1. Spirit Fanfics >
  2. Acima de um céu escuro - fanfic Harry styles >
  3. Através dos seus olhos

História Acima de um céu escuro - fanfic Harry styles - Capítulo 7


Escrita por: Mirinhafafic

Capítulo 7 - Através dos seus olhos


Fanfic / Fanfiction Acima de um céu escuro - fanfic Harry styles - Capítulo 7 - Através dos seus olhos

Jasmine 


        

— Eu não acredito que deixei você me tirar de casa, sua ladra. — Depois de muita insistência, consegui trazer Harry pra dar uma volta. 



Não conseguia mais aguentar vê ele em meio a tanta tristeza, precisava fazer algo para ele se sentir melhor, se eu tivesse triste como ele, gostaria muito que alguém fizesse isso por mim, que me tirasse da escuridão e me levasse para luz e era isso que estava fazendo com ele. 



— Eu vou precisar tapar os seus olhos quando chegar onde estou te levando. — comunico. 



— Eu não tô gostando dessa ideia, você pode fazer um favor pra mim? 



— Sim, qual favor? 



— Tem algo que eu possa amarrar meu cabelo? Sentindo calor. 



Procuro por algum elástico e acho.



— Obrigada… — ele faz um coque e acho a coisa mais sexy.



Depois caminhamos em silêncio, Harry não ficava muito à vontade com os olhares das pessoas que lhe lançavam, me senti mal por isso, mas era para o bem dele, em todo trajeto ele permaneceu em silêncio, já tinha acostumado com suas poucas palavras. 



— Estamos chegando, vou tapar seus olhos. — digo com um sorriso no rosto. 



Ele resmunga mas deixa eu tapar seus olhos, enquanto estou tapando seus olhos, ele segura meu pulso levemente como se quisesse sentir ele, meu coração acelerou, minha pele arrepiou.


Levei ele para um campo que havia aqui perto de girassol, era um enorme campo que dava para a gente sentar e respirar esse ar fresco era tudo que ele precisava ficar em meio a esses girassóis que nos transmite alegria.



— Vou tirar a venda dos seus olhos… — sussurro em seu ouvido. 



— Sua ladra… — A forma que ele diz isso me deixa muito tímida. 



— Pode vê agora, Harry. — digo e ele fica em silêncio olhando em volta e eu começo a levar sua cadeira mais pra frente pra ele vê melhor, paro mais a frente e estico uma toalha no gramado e ajudo ele a sentar junto comigo, ele abraça meu ombro e sinto seu cheiro forte e amadeirado, o seu cabelo tem cheiro de quem acabou de tomar banho, ele respira fundo e sinto seu hálito de menta, ele se acomoda ao meu lado e fica em silêncio ainda olhando em volta, me levanto e arranco uns dos girassóis em nossa volta e lhe entrego. 



— Dessa vez você não vai fazer disfeita. — brico e ele sorrir franco, nunca abertamente.



— Eu vou guardar, por quê cisma com eles? — ele pergunta cheirando a flor. 



— Porque eles são mágicos, os girassóis estão sempre virado para a luz do sol, eles trazem alegria em nossa vida, e acho que você precisava disso um pouco. 



— Jasmine… — ele me lança um olhar profundo e consigo enxergar através dos seus olhos um Harry que ele não mostra a ninguém. — Por quê você tá fazendo isso por mim? 



— Porque enchergo através dos seus olhos. — sorrio.



— Você consegue porque perto de você eu sou vulnerável. — ele fica me encarando seriamente e o profundo verde dos seus olhos faz eu sentir coisas que nem Lorran fez eu sentir.




— Posso te fazer uma pergunta, mas você só responde se quiser. — digo porque preciso saber mais dele. 



— Depois do que você fez por mim, você tem direito a tudo, faça a pergunta. — ele se deita apoiando a cabeça mas mãos olhando para o céu enquanto eu analiso suas belas tatuagem.



— Você pode voltar andar? 



— Sim, fazendo fisioterapia, sim!



— E por quê você não faz? 



— Não sinto vontade, não acho que mereço ter uma vida normal depois do que aconteceu.



— O que aconteceu?



— Matei a pessoa que eu amava.



— Harry… 



— A minha vida acabou quando vi ela naquele saco preto, sendo levada, se eu não levasse ela pra aquela maldita festa ela estaria viva, poderia não está comigo hoje mas viva era suficiente pra mim. — sua voz agora saiu entorpecida. 



