1. Spirit Fanfics >
  2. Absolute -VKook- 2Temporada. >
  3. Capítulo 03.

História Absolute -VKook- 2Temporada. - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 03.


Não faltava muito para os gêmeos que o Park esperava nascer,havia acabado de completar 8 mêses, então com isso, seu alfa ficou ainda mais protetor e cuidadoso consigo, coisa que Jimin particularmente amava muito. Mesmo sendo um ômega que gostasse coisas diferentes, batia de frente com outros e até mesmo com o seu próprio namorado, no fundo o  Park ainda era um pequeno ser que amava um cafuné, beijinhos no pescoço ,e cima de tudo olhar nos olhos de universo chamado Min Yoongi e saber que havia feito a escolha certa. 


E o alfa amava cuidar do agora rosado e mimar com tudo oque ele tinha direito,não que não fosse cuidadoso antes,mas passou a triplicar isso,ainda mais quando soube da gravidez em um momento tão caótico. Yoongi nunca havia ficado com tanto medo igual quando viu o seu amado machucado , protegendo seus filhotes que não tinham culpa de nada e nem Jimin, mas que estavam  passando por um momento tão horrível como aquele. 


Ao longo da gestação de seu ômega, Jimin não teves as famosas mudanças de humor como muitos por aí ,e Yoongi agradeceu muito por isso, mas ele ficou muito manhoso e não desgrudava de seu alfa, que até passou a fazer as reuniões da máfia em casa, para poder ficar com o menor e deixá-lo o mais confortável confortável possível. 


Mas para compensar a montanha russa de humor que não teve, o rosado teve desejos, muitos desejos e a maioria esquisitos que até mesmo o Min, sentia vontade de vomitar com as combinações malucas. 


E nesse momento, em plena 03:45 da madrugada, havia uma certo ômega assaltando a geladeira com um certo desejo que fazia sua boca salivar. Jimin queria de forma surreal comer frango frito com pasta de amendoim. 

Então como havia sobrado um pouco do frango que o pálido tinha feito para o jantar , ele pegou a tigela de vidro que estava na geladeira , junto a pasta de amendoim e colocou sobre a mesa de mármore. 


- Aguentem só mais um pouquinho lobinhos. 


Disse sorrindo para sua barriga bem grande por abrigar dois bebês, seus amados menininhos que fazem o Papai Min morrer de amores. 


Após esquentar o frango no microondas e passar a pasta de amendoim nas 4 coxinhas nada pequenas, ele sentou e logo começou a atacar sua pressa, e como estava gostoso ao seu paladar aquilo. Ele já estava na terceira coxinha, e como era lindo aos olhos do alfa que estava escorado na divisão do cômodo com um sorriso bobo,enquanto olhava admirado para o ômega maravilhoso que tinha. 


O Park tinha a boca um pouco sujinho do molho e da pasta, usava uma blusa larga preta do namorado pois era mais confortável para dormir, por baixo havia apenas uma cueca vermelha, em seus pés uma pantuda branca fofinha. Sua barriga era um charme e Yoongi iria sentir falta de acordar roda vez de madrugada para correr até alguma lojinha de conveniência no meio da madrugada ou ir atrás do mais novo que estava atacando alguma coisa por desejo, do dengo e do jeitinho carente. Mas estava ancioso para conhecer seus filhotes, a junção de um amor diferente e único também. 


Assim que Jimin havia acabou de comer e deixar só o osso na tigela, ele levantou da cadeira e foi andando até a pia, mas parou e deixou o vidro cair no chão, no mesmo instante que sentiu suas pernas ficarem molhadas com alguma coisa e uma forte dor na barriga, fazendo Yoongi correr até si e segurar sua mão e cintura. 


- Oque foi Minnie? 


- Eu acho... -sentiu novamente a dor e segurou forte a mão do mais velho, enquanto respirava fundo. 


- É os bebês? 


Ele recebeu uma confirmação silenciosa do mais novo que logo foi pego no colo e Yoongi pôde sentir um líquido molhando seus braços e as pernas do outro. Quando a dor veio novamente,Jimin não aguentou e mordeu com força o ombro do namorado que fechou os olhos, a pele pálida da região em que o machucado havia sido feito, logo começou a sair sangue e o Perk resmungar. 


- Hospital Hyung... Anda! 


- Aguenta mais um pouco gatinho. 


