História Academia Lawrence (Now United) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias NOW UNITED
Personagens Any Gabrielly, Bailey May, Diarra Sylla, Heyoon Jeong, Hina Yoshihara, Joalin Loukamaa, Josh Beauchamp, Krystian Wang, Lamar Morris, Noah Urrea, Sabina Hidalgo, Shivani Paliwal, Sina Deinert, Sofya Plotnikova
Tags Noart
Visualizações 5
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ♡

Capítulo 2 - Episódio 2


Fanfic / Fanfiction Academia Lawrence (Now United) - Capítulo 2 - Episódio 2

Quando atravessei o saguão de entrada dei de cara com o lugar mais incrível em que já estive, a Academia parecia um castelo medieval da Europa, tinha uns pilares cilíndricos que daria uma bela foto para o Instagram. Centenas de corredores eram ligados à este mesmo saguão, eu não sabia para onde ir, havia dezenas de pessoas espalhadas pelo local, alunos do 2° e 3° anos já uniformizados com vestes das cores azul marinho que dava cor as saias e calças e também a gravata, é um cinza bem clarinho que colorida as camisas sociais em que tínhamos que usar. Era lindo aquele lugar, uma luz branca entrava por pequenas janelas localizadas perto do teto em que havia umas estampas floridas quem faziam toda diferença. Eu toda boba e destruída com o teto nem percebi e acabei esbarrando em um garoto com cabelos castanhos brilhantes de olhos verdes.

- Ooou, presta atenção - O garoto diz sem nem olhar em meu rosto, abaixando para ajudar a recolher os livros que eu havia deixado cair no chão. Quando subimos e mantemos contato visual, o garoto exclama:
- Uou!! kkkkkk, oi loirinha - diz ele jogando o cabelo e dando um sorrisinho, não podia negar, o seu sorriso era maravilhoso

- Oi, me desculpa espero não ter te machucado - falo tentando parecer preocupada mesmo não tendo me importado nem um pouco se teria ou não machucado ele.

- Que nada! Prazer, sou o Noah, Noah Urrea - E ele fez de novo, sorriu, que sorriso lindo aquele garoto tinha - Quer um balde? Tá babando um pouquinho - Ele diz com um ar convencido como se fosse o menino mais bonito do mundo

- Para de ser idiota garoto, tá se achando muito hein! - tentei disfarçar, mas realmente, impossível não babar naquele sorriso

- Pode falar, eu já acostumei com todas as garotas babando em mim, com certeza você quer meu número, me desculpe mas não posso passar, já tem muitas meninas sabe, contatos demais... - Ele fala tão rápido que chega atropelar algumas palavras

- Para de se achar garoto, não quero nada de você não - falo é imediatamente saio andando, porém decido me virar para fazer a saída celestial - na verdade, sabe o que eu quero? Distância - nesse exato momento ele solta outro sorrisinho besta, como se não me levasse a sério, isso me deixou extremamente brava.

- Se quiser eu te mostro seu quarto! - Ele grita - se não percebeu eu já conheço a escola, sou do 2° ano - não queria que aquele bobo me ajudasse mas eu estava perdida e não conhecia ninguém então fui obrigada a aceitar ajuda

No caminho aos dormitórios ele foi me mostrando várias partes da escola, Noah não era um cara tão metido quanto eu pensei que fosse, ele era até divertido. Me mostrou meu quarto, era até de um tamanho legal, eu ia dividir o quarto com mais duas garotas, uma tal de Sabina Hidalgo e outra menina chamada Sofya Plotnikova, por sorte as duas eram de países diferentes então não me sentiria tão excluída.
Noah era aqui dos Estados Unidos mesmo, me contou que sempre morou aqui desde que nasceu mas que tinha muita vontade de conhecer outros lugares, eu lhe contei sobre a Alemanha, ele achou incrível. Como não havia ninguém no quarto o convidei para entrar e ele aceitou.

Ficamos por horas conversando sentados no carpete do chão até que ouço batidas na porta, era Madame Bovary, a coordenadora da Academia, Noah tinha me falado dela, porém, não achei que fosse tão acabada. Madame Bovary tinha a face enrugada e parecia não ter menos de 60 anos, olhou furiosa para mim e depois para Noah, é perguntou por quê o garoto estava na área exclusiva para meninas e proibida para meninos. Me virei furiosa para Noah, ele não tinha me contado que era proibido meninos no quartos das meninas.

- Vocês dois! Detenção hoje! As 20:00 em ponto! - A velha sai batendo a porta e eu caminho até Noah puxando sua orelha como se já fossemos amigos íntimos mesmo tendo acabado de nos conhecer.
- Por que não me disse que era proibido você entrar no quarto das meninas? - Ele me olha e ri - Por que está rindo? Não vi graça nenhuma!

- Não vai ser nada mal passar a noite com você loirinha - Ele se levanta do carpete e me da um beijinho na bochecha que me fez arrepiar toda.

Ele me fazia arrepiar toda.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...