História Academy for Special Children -interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, The X-Files (Arquivo-X), Trilogia da Magia
Personagens Personagens Originais
Visualizações 57
Palavras 1.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, como dá para saber olhando no dia em que a fic foi criada, voltei com ela, com os mesmos personagens mandados naquela época, estou muito feliz e entusiasmado e espero que mandem mais fichas pois vou adorar te - los como personagens e leitores.

Capítulo 2 - Acordar, um fato difícil de ter que lidar!


Fanfic / Fanfiction Academy for Special Children -interativa - Capítulo 2 - Acordar, um fato difícil de ter que lidar!

          POV Octavio

Você sabe que viveu bastante quando, consegue distinguir o som mais irritante do mundo, o do despertador.
Ele não para, e deixo o tocar até me irritar, estendo a mão no ar em direção a ele e o jogo com força em direção  a parede, sem me levantar. Amo minha telecinese.
Por um momento senti saudade daquele despertador rosa pink mas depois de ouvir o amado silêncio, bate arrependimento nenhum.
 Até.....
TOC. . .TOC - OCTAVIO VOCÊ ESTÁ ACORDADO? VAMOS!! LEVANTA EU NÃO QUERO ME ATRASAR.- É a desgraçada da minha amiga Lydia, acordar pra ela deveria ser mais difícil, de acordo seu dom é o de dominar os sonhos das outras pessoas.

- Vai na frente pra academia, vou depois.- Como todos os anos a academia cede 1 mês de "férias" no mundo exterior para seus alunos mais velhos na instituição, eu e Lydia saímos e alugamos por trinta dias um apartamento em Lisboa, e agora precisamos voltar.

- Eu não quero ir sozinha então trate de se arrumar, eu quero chegar cedo para ver se tem pessoas novas e bonitas, já que provavelmente ficaram com as crianças acho que posso ajudar- las, ah sei lá, apresentar os lugares na ASC.-


- Você quer ajuda- las a mostrar a sua cama, isso sim. Mas tá bem, faça o lanche pra mim.- Digo me levantando da cama e começo a me alongar, sem abrir os olhos, abro a porta (Lydia deve estar na cozinha.) e vou ao banheiro que fica do lado ao meu quarto.


Depois de sair do banheiro menos parecido com um zumbi, me arrumo colocando uma calça jeans azul escura e uma blusa de manga longa, além do meu típico tênis. Quando terminei  de arrumar a mala Lydia aparece na porta com um pão prensado em um pote e uma garrafa transparente visivelmente cheia de suco, dizendo "VAMOS", affff vou até ela, colocou minha comida na bolsa e pego a mala, andando com ela até a porta já aberta, inclusive com as coisas de lydia do lado à porta, começo a andar escada a baixo, sem espera-la.
Quando ela acabou de descer, pedimos um táxi correndo pois meu show de sono nos atrasou um pouquinho tipo uns 45 minutos


Quando entramos no táxi, Lydia não parava de brigar comigo pelo meu atraso mas a ignorei olhando para as casas se afastando e as árvores surgindo, na visão de fora. Uma das condições para nos podermos sair da academia é não utilizar os nossos poderes em público.
-Eu espero que a Scarllet não brigue conosco, ela pode virar o capeta, liter. .. - Interrompo Ly falando alto dentro do carro, fazendo até o taxista se assustar.

- AMIGA QUE HORAS É E QUAL A PRIMEIRA MATÉRIA DO DIA?.-


Ela logo se toca do que ia falar e disfarça respondendo a pergunta:


- Agora é 7: 50 e a matéria é Biologia.


-Muito obrigado! (Sem noção, o dom de Scarllet é poder se transformar em qualquer figura que quiser.)- Digo normalmente.

Logo vejo a entrada do terreno gigante da ASC decorada e protegida pelos grandes portões de aço em um muro longo, alto e cheio de câmeras e cercas elétricas. 


- É ali moço, pode nos deixar na entrada mesmo. - Aponto para a entrada, e ele para no ponto indicado, pagamos e ele sai vazado e rápido.

- Deve ter nos achados loucos. -

- Porque será? - Digo Irônico. 


Chegamos para perto do portão na frente da câmera e logo ele se abre, entramos encontrando um enorme jardim e uns carrinhos para nós levar até o prédio, que fica no final da propriedade, sua localização serve de um bom local caso tenhamos que fugir, depois do prédio, há uma floresta que em seu meio há um rio com vários barcos escondidos.


