1. Spirit Fanfics >
  2. Academia de Super Irmãos - Hora de Aventura. >
  3. Cara a Cara

História Academia de Super Irmãos - Hora de Aventura. - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Oi meus leitores e leitoras!😊

Eu sei, eu sei...😔

Me desculpem mesmo pelo meu sumiço esses dias...😓

Mas agora eu estou aqui, então sem mais delongas, vamos lá!😄

Capítulo 22 - Cara a Cara


Fanfic / Fanfiction Academia de Super Irmãos - Hora de Aventura. - Capítulo 22 - Cara a Cara

Pov Finn

Abro os meus olhos bem devagar, e tudo o que consigo ver é um lugar totalmente escuro, enquanto há uma pequena luz branca apontada apenas para mim.

Eu devo ter apagado no Jardim - Penso - Depois que o assassino me sequestrou...

Começo lentamente a me mexer, e percebo que estou amarrado apertadamente em uma cadeira, e que minha mochila e minhas armas não estão por perto.

- Isso foi inesperado... - Diz uma voz masculina familiar - Eu realmente não esperava algo desse tipo...

Procuro o dono da voz pelos arredores, e tudo o que vejo é um vulto em forma de um homem perto de mim, o qual se aproxima lentamente.

- Quem é você? - Eu o pergunto furioso - O que você fez com o Marshall?

- Calma humano... - O vulto me responde se aproximando mais - O Marshall Lee está bem...

Ele se aproxima completamente de mim, e eu vejo seu rosto, através da luz...

- Afinal... - Diz Hudson Abadder - Ele é meu filho.

- Diretor?! - Pergunto desesperado - Você é o assassino?!

- Meio difícil de acreditar não é? - Ele me responde abrindo um sorriso malicioso.

- Como você pôde fazer isso?! - Eu o pergunto tentando entender - Sequestrar e matar os seus próprios alunos!

- Você ainda não entendeu humano? - Diz ele levantando uma das suas sobrancelhas - A Academia de Super Irmãos, nada mais é do que um pretexto que eu tenho, para eu poder me alimentar das almas dos alunos, sem ter que declarar guerra aos outros 4 Reinos...

- Se alimentar das almas? - Eu o pergunto confuso - Desde quando vampiros fazem isso?

- Eu não sou apenas um vampiro Finn... - Ele me responde, enquanto puxa outra cadeira para si, e senta à minha frente - Eu sou um demônio sugador de almas.

- Um demônio?! - Pergunto surpreso - Então, quer dizer que o Marshall e a Marceline...

- São meio demônios? - Ele me pergunta sorrindo - São sim!

- Isso explica como os corpos não tinham sinais de assassinato... - Digo raciocinando - Foi porque você, literalmente, sugou a alma deles!

- Exatamente! - Diz ele - Esses irmãos eram belos almoços e jantares...

- Como é?! - Pergunto surpreso.

- Por que acha que eu deixava os corpos no campus... - Diz ele - Sempre na hora do almoço e janta?

- Porque as almas deles são as suas refeições... - Eu o respondo.

- Você é mais inteligente do que eu pensava em... - Diz ele sorrindo maliciosamente - Talvez então possa me responder, o porquê dessa Academia ser só para irmãos...

- Porque assim, você poderia sugar a alma de um jovem como seu almoço... - Eu o respondo raciocinando - E logo depois como sua janta, sugar a alma do irmão desse jovem...

- Incrível! - Diz ele batendo pequenas palmas - Você é impressionante...

- Mas como você pretende ficar impune disso? - Eu o pergunto - Os outros Reinos vão vir atrás de você, pelo que fez, e pelo que está fazendo...

- Então foi sábio da minha parte... - Ele me responde - Contratar sequestradores particulares para isso, assim não sujo minhas próprias mãos sabe?

- E porque também... - Digo à ele - Não vai haver provas, que é você que está por trás de tudo.

- Deve ser por isso, que eu ainda não te matei... - Diz ele sorrindo - Seria um desperdício de diversão...

- Desperdício de Diversão?! - Eu o pergunto furioso - Você é um psicopata!

- Provavelmente... - Diz ele.

- Cadê a minha irmã?! - Eu o pergunto ainda em tom de fúria - O que você fez com a Fionna?!

- Olha, primeiramente eu pensei em me alimentar da alma dela, como fiz com todos os outros... - Ele me responde - Mas ae eu vi você procurando por ela, no meio dessa noite, e pensei que seria legal me divertir um pouco...

- Se divertir?! - Pergunto confuso.

- Exato Finn! - Ele me responde sorrindo - Sabe o que foi, que eu percebi nisso tudo?

- O que? - Pergunto.