— Harry, você tá se punindo, é muito novo tem uma vida toda pela frente, tenho certeza que  ela iria querer ver você bem. 



— Não consigo ter esse pensamento, não consigo ser feliz, eu não estou bem a muito tempo. 



— Sinto muito por isso, de verdade!



— Mas tem uma coisa… 



— O que? 



— Pela primeira vez em muito tempo, eu estou me sentindo bem, é como se você me tirasse da escuridão que eu estava, isso que você fez por mim hoje me fez querer viver um pouco, mesmo que seja pouco foi suficiente pra eu me sentir vivo aqui dentro do meu coração — ele me olha em acrescentar. — você é luz própria. 



Fico sentida com o que ele acabou de dizer e tudo que eu queria era lhe abraçar, conheço ele em tão pouco tempo mas tem uma  força que me leva pra ele.



— Posso te abraçar? — pergunto. 



— Claro — ele se senta eu lhe abraço forte, as vezes tudo que alguém como ele precisa é de um abraço bem apertado.



— Nunca se esqueça que nem tudo precisa ser como é. 



— O dia que eu me sentir bem, quem sabe eu tente voltar a andar. 



— Você vai conseguir, você vai querer.



— Você acredita muito em mim, eu tenho um presente pra você. — ele põe a mão no bolso e tira uma papel dobrado. 



Abro o papel e ele me desenhou perfeitamente cuidando do jardim da sua mãe, é o presente mais lindo que eu já recebi.




— Obrigada, Harry. — lhe dei um beijo em seu rosto e ele me sorriu fraco queria vê como é seu sorriso abertamente. 



                   /// 




Quando o sol foi embora levei Harry para casa e como na ida, na volta ele ficou em silêncio mas seu seblante era leve ao chegar perto da sua casa sua mãe estava no portão conversando com meu pai, apresento meu pai a Harry e ambos se cumprimenta, logo depois a mãe dele leva ele pra casa e quando olho para a porta da minha casa vejo Lorran sentado nos observando.



— Quanto tempo ele está ali, pai?— pergunto.



— Não muito tempo, vai la falar com ele, que vou resolver umas coisas lá dentro. 



Meu pai entra logo na minha frente e vou atrás.



— Você esqueceu que a gente iria estudar hoje? — Lorran diz assim que me aproximo.



— Meu Deus, desculpe, eu havia esquecido.



— Agora tá sendo babá daquele carinha lá? — ele faz menção com a cabeça para o lado. 




— Eu não estou sendo babá de ninguém, estou sendo amiga, me desculpe por hoje, esqueci…



— Claro… — ele tenta me beijar mas afasto automáticamente.



— O que foi?



— Vamos estudar outro dia. — aviso.



— Você está estranha, por quê me trata assim? 



Eu não estava estranha com ele, só não estava gostando da forma que ele me interrogava como se fosse meu namorado, e mesmo que fosse não lhe devo satisfação, mas fico triste, porque nunca fiz isso com ele, sempre tão gentil comigo, sempre esteve ao meu lado acho que posso ser mais legal.



— Desculpa, é que não gostei da forma que você falou comigo, a gente pode estudar amanhã? Sem falta, prometo, é que tô cansada. 




— Tudo bem, mas posso saber pra onde vocês foram?



Suspiro…



— Levei ele no campo dos girassóis, é que ele não tá bem, não tem ninguém, só estava sendo amiga dela.




Lorran sorrir pra mim, me beija na bochecha.





— Tudo bem, posso te ligar mais tarde? 



— Claro … 



Só que quando ele ligou, tive que forçar a simpatia porque desde que passei a tarde com Harry tudo que eu queria era vê ele de novo, sair com ele, conversar, foi como eu disse, ele tem algo que me leva pra ele, uma força. Hoje ele deixou a janela aberta, e fiquei olhando ele escondida sem que ele me visse, parecia está melhor, porque pude vê ele desenhando e sua mão na porta sorrindo pra ele, algo aconteceu pra eles dois estarem naquela paz e fico feliz por isso.



Acho Harry tão lindo, tão diferente e tão profundo, queria mergulhar em sua profundidade.


                ///


" Desde que você chegou em minha vida, o meu coração encontrou a paz. É muito além de um amor qualquer o que venho sentindo por ti, mas sim um sentimento de alma, do qual a sua ilumina totalmente a minha, sem o egoísmo de querer brilhar só. Somente algo divino poderia proporcionar isso."





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...