1. Spirit Fanfics >
  2. Abuse. Pjm Jjk (long fic) >
  3. Prólogo.

História Abuse. Pjm Jjk (long fic) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fala tu, baby!

Bem, vim esclarecer algumas coisas sobre essa fanfic, leiam porfavor!

1) A história se passa em terceira pessoa, então não espere um P.O.V de algum personagem, mas se acontecer é pq senti melhor escrever em primeira do que em terceira pessoa.

2) O assunto abordado é muito pesado, se você não se sente bem lendo esse tipo de conteúdo, não precisa ler. (Obs.: Não descrevo os estupros pq fico chorando no meio tendo lembranças ruins).

3) Essa fanfic era para sair primeiro no Wattpad, porque sou escritora de lá, mas tô postando essa bebê aqui primeiro porque gosto do povo do Spirt. 🙃✋

4) Não seja um leitor fantasma porfavor! Um comentário vale mais que 100 favoritos.

5) Se a fanfic tiver um bom desenrolar aqui no Spirt vou postar ela no Wattpad! (Mentira, vou postar de qualquer jeito).

6) Talvez eu faça uma playlist dessa fanfic, mas só talvez.

7) Essa fanfic vai chegar ao máximo de 200 favoritos! Aposto meu cú, se tiver mais de 250 ou menos de 200, meu cú é de vocês 😔🙌


Desculpa qualquer erro ortográfico, não revisei a fanfic e o prazo era semana passadaKKkk

Boa leitura 💖

Capítulo 1 - Prólogo.


Fanfic / Fanfiction Abuse. Pjm Jjk (long fic) - Capítulo 1 - Prólogo.

❛A noite estava estrelada naquele momento, a lua cheia se destacava entre os postes de iluminações amarelas. As boates tocavam as melhores músicas eletrônicas do século XXI, o cheiro de álcool, cigarro e essência de morango das narguilés se espalhavam pelo local, deixando alguns Alfas incomodados procurando por seus ômegas que se perderem na vasta multidão.


A noite prometia para muitas pessoas, desde lembranças boas a ruins, todos teriam uma noitada inesquecível, resultando em uma dor de cabeça insuportável e curtos Flashback da noitada no dia seguinte. Alguns queriam esquecer problemas enquanto bebiam e se drogavam, outros queriam curtia a noite ao lado das pessoas amadas e desconhecidas, poucos foram arrastados a força para aquele local; no caso do Ômega Jeon Jungkook, que estava sentado no banco de uma mesa, observando o casal de amigos trocando amassos como se fossem namorados.


- Querem mesmo se comer na minha frente?- Jungkook falou chutando a perna do alfa, que tinha o ômega em seu colo que beijavam ferozmente a boca um do outro.


- Cala boca..- Yoongi falava parando de beijar o alfa e dirigindo o olhar para Jungkook que o olhava incrédulo, Yoongi saiu do colo de Hoseok e se sentou ao lado do mesmo- Jackson havia te chamado para ir dançar, não aceitou porque não quis- completou encarando o moreno que revisava o olhar de Hoseok para Yoongi.


- Vocês não eram apenas amigos há...vinte minutos atrás?- Jungkook perguntou se debruçando sobre a mesa e encarando os rapazes.


- Beijos não vão mudar nada na nossa relação, ainda somos amigos, certo Yoongi?- Hoseok falou e Jungkook fechou os olhos cerrando os dentes. Yoongi gostava de Hoseok, isso era evidente muito, Jungkook poderia ter sentindo as pontadas no peito no ligar de Yoongi que apenas pegou o copo de Whisky e virou de uma vez.


- É, só beijos, não mudem porra nenhuma! Colicença!- falou se levantando e se misturando com a multidão que tinha ali, Jeon encarou Hoseok que olhava confuso para Yoongi.


- Vai atrás dele, idiota!- Jeon falou pegando um guardanapo, que havia virado uma bolinha que o mesmo fez durante o tédio ali, e jogou em Hoseok que assentiu com a cabeça e se levantou indo atrás de Yoongi.


Jungkook se encostou no banco, percebeu que acabou de ficar sozinho ali na mesa, exposto para qualquer alfa que quisesse ir ali, já que Hoseok; o único alfa dali. Havia ido atrás de Yoongi.


- Jeon Jungkook..- Jeon pode sentir o pelo de cada lugar de seu corpo se arrepiar ao sentir seu nome ser sussurrado no pé de seu ouvido, se virou bruscamente para trás para ver quem era.


...


Park HyuSeok, seu ex-namorado.


...


Internamente, Jeon clamava para que Min ou Jung aparecessem ali e cortasse o contato visual que trocavam. Jeon poderia sentir o cheiro de álcool que vinha do corpo do garoto, lhe trazia lembranças nostálgicas da época de relacionamento de ambos; o pior relacionamento da vida de Jeon.


