História ""Academia Hanyang"" - Capítulo 6


Escrita por: e sabrinasc

Postado
Categorias EXO, Monsta X, NU'EST
Personagens Chanyeol, Kai, Min Hyuk, Ren
Visualizações 11
Palavras 4.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E vamos de leitura zamores e amoras das ommas💞😍😉..

Capítulo 6 - "Tempo juntos"


Fanfic / Fanfiction ""Academia Hanyang"" - Capítulo 6 - "Tempo juntos"

 - é mesmo.               Kai 

Eu e os caras treinamos como se estivéssemos em uma partida séria e isso é muito bom.. pois mostra que estamos em sintonia e focados. Durante todo o treino observo o Alex e o Minhyuk que mechem em um celular e sorriem um pro outro. - uhm.. será que o Chany tem razão no que falou sobre os dois? Mais e quanto ao Ren? Aish cara esquece isso. - chamo minha própria atenção e continuo o treino que logo chega ao fim. - valeu galera, parabéns, vocês mandaram muito bem. - os elogio, batendo palmas e assim nos despedimos. EI ALEX. - grito o mesmo que me olha.

                     Alex 

Quase morri vendo aquele bando de homens se degladiando por uma bola, estava muito apreensiva quanto a isso, então tentei relaxar ajudando o Min a mexer em seu celular novo e quando Kai me chamou tremir na base. - e aí. - sorrio sem graça.

              Kai e Alex 

Kai: E então.. tá pronto?. Podemos começar?. - pergunto com um leve sorriso nos lábios.

Alex: Eu... bem... tô, mas tipo, você não tá cansado? jogou quase uma hora direto. - levanto pondo as mãos na cintura.

Kai: Cansado? Rsrsrsrs mano é preciso mais que isso pra me derrubar. - tento o dá um encosto com meu ombro mas ele desvia seu corpo em um movimento rápido e ágil. - olha só.. rápido e ágil.. acho já sei o que você será. - jogo a bola pra ele que a segura me encarando. - corre Alex e não deixa eu te pegar.. CORRE. - grito e parto pra cima do mesmo que desvia de mim e corre pelo campo.

Alex: Depois de esquivar de suas investidas, ele me lança a bola e diz para mim correr, mais correr pra onde?. O vejo vir em minha direção e saio a toda velocidade tentando fugir, ele se aproxima e quase me pega, mas eu esquivo mais uma vez, obrigada Muay thai. Continuo a correr mas vejo que depois da última esquivada que dei nele seu semblante mudou e o rosto meigo deu lugar a um que tá me dando medo e quando eu acho que vou me safar dele mais uma vez. - AHHH. - sou jogada no chão e tenho um cara enorme em cima de mim.

Kai: Te peguei. - sento em cima dele e seguro suas mãos acima de sua cabeça. - e agora, o que c vai fazer uhm?... parece que o meu time tá ganhando. - sorrindo arqueio uma sobrancelha enquanto meu suor pinga em seu rosto e tronco.

Alex: Ter um orgasmo, penso... mordo a boca e meu peito sobe e desce sem parar enquanto observo aquele ser suado em cima de mim, seu suor escorre o deixando totalmente sexy e sua pele morena brilha me fazendo debater-me para sair de sua pegada, droga porque não fiz jiu jitsu também aí sairia daqui brincando. - aigoo desisto.

Kai: Sério?. Cara fraco. - o dou um tapinha leve no rosto e me levanto de cima do mesmo.. quer ser meu WR?. Então agora iremos correr juntos e você irá corrigir ou defender meus passes.. vamos lá. - o estendo minha mão para ajudá-lo a levantar-se.

Alex: -Ok, capitão. - Levanto com certa dificuldade e nem consigo respirar, pois já estamos correndo novamente, eu vou morrer, o sigo fazendo o que ele manda, ele sempre me lança a bola que pego sem nenhuma dificuldade... sou boa nisso, quem diria.

Kai: Boa garoto.. joga pra mim mais naquela jarda alí. - aponto pra frente e corro ainda mais rápido..