Yoongi correu até a garagem e pediu a ajuda de um de seus homens que estava ali, assim que colocou o rosado no carro, correu até o quarto dos gêmeos e pegou as três bolsas que já estavam prontas, duas dos bebês e uma do Jimin. Então correu novamente para o carro e agradeceu por ser automatico e não precisar de chave, apenas de sua digital para ligar. 


No meio do caminho, Yoongi segurou na mão que Jimin apertava o banco e que logo foi apertada com muita força, enquanto o rosado xingava a cada contração que tinha. O alfa até tentava não rir, mas não aguentava e chegou até ter seus cabelos puxados pelo menor. 


Quando chegaram no hospital particular  que o ômega escolheu para ter o acompanhamento  durante sua gestação, o carro foi parado em frente ao prédio, e com eficiência dois enfermeiros betas apareceram com uma cadeira de rodas e ajudaram o alfa a colocar Jimin na mesma, e correram com ele para a sala onde ocorreria o parto, deixando o alfa para trás para fazer a fixa de entrada no paciente. 


Yoongi entrou com pressa e parou em frente ao balcão onde uma ômega se assustou e logo encarou o mais velho, porém ela faltou babar no homem que estava em sua frente. O pálido havia saído tão apressado de casa que nem notou estar sem camisa,somente com a calça xadrez moletom. Seu tronco totalmente exposto e deixando a vista suas tatuagens, nas costas onde tinha um Falcão sobre uma caveira, nos antebraços duas carpas de cada lado, na nuca um par de assas, no pulso um coração que fazia par com a do seu ômega , e na costela uma máscara de demônio japonês. 


- Yoongi! 


Uma mulher alfa apareceu correndo em sua direção , fazendo ele olhar e pegar a camisa que estava em sua mão. 


- Obrigado Nana. 


- Disponha Chefe. O Senhor Jimin já foi para a sala de parto? 


- Sim. Eu vou assinar a fixa de entrada  depois vou ficar ele. Me faz um favor e pega as bolsas dentro do carro e leva para o quarto em que ele vai ficar depois que tudo acabar. 


- Pode deixar e eu vou fazer o possível para a cesária ser rápida. Agora tenho que ir me preparar, te vejo daqui a pouco. 


Então a morena saiu correndo em direção a sala de cirurgia. 


O alfa vestiu correndo a blusa que sua fornecedora de armas e médica havia lhe entregado e logo preencheu a fixa, então saiu correndo até a salinha que vestiu uma roupa especificamente para poder entrar na sala onde tudo iria ocorrer. Quando entrou na sala onde Jimin estava, viu Nana e mais 4 enfermeiros. 

Havia uma espécie de cortina separando a visão do rosto de seu ômega e a outra parte estava deixando exposta a barriga do mesmo. 


- Gi? 


O alfa ouviu seu pequeno lhe chamar e logo foi para seu lado, sentando na cadeira que tinha e pegando em sua mão, sentindo a mesma meio fria.


-Eu estou com medo... Faltava 1 mês ainda. -disse deixando algumas lágrimas cairem de suas orbes. O ômega estava com medo de que alguma coisa acontecesse com seus filhotes. 


- Ta tudo bem amor. -beijou as costas da mão que apertava a sua- Eu acho que eles estavam querendo conhecer o Papai ômega deles logo, então por isso decidiram chegar mais cedo. 


Jimin sorriu pequeno olhando seu alfa que agora fazia um carinho em seus cabelos bagunçados, mas ele fez uma uma expressão de dor ao sentir uma pontada, fazendo o pálido ficar preocupado. 


- Oque foi Minnie? 


- Anestesia... -respondeu mais calmo. 


- Vamos começar! -Nana avisou. 


O pé da barriga do ômega foi sendo cortado com facilidade pelo bisturi que Nana tinha em mãos, a alfa fazia tudo com total atenção e cuidado. Enquanto isso, o casal conversavam e Jimin podia sentir o corte, não era uma dor muito forte, mas como gerava dois dominantes em seu ventre, a anestesia não havia funcionado totalmente e Yoongi percebendo isso, tentava distrair seu pequeno da dor. 


- Você não me disse os nomes dos bebês. 


- Eu achei melhor deixar você escolher Gi. -respondeu respirando fundo- Essa vai ser a nossa família, a continuação da linhagem Min, a sua linhagem. 


- Minnie... 


- Então eu achei que seria justo deixar que você decidisse o nome dos nossos filhotes. 


