1. Spirit Fanfics >
  2. Abra essas Algemas! (Changlix) (Minsung) (HyunChan)(SeungIn) >
  3. XI - Contra a parede!

História Abra essas Algemas! (Changlix) (Minsung) (HyunChan)(SeungIn) - Capítulo 15


Escrita por: Miiizore

Notas do Autor


PRONTINHO!!!

Sinto muito mesmo gente 😭❤️
Eu precisei reescrever o cap, pq acabei excluindo sem querer. O original estava com uns 6k de palavras... Mas aí precisei escrever tudo de novo agora, e fiquei com preguiça de escrever tudo. Então vou deixar o resto para semana que vem.

❤️ fiquem com o cap 11. Boa leitura ❤️

Capítulo 15 - XI - Contra a parede!


Fanfic / Fanfiction Abra essas Algemas! (Changlix) (Minsung) (HyunChan)(SeungIn) - Capítulo 15 - XI - Contra a parede!

~ Changbin 


O desfile da empresa do meu pai é amanhã, novamente já deixaram bem claro que eu preciso estar presente. Pura hipocrisia, fingir ser uma família feliz na frente das câmeras enquanto dentro de casa somos como estranhos. Nada que eu já não esteja acostumado. Apesar de nem sempre ter sido assim, pelo menos até os meus seis anos, eu tenho uma vaga lembrança deles sendo gentis e carinhoso comigo. Até que tudo mudou quando meu pai começou a trabalhar na empresa dos Hwang. Alguns anos meu pai adquiriu a empresa e o senhor Hwang faleceu. Essa percepção me faz sentir horrível toda vez que o Hyunjin fala comigo, eu nunca mais soube nada sobre sua família. Nesta casa o nome Hwang é proibido, então nem consigo imaginar a reação do meu pai quando descobrir que o Hyunjin foi um dos modelos selecionados para participar do desfile de amanhã, os resultados saíram ontem, ele ficou todo animado, parece que trabalhar com o ramo da moda é algo que ele herdou do pai, combina com ele. Só espero que nada de ruim aconteça amanhã. 


— Changbin? — fui tirado de meus pensamentos com alguém me chamando. 


— Minho? 


— Você não atendia minhas ligações, então precisei vir até aqui. A empregada me deixou entrar. Jisung está no carro! 


— Por que ele não entrou? 


— Jisung não suporta sua mãe, ficou com medo de encontrar ela aqui e acabar sendo grosso se ela falar algo com ele. Se arruma, Changbin. Vamos sair! 


— Em? Para onde? 


— Vamos apenas sair. Jisung deu a ideia e convidou os outros também. Tentei te ligar mas como eu disse, você não atendia. Então agora você não tem opção de escolha, já que eu já estou aqui, você vai se arrumar rápido e nós vamos sair. 


— Os outros? 


— Hyunjin, BangChan e claro, Yongbok. …. Nem disfarça, fala sério. Essa sua reação ao nome já te entrega. Vai se arrumar logo, ele está no carro esperando a gente. 


— Não tive reação nenhuma…. 


— Claro. Só ficou em pé na mesma hora ao ouvir o nome Yongbok. 


— Cala a boca. Vou me arrumar. 


— Me diz, Bin. Qual é o lance entre vocês dois? 


— Não tem nada disso de lance, Minho. Não viaja. Azul ou preto? — Perguntei mostrando duas camisas. 


— Azul. Você já está de calça e tênis preto. Coloca o azul para se destacar um pouco. 


— Ok, então vou usar a preta! 


— Quer morrer? Fala sério… 


— Eu gosto de preto, Hyung. Vamos? Estou pronto. 


Sai do meu quarto junto a Minho, passei pela minha mãe mas ela apenas me olhou e depois voltou a andar. Pelo menos não preciso dar explicações para onde estou indo. Ela não se importa comigo ao ponto de perguntar. Assim que saímos da minha casa, fomos em direção ao carro, Minho pediu para eu entrar e pôr o cinto para ele poder dirigir. Felix estava na ponta então me deu espaço para sentar. Ele sorriu para mim assim que me sentei a seu lado, e eu acho que estou ficando realmente pirado, porque o sorriso dele está cada vez mais fazendo meu coração disparar.


— E ai, baixinho? Pronto para gritar bastante na montanha russa? — Jisung perguntou me encarando. 


— Vamos ao parque de diversões?


— Sim. Minho queria ir no boliche, mas quando eu falei do parque, esse neném aí do seu lado se empolgou. Acredita que ele nunca foi em um? 


— É sério? — perguntei olhando para o Yongbok. 