Alex: Faço um enorme esforço e lanço a bola pra ele que a pega de primeira, ele é maravilhoso em todos os aspectos mesmo

                    Ren

Cheguei desde cedo no treino principal, adoro ver caras se pegando.. mas hoje estou aqui pra ver um certo loirinho fofo que vem surgindo seguidamente em meus pensamentos... o vejo com Alex e eles parecem se divertir e depois que Alex vai treinar com Kai e digamos que o garoto leva jeito, Min fica sozinho e eu como quem não quer nada me sento na fileira de trás dele.

               Minhyuk 

VAI ALEX.. VAI. - grito torcendo pelo meu amigo que está dando o seu melhor e cara ele manda muito bem.. o vento forte que bagunça meus cabelos, trás pras minhas narinas uma determinada fragrância que me faz olhar pra trás e mudar de cor..

         Minhyuk e Ren 

Ren: - Oi Min. - dou um tchauzinho pro mesmo que está mais pálido do que de costume. - o que foi, viu um fantasma?.

Min: O.. o que c tá fazendo aqui?. - droga Minhyuk não assunta com ele caramba.

Ren: Vim aqui te ver, loirinho tentação. - chego pra frente na cadeira ficando mais perto dele. - bem... o Alex disse que você vinha ao treino, então, cá estou eu. - pisco o olho pra ele.

Min: Me vê?. Mais.. mais você.. sabe na noite passada você.. você.. c entendeu. - sinto minhas bochechas corrarem e viro pra frente abaixando minha cabeça.

Ren: Passo um dedo em sua nuca e o sinto arrepiar. - me desculpe por ontem, sou um idiota, mas só pra você saber, na próxima eu entro no seu quarto e não saio antes de matar a vontade. - sussurro em seu ouvido.

Min: Sua voz sexis, faz meu corpo tremer e meus pêlos se ourrissarem. - na próxima vez?. - Olho pro mesmo que afinta. - então você.. você não tava me trolando?. - Olho no fundo dos seus olhos.

Ren: Trolando?. rsrsrs claro que não... tô louco pra te provar. - mordo o lábio.

Min: Sua ousadia me faz quase infartar e eu fico sem saber o que devo fazer.. eu.. eu.. eu não sei o que dizer Ren. - olho pra ele sentindo que todo o sangue do meu corpo, acabara de ir embora de minhas veias.

Ren: Não precisa dizer nada, prefiro ouvir seus gemidos, hum, quer gemer pra mim docinho?. - aproveito que não tem ninguém aqui além de Alex e Kai que estão envolvidos no jogo e mordo o ombro do Min que da um pequeno gemido.

Min: Ohh. - com meus olhos fechados, arfo e aperto meu punho. - não faz isso por favor. - peço manhoso com minha voz arrastada.

Ren: Fazer o que?. Não fiz nada, ainda, mais pretendo... tá afim de jogar sinuca comigo Minzinho?. prometo que serei bonzinho.

Min: Eu.. eu quero. - respondo em tom baixo sentindo a excitação dentro de minha calça..

Ren: Então, vai me convidar pra ir pro seu quarto?. - minha mão direita adentra seus fios que puxo fazendo com que ele vire o rosto em minha direção e minha boca fique a milímetros da sua.

Min: meu.. meu quarto??. Tipo Agora?.  

Ren: Com certeza pode ser agora, BB. - me levanto o puxando.

                Kai e Alex 

Kai: Opa.. olha só.. parece que meu plano tá dando certo. - sorrio olhando pro Ren e o Minhyuk que juntos vão saindo da arquibancada..

Alex: Parada, com dois metros de língua pra fora, vejo que vou me ralar.- acho que sim...só espero que eles não vão pra nosso quarto. -falo arfando.

Kai: Você parece exausto.. vem.. vamos descansar um pouco e sim, Minhyuk e Ren vão com toda certeza usar o quarto de vocês, já que no do Ren o D.O marca território direto. - olho pro tempo pensativo. - Já sei.. vamos pro quarto do meu appa.. ele tá viajando mesmo e nem vai saber.. vamos?. - olho pra ele que está quase morrendo de tão cansado.

Alex: Que?. não cara e se ele descobre?. imagina. - só de pensar em estar em um quarto com ele já suo mais ainda.