- É que toda vez que eu sequestrava um irmão... - Ele me responde - Sabe o que o outro fazia? Fugia desesperadamente pela sua vida...

Eu começo a parar para pensar, e logo em seguida, ele continua.

- Mas não você Finn! - Diz ele abrindo outro sorriso - Você em vez de fugir, veio diretamente atrás da sua irmã, isso foi incrível e emocionante de se ver!

- E só por causa disso... - Digo à ele - É que você não quer me matar?

- Basicamente... - Ele me responde dando os ombros - Seria um desperdício de diversão, como eu disse...

- E a minha irmã? - Pergunto à ele - Seria um desperdício de diversão matar ela também?

Ele então me encara por alguns segundos, sorri, e continua.

- Você acha mesmo que pode me vencer humano? - Ele me pergunta - Acha mesmo, que têm a menor chance de salvar a sua irmã de mim?

Eu penso em responder, mas o medo do seu olhar demoníaco, me faz perder a voz...

- Você não pode me parar Finn, e nem parar o que está por vir... - Diz ele em um tom sério - Mas eu quero ver se consegue, eu quero ver até onde você está disposto a ir, para ter a sua querida Fionna Mertens de volta...

- Não diga o nome dela! - Grito à ele, enquanto me remeto na cadeira, sendo parado pelos nós apertados.

- Que grosseiro de se dizer Finn... - Diz ele levantando uma das suas sobrancelhas - Tenho certeza, que a Tia Tromba e o Tio Porco, não aprovariam esse comportamento...

Ao ele dizer isso, sinto o medo crescer cada vez mais dentro de mim.

- O quê? - Pergunta ele ao notar minha reação - Acha que não conheço seus Tios? Ou que eu não conheço os seus amigos também?

Eu fico mais amedrontado ainda, enquanto ele lentamente, se aproxima de mim até ficarmos cara a cara.

- Eu sou o Diretor da Academia Finn... - Diz ele bem próximo a mim - Eu conheço tudo e todos que você ama, não pense que é só de você, que eu posso ir atrás... 

- Se você se quer, ousar tocar em algum deles... - Digo à ele furioso, ignorando todo o meu medo - Eu juro que farei tudo o que eu puder, para te matar, e te mandar de volta para a Noitosfera!

- Essa ameaça é séria? - Ele me pergunta levantando uma das suas sobrancelhas - Mataria o Diretor da Academia, e Pai dos seus amigos vampiros?

- Eles não têm a menor ideia... - Eu o respondo - Do monstro que você é, e nem do que você é capaz de fazer!

- E você tem essa ideia humano? - Ele me pergunta - Porque se você à tem, o que te faz pensar, que é capaz de me enfrentar e ser vitorioso?

- Eu fui treinado nos Jardins dos Humanos desde pequeno! - Eu o respondo sinceramente - E desde que cheguei aqui, Billy me treinou em suas aulas.

- Ah entendi... - Diz Hudson sorrindo - Então, você acha que os treinamentos que Billy te ensinou, são cruciais?

- Sim eu acho! - Eu o respondo.

- Então... - Diz ele sorrindo - Isso ficará melhor do que eu pensava!

De repente, vejo Billy entrar na sala onde estamos.

- Professor Billy?! - Pergunto surpreso - Você também está envolvido nisso?!

- Isso vai muito além do que você pode entender Finn... - Billy me responde.

- Está vendo agora humano? - Hudson me pergunta - Há outros nessa Academia, que estão dispostos a me obedecer, e a me ajudar a seguir com o que eu quero...

- Senhor... - Diz Billy à ele - O senhor vai matar o garoto e a irmã dele?

- Como eu disse à ele Billy... - Hudson o responde - Seria um desperdício de diversão matá - los agora, eu prefiro mater os dois vivos por enquanto, e ver até onde isso vai dar...

- O senhor que manda então... - Billy o responde.

Vendo cada coisa acontecer aqui, eu só consigo pensar em como vou resgatar a Fionna deles, como vou contar à todos sobre a verdade, e em como vou achar os outros misteriosos cúmplices nisso tudo...

- Bom... - Diz Hudson - Acho que já prolongamos demais essa conversa, já tá na hora, de você voltar para os seus amigos, e de pensar em como vai lidar com tudo isso...

Ele então vem até mim e sussurra em meus ouvidos:

- Bons sonhos!

Em seguida ele abre monstruosamente sua boca e começa a sugar a minha alma, me fazendo desmaiar ali mesmo, e perder completamente a minha consciência...


Notas Finais


Então é isso pessoal!
Aqui termina o Vigésimo Segundo Capítulo de Academia de Super Irmãos!😃
Eu espero que vocês tenham gostado desse capítulo aqui, e que se preparem, porque mais revelações estão por vir Ok?😉

Até a próxima!😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...