— Eu… 


— Lixxie teve uma infância difícil, seus pais são muito rigorosos. Ele não teve uma infância comum. Na verdade quase não teve infância, só estudava o tempo todo, por isso é super inteligente. Porém nunca se divertiu como uma criança. — professor Chan respondeu. 


— Então, assim como no dia em que fomos jogar, irei te apresentar todos os brinquedos. Se prepare para se divertir bastante hoje, Lee Felix. 


— Não o mime demais, Changbin. Felix vai ficar mal acostumado. 


— Eu não me importo. Eu quero apresentar as coisas que ele não pode conhecer na infância. Então não me importo em mimá-lo, Professor. 


— BangChan. Fora da escola, pode usar apenas meu nome. E Não fale essas coisas, olha para o Yongbok agora, vai ficar vermelho de novo. 


Acabei sorrindo ao ver as orelhinhas do Felix ficando vermelhas. Eu desisto, ele realmente é fofo, você venceu Jisung.


— O desfile de amanhã é da sua família, não é, Changbin? — Hyunjin perguntou me fazendo parar de olhar para o Lix.


— Ah, sim.. você foi selecionado, não é? Parabéns! 


— Sim! É uma grande oportunidade. Irei desfilar amanhã. Felix e Chan Hyung irão me assistir. Então amanhã vamos todos nos ver de novo. 


— Vocês vão? Podem se sentar junto comigo então. Eu quero ficar o mais afastado possível dos meus pais. Jisung e Minho já disseram que não vão poder ir, se vocês forem vou me sentir mais aliviado. 


— Correção: Se Lee Felix for, será incrível! — Jisung falou cantarolando. 


— C-Cala a boca, esquilo sem cérebro. Quer morrer cedo? 


Ótimo…. Agora além do Felix, eu também fiquei constrangido. Muito obrigado, Han Jisung. E por que os outros estão rindo? Colaborem por favor…


— Chegamos! Vamos descer. — Minho anunciou quando chegamos. 


Eu ia falar algo com Felix, como: "Por favor não ligue para esse esquilo", mas assim que descemos do carro, eu não consegui fazer mais nada além de admirar os olhos brilhantes do Lix ao ver as luzes do parque. Parecia uma criança vendo algo incrível pela primeira vez, uma reação tão inocente e pura. E não fui o único que notou isso, pois Hyunjin e Chan estão com a mesma expressão de admiração que eu olhando o Yongbok sorrir. 


— Então? Vamos comprar os ingressos e nos dividir em duplas? — Minho perguntou já arrastando jisung para comprar os ingressos. 


— Em duplas? Por mim tudo bem. Felix vai comigo! 


— O que? Por que com você? Eu sou o mais velho, é óbvio que ele vai comigo, Hyunjin. 


Chan e Hyunjin começaram a brigar para saber quem faria dupla com o Lix, não posso julgar a briga infantil deles… estou quase entrando nessa briga também. Mas não foi preciso. 


— Por que eu tenho que ir com um de vocês dois? Nasceram grudados comigo por acaso? Eu não vou ser sequestrado nem nada, e eu sei me cuidar, não se esqueçam disso. E eu tive uma ideia melhor, vocês dois podem formar uma dupla. Hyunjin, Chan Hyung quer te dizer algo mas está fugindo sem parar do assunto, então é uma boa para vocês conversarem. 


— Mas e você? 


— Ele fica comigo! — Falei rapidamente sem nem pensar. 


— Viram? Não vou andar sozinho. Então vão se divertir e parem de agir como se fossem meus pais, eu vou ficar bem. 


— Changbin… se algo acontecer com o nosso pequeno, eu te caço até o inferno! 


— CHRISTOPHER! — Felix chamou a atenção do Chan após ele me ameaçar. — Chega! Estamos indo. Vamos Binnie! 


— Vou cuidar dele, não se preocupem. 


Felix saiu me arrastando até onde ele viu os Minsung indo para comprar os ingressos. Após comprarmos os nosso, vi que Felix ficou meio perdido.


— Onde quer ir primeiro? 


— Não sei… eu nunca fui em nenhum deles. Não sei onde ir. Qual você prefere, Hyung? 


— Eu gosto da montanha russa e da roda gigante. Mas eu acho que você ficaria tão bonitinho no carrossel, que eu quero muito te levar lá e tirar várias fotos e depois mandar para o Hyunjin e para o Chan Hyung. 


— Carrossel? O que é isso? 


Tão fofo…


— Aqueles cavalos coloridos ali que estão girando. Geralmente é um brinquedo usado mais por crianças, mas o desse parque é enorme então muitos adultos também gostam de ir. 


— Tem um azul com glitter! Que fofo.


— Quer ir? 


— Posso ir no azul? 


— Claro! Vamos lá, se alguém tentar pegar o azul na sua frente, o Hyung expulsa ele só para você ir no azul. 