Kai: Se ele descobrir vai entender, já que sou o filho dele né Alex.. e se você não quer ter que ir pro teu quarto e vê o Minhyuk com o Ren transando, é melhor aceitar meu convite e agora vamos logo de uma vez. - saio o arrastando..

Alex: Sou arrastada e sem alternativa vou com ele para o quarto do diretor Kim, que fica do outro lado de nossos dormitórios.

Kai: É aqui. - destranco a porta. - entra aí. - o empurro pra dentro do quarto e entro logo em seguida. - Fica ah vontade.. tem toalhas no closet. - tiro minha camisa e a ponho na poltrona... tiro também minha calça ficando só de boxes e me sento na cama. - c pode ir logo tomar teu banho, eu vou depois. - sento na cama e ligo a tv.

Alex: Engulo em seco, isso é uma grande maldade comigo, esse cara parece uma estátua, pois é perfeito e simétrico. - ok tô indo. - entro no banheiro, tranco a porta e me escoro nela. - assim você me mata homem. -  Tiro minhas roupas e entro no banho, deixando a água quente relaxar meus músculos doloridos, não demoro muito e logo fecho o chuveiro, me seco e ponho a roupa que trouxe na mochila, graças a Deus por eu ter trago isso, se não estava realmente ferrada. Ao sair do banheiro me deparo com Kai dormindo como um anjo e não resisto a chance de chegar perto e ver aquele corpo perfeito, noto um enorme volume em sua box e automaticamente aperto minhas pernas uma na outra como uma pervertida, aish o que tô fazendo .

Kai: Alex entra no banheiro e tranca a porta.. já eu fico sentado na cama mudando os canais aleatoriamente.. sinto meus olhos pesarem e me jogo na cama... em minha cabeça vem as imagens de Minhyuk e Ren e isso me faz sorrir enquanto vou sendo envolvido pelo sono.. acabo dormindo e acho que por ter pensado nos dois transando, começo a sonhar com uma garota quicando em cima de mim.. sei que estou sonhando, mas sinto como se alguém me observa-se e mesmo assim, não consigo acordar. - uhm. - ponho minha mão em meu membro e o massageio.. claro, sou homem e essas coisas acontecem.. não ah como evitar.

Alex: Percebo que Kai leva a mão ao seu membro que agora está bem maior que antes. - aí meu Deus... ele vai. - engulo em seco vendo ele morder seus lábios enquanto se toca, cacete eu não posso ver isso e com cuidado toco seu ombro. - Kai, cara acorda vai...kai já terminei... kai.- e o que vem a seguir me deixa em pânico.

Kai: Sinto ser tocado no ombro e ao abrir meus olhos me deparando com dois femininos lindos olhos verdes.. ajo por impulso e a pucho jogando-a na cama e ficando por cima. - para de me provocar garota. - minha voz está sedenta de desejo e eu me posiciono entre suas pernas já a ponto de beija-la..

Alex: Fico totalmente sem reação quando sou puxada e prensada por seu grande corpo... ele me chamou de garota?. aí cara que tá acontecendo?. - Ka... kai, mano que se tá fazendo?. - sinto sua ereção em contato com minha intimidade, o que me faz fechar os olhos, isso não pode estar acontecendo.

Kai: Avanço nos seus lábios e passo a mão por seu pescoço... analiso tudo.. cabelos curtos.. sem brincos e uma voz masculina, porém fina chama por meu nome e quando abro meus olhos voltando a mim.. surto. - Alex???? MEU DEUS.. AI AI CARALHO. - no pulo.. caio da cama mas logo me levanto respirando ofegante e incrédulo com o que fiz. - eu.. eu.. meu Deus eu te beijei.. AAAAAAHHHHH. - corro pra dentro do banheiro.

