1. Spirit Fanfics >
  2. Acidente com poções - Drarry >
  3. Companhia

História Acidente com poções - Drarry - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de séculos longe estou de volta kkk so não sei por quanto tempo

Boa leitura

Capítulo 23 - Companhia


Fanfic / Fanfiction Acidente com poções - Drarry - Capítulo 23 - Companhia

Harry on …


Finalmente chegou o dia em que vou apresentar meu namorado e pai do meu filho aos meus pais, estou muito animado com isso, é a primeira vez que levo alguém para conhecê los então sinceramente não sei o que esperar, mas estou tentando ser positivo, pois Draco ainda me parecia relutante com isso, mesmo agora com Severus nos acompanhando. Admito que a princípio não fui muito a favor da ideia, já que conheço a história entre o professor Snape e os Marotos, porém sei que a presença dele é de suma importância para Dray.


- Obrigado, novamente - Sussurrei em seu ouvido, eu nunca me cansaria de agradecê lo pelo esforço que esta fazendo por nós.


- Não tem que me agradecer toda hora - Ele informou levemente corado.


- Sim eu tenho, você tomou uma grande decisão, e esta enfrentando seus medos por nós, e pelo nosso futuro, e sou imensamente grato por isso, por você e por nosso bebê - Revelei enchendo sua bochecha de beijinhos.


- Haaahhm ! - Mione pigarreou chamando nossa atenção - Sem querer estragar o momento de vocês, mas eu queria lembra los que não estão sozinhos, há mais pessoas nessa cabine.


- Desculpa - Pedi envergonhado.


- Tudo bem, sabemos que esse momento é importante para vocês, estamos todos passando pela mesma coisa - Blasio disse, com Ron sentado em seu colo.


- Fale por vocês, eu ainda não acredito que aquela velha exigiu minha presença num momento como esse - Pans exclamou revoltada e Hermione apertou sua mão, que se encontrava entrelaçada a dela, numa tentativa de demonstrar apoio.


- Ei gente, posso chamar o Papai para ficar conosco ? Eu queria pode falar com ele antes de chegarmos a estação - Dray questionou e nossos amigos torceram discretamente suas expressões.


- Olha Dray, não temos nada contra o Professor Snape, mas não somos tão próximo dele quanto você, então … er como eu posso dizer … preferimos não forçar as coisas com ele - Pans explicou calmamente tentando achar as palavras certas para não magoar Draco.


- Tudo bem, eu entendo - Ele tentou forçar um sorriso.


- Se faz tanta questão de falar com ele, por que nós dois não vamos até a cabine dele ? Podemos lhe fazer companhia pelo resto da viagem - Sugeri, e minhas preciosas safiras azuis brilharam.


- Podemos ? - Indagou excitado.


- Claro - Sorri para ele, e ganhei meia dúzia de selinhos, antes dele se levantar e me arrastar junto para fora.


Harry off …


Theo on …


Aquele é o Draco e … o Potter ?


Por que eles estão juntos ? Eles estavam dividindo a cabine ? Mas eles se odeiam, não é? 


Por Merlin, Draco o que está acontecendo? 


Sem entender o que estava acontecendo, os segui até entrarem em outra cabine, onde se encontraram com o professor Snape.


Com cuidado, abri parcialmente a porta, somente o bastante para poder ver o que acontecia lá dentro. A princípio tudo parecia normal, se é que o fato, de Draco Malfoy e Harry Potter dividindo o mesmo espaço, sem implicarem um com o outro, pode ser considerado normal.


Draco parecia animado em falar com Snape, que se limitava a assentir brevemente com a cabeça, ou a deixar resquícios de sorrisos transparecerem. Enquanto isso, Harry o encarava com um olhar de contemplação, como se o Malfoy fosse a criatura mais fascinante que já observou, vez ou outra a mão de Draco acabava na coxa do Potter, que em momento algum demonstrou se importar, pelo contrário, ele até mesmo ... acariciava com carinho o dorso da mão alheia ? Malfoy então parou e sorriu para ele com ternura.


Ao notar isso, minha mente começou a dar voltas e mais voltar, e aos poucos as peças foram se encaixando.


As mudanças de comportamento, os sorrisos bobos, os segredos, o Potter saindo quase sempre ao mesmo instante que o Draco, do salão principal, o fato de chefarem atrasados, tudo, tudo fazia sentido agora.


Eles estavam juntos !!! Draco Malfoy e Harry Potter eram um casal !!!


Por Merlin, Salazar e Morgana !!!


Não não pode ser verdade !!!


Por que ? Quando ?


Draco nunca demonstrou interesse pelo Potter, como isso aconteceu?


Estava tão imerso em pensamentos, que quase não notei que Severus notou minha presença.


Droga, eu tenho que me esconder.


Snape estava presente a abrir a porta, quando decidi invadir a cabine ao lado. Severus provavelmente vasculhou o corredor com os olhos, até se dar por satisfeito antes de fechar novamente a porta de sua cabine.


Ao escutar a porta se fechar soltei o ar, que sequer notei estar segurando, e finalmente me foquei na única pessoa ali dentro comigo, Longbottom.


- O que está fazendo aqui ? - Ele perguntou.


