História Academy of Legends - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Ahri, Caitlyn, Garen, Katarina, Lux, Riven, Syndra, Talon, Vi, Vladimir, Yasuo, Zed
Tags Colegial, Comedia, Comedia Romantica, Escolar, Romance
Visualizações 160
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, FemmeSlash, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hooooooi!
Não sei como consegui, mas consegui. E não me matem, embora eu também possa estar morta.
Corri com o capítulo, mas cá está ele. Sei que atrasei 1h e peço perdão. Da próxima vez, a postagem será mais cedo.

Boa leitura! <3

Capítulo 6 - Realidades opostas


 

Katarina caminhava em direção ao campo de futebol, tentando tirar seu rival demaciano da cabeça, o qual encontraria em breve, quando de repente foi impedida por uma garota de cabelos roxos, que a olhava sinistramente.

— O que está fazendo, garota? — perguntou a ruiva, fazendo uma expressão nada agradável.

— Querendo saber quem é você e por que está aqui. — A outra não se sentiu intimidada diante de Katarina. Pelo contrário, estava com mais raiva ainda.

— Katarina Du Couteau, jogadora de futebol, ruiva, novata no colégio, noxiana... — citava as próprias características com um ar irônico, mas ao dizer de onde viera, os olhos da de cabelos roxos brilharam.

— E-Então também é de Noxus? — Um sorriso animado substituiu a face ameaçadora. — Pelo menos não mais uma daquelas demacianas. — Apontava para um grupo de garotas, que pareciam se divertir juntas.

— Pff... Demaciana? Por favor, né? Sem xingamentos, por favor.— Segurava o riso. — E quem são essazinhas aí?

— Bom, a ruiva é a Shyvana e a outra é a Quinn. Aquela loira que está tomando água é Kayle, minha irmã. Um bando de idiotas que acham que jogam alguma coisa... — murmurava, mas foi cortada por Katarina.

— Espera, sua irmã é demaciana e você noxiana? — Arqueou a sobrancelha, desconfiando da conversa da garota.

— É complicado, mas simplesmente nos odiamos. — Revirava os olhos, enquanto pensava em um jeito de acabar com Kayle.

— Entendo. — Lembrou-se da sua rivalidade com Garen. Demacianos eram difíceis para ela. — E você seria...?

— Morgana.

— Ótimo, Morgana. Vamos ensinar para aquelas lá como é que se joga. — Cerrava os punhos, entrando no campo junto à nova amiga com um sorriso desafiador no rosto.

O grupo de garotas referido por Morgana imediatamente tornou seus olhares às duas noxianas. As primeiras andavam em direção à dupla, com um ar de superioridade em torno de si.

— Parece que arranjou uma aliada nos subúrbios de Noxus. — provocou Kayle, forçando uma risada.

— Sugiro que você se cale agora, ou teremos que fazer isso da pior maneira. — Katarina preparava-se para avançar na demaciana, se não fosse cortada pelo professor Mundo.

— Garotas, garotas, não briguem. Gastem sua energia no jogo!! — dizia contente.

— Tanto faz. — bufou a ruiva.

— Ah, Katarina! — O professor direcionou sua atenção à novata do time. — Tenho que lhe apresentar o capitão do time, claro!

— N-Não precisa, professor... — murmurava, mas sabia que seria em vão.

— Garen, venha, vou lhe mostrar a nova jogadora do time! — gritou para o garoto, que se encontrava do outro lado do campo.

Quando o nome do demaciano foi chamado, a ruiva revirou os olhos no mesmo instante. Em pouco tempo, ele já estava lá, frente a frente com ela, com um humor péssimo e uma feição hostil.

— Acho que eu já a conheço o bastante... — Franziu a testa, evitando contato visual com a mesma.

— Exatamente... — O olhava com raiva.

— Sou só eu que estou sentindo um clima tenso por aqui? — murmurou Mundo, já prevendo na algazarra que a novata do time causaria no campo e fora dele.

 

***

 

Enquanto isso, Lux havia chamado Talon para sua casa para estudarem juntos, mas nem sinal do garoto. Já havia se passado meia-hora, e ela estava nos nervos, odiava atrasos.