- Não imaginava te encontrar por aqui, Gatinho!- falou pulando o banco e se sentando ao lado de Jeon que apenas encrava o garoto de relance e com a mandíbula travada- Nunca curtiu festas..está sozinho?- perguntou colocando o copo com uma bebida desconhecida sobre o balcão e encarando o garoto de orbes negras que sorria fraco e forçado.


Jeon estava com medo, Jeon tinha medo do namorado, agora ex, bêbado. Foram noites horríveis ao lado do garoto.


- Não, estou com Hoseok e Yoongi!- falou se encostando no banco e olhando em volta, onde aqueles dois anões haviam ido parar?!


- Oh, Yoongi é aquele ômega bravinho que ameaçou de cortar meu pau e enfiar na minha própria bunda?- perguntou sorrindo irônico, Jeon teve que segurar o riso ao lembrar do episódio.



Saúdem o Ícone Min Yoongi.



- Sim, ele mesmo, mas agora ele mudou! Agora é um ômega descente..- Jeon mentia para si mesmo ao falar isso, sempre pegou o jovem Yoongi como um exemplo, mesmo os outros apontando para o garoto e falando mau.


- Um, e você, Jeon?- falou colocando uma mão na coxa do Ômega e subindo para seu abdômen, onde deixou um curto carinho, lodo dedilhando os dedos pelo peitoral do garoto até chegar em seu queixo- Está namorando?


O coração de Jeon havia congelado de maneira inexplicável, poderia sentir suas mãos tremer, seus olhos arderam, queria chorar, mas não o fez.


Bateu na mão do garoto e se levantou do banco com um sorriso sarcástico e colocando as mãos no bolso, se virou para o jovem e levantou uma sobrancelha.


- Sim, HyuSeok, eu tenho um namorado!- falou com um tom de orgulho em sua voz, não acreditava que havia dito tal mentira para o rapaz. Jeon havia pegado traumas de relacionamentos.


- Mesmo? E onde ele está? Até onde eu sei, alfas devem estar com seus ômegas em lugares como esse..- o alfa se levantou ficando ao lado de Jeon e olhando em volta.


- Ele? Está..- Jeon olhou em volta, pedindo para que de todas as formas houvesse alguém que conhecesse ali, até que seus olhos pararam em um garoto de porte magro, cabelos loiros, estava andando sozinho pela boate, e pelo oque Jungkook supôs, o mesmo passaria na frente do banco, engoliu em seco e olhou para HyuSeok- É ele!- falou indo até o garoto e passando os braços em volta do braço do loiro.


- Hm, oque?- o loiro falou com uma feição confusa, estava sóbrio para a sorte de Jungkook, que comemorou silenciosamente.


- Amor, esse é Park HyuSeok! Aquele meu ex que te contei semana passada!- falou dando um leve aperto no braço do loiro que olhou para Jeon, depois para HyuSeok.


- Ah! Claro..muito prazer, Park Jimin!- o loiro sorriu para o alfa e tirou o braço do meio dos de Jeon, colocando em volta de seu pescoço e o puxando para mais perto.


- Park HyuSeok..- falou olhando para o garoto de cima para baixo- Jeon, seus pais me ligaram, e mandaram eu te levar para casa!- O alfa falou pegando o celular e mostrando o histórico de chamada, onde havia o número "sogrinha" salvo, duas ligações perdidas e uma atendida.


- Entendo, mas não precisa me levar!- Jeon falou sorrindo e colocando o braço em volta da cintura de Jimin que observava tudo com um sorriso simplista. 


Estava se divertindo com a situação.


- Tenho uma grande consideração pelo seus pais, então vou sim! Só vou avisar uns colegas e já volto..- falou dando a volta e saindo do local.


- M-me desculpa por isso!- Jeon falou se afastando do rapaz e o olhando, o loiro olhou para Jeon e deu um sorriso brincalhão.


- Sem problemas! Aquele cara não é flor que se cheire, sempre está aqui nessa boate, meu amigo ficou com ele uma noite e nunca mais pisou os pés aqui..- disse um pouco alto por causa da música que havia aumentado o som.


- Ele é um arrombado! Serve nem de comida para urubus- Jeon disse e logo abriu um sorriso só escutar a gargalhada de Park.


- Entendo..- falou enfiando a mão no bolso e estendendo um papel para o garoto- Esse é meu número, se precisar, me ligue!- falou sorridente.


- Voltei!- HyuSeok falou aparecendo entre ambos e encarando Jeon- Vamos, gatinho?- falou e recebeu um tapa na nuca por parte de Park que andou até Jeon e passou o braço em volta da cintura do mesmo e o puxou para mais perto.


- Respeito é o mínimo que você deve ter!- Jimin sorriu de lado enquanto encarava o rapaz que tinha os punhos cerrados.


- Tanto faz! Vamos Jeon!- falou fechando a cara e cruzando os braços.


