1. Spirit Fanfics >
  2. Abuse de minha bondade >
  3. Então, eu topo!

História Abuse de minha bondade - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, fiquei empolgada com as visualizações! Rsrs
Boa leitura.

Capítulo 2 - Então, eu topo!


Mensagem- Gabriel ♥️ -

"Oii Let, tudo bem?? Como eu disse, voltaria com novidades. Pensei sobre a sua proposta e.. Eu topo! Podemos nos encontrar no cinema?"

Naquele momento, eu fiquei muito, muito, muito feliz, me senti poderosa! Tipo uma música da Ariana Grande, e nessa emoção, desci as escadas rapidamente, me sentei ao lado de Ana, e coloquei o celular na mesa, ao lado do prato cheio de pães e queijos que ela comia. Ela olhou para o celular, e abriu uma expressão de surpresa e empolgação, ela lia excitada, como se fosse uma descoberta nova.

Subimos as escadas, e não comentamos nada sobre a mensagem enquanto estávamos no andar inferior, por conta dos pais dela..

- Amiga! Ele foi muito fofo com você!

- Né?? Juro, minha imaginação já está no pique! Imagina só, no cinema...

- Já sei o que você está imaginando! - Ana olhou com uma expressão safada, porém, brincalhona - mas eu não quero ficar de vela não! Chama uma galera para ir junto, o que você acha?

- Melhor combinar direito com ele no colégio, não quero assustar ele, nem nada do tipo.

O dia passou, nós duas imaginávamos hipóteses de relacionamentos, xingavamos a Júlia e dávamos risadas estridentes.

Voltei para casa após um ônibus lotado, meu pai não tinha voltado do trabalho, então ainda teria tempo de fazer alguma coisa. Resolvi mandar uma mensagem para ele; "Oii, tudo bem?"

Fiquei no aguardo, perdida nos meus pensamentos, será que eu gosto mesmo dele? Será que esse relacionamento vai dar certo? Era um risco que eu corria... Mas será que valeria? 

Os pensamentos de angústia e empolgação foram interrompidos por um PAM PAM do celular, eu, totalmente empolgada, abri o WhatsApp e li a resposta que eu desejava;

" Ooi gata, tudo bem sim, o que você tá fazendo? Se eu demorar é pq tô jogando" 

No momento, achei impressionante o fato de me chamar de gata, fiquei tão impressionada, que nem liguei para o resto da mensagem, pequenos detalhes que fariam diferença no futuro, ô se fariam.

Com as bochechas coradas, eu respondi com todo o carinho, que aguardava no coração para um novo relacionamento. Desejei boa noite, chamei-o de Gato, e fui fazer o jantar, pois meu pai chegaria em menos de 20 minutos.

Jantamos, vimos o jornal da noite, com as notícias dos políticos, quase sempre babacas, e nos deitamos, eu na minha pequena cama de solteiro, e meu pai numa cama enorme, que ele nunca me deixou dormir quando eu era pequena. 

Um novo dia me aguardava, e eu veria o Gabriel, como será que ele vai reagir? E os amigos dele? Ryan... Wagner... Muitas coisa me aguardavam. Eu peguei no sono, um sono profundo, e fui interrompida pelo despertador, às 4:30 da manhã.

- Bom, lá vamos nós!




Notas Finais


Querem continuação?
Sempre é bom deixar um feedback, mas não precisa se não quiser. Aí eu sei quem gostou, quem não gostou, perguntas, interação, sabe?
Bjsss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...