Quando chegamos a frente do casarão, adivinha que está lá?  A Scarllet com um relógio na mão e uma cara de estar muito puta, depois de nos olhar por alguns breves minutos, logo diz apreçada:
- Uma hora atrasados senhor Octavio Nygård e senhorita Lydia Clark, e será descontado de suas notas e horas cedidas da próxima vez, só não os puno  mais pois estou sem criatividade nesse momento e vocês necessitam ir para suas salas de aula. - Depois disso posso ver ela relaxar e cede espaço para nós entrarmos. As aulas acontecem em salas, sendo que as minhas aulas e de Ly é em uma enorme blibioteca. Andando ao meu lado Lydia não fala nada, outra que deve estar puta comigo.

- Desculpa em ter te prejudicado.- Exclamo. 

Ela me olha e não diz nada.


-Tá bom, eu fiz mal em não te ouvir, me desculpe? Eu imploro. - Digo parando em me ajoelhando.

Ela me olha e dá um sorriso.


- Sabia, que ia implorar, uma coisa que eu amo é ferir seu ego.- Diz e sai andando dando risadinhas.

Sorrio.- Você é má, Senhorita Clark, muito má. - Logo levanto, limpando meu joelho e corro atrás dela que já  está na porta da biblioteca. 

É agora uma das partes mais constrangidas da minha vida.
Lydia abriu aquela porta como se ela tivesse ficado 1 ano sem comer e aquela fosse a porta do refeitório, o professor António de biologia , os alunos, todos os alunos em suas mesas, estavam olhando para nós, exclusive um menino numa das carteiras da frente, mas não reparei muito nele pois, com a vergonha sendo passada, nós fechamos a porta e pedimos desculpas muitas vezes por termos atrapalhado a aula,  andando diretamente e olhando para baixo até umas carteiras vagas, quase no final da sala.
O professor continuo a explicação a matéria, mas eu não entendia nada (mas anotava tudo, não quero me ferrar nas provas e depois posso pedir ajuda para o Ethan), pois quando olhava lá para frente, em meu campo visual ainda estava ele lá, não sei, é indescritível a sensação mas eu tinha uma atração muito forte com ele e olha que de atração eu entendo, é como minha telecinese eu sinto a por todo meu corpo, esperando ser ativada. Mas para tentar me focar olho ao lado, aonde senta justamente uma das meninas mais caladas da escola, ela é a Evanora Samos, muito boa em educação física e também nas próprias aulas de física, seu dom é um pouco confuso mas extremamente forte, o dom do caos, mas por causa de sua idade de 19, falta 3 anos pra sair daqui.
Quando acabou a aula de biologia e o professor saiu da sala, todos esperando o sinal tocar (coisa que demora 8 minutos por causa do relógio sempre atrasado do monitor), levanto e vou até a mesa da Lydia aonde está também luna, digamos que uma crush da ly capaz de manipular os 4 elementos (sendo muito melhor na água que os outros), e quando a vejo vou em outra direção.
- Não vou atrapalhar o casal. - Digo sussurrando. Andando por aí vejo também Ethan desenhando em seu caderno, ele também é quieto mas diferente de Samos, eu tenho mais intimidade com ele, somos amigos e também somos colegas de quartos, tem até uma história de que ele e Evanora se conheceram antes de vir para cá, mas aí depois não se gostavam mais, mas nunca me interessei muito sobre essa história.

- Oi, Ethan você foi para algum lugar nas suas "férias mensal"? - Pergunto me sentindo de frente a ele em uma cadeira qualquer, ele consegue controlar metais e energia, tendo um pézinho na tecnologia.
- Não, fiquei aqui, para ajudar a apresentar a ASC, para os alunos novos, mas foi até que legal ganhei pontos e nota por isso. - Senti que ele ficou um pouco triste, e logo lembrei que sua família o deixou aqui, e pediu que nunca mais voltar para casa.


- Não fique triste por isso, nós gostamos de você ... -

- O que eu não estou triste!! Ahhhh poderia ir, eu quero ficar sozinho, desenhar, sabe?. -

-Certo, vou indo, até hoje anoite.- Digo me levantando e dando tchau, nós não temos mais matérias comum hoje.
Decido voltar a mesa Lydia, mas ela já saiu da blibiosala, e antes de soar o . . .


TRRIMMMMMMMNMMMMMMM!!!!







Notas Finais


Muito obrigado por quem leu esse capítulo e espero que tenham gostado!!! Vou tentar postar 2 capítulo por semana, um na segunda e outro na quinta. Espero que vocês interajam e façam suas fichas vou adorar, pois neh Fanfic Interativa. Beijos e Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...