Alex: Ainda em choque saio da cama com dificuldade, me escorando na parede, levo a minha mão até meus lábios. - ele, ele me beijou?. balanço a cabeça e respiro fundo puxando um pouco meus cabelos, eu nem posso ir para meu quarto porque o Min e o Ren estão lá, fico sentada no chão de cabeça baixa enquanto abraço meus joelhos

Kai: Encostado na porta do banheiro, tento entender o que diabos foi que eu fiz e porque o fiz.. vou até o espelho e olho pro meu refrexo que me fala que eu não sou gay. - porque eu fiz isso?.. cara eu tava dormindo não tava? Eu tava mano. - falo com meu próprio reflexo. - não foi minha culpa.. foi impulso por achar que ainda estava sonhando... ah meu Deus que foda foi essa?. - pucho meus cabelos e jogo água no meu rosto. - eita porra o Alex. - visto um roupão do meu appa e saio do banheiro totalmente sem jeito e ficando ainda pior quando o vejo sentado no chão envolvendo suas pernas com os seus braços. - Alex eu.. cara eu sinto muito.. eu não sei o que aconteceu.. eu tava sonhando e c me acordou com esses olhos verdes e esse rosto e.. porra cara tu parece uma garota. - ando de um lado pro outro. - cara me perdoa.. somos homens e isso jamais deveria ter acontecido.. me perdoa. - mantenho uma certa distância dele..

Alex: Só a voz de Kai me deixa nervosa, e vejo que o que aconteceu teve um grande impacto nele. Então depois de suspirar me levanto. - Olha cara vamos fazer o seguinte, não aconteceu nada ok, tipo eu tomei meu banho, você o seu e acabou... e se puder, prefiro que não diga que pareço uma garota, sou homem valeu. - minto na cara dura mas não posso por tudo a perder por um acidente... afinal, mesmo que eu fosse uma garota para ele não acho que seria seu tipo, tou tão sem graça que me passo por um cara sem problema nenhum.

Kai: Foi mal Alex mais infelizmente não posso negar.. você se parece sim e muito com uma garota, mas vamos esquecer isso né?. Foi só um pesadelo só isso.. eu.. eu vou tomar meu banho e deletar isso da minha mente.. já volto. - entro no banheiro e embaixo do chuveiro tento esquecer essa loucura... fecho meus olhos e sentindo a água quente caindo no meu corpo.. me lembro dos malditos olhos verdes do Alex. - aish.. que droga Kai.. ele é homem.. não uma garota. - dou dois tapas no meu rosto e mudo a temperatura da água quente pra gelada.

Alex: Fico triste em saber que pra ele ter me beijado foi um pesadelo, mas como eu posso o condenar?... pra ele sou um cara. - Pai do céu, porque eu não tenho um pau?. seria melhor agora. - desanimada me sento na cama deitando logo em seguida, seu cheiro está por todo lugar, para me sentir melhor, fico de bruços com o rosto no travesseiro, sentindo seu cheiro maravilhoso assim fechando os olhos.

Kai: Termino meu banho e vestido no roupão do meu appa saio do banheiro. - Alex eu vou me vestir e nós já... - me calo ao vê-lo de bruços dormindo na cama do meu appa. - Alex?. - toco no seu pé e ele pucha a perna, ficando em uma posição um tanto quanto provacante. - ele é homem Kai. - analiso cada detalhe visível nele.. seus pés pequenos com suas unhas bem feitas.. suas mãos delicadas.. seu rosto afeminado e sua boquinha que está entre aberta. - não Kai.. não faz isso. Por favor não faça isso. - ponho minha mão em meu membro ao senti-lo acordando. - por favor parceiro não faz isso.. não faz isso seu traidor. - brigo com meu Kaizão que pulsa excitado e assim como ele, meus olhos também me traem voltando a olhar pro Alex. - sinto muito cara, mas essa bunda não é de um homem.. essa bundinha empadinha e redondinha é de uma garota e uma garota bem gostosa por sinal. - mordo meu lábio e olhando pra aquela bundinha gostosa, começo a me masturbar. - eu vou pro inferno meu pai.. eu sou um pecador e.. e.. ohhh.. não permita que eu faça isso senhor.. uhhmmm por favor. - acelero meus movimentos e toco em sua bunda apertando-a devagar. - oun Alex.. ohhhh porraaaaaa.. - gozo sujando meu roupão e ao perceber que ele estava despertando, corro mais uma vez pro banheiro. - o que foi que eu fiz??? Meu Deus.. eu gozei pensando na bunda do meu amigo.. Deus por favor, não solta a minha mão nesse momento, mesmo eu sendo um grande pecador. - me olho no espelho respirando ofegante e decepcionado comigo mesmo.. isso não poderia ter acontecido, eu não sou gay..

