História Abusive love - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay, Kleyuni, Yaoi
Visualizações 25
Palavras 640
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Magia, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello lovers!I wanted to say that today is very cold.

enjoy the chapter💖🌈

Capítulo 3 - Three


(10:32a.m 18/08/2018 domingo)


Pov's P'Kleu

Acordo com uma puta ressaca e noto que a moça com quem eu dormi ontem já não estava aqui, levanto da cama me arrastando por conta da dor de cabeça infernal, faço minhas higienes matinais é desço apenas com uma calça moletom cinza é uma meia na mesma cor da calça.


Sinto um cheiro muito bom de comida vindo da cozinha é igual a uma criança fominha vou para cozinha e vejo Yanuzi....

Eu fui um babaca com ele de novo, sempre sou, eu preciso recompensar! Eu sei que farei de novo, não adianta eu tentar mesmo que eu queira muito eu não iria me conter então preciso pelo menos ser bom enquanto sou.. 'eu'.


Abraço yanu-kun por trás e vejo o mesmo da um pulinho pelo susto, rio baixinho e viro o menor dando um selinho rápido no mesmo , respiro fundo e sorrio.


_Que cheiro bom Nunu, o que está fazendo?- me sento na cadeira, olho para as vestes do menor e noto que o mais novo usava um moletom meu na coloração preta , ficava grade nele *rio baixinho*.


Yanuzi: Eu acabei o bolo ainda agora, é de chocolate, eu estou acabando de fritar a linguiça para cortar e por com ovo, eu sei que você gosta Kleu-nie.-ele sorri.


Alguns minutos depois já avisamos terminado de comer,lavar louça e escovar os dentes novamente.


(8:09p.m daquele mesmo dia)

Estávamos no sofá assistindo um filme , yanuzi estava deitado em cima de mim e eu agarrando sua cintura , ambos prestavamos atenção até que devido me pronunciar.

_Nunu.., eu queria pedir desculpas por Ontem e sexta. Eu sei que fui um babaca como sempre, sei que não posso mudar isso porém quando eu estiver em mim irei tentar dar o máximo para você sorrir,okay?- Ele concorda com a cabeça e me dá um beijo na bochecha, me sinto melhor e alegre.


Quando estava na melhor parte do final, uma forte suja caí lá fora, está muito frio. Eu fui lá em cima a alguns minutos para por uma blusa meia fina de manga e trouxe uma calça de pijama do Nuzi para ele vestir.


Voltando a melhor parte do filme, Nuzi estava falando com a tv e comigo sobre o personagem principal ser um idiota, burro que vai morrer, quando íamos descobrir se ele morria ou não, PITUUUUUUN BUUUM! A energia caí, Yanuzi treme de medo e se encolhe em meus braços.


_P-P'kleu.... Eu tenho m-medo.


_Eu sei pequeno, Calma... Vai ficar tudo bem, fique aqui que eu vou buscar as lanternas, eu tive uma idéia!-deixo um selar em sua bochecha e vou até o depósito da cozinha, pego cinco lanternas e umas besteiras(comida) ,vou no quarto é pego o maior e mais fofo cobertor que acho mais um adredrom grande, volto pra sala.


Deixo num canto e chamo Yanuzi.


_Nunu, me ajuda a afastar os sofás daqui-fazemos o que disse e pego quatro cadeiras altas da bancadinha de mármore e ponho o adredrom por cima fazendo uma cabaninha, vou para dentro e ajeito o cobertor ,pesso os travesseiros a Nuzi e assim que pego ajeito ali.


Pego as lanternas e deixo mirada pra frente em cima das cadeiras iluminando o lugar, pego a última lanterna e as comidas.


_Vem Nunu! - vejo o menor entrar e vir até mim, o abraço.


_Nunu você não precisa ter medo, eu estou aqui sarang! Não vou deixar nenhum monstro feio te pegar- rio junto a ele e o faço cócegas, ver ele rindo me faz tão bem...


Depois de um tempo eu deito com ele, ele deita sua cabeça em meu peito e eu repouso meu braço esquerdo em sua cintura trazendo o menor mais perto e o braço esquerdo estava acariciando os cabelos macios do mais novo.


Depois de meros cinco minutos dormimos daquele jeito, esse dia teve uma paz estranha...


Eu prefiro acreditar que coisas boas virão e não que isso é estranho demais para ser verdade...


Notas Finais


...ks

Foi isso gente! Thank you for all, Nany ama vocês 💖💞🌈

Bye bye, até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...