História Acompanhante de Luxo - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bangtanboys, Bts
Visualizações 59
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


× Boa Leitura! °.•

Capítulo 2 - First day


Fanfic / Fanfiction Acompanhante de Luxo - Capítulo 2 - First day

S/N [on] °.•

Acordei, olho rapidamente meu celular e  percebo que já são 6h, a Byoseon com certeza ja saiu pra trabalhar, está tão frio espero que ela tenha se agasalhado direito, ela trabalha em uma empresa como secretária de dia e a noite numa loja de conveniência e sempre que consegue faz bicos de qualquer coisa, tudo isso pra nos sustentar eu me sinto culpada por fazer ela trabalhar tanto.

 Levanto animada, vou até o banheiro, escovo os dentes, lavo meu rosto, penteio o cabelo e coloco um bob's na franja, hoje vou procurar um emprego tenho que ficar o mais apresentável possível, se quiser arrumar algo. 

Resolvo fazer uma maquiagem leve e vou até a cozinha, olho a geladeira e percebo um post'it grudado nela "Seu aniversário está chegando... Como vamos comemorar?" É mesmo já tinha esquecido que faço 19 em duas semanas, pego a caneta que está no balcão ao lado e respondo escrevendo no mesmo post'it "vamos jantar fora e tomar uns Soju como sempre! <3". Esquento meu café e tomo equanto imprimo alguns currículos. 

Término de me arrumar, eu pretendo conseguir um emprego em algum café ou sei lá qualquer coisa que ajude já serve, mesmo que eu fale 5 línguas fluentes como sou tecnicamente estrangeira e não tenho experiência nenhuma vai ser difícil arrumar algo. Faço uma lista mental dos cafés que eu conheço e pretendo ir e saio.

Chego no primeiro café, tem uma folha na frente dizendo que estão contratando deve ser meu dia de sorte, entro e entrego meu currículo ao rapaz que está atendendo ao balcão, então ele pede para eu esperar um pouco indicando uma poltrona com a cabeça e sai para os fundos, eu me sento, o rapaz não demora muito e volta com um senhor de aparência rabugenta, ele se senta na minha frente e eu rapidamente levanto me curvo e depois me sendo de novo, ele está com meu currículo nas mãos, ele me encara durante alguns segundos,  então diz:

- Porque quer trabalhar aqui?

- Pode ser uma ótima experiência, aprendo rápido e levo jeito com pessoas! /Eu respondo

- Entendi e você sabe mesmo falar 5 línguas?! Duvido que alguém como você seja capaz disso. /Ele fala me encarando com uma cara de nojo.

Eu já sei o que está acontecendo, tento ficar calma preciso desse trabalho, algumas pessoas tem preconceito com estrangeiros, normalmente são as pessoas mais velhas, estou acostumada. Então respondo:

- Sei sim, senhor, português, coreano e inglês fluente e japonês e espanhol avançado. Sou muito boa em atender as pessoas e se você me contratar juro que não irá se arrepender.

Ele parece pensar um pouco sobre a questão, mas ainda com a cara de nojo diz:

- Não é nada pessoal mas eu prefiro dar emprego para pessoas de nacionalidade coreana. /então ele simplismente se levanta e sai por onde veio.

Isso é extremamente frustrante, fico ali sentada digerindo o que aconteceu por uns 2m e então o rapaz que me atendeu me chama, ele é bonito e tem uma aparência simpática.

- Me desculpa por isso,  meu avô é muito cabeça dura e por isso acaba sendo preconceituoso com algumas coisas...

- Tudo bem, já estou acostumada com situações assim. /Digo com uma expressão seria.

- Quer uma dica?! Pelo menos tira o bob's da cabeça da próxima vez que for tentar por aí ... /Ele diz querendo soltar uma risadinha.

Tiro rapidamente o Bob's e coro, não acredito que esqueci de tirar estou me sentindo muito estúpida agora.

- Obrigada, é melhor eu ir. /Digo extremamente envergonhada.

- OK, boa sorte. /Ele diz já se virando para fazer alguma coisa.

Então eu saio, nos outros 8 lugares onde fui ninguém estava contratando ou pelo menos foi isso que disseram.

 Olho meu celular e percebo que já são 15h, estou morrendo de fome quero almoçar, volto pra casa e preparo algo rápido, estou comendo quando derrepente alguem abre a porta com violência e entra, tomo um susto mas logo vejo que é a Byoseon que entra chorando e aparentemente já meio bêbada, era para ela estar no trabalho agora, eu estranho a situação corro e vou falar com ela;

- O que aconteceu?? /Digo com uma  voz assustada.

- Eu perdi os meus dois empregos. Isso aconteceu! /Ela diz chorando ainda mais, frustrada.

-Como assim? Mas porque, você sempre faz tudo certo! / Digo completamente chocada

- Eu não fiz nada errado, o arrombado do meu chefe estava bravo com a merda da esposa rica e mimada dele e descontou em mim e me despediu do nada! Ainda para piorar mudou o dono da loja de conveniência que eu trabalhava a noite e o novo dono disse que vai colocar a sobrinha no meu lugar. / Ela explica completamente arrasada

Não digo nada, ajudo ela levantar do chão onde estava jogada e sentar no sofá, tento tirar a garrafa de Soju da mão dela, ela protesta um pouco no início mas logo consigo convencê-la a me entregar. E então a abraço e fico confortando ela até ela se acalme.

Ela olha pra mim com a cara toda inchada, os olhos vermelhos e diz com a voz embargada:

- O que vai ser da gente agora?!

- Eu não sei, você vai arrumar algo e eu também vou e a gente vai se virar como sempre fizemos! Vamos dar o nosso jeito! Tá bom? /Falo tentando passar confiança, mesmo que eu esteja também desesperada.

Ela me olha seria e agora bem mais calma me diz:

- Tá tudo bem por enquanto, eu já paguei as contas e o aluguel desse mês, mas se a gente não conseguir nada até mês que vem não sei o que podemos fazer.

E então os olhos dela começaram a se encher de lágrimas de novo e ela voltou a chorar. Ficamos ali conversando e eu  a consolando ela até umas 17h que foi quando ela decidiu dormir e foi para o quarto dela. 

Quanto ela saiu preparei alguma coisa para ela comer deixei na frente da porta dela caso ela tivesse fome e eu fui direto para o computador pra ver se consguia achar algum vaga de emprego online ou quem sabe arranjar até alguma entrevista.

Com essa confusão acabei nem contando pra ela de que não consegui nunhum emprego, bom pelo menos não é mais um motivo para ela ficar chateada hoje.

 Deixei o meu currículo online em vários sites, o que mais me chamou atenção foi um site que prometia salário alto e vagas para garotas, só que eram para meninas com idades acima de 21 anos eu ainda tenho 18 mas logo faço 19 e quem sabe me deixam começar antes, de qualquer forma mandei as fotos que o site pedia. 


Notas Finais


A fic começou bem levinha, esses primeiros capítulos são mais pra tudo fazer sentido mais pra frente ^^ continue acompanhando <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...