Felix sorriu novamente e correu na frente até o brinquedo, entreguei um ingresso para ele poder ir no brinquedo, assim que ele entrou e conseguiu o azul, se virou para mim e me deu outro daqueles sorrisos lindos, ele está sorrindo mais para mim ultimamente. Antes era apenas para o Chan e o Hyunjin. Assim que o brinquedo começou a girar, Felix se espantou, pois os cavalos ficaram abaixando e levantando a altura, quando se acostumou, passou a observar tudo à sua volta ainda sorrindo. Não perdi mais tempo e peguei meu celular para filmar tudo, cada expressão de felicidade, até os gritinhos são fofos. 


— Sua cara diz: "Eu estou perdidamente apaixonado". — uma garota parou ao meu lado. 


— Não sei se posso dizer isso, por que eu nunca me apaixonei e não sei como é isso, mas ele é incrivelmente fofo, e adorável, principalmente quando conhece algo novo, sua expressão de alegria genuína quando vê algo novo que não teve a oportunidade de conhecer na vida, é adorável. Seus olhos não conseguem mentir, e eu acho isso incrível, ser capaz de expressar tudo que sente através dos olhos. 


— É meu amigo… sinto lhe informar, mas você está perdidamente apaixonado. Você tinha que ter filmado sua própria expressão agora enquanto falava do seu amigo, ficou muito mais nítido. É visível para qualquer pessoa de fora, que observar. Seus olhos também não mentem. Não demore muito para perceber isso, e dizer a ele como se sente de verdade. Preciso ir, meu namorado está me esperando. Boa sorte com seu amigo! 


— Obrigado….  


Ótimo… uma completa estranha me dizendo que eu estou perdidamente apaixonado pelo Lee. Era só o que me faltava.  


— Binnie!! — Lix correu até mim depois que saiu do brinquedo. 


— O que achou? 


— Foi incrível! Parecia algo mágico. Parecia que eu estava voando ali. Você estava filmando? 


— Claro! Vou mandar no nosso grupo do kakao depois. 


— Aish… onde vamos agora? Na montanha russa? 


— O que? Não! Claro que não. Você precisa conhecer os mais leves primeiro. Depois vamos nas alturas. Mas primeiro vamos ficar no baixo. Quer ir no carrinho de bate bate? 


— O que é isso? 


— Vem, eu te explico no caminho. Quer ir sozinho ou quer ir comigo? 


— Pode ser em dupla? 


— Pode!


— Então eu quero ir com o Hyung. 


— Pare de ser fofo, por favor. Não faz bem para o meu coração… 


— Em? 


— Esquece… vamos Lixie! 


E assim seguiu o resto da noite, levei Felix em todos os brinquedos que ele achava interessante, e encerramos com a montanha russa, acabou que eu gritei mais que ele, e precisei ouvir ele rindo de mim depois que a gente do brinquedo. Mas tudo bem… dessa vez eu não vou me zangar por ele implicar comigo. Por que até isso eu passei a achar fofo. Talvez… talvez eu realmente esteja… 


~ Hyunjin 


— Hyunjin, está tudo bem? Você está estranho desde que deixamos o Lixie com o Changbin. 


— Não é nada, só estou preocupado, ele tomou a injeção temporária. Mas os efeitos não vão durar muito. Ele precisa da cura urgente. 


— Eu sei… vamos dar um jeito. Eu sei que vamos. Somos um ótimo trio afinal de contas. 


— Hm, tem razão. Vamos nos divertir um pouco então? 


— Claro! Montanha russa? 


— O senhor radical já quer começar com esse? Por que não estou surpreso? 


— Isso é um sim? 


Com você sorrindo assim, como seria um não? idiota… 


— Por mim tudo bem. Vamos lá! Chris? 


— Hm? 


— O que queria falar comigo? 


— Ah… não é nada. Eu falo depois, acho que ainda não estou pronto. 


Não está pronto? Para o que? Antes que eu pudesse questionar, Chan passou a me arrastar para a montanha russa. Ele parecia realmente animado, então apenas o deixei assim, por hora. Depois eu pergunto de novo. 


Depois de ouvir o Christopher gritar animadamente por quase 15min, enfim saímos  daquele brinquedo assassino….


— EU NUNCA MAIS VOU ALI!


— Fala sério Hyunjin. A gente enfrenta perigos maiores todo dia. 


— Prefiro meus perigos, do que aquilo ali, brinquedo dos infernos. Criação do tártaro…  Eu achei que eu fosse morrer. 


— Drama Queen!


— Vai para o inferno 


— Lá vai ter montanha russa? 


— CHRISTOPHER!! Aish … vou no banheiro, me espera aqui. 