Alex: Sem querer tiro um cochilo e parece que ouço Kai me chamando mais tô tão cansada que não dou bola... mas me assusto com a porta batendo... me levanto e bato na porta do banheiro. - Kai você me chamou mano?. acho que havia dormido.

Kai: Eu.. eu já vou. - fico em pânico.. eu não sei como irei olhar pra ele e se ele descobrir que fiz isso e se eu for gay por ter feito isso??. - Ah não.. definitivamente não.. eu não sou gay e vou com ele e o Chany pra koto, onde iremos comer mulheres gostosas que tirarem essa loucura da minha cabeça. - falo comigo mesmo e após tomar mais um banho saio do banheiro. - Alex eu vou só me vestir e já vamos Ok?. Será que dá pra você esperar lá fora?. - peço sem olhar pro mesmo indo até o closet onde sempre tem roupas minhas.

Alex: Tá tudo bem eu te espero. - eu saio do quarto, Kai parece mais estranho do que antes. - será que o beijo foi tão terrível assim?. - desarrumo meu cabelo e pego meu celular... Minutos depois, Kai sai todo arrumado e cheiroso. - Cara onde você vai assim? - pergunto curioso.

Kai: Aonde??. Vamos pra koto irmão ou você desistiu de ir?. - pergunto sério evitando olha-lo nos olhos.

Alex: Koto?. ah sim... claro vamos sim. - cara eu tô muito fudida... pego meu celular e mando uma mensagem, só minha amiga pode me salvar.  

                Mensagem 

Miga, sua loka S.O.S, tô indo pra Koto com os Boys.... me salva... mando a localização quando chegar lá.

Alex: Sério espero que ela veja, espero que ela esteja na Koto e principalmente que ela tenha idéia de como me tirar dessa roubada.

                  Cloy 

Enquanto desenho os molds pra minha nova criação, recebo uma mensagem da Alex e após lê-la e entender do que se trata a mando minha resposta.

Fica de boa girl que a Cloy aqui já sabe o que fazer.. vem na fé que nós é nós.. na espera aqui.

Envio a mensagem e acabo sorrindo da coragem que ela tem.. Alex é com toda certeza una mulher de peito.. mesmo sem quase não tê-los rsrsrs..

             Ren e Cloy 

Ren: Mal entramos no quarto do Min e eu já o agarrei pena nuca devorando aqueles lábios que me deixavam desejoso. - Que boca quente BB, eu já posso até imaginar do que ela é capaz.

Min: Sou agarrado com uma certa brutalidade porém sem agreção.. Ren me beija e fala coisas ousadas e isso me deixa mais nervoso do que já estou. - eu.. eu não tenho muita experiência no que você está pensando Ren. - falo entre o beijo segurando firme em seu pescoço.

Ren: Não?... então eu te ensino BB. - o empurro para a cama e ele me fita com apreensão no rosto. - relaxa e goza delícia. - me ajoelho em sua frente e retiro seu pau que já está duro pra fora de sua calça. - uhm vou te fazer ver estrelas loirinho. - e chupo sua glande o ouvindo gemer.

Min: AARRR.. ahhnnn.. ounn.. - tento segurar meus gemidos o sentindo me engolir por inteiro.. sua garganta se abre e eu sinto um prazer que nunca havia sentido antes.. ele com toda certeza, tem muita experiência nisso e eu quero poder gozar de toda essa sua experiência assim como aprender com ele também.

Ren: Retirando seu membro branquinho da boca o provoco. - pede pra mim te chupar, pede... hum. -passo a mão por suas bolas o que o faz gemer sôfrego.

Min: Hummm.. como isso é gostoso. - deliro com sua boca maravilhosa e quando ele fala pra que eu peça que ele me chupe, eu quase gozo. - oouunnn céus.. me chupa neném me chupa. - seguro seus cabelos sentindo meu pau implorando por mais.

Ren: Abocanho ele com vontade e a cada vai e vem fico mais excitado, meu pau já tá louco pra entrar na jogada, mas vou fazer meu bb gozar gostoso antes, o estimulo com agilidade e o vejo revirar os olhos enquanto puxa meus cabelos.

