História Absurdamente patético - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Amor, Assassinato, Loucura, Swanqueen
Visualizações 118
Palavras 851
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Poesias, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Booooooa tarde, people <3 Tudo bem com vxs? Como foi o seus dias? - podem me contar, sou legal <3

Booooom, que tal recordar o primeiro beijo dos dois bolinhos mais lindos? <3

Capítulo 4 - Nove horas


Fanfic / Fanfiction Absurdamente patético - Capítulo 4 - Nove horas

Há uma feira. Já deve ser nove horas. O céu está estrelado. Stop. Nunca o vi assim antes. Quero fotografar tudo. Um piscar de olhos e está gravado na minha mente e só será revelado quando contar a minha filha que adotarei com ela. Preciso chegar. O meu apartamento deve estar sujo. Não voltarei pra ele. As estrelas me guiam e me trazem mais lembranças.

 

***

 

Os dias passavam lentamente... O trânsito estava sempre uma loucura mas aquilo não me incomodava, eu só queria um certo olhar sobre mim, quando alguém saltasse sobre o meu carro, mas parece que desta vez joguei com a sorte e perdi... 

Nos últimos dias, apenas ela habitava os meus pensamentos e, isso me fez esquecer que existia alguém... Vários "alguéns"  e, eu sorri ao lembrar desse detalhe. Deixar Robin e todos os outros no passado me deixou leve, eu só precisava lembrá-los de me esquecer também...

Uma noite estrelada, mas o meu humor não era um dos melhores. Eu só queria vê-la...

- PUTA QUE PARIU, SENHOR DESTINO, CUSTA DA UMA AJUDINHA AQUI? - Gritei com o nada, como se alguém pudesse me ouvir. 

Entrei na minha cafeteria preferida e pedi um café... Até o café estava de brincadeira comigo - veio frio. Eu não sabia mais o que fazer, estava perdida em mil versões dentro do meu ser, foi então que decidi que não precisava de nenhuma pessoa sequer, pra poder ser feliz. Neste exato momento a minha salvadora entrou pela porta e caminhou até mim.

- Eu exitei em entrar quando vi o seu carro, mas resolvi arriscar. -Ela jogou as palavras colocando as mãos no bolso da calça, demonstrava se um tanto confusa.

Eu não queria assustá-la, mas também não queria mais ficar nesse jogo de azar... O destino as vezes me passa algumas rasteiras só pra me ver caída, tentado se levantar... Eu poderia convidá-la para se sentar e pedir outro café... Eu poderia levantar-me e sair, deixando-a para trás junto com a minha loucura. Eu poderia ser sensata e fingir que ela não me afeta e que não senti sua falta rodopiando pelo meu carro... Eu poderia tanta coisa e o tempo poderia não existir naquele momento... De todas as opções que pensei em poucos milésimos de segundos, a única coisa que fiz, foi a única que eu não poderia; foi a mais irracional de todas - "tem quem diga que o ser humano é o único animal racional, então eu sou qualquer outro animal, menos este" - pensei, levantei-me, me aproximei lentamente da Miss Swan, alternei o olhar entre os seus olhos e sua boca, senti sua respiração se alterar junto com a minha, foi então que a puxei para mim... 

Quando os meus lábios tocaram os dela, senti um arrepio percorrer todo o meu corpo e foi a melhor sensação da minha vida... Nos conhecíamos a tão pouco tempo que nem nos conhecíamos de fato, mas houve uma conexão tão forte, que acredito que nos conhecemos á vidas. 

Minha língua pediu passagem e ela cedeu, esquecemos que estávamos em público e que poderia ter pessoas que não iriam gostar da cena - e teve; algumas até se retiraram do local, como se um beijo entre duas almas que se reencontram habitando corpos iguais, fosse a coisa mais anormal do mundo. 

Não sei por quanto tempo ficamos naquela batalha gostosa, mas o ar nos faltou e então os nossos lábios se separaram. Ela não me parecia assustada, pelo contrário. Talvez ela seja tão insana quanto eu.

- Aceita um café e fazer parte da minha vida? - Perguntei sorrindo...

- Aceito um leite com canela e bagunçar a sua vida. - Respondeu e sorrimos.

***

Barulho e mais barulho, no caos do silêncio. É meu celular.

- Daniel, some da minha vida. ADEUS.

- Ruby, me esquece.

- David. Você não gosta tanto assim, não viva de aparências.

- Lilih, você também nunca me amou.

- Xerife, sorry.

- Não Acredite em minhas palavras, August. Costumo me enganar em cada amanhecer. Mas isso acabou. 

Decidi não atender a mais ninguém. Agora era minha mãe. Pedi para se preocupar apenas com o jantar. Minha residência, minha vida. 

Emma Swan, em tão poucas vidas se tornou my love-  Love? que palavra forte- pensei. ESTOU PENSANDO MUITO, mas é forte, assim como o que sinto. - contestei-me.

O ar estava fresco. Uma brisa gostosa. Continuei pedalando sem reclamar ou pensar em parar. Soltei as mãos do guidão, em alguns momentos. Imaginei uma música para me acompanhar e acredito que Maluco beleza - do Raúl Seixas seria perfeita.

Carros passavam e aumentaram os seus números. Logo parou. 

Estava quase chegando. Ela não me ligaria outra vez... então eu liguei: - My love... My salvior, falta pouco. Os vinhos estão aqui. 

As estrelas estão lindas. Quero uma. Hoje, vou levá-la para o melhor lugar.

 

" Vou ficaaaaar, ficar com certeza, maluco beleza... Esse caminho que eu mesmo escolhi, é tão fácil seguir, por não ter onde ir... Controlando a minha maluquez, misturada com a minha lucidez, eu vou ficar; ficar com certeza, maluco beleza."


Notas Finais


Eai, o que estão achando? A opinião de vocxs é muito importante pra mim <3
Peço desculpas se não é o que estão esperando - minha maneira de escrever é tipo "os poetas do século dezoito", rs.
Bom, não desistam de mim não, amo vxs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...