— Vou te esperar ali na barraquinha de cachorro quente, estou com fome. Vou pedir uma para você também. 


— Ok, eu já volto. 


Me afastei do idiota, mesmo meio zangado, eu ainda estou sorrindo do jeito idiota dele de agir. Aiai BangChan, por que você não acorda logo e nota que eu sou apaixonado por você? 

Enquanto eu seguia até o banheiro, senti alguém puxar meu braço e me arrastar até uma parte mais vazia do parque. Estava prestes a revidar quando a pessoa me soltou. 


— É bom te ver, irmãozinho! 


Só pode ser brincadeira…. O que? 


— O que você….?


— Não tente nada Hyunjin. Eu tenho homens por todo o parque, se tentar me prender, tragédias irão ocorrer. 


— O que você quer? 


— Tem certeza que essa é a primeira coisa que quer me perguntar? 


— Desgraçado… que tipo de veneno você usou no Lixie? 


— O tipo de veneno não importa, o que importa é o antídoto, não é? E eu tenho ele bem aqui — falou tirando uma seringa do bolso. 


— O que pretende me mostrando que tem o antídoto bem aqui? 


— Eu vim te oferecer o antídoto, para salvar seu amigo. Você já deve ter descoberto, que ele não vai durar muito do jeito que está. Você sabia que esse veneno causa uma dor aguda na pessoa? Seu amigo é bem forte, ele finge estar bem, enquanto cada célula do seu corpo sofre de uma dor intensa e quase insuportável. E quanto mais tempo se passa, pior fica. Ele já desmaiou algumas vezes, não foi? É o esforço que ele tenta fazer para parecer estar bem perto de vocês. Mas só ele sabe por tudo que está passando. E a chance de salvar seu amigo, está nas suas mãos irmãozinho. 


— … O que você quer?


— Amanhã é o desfile dos Seo, e você foi selecionado. Não me olhe assim, eu tenho fonte de informação em todos os lados, óbvio que a notícia chegaria bem rápido aos meus ouvidos. Vamos direto ao ponto, Hyunjin, una-se a mim, me ajude com o meu plano amanhã, e eu te darei o antídoto assim que o plano for bem sucedido.  


— Como se eu fosse…


— Eu acho que você não entendeu ainda a gravidade, meu pequeno Jinnie. Eu fiz o veneno para ser letal, enquanto se espalha lentamente. Julgando pelo tempo que ele já está com aquilo no sangue… ele deve somente mais uns dois ou três dias. 


— O que?! 


— Achou mesmo que uma injeção feita às pressas iria atrasar os efeitos por muito tempo? Não me subestime, Hyunjin, você melhor que ninguém devia saber que eu sou um mestre em plantas medicinais. Se você quer salvar seu amigo a tempo, você não tem outra escolha. O que eu preciso de você não é algo difícil, talvez você se sinta mais aliviado se eu dizer que agora com você tendo acesso direto ao desfile, eu não preciso mais do Changbin, então ele estaria a salvo de mim. Agora eu posso atingir o alvo que eu realmente quero, o Seo mais velho estará lá. Eu preciso que você dê um jeito de tirá-lo daqui, e levá-lo com você até um local afastado. Eu estarei esperando nesse local, para pôr o plano em ação. Ele arrancou tudo da nossa família, está na hora de pegarmos de volta o que é nosso por direito. 


— Você está me pedindo para trair a todos? Meus amigos e minha profissão? 


— Estou pedindo para você se unir a seu irmão de sangue e recuperar o legado da família, e te dando a chance de salvar seu precioso amigo. Não precisa me dar a resposta hoje, irmãozinho. O desfile é amanhã, você tem até a hora do desfile para chegar a uma conclusão. Mas cuidado para não ser tarde demais, seu amigo pode não aguentar sua indecisão. E caso sua escolha seja se unir a mim, faça parecer uma traição completa, não deixe pistas. Fique com esse celular, é o único jeito de me contatar, estarei esperando sua resposta. E espero que seja a resposta correta! É melhor você voltar para onde está seu amigo, ele já veio te procurar. Deve estar preocupado. Até mais, Hyunjin. Não me decepcione! Pela memória do nosso pai. 




Notas Finais


Vou deixar a parte decisiva para o próximo. Porque escrever cada detalhe dela de novo vai ser demorado...

Vejo vocês na próxima semana 😘❤️
E para quem está lendo a Minsung em lançamento "REVENGE", vejo vocês amanhã. ❤️
Afinal se não está lendo, recomendo bastante 😌❤️ É uma estória incrível em parceria com a Rainha @Persefones

Perdoe os erros, esse não foi corrigido.

See Yah ❤️😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...