1. Spirit Fanfics >
  2. Acampamento de verão (Academia dos Magos) >
  3. Elas são boas demais. (Scar e Az)

História Acampamento de verão (Academia dos Magos) - Capítulo 32



Capítulo 32 - Elas são boas demais. (Scar e Az)


Logo após toda aquela cena clichê - que eu amei - fui para a minha cabana e as meninas falaram que hoje elas colocariam o plano em prática.

A cada uma que saia da cabana era um grito dos meninos. Eu só fazia rir e pensar em um plano até que me deparei com uma ideia ótima...

S: A essa hora o Az deve estar acordado em algum lugar. - Penso em voz alta vestindo um traje de couro que, geralmente, uso para treinar.

K: Vai lá, morgado. Mostra para ele. - Ela sorri com Eli, eu pego meu arco, a aljava com flechas e saio dali.

Ando um bom tempo até que encontro Azazel parado perto de uma árvore, ele parecia estar brincando com seu gelo e chego perto dele.

A: Que susto, Scar! Um dia você ainda vai me matar. Faça algum barulho enquanto anda. - Ele fala com a voz um pouco elevada.

S: Desculpa. Eu estava indo te torturar e não podia fazer barulho para não acordar os outros.

A: Quando você diz ser sincera, não mente. Pera... Ialá, fez sentindo.

S: Aí, meu Deus. Eu mereço. Tá bom, besta, vamos para a... A sala medieval. 

Pulo em seu colo e ele me olha confuso, nos teletransporto para a sala medieval. Os professores chamavam esta sala assim pois ela está repleta de utensílios medievais e, principalmente, máquinas de tortura. Mas essa sala foi esquecida por todos e fica para lá de longe das cabanas.

A: Scar... - Ele me chama mas é vão, eu tiro minha aljava e largo meu arco beijando-o. 

S: Humm. - Falo beijando seu pescoço em seguida. 

A: Anda logo...

S: Tá bom. - Saio de cima dele, tiro sua roupa lentamente e o teletransporto para a roda humana. Lá ele fica com todos os membros esticados na roda.

Eu pego meu arco e algumas flechas apontando para Azazel. 

A: Pensei que a tortura iria ser mais leve. Como a das meninas. - Ele diz engolindo um seco de nervosismo.

S: Ah, elas são boas demais.- Atiro a primeira flecha e ouço ele gemer de dor. 

Vou até ele e pressiono a flecha fazendo Azazel chorar. Tiro a flecha lascando o resto de sua perna e carne.

A: Scar... Para, por favor.

S: É só isso. Você não é meu namorado ou outra coisa do tipo, é livre para beijar quem quiser. Deixa eu te tirar daqui. - Tiro ele, o mesmo se veste.

A: É só isso? - Pergunta com um tom de... De desapontamento? 

S: Por que? 

A: Porque tem mais, da minha parte. - Ele me puxa pela cintura e começa a me beijar.

A essa altura já estávamos deitados no chão, eu estava em cima dele rebolando incansavelmente quando sinto um volume e paro. Ele me olha em reprovação.

S: Você pediu. - Eu saí e o deixei lá.

S - Vou sentir sua falta. - Penso.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...