- Hey, baby- Park falou puxando Jeon para mais perto e afundando a cabeça do mesmo na curva de seu próprio pescoço, sussurrando:- Se ele fizer algo, não pense duas vezes em me ligar, ele está muito alterado!- Jimin falou e abraçou o garoto afastando o mesmo e dando um beijo na testa de Jeon, que fez as bochechas do ômega pegar um tom avermelhado.


- C-certo..- falou encolhendo os ombros e olhando para HyuSeok que olhava a cena com uma expressão de puro deboche.


- Ae, estou confiando meu ômega nas suas mãos! Se fizer merda, vai ter que se ver comigo!- falou por apontando um dedo gordinho para o rapaz que apenas de os olhos e saiu andando para a entrada.


- Obrigado, Jimin!- Jungkook falou- Você é um beta sensacional!- falou rindo alegre e encarando Park que riu amarelo.


- O cheiro de álcool e essência está muito forte mesmo..- Park riu ao ver o sorriso de Jeon se desfazer aos poucos- Eu sou um Alfa, Jeon!- sorriu e se afastou do Ômega- E foi um prazer poder ser o seu Alfa durante esse meio tempo de brincadeirinha!- disse e sorriu se afastando de Jeon, deu uma rápida olhada para trás e acenou para o Ômega que sorriu bobo.


Jeon suspirou fundo e saiu da boate encontrando com HyuSeok que o esperava ao lado de fora. O caminho foi silencioso e agoniante para Jeon. Até que chegaram na casa do ômega.


- Hm..valeu..- Jeon falou indo até a porta e retirando a chaves do bolso, abriu a porta e adentrou a mesma, olhou para HyuSeok que andou até a porta e colocou o braço no batente da mesma.


- Não mereço nem um beijinho?- falou fazendo Jeon franzir a sobrancelha e negar com a cabeça, fechou a porta na cara do menino, ou pensou que fechou, ao olhar para o chão, viu o pé do rapaz impedindo a passagem da porta.


Em um movimento brusco o alfa empurrou a porta e adentrou a casa, empurrou Jeon que caiu no chão e arfou com a dor. O Alfa fechou a porta atrás de si, trancando a mesma por drento, andou até Jeon e agarrou nós cabelos do jovem.


- Você não tem ideia de como é te olhar com outra alfa, Jeon..para mim chega! Vou lhe torna meu, aqui e agora!- falou empurrando o ômega contra o chão, que bateu a cabeça e gemeu de dor, Park HyuSeok revistou os bolsos do garoto pegando o celular do garoto e o jogando na parede, a tela do aparelho se dividiu em muitos pedacinhos.


Ah casa estava silenciosa, os pais de Jeon deveriam ter ido na festa da família, ou algo do tipo, o silêncio era preenchendo pelos gemidos de dores de Jeon e o choro do garoto. Foi uma noite longa para o garoto, uma das piores noites que teve.


[...]


O garoto não dormiu a noite inteira, ficava no cantinho do chão desnudo encolhido, enquanto sangrava, o olhar de HyuSeok ficaram no garoto o tempo todo, até que o mesmo adormeceu no sofá.


Jeon se arrastou até as roupas do garoto, tentava fazer o mínimo de silêncio possível, enquanto tentava controlar os soluços. Achou o celular do garoto e tentou a senha de antigamente, para sua sorte, ainda era a mesma. Jeon não sabia o número de ninguém de cor, sabia que se ligasse para seus pais, eles não atenderiam, olhou para o meio da sala, onde aconteceu a atrocidade, rastejou até lá com dores no útero e pegou a bermuda, da onde tirou um pequeno pedacinho de papel.


O número de Park Jimin.


Se levantou com a mão na barriga e subiu para o quarto, se trancando no mesmo e sentando na cama, começando a chorar novamente, pegou o telefone e discou o número do garoto, não demora muito para que o telefone seja atendido.


– Jimin falando, quem é?– ouviu a outra voz do lado da linha, uma voz calma e sonolenta, o garoto deveria estar dormindo.


– J-jimin..– Jeon falou entre soluções e tentando controlar o choro que acabou desabando.


– Jungkook?!– Jimin se exaltou do outro lado da linha– Ei, oque houve?– Jimin perguntava preocupado, Jeon não respondeu apenas chorova– Jungkook onde você está?!– falou sério e Jeon engoliu em seco.


– Ele me tocou, Jimin!– Jeon falou desabando no choro– Está doendo! Me ajuda, porfavor!– chorou pedindo por ajuda– Estou estou na minha casa, é na rua da Flor de cerejeira, número 23!


–...– Jimin desligou o telefone.






Notas Finais


Fala tu, baby.

Como poderem ver, a fanfic trata de um assunto muito sério e delicado, esse é assunto ainda é um tabu para mim, devido a parentes meus que passaram por tal experiência horrível.

Já leram as notas inciais? 💖✋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...