História About My Prince - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Camila Cabello, Justin Bieber, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Mendes Army, Princesa, Principe, Shawn Mendes
Visualizações 501
Palavras 1.398
Terminada Sim
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


QUATRO PRÊMIOS!! CONSEGUIMOS FAMÍLIA! TÃO ORGULHOSA DO NOSSO MARIDO!❤❤

Capítulo 3 - Chapter three


Depois de mais algumas fotos eu e todos nós direcionamos ao certo altar que se encontravam no centro do jardim para nos sentarmos.

Eu e Shawn nos sentamos no meio de nossas famílias e ao meu lado Julie sorria para todos.

— É um prazer recebê-los aqui. Todos o que estão aqui tem um grande significado para mim e minha esposa quanto para o rei Manuel e a rainha Karen. — meu pai diz olhando para a câmera que transmitiria tudo ao vivo em alguns canais da Tv, para que o povo se sentisse parte de nossa vida. Um ouro truque planejado pela minha mãe e meu pai. Todoa aplaudem suas palavras e ele sorri orgulhoso.

Muitos flashs, gritos e bagunça na área em que eles estavam. Uma grade nos separava. Minha mãe sutilmente pediu para que todos se calassem e assim foi feito.

— Escolha uma pessoa, querida.— minha mãe se direciona pra mim e olho para aquelas pessoas que morreriam por uma palavra.

— Você!— aponto para uma mulher loira que estava esmagada na grade.

— Alteza.— acena com sua cabeça— Primeiramente a senhorita está linda.— sem falar nada apenas movimentando a boca agradeço.— Bom vamos a pergunta. Minha pergunta é: vocês dois já se conheciam?— um pequeno sorriso se formava no rosto de Shawn e nos olhamos ao mesmo tempo.

— Não, já tinha ouvido falar, muito da princesa... Mas nunca a vi pessoalmente.— ele mente sem tirar seus olhos dos meus.

— Pois é. Não tivemos a oportunidade de nos falar antes, para fazer com que hoje possa ser um dia especialmente dedicado, não apenas para mim mas para meu povo.— tiro meu olhar dele e olho para a jornalista.

— Obrigada.

— Nós que te agradecemos, querida.— Shawn se direciona a jornalista, passando a mão pelo seus cabelos e molhando seus lábios. Um suspiro não só dela mas de todas que estavam ali foi notado.

— Alteza!— um homem que se encontrava no fundo gritou e eu e Shawn o olhamos.— O que acham de se casar com uma pessoa a qual nunca se viu na vida?— um nó se formava na minha garganta. Não tinha como escapar dessa pergunta. Eu abria a boca repetidas vezes tentando achar as palavras certas.

— Isso é até um pouco engraçado.— Shawn me salva.— Nunca ter visto Victoria no início parecia loucura, no entanto hoje vemos que foi uma escolha de nossos pais. Essa sempre foi nossa vida, sabíamos desde nossos sete anos que seria assim. De certa forma... Talvez eu a conheça melhor do que todos nós imaginamos.

— Princesa?

— O tempo. Ele pode responder sua pergunta.— com minha voz embargada encaro o gramado e seguro as lágrimas insistentes.— Próxima pergunta.

— Minha pergunta vai ser mais direcionado a seus pais.— um homem olha pra mim e Shawn.— Todos nós sabemos que o casamento entre o príncipe Shawn  e nossa princesa é fruto da aliança com o Canadá. E sabemos também que sua vida foi voltada para governar seus países. Mas diferente de vocês eles terão que governar dois países, o que podemos esperar desses dois, levando em consideração alguns ataques que temos, o que é normal... Mas ainda assim são perigosos. O que podemos esperar?

Talvez alguém pense que eu sou aquele tipo de menina revoltada que nunca quis ter essa vida, mas não é isso. Ser Princesa é o que eu sou... Mas o problema é que é só isso. É totalmente superficial, as pessoas me conhecerem pela princesa mimada que tem tudo na mão... Não! Ser rainha é meu futuro, eu não posso me negar. Essa é a minha vida.

— Bom, sei como o povo pode se sentir em relação a novos líderes. No entanto eles liderarem dois países não muda o fato de eles serem criados para isso. Conhecemos Shawn desde pequenos e sabemos que será um rei perfeito e Victoria é minha filha. É uma mulher com personalidade e de uma honestidade única. Então de acordo com os ataques, que estão sendo constantes mas nós já estamos cuidando disso, não precisam se preocupar. Estamos em ótimas mãos.— meu pai sorri para todos e me encara.

Depois de mais algumas perguntas irrelevantes eu fui para meu quarto com Julie.

— Ele estava lindo! Você estava linda! Tudo estava perfeito!— Julie rodopia pelo meu quarto com um sorriso que tomava conta de seu rosto.