Olhou com suas orbes brilhante pelas gotinhas que saiam, deixando o alfa também emocionado e logo dando um beijo nos lábios vermelhos que tanto amava, se deixando perder a posse de mal e chorando também. 


- Tem...dois nomes que eu me encantei quando vi. 


- Me fala. 


- O primeiro a nascer vai se chamar Min Su-bin, oque acha? -perguntou ao rosado,vendo um sorrisinho aparecer. 


- Significa que ele vai ser um rapaz belo, elegante, fantástico e refinado. Eu gostei Gi, e o segundo? 


- Eu tava pensando em Min Jong-su. 


- Um garoto de linhagem, ancestral,luxuoso e elegante... -riu- combina muito. 


O alfa estava muito feliz que os dois nomes que achava bonito, haviam sido aprovados e deixado uma alegria no coração do menor. Os dois continuaram conversando até que ouviram o primeiro choro, esse era um choro mais calmo e que logo acabou, parecia até que o primeiro filhote havia só falado que estava bem. 


Yoongi assim que seu amado Jimin, estavam chorando. 


- Vem cortar o cordão umbilical Senhor Yoongi. -disse Nana feliz. 


- Eu posso? 


- Mas é claro. 


O alfa levantou-se e pegou a tesoura específica para aquilo das mãos da morena que sorria enquanto um dos enfermeiros segurava o pequeno bebê em seus braços. Com a mão trêmula pela emoção, o mais velho pegou a tesoura e cortou o cordão umbilical, e depois que Su-bin havia sido enrolado em uma mantinha cinza, Yoongi pediu para levarem o pequenino para Jimin, pois ele teria que cortar o outro cordão umbilical, agora do Jong-su que ao contrário do irmão segundos mais velho que chorou somente o necessário, ele mostrou ter pulmões fortes ao chorar e só parou quando sentiu braços quentes lhe pegar com total cuidado. 


O Min andou sorrindo feito bobo com o filhotinho nos braços até aproximar-se do seu namorado que tinha Su-Bin sobre em seu tronco,enquanto chorava muito e isso só pirou quando viu seu outro pedacinho nos braços de seu homem. 


- Eles são tão lindos... Parecem floquinho de neve. 


- A boquinha gordinha parece a sua Minnie. 


- Meus filhotinhos. -sorriu- Eu e o Papai Yoongi, vamos cuidar muito bem de vocês, e não vamos deixar nada acontecer. 


- Vou proteger vocês três amor. -Yoongi respondeu olhando seu amado- Eu te amo. 


- Eu também te amo Gi. 

[... ]


Jimin agora dormia tranquilamente no quarto vip do hospital,já era 04:56 da madrugada, enquanto Yoongi estava ao seu lado segurando sua mão, olhando para seu anjo e seus anjinhos que usando macacões pretos , do outro lado da cama , na encubadora bem grande. 


Naquele momento o mais velho fechou os olhos do sentiu uma onda lhe puxar para seus dias de terror, onde era frio e não acreditava em amor, até que encontrou aquele ômega baixinho de cabelo platinado que discutia com um alfa no meio de do restaurante, foi naquele momento em que percebeu que o amor ainda tinha salvação. 

Jimin lhe mostrou sentimentos incríveis, desejos e sonhos que poderia realizar, contanto que estivesse ao seu lado. O alfa ja  chegou a pensar em ter sua própria família, ser casado com o ômega e viverem juntinhos até o último suspiro, mas achou que fosse somente um sonho guardado no baú.


Mas agora vendo seus dois garotinhos dormindo e seu amado descansando depois da luta que realizou na sala de parto, ele pôde ter certeza que faltava apenas uma única coisa para seu sonho virar realidade, e ele faria isso assim que saíssem do hospital. Esse seria um dos melhores dias da vida do seu lindo ômega que merecia o mundo. 


Assim que abriu os olhos, ele pegou seu celular e mandou uma mensagem para seu irmão, dizendo que os sobrinhos haviam nascido e que estava tudo bem com eles e com Jimin. Bom, poderíamos dizer que realmente os dos ômega viraram melhores amigos e que os dois alfas que ainda se odiavam, tiveram que engolir um pouco o orgulho para não causarem suas mortes, cujo os assassinos seriam seus companheiros. 


Após mandar a mensagem para o caçula, ele encostou a cabeça sobre o colchão e foi descansar um pouco, afinal merecia. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...