- Me escondendo do Snape - Revelei dando de ombros e me sentando de frente para ele.


- Por que ? - Neville indagou, e eu tive que me conter para não soltar um "não é da sua conta".


- Estava espiando a conversa dele - Revelei, pois sei que ele não iria contar a ninguém de qualquer forma.


O Longbottom apertou os lábios, provavelmente tentando conter uma repreensão.


- Isso foi arriscado - Ele disse por fim.


- Sim foi, mas descobri algo interessante, sabe o que é ? - Perguntei e ele negou - Draco e o Potter são um casal, legal não ? Mas você já sabia disso, não é ? 


Neville não respondeu, apenas apertou novamente os lábios.


- Não vai responder ? Então tá - Dei de ombros - Bem e estava mesmo estranhando o comportamento do Malfoy, e admito que isso me pegou de surpresa, mas eu não acho que isso seja tudo, você acha ? - Pela reação dele pude claramente notar que ele concordava, então continuei - Não faz sentido que, sem mais nem menos, Draco começasse a ver seu inimigo declarado com outros olhos, certo ? Algo aconteceu com aqueles dois por volta de 4 meses atrás, que foi quando Draco começou a agir de modo estranho, mas você não sabe nada sobre isso, sabe ?


Longbottom pensou um pouco, e então negou.


- Que pena acho que terei de voltar a minha investigação - Disse com desinteresse, mas eu estava na realidade desapontado. - Alias por que está sozinho ? - Isso me incomodava desde que cheguei, mas até então não tinha dado a devida atenção ao assunto.


- Ron e Mione sumiram com o Harry assim que entramos no trem, Dino, Simas e Gina estão com a Luna e o Cedrico em outra cabine, então eu meio que fui obrigado a achar outro lugar, este estava vazio, então estou aqui - Ele explicou e não pude evitar de sentir empatia.


-  Não se sente mal com isso ? Digo em ser deixado de lado por seus amigos ? - Perguntei.


-  Estou bem, estou acostumado - Neville sorriu e eu me irritei.


- Ninguém devia se acostumar em ser deixado de lado - Exclamei deixando ele surpreso.


- Entendo … você sente que o Malfoy te deixou de lado, por isso está com raiva dele, não é ? - Ele sorriu contente por ter descoberto.


Apenas virei o rosto bufando.


- Não é como se fosse melhores amigos, para começo de conversa - Resmunguei, sem entender por que estava falando sobre aquilo com ele.


- Ainda assim você confiava nele, ele era importante, e agora se sente mal por acreditar que era o único considerando isso, acertei ? - Ele indagou em um timbre calmo, e eu dei de ombros. - Já parou para pensar que talvez ele pensasse em você da mesma forma, e por isso não te contou - Com essa fala ele ganhou minha total atenção.


- O que quer dizer com isso ? - Perguntei.


- Bem, não conheço o Malfoy tão bem como você, mas sei que, seja lá pelo que ele e Harry estão passando, ele tem medo, e quando digo medo, não me refiro a simples medo de passar vergonha, ou ser casoado, é mais enraizado que isso, ele esta apavorado com algo, os outros so não notaram ainda por que ele se convence, de que se estiver com o Harry ainda há uma chance, eu so não sei do que se trata essa chance - Explicou, e me vi forçado a concordar, pois Draco parecia realmente tenso apesar de tudo.


- Ainda não entendi como isso mostra que ele me via da mesma forma - Comentei, e ele sorriu.


- Se ponha no lugar dele, você esta passando por uma situação assustadora, esta apavorado e sem saber o que fazer, esta perdido e sem rumo, você arrastaria alguém para essa situação, so por egoismo, ou atuaria como se nada estivesse acontecendo, esconderia dos outros, para não preocupa los ? - Questionou Neville.


Ponderei por instantes, existia coerência no que ele diza, e realmente me parecia algo no qual Dray pensaria, ele detesta preocupar os outros.


- Faz sentido, mas como você, dentre tantas pessoas, chegou a essa conclusão ? - Indaguei.


Ele corou e baixou a cabeça envergonhado.


- Sei que a maioria me julga inútil e incapaz, e bem … talvez eu seja, mas tem uma coisa na qual eu sou bom … eu sei ler as pessoas, e percebo coisas que normalmente passam despercebidas, não é algo útil nas aulas, nem me ajuda a me destacar como bruxo, mas quando o assunto é como lidar com pessoas, até que me saio bem - Respondeu baixinho. - Er ... bem, se o fato de ter se afastado do Malfoy te incomoda tanto, bem, você pode desabafar comigo, sou bom em guardar segredos, não estou dizendo que precisa me contar seus segredos, ok ? Podemos falar sobre qualquer outra coisa, eu so … a esquece.


Sorri sem me dar conta.


- Você é um cara legal Longbotom, pensarei a respeito - Respondi e ele sorriu - Alias tem algum problema se eu ficar para te fazer companhia ? - Indaguei e ele negou.


Theo off ...



Notas Finais


Ignorem os erros. Vou arrumar depois

Eu se, eu sei, estou enrolando vocês, vocês querem ver o que vai rolar nesse feriado, e eu juro que no próximo vocês terão isso, aguentem so um pouco mais.

Espero que tenham gostado, bjs até o próximo 😙❤💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...