— Eu tô cansada!

— Ai Victoria! Parece que não gosta de ser princesa.

— Julie, você tem que ficar todos os dias ouvindo as pessoas falando o que você tem que fazer? Não Julieta! Eu não tenho tempo pra dormir, todos os dias às seis horas da manhã eu me acordo e tenho que encarar uma mesa de papéis! Isso cansa.

Julie vem até mim e me abraça. Minha irmã... Eu não tenho irmãos de sangue, Julie é a minha única pessoa que eu tenho em que eu posso confiar, chorar, sorrir e gritar. Tudo me leva a ela.

Fomos atrapalhadas pelas batidas na minha porta.

— Pode entrar.— me separo de Julie e olho pra porta.

— Com licença princesa. Nós vamos ter que lhe arrumar.— minha criada entra hesitante no quarto.

— Mas já?

— Acredite... Desta vez vai demorar muito mais. Temos que ser ágeis.

— Esta bem, vamos. Julie pode ir comigo?

— Acho que a senhorita Julie gostaria de se arrumar para estar  deslumbrante.— ela sorri e nós duas concordamos, Julie sai do quarto. Eu começo a seguir a criada pelos corredores do palácio

Chegamos no terceiro andar e entramos na seção do palácio onde costumava a estar cheia de mulheres... Estava vazio.

No entanto, logo no canto do salão tinham muitas mulheres e várias— muito mais do que hoje de manhã— maquiagens.

— Pronta?!— uma das mulheres me puxa pelo braço e todas vão para seu devido locais. Cada um com sua obrigação. Uma delas tiravam as presilhas do meu cabelo; outra começa a desabotoar meu vestido; tirar meus sapatos e assim todas começam a me arrumar. Eu só fecho meus olhos e deixo com que elas façam o que quiserem comigo.

— Princesa! Pode abrir os olhos!— uma delas sussurra em meu ouvido e assim eu faço.

Abro meus olhos e vejo meu reflexo no espelho.

— O toque final será hoje.— uma mulher loira se direciona a mim sorri.

— Que toque final?

— Sua coroa, sua aliança.

— Aliança?

— Sim, princesa. Sua aliança sua aliança de noivado.— olho pra ela pelo seu reflexo e volto minha atenção para mim.

Meu vestido azul colado, deixava a mostra minhas curvas. Sua cauda se estendia no final com pouquíssimos babados, meus sapatos acabaram não sendo os brancos que minha mãe adorou, e sim um preto que brilhava. 

Viro um pouco meu rosto para ver minha maquiagem. Era um pouco mais escuro que a cor da minha pele, mas ainda sim seguindo o mesmo tom. Com alguns detalhes pretos. Meu batom era uma vermelho um tanto opaco.

— A senhorita está simplesmente... Uma rainha.

— Minha mãe não gostaria de saber disso, Rose.— todas nós rimos baixo.— Mas não se preocupe. Eu não contarei— pisco.— Todos já chegaram?

— Sim. Todos estão a sua espera.

Respiro fundo e passo a mão pelo vestido.

Cabeça erguida, sorriso no rosto, peito estufado, postura, essas eram minhas regras.

— Todos chegaram?— pergunto passando a mão pelo vestido.

— Sim, só falta a senhorita.

— Então vamos.

Três batidas na porta e um "entra" foi dito.

— Vick?— Julie entra.

— Era de você que eu precisava. Vamos.— saio da frente do espelho e vou até ela.

— Você está parecendo com ela.

— Minha mãe?— ela concorda.

— Uma rainha. Vamos!

Saímos e descemos algumas escadas até chegar ao salão principal.

Abro a porta que dava para uma escada a qual eu e Julie iríamos descer.

Sinto minhas mãos suarem.

Descemos alguns degraus e alguns cochichos são escutados.

Os olhares vem em minha direção e eu lanço meu sorriso mais convincente.

Minha mãe vem até mim com a mão na boca e os olhos arregalados.

— Venha tem pessoas que gostariam de lhe conhecer.— ela diz me puxando pela mão.

O começo da festa foi um saco. Às vezes meus olhos percorriam pelo salão a procura de Julie, que sumiu!

A procura de Julie acabo encontrando a roda de meninas, entre elas Meredith— uma loira dos olhos escuros, que me tirava a paciência desde pequena.—  e no meio Shawn sorria.

— Com licença.— saio de onde estava e vou até  onde conversavam.

Eu estava disposta para acabar com a noite de Meredith.

Me aproximo do grupo perto suficiente para Shawn me chamar para dançar.

— Princesa?— viro meu rosto e encontro seus olhos castanhos que brilhavam.— Me concede essa dança?


Notas Finais


Tchau anjinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...