos lá ne Lydia, vc deixou a comida de sua mamãe cozinheira chefe por causa de seu irmão.

[...]

-Allison? Poderia ir na minha casa amanhã? 

-Claro, mas porque? Aconteceu alguma coisa? 

-Sim, mas nada demais. Beijo.

Desliguei o telefone e então comi os hambúrgueres do Pop's. Ja era 00:45 e eu então voltei para casa. Estava todo mundo dormindo, entrei de fininho e subi. 

-Estava aonde, que não janto em "família" com a gente?—Stiles aparece apenas de cueca boxer encostando na porta de seu quarto.

-Tava por ai, escuta... Vc não pode sair pela casa assim, semi-nu. 

-Porque não? Vc gosto de me ver pelado, aposto que sua mãe gostaria também. 

Babaca. Não respondi ele, apenas entrei para meu quarto e fechei a porta, tirei toda a roupa do meu corpo ficando apenas de calcinha e então me atirei na cama.




Notas Finais


Continuo ou não? Os favoritos e comentários que decidem.
Espero que tenham gostado ❤📖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...