Min: Por.. por favor não para.. ahhnnn. - os espasmos começam a anunciar meu gozo e sem conseguir me controlar gozo em sua boca e segurando em seus cabelos sem permiti-lo tirar sua boca de mim o faço engulhar tentando respirar.

Ren: Ele se empolga e me segura me fazendo engolir todo seu gozo e quase engasgando, depois ele relaxa na cama. - você tá tentando me matar hum?. - rio. - minha vez. - me levanto tirando minha calça e box e começo a massagear meu membro ereto enquanto mordo a boca. - fica de quatro pra mim delicia, fica .

Min: Enquanto eu curto meu pós gozo ele se masturba na minha frente e meu coração que já estava acelerado, dispara ao ouvi-lo me mandar ficar de quatro pra ele.. mesmo receoso e com muito medo, o obedeço e apertando o travesseiro contra meu rosto, preparo-me pro que está por vir.

Ren: Que delícia de bundinha. - lhe dou uma palmada e logo coloco o preservativo que trouxe comigo, pois era óbvio que ele não me escaparia dessa vez. - Relaxa que eu não quero machucar você tá bom?. - Lentamente me posiciono em sua entrada apertada e entro bem devagar. - CARALHO MIN. - falo entre os dentes, ele é tão justo. - ahmmmm que delicia.

Min: Uuuuhhhhmmm. - mordo o travesseiro sentindo-o me invadir aos poucos. - de.. devagar.. ain droga. - espremo meus olhos e soco o colchão tentando relachar.. Ren é grande e grosso e isso tá acabando comigo.

Ren: Assim bb relaxa. - depois de um tempo estou todo dentro dele e começo a estoca-lo devagar. - Uhmm tão apertado, tô louco pra meter com força em você, mas vou ser bonzinho, só dessa vez. - digo enquanto agarro sua cintura com firmeza.

Min: Ele entra por completo dentro de mim e com seus movimentos lentos porém em ritmo sexis, me faz ir relaxando e deseja-lo cara vez mais. - mais rápido neném.. vai mais rápido. - peço o que ele também quer e o mesmo faz nossa vontade.

Ren: Como ele pediu, começo a ir mais rápido e gememos juntos. Meto uma de minhas mãos por baixo dele segurando seu pau que está como pedra. - Sabia que gozar com a próstata precionada da um prazer 10 vezes melhor bb?. Eu vou te mostrar, quer ver? - começo a bater uma pra ele enquanto o meto meu pau sem parar.

Min: OOHHHHHHH REN.. Deus do céu. - enfio a cara no travesseiro quase explodindo de prazer.. aperto os travesseiros e grito abafado.. eu nunca pensei que um dia poderia ter uma transa dessas e cara eu tô adorando tudo isso. - droga eu vou gozar. - mordo o travesseiro tentando conter meus gemidos que se não estivessem sendo abafados ecoariam por toda a academia.

Ren: Goza pra mim vai...- Já não me aguentando explodo em seu interior e sinto minha mão melada, consegui o fazer gozar novamente. - porra Min tu é gostoso pra caralho. - suado o admiro deitado na cama, como é lindo meu boy.

Min: Eu.. eu não sirvo pra mais nada.. vo.. você acabou comigo. - tento controlar minha respiração enquanto sinto suas carícias.

Ren: Que pena, eu queria mais... Então o caso é eu dormir aqui, vai que você se recupera durante a noite. - mordo seu ombro sorrindo.

Min: Me recuperar?? Cara olha pra mim, eu tô quebrado.. massacrado e triturado.. mas gostei da parte de c dormir aqui.. vamos tomar um banho e vim pra cama que eu preciso mesmo descansar. - nós dois tomamos banho e depois voltamos pra cama onde Ren me abraça por trás fazendo-nos dormir de conxinha.

Ren: Depois de um banho reconfortante, o abraço por trás... não lembro da última vez que eu dormi assim, mas posso dizer que é muito bom.


Continua....


Notas Finais


Bjos d luz da Omma nos seus lindos corações minhas doidiças lindas🤗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😉..
Bjos da Sabris amoras💞😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗😗..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...