Tudo estava programado, típico da loira: chamaria o noxiano durante os treinos de futebol do Garen, pois impediria uma briga que com certeza aconteceria entre os dois.

A garota verificava mais uma vez as mensagens do seu celular. Pensava em ligar novamente para Talon, mas a campainha de sua casa tocou, o que criou certas expectativas na pequena.

Luxanna saiu da casa abrindo a porta rapidamente, logo em seguida correndo pelo extenso jardim que ligava a estrutura principal ao enorme portão, onde se encontrava ninguém mais, ninguém menos que Talon.

Demorou um pouco para chegar lá, mas já podia ouvir a voz do outro:

— Mas que demora! — gritou ao avistar um vulto loiro vindo em sua direção.

— Você não tem o direito de falar nada! Atrasou... — Olhou o relógio de pulso rosa, com desenhos de nuvens. — Exatamente trinta e três minutos!

— Isso nem pode ser considerado um atraso. Agora abre logo esse portão aqui, e me deixa entrar nessa sua casa. — Revirava os olhos.

Lux abriu-o bufando, encarando Talon com desdém. Fechou o portão com raiva e se pôs a andar em passos pesados, com uma aura negra em torno de si.

— Nem vem com essa carinha, princesas devem ser educadas. — Não pôde deixar de zombá-la.

— Por que você não atendeu nenhuma das minhas ligações? — perguntou seca, ignorando o último comentário de Talon.

— Você tem meu número? Como conseguiu? — Foram as primeiras palavras que não tinham intenção de zombá-la ditas pelo garoto.

— Responda a minha pergunta.

— Ok, ok. Meu celular estava desligado.

Talon observava o jardim bem cuidado da família Crownguard. Era tudo diferente, ela tinha um poder aquisitivo totalmente contrário do dele. A realidade de ambos era contraditória, e o noxiano se sentiu perdido diante de tudo aquilo.

— Katarina me passou seu número de celular. — Lux respondeu a pergunta do garoto, o fazendo sair do transe, enquanto abria a porta de sua casa.

— Espera... Katarina agora é sua amiga? — Começou a gargalhar sem se importar em ser discreto, por mais que estivesse entrando na mansão Cronwguard e recebendo olhares e comentários nada agradáveis sobre si dos empregados que lá trabalhavam.

— Não. Mas o que importa é que eu consegui. — Subia as escadas em direção ao seu quarto, sendo seguida por Talon, que nem fazia questão de disfarçar as suas observações de cada canto do local.

— Depois pergunto para ela o quanto ela lhe torturou para conseguir isso...

— Vamos estudar. — impôs, ríspida, enquanto abria a porta de seu quarto, revelando um cômodo extremamente fofo, repleto de bichos de pelúcia e almofadas coloridas.

— É incrível o fato de eu ter imaginado exatamente isso. — Riu discretamente.

— Enfim, vamos começar. — Sentou-se na cadeira em frente à escrivaninha, indicando que Talon deveria ficar na outra, ao seu lado.

— Tanto faz... — Sentou-se na outra cadeira de modo desleixado, sem se preocupar com os modos. Já estava cansado do “brilho” da demaciana.

— Pode me indicar onde tem dúvidas? — Sorriu simpática, alegre por finalmente começar a ajudá-lo.

Assim, o noxiano pegou seu livro de matemática que se encontrava com a capa parcialmente rasgada e amassada, jogando-o sobre a mesa da garota. Talon não tinha o mínimo de cuidado com seus materiais, julgando tanto a apostila quanto a mochila rasgada e suja que ele nunca largava.

— Eu preciso saber as páginas, Talon. — Tentou permanecer com seu bom humor.

— Na verdade seria a apostila inteira. — respondeu, como se não fosse nada de especial.

— Será um longo dia...

 


Notas Finais


Ahri e Syndra receberam mais atenção nos próximos capítulos! Achei melhor dar o foco para essas duas cenas (De Garen x Kat e de Talon x Lux) , já que elas acontecem no mesmo tempo.
Agradeceria muito se pudessem comentar <3

Próximo capítulo - 23/09


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...