1. Spirit Fanfics >
  2. Actually I Always Loved You (Imagine Kim Taehyung-BTS) >
  3. Conte até três e não surte

História Actually I Always Loved You (Imagine Kim Taehyung-BTS) - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Olhaaa eu aqui de novo! Postando capítulo de madrugada pra variar, porque eu quase nunca faço isso né kkkkkk.

(Desculpem-me qualquer erro, estou revisando toda a fanfic messes últimos dias.)


Espero que gostem e boa leitura!💜

Capítulo 43 - Conte até três e não surte


S/N-senhor, n-não é o…-ela é interrompida pelo mais velho.


Sr. Kim-vamos Taehyung, se explique!-cruzou os braços. Respirei fundo pensando que qualquer coisa que eu falasse poderia ser interpretado errado pelo mesmo.


-pai, você lembra da S/N, não é? a minha melhor amiga?-ele assentiu e olhou para ela.-ela é minha nova assistente pessoal.


S/N-isso!e eu estava apenas o abraçando, sem nenhuma outra intenção senhor Kim.-disse logo após eu terminar de falar. Ele franziu o cenho e ficou encarando nós dois. Confesso que fiquei aliviado dela mentir um pouquinho na hora, meu pai é bem chato com esse tipo de coisa.


Sr. Kim-menos mal...mas por favor mantenham uma postura profissional em local de trabalho.-gesticulamos que sim.


S/N-e-eu vou indo agora…-disse fazendo uma pequena reverência e logo saiu. Consegui ver em seu olhar como ela ficou sem graça, logo vi meu pai se aproximar da minha mesa vagarosamente.


Sr. Kim-tá explicado porque precisa de uma assistente pessoal, mal deixa suas coisas arrumadas.-disse ríspido e eu não ousei responder.-você tem que organizar os arquivos em uma ordem e não apenas empilhá-los.-disse enquanto ajeitava algumas pastas.


-você não me disse que iria vir também…pensei que só a mamãe viria.-mudei de assunto para parar de ouvir aquele sermão.


Sr. Kim-decidi de última hora.-disse se virando para mim com as mãos no bolso da calça.-Nós vamos fazer uma reunião com os novos investidores e logo após isso vamos jantar com eles.-arregalei os olhos já indignado.


-como assim "nós"? Eu, em nenhum momento disse que iria.-disse alterado.


Sr. Kim-Kim Taehyung! Você não ouse levantar a voz para mim.-quase interrompeu minha fala.


-eu disse que não vou.-ele imediatamente me olhou de cara fechada.


Sr. Kim-não te dei escolhas, você vai e ponto.-bufei de raiva e fechei o punho com força para descontá-la-ah, e sua mãe quer que vá para casa cedo, ela preparou um jantar lá.-disse indo em direção a porta.-não se atrase.-deu uma última olhada para mim e saiu batendo a mesma.


-calma Taehyung, conta até três. Um...dois...AAAAAAA.-me alterei no último número e joguei todos os papéis, que estavam em cima da minha mesa, no chão.-quem ele pensa que é para continuar me dando ordens? Eu sou independente e tomo minha próprias decisões.-falei alto já revoltado e suspirei fundo.


{Taehyung Off}


{S/N On}


Depois de terminar de me trocar, sai de onde estava e fui até a entrada do prédio. Nada além da vergonha que passei na frente do pai de Taehyung, passava em minha mente.

Meu Deus, o que foi aquilo? Preciso de tempo para raciocinar…

Andava em passos lentos perto da recepção, até que vejo o pai de meu melhor amigo sair do elevador. Ele passou por mim com um semblante sério, sorri fraco para parecer gentil e ele apenas olhou de relance e voltou a andar.


-Tô começando a achar que ele realmente não vai com a minha cara…-falei baixo comigo mesma e suspirei. Eu ia embora, mas decidi esperar por Taehyung no térreo mesmo. Não demorou muito e logo vi ele saindo pelo mesmo elevador que seu pai havia saído antes. Ele não parecia nada bem, estava de cara fechada e parecia tenso. Logo vou me aproximando do mesmo.-Você tá bem Tae?-disse preocupada.-foi muito ruim lá em cima?


Tae-to bem sim…-falou baixo e deu pra vê que ele forçou um sorriso.-e respondendo sua outra pergunta, podia ter sido pior.


-o que aconteceu?-perguntei apreensiva.


Tae-Olha princesa, eu realmente não estou afim de falar sobre isso.-disse cabisbaixo e eu assenti. Esse é um assunto muito delicado para ele e eu sei disso, melhor nem insistir.-vamos?-estendeu sua mão para que eu a segurasse. Sorri e segurei, e dali saímos do prédio.-vai ter um jantar no sábado com meus pais e alguns investidores. Uma coisa mais descontraída…-ele abaixou a cabeça e começou a brincar com seus dedos.


-vai fala…-ri com seu jeito, ele sempre faz isso quando quer pedir algo.


Tae-você podia ir comigo né?eu odeio ir nesse tipo de jantar sozinho.


-ah Tae. Eu não sei não…


Tae-vai por favor!eu fico te devendo essa depois.-fez uma carinha triste. Eu não sei lidar com isso meu Deus.


-tá eu vou!mas eu sou tímida e nem conheço as pessoas lá.-disse insegura.


Tae-somos dois então, são novos investidores, eu também não os conheço.-ele conseguiu tirar uma risada minha…-obrigado de novo princesa…-sorri e eu o abraço.


-amigas servem pra isso né?-sorri, mas pelo contrário Taehyung desfez um pouco o sorriso.


Tae-é...amiga.-sorriu fraco.-eu vou indo agora.-se despediu meio sem graça.


-okay, tchau.-acenei para o mesmo e ele logo se distanciou de mim indo em direção ao carro.-Mano, que deu nesse garoto?-falei indo até meu carro. Aliás, o que está acontecendo com ele todo esse tempo?


{S/N Off}


{Taehyung On}


-você não tá entendendo Yoongi, hoje eu recebi tanto fora que estou até repensando nessa minha decisão de tentar conquistá-la.-disse quase desesperado com a minha atual situação. Estava desabafando com o sábio idoso, de alma, Yoongi, ou também como o chamo, conselheiro amoroso não amoroso.


Yoon-o primeiro fora da vida sempre dói mais, mas fica tranquilo que depois você acostuma.-disse ele em uma plena tranquilidade e eu o olhei completamente revoltado.


-você tá aqui pra me ajudar ou o que?


Yoon-na verdade eu não queria estar aqui, estou porque você me arrastou da minha linda caminha para essa sala fria.-disse de cara fechada. Ele estava se referindo ao fato de eu ter vindo tão tarde em sua casa só para falar com ele.


-ta! Eu já vou te deixar em paz, mas antes você precisa me ajudar!


Yoon-continua com o que você está fazendo, mas tente ser mais claro com as suas intenções e não se frustre se ela te dar um fora, a vida não é feita apenas por "Sim".-tentava me consolar, mas eu ficava cada vez mais aflito.


-aonde eu fui me meter…?-disse frustrado e cobri meu rosto as palmas das mãos.


Yoon-não fique tão nervoso Tae.-disse perto de mim e passou seu braço por trás das minhas costas.-olha, eu conheço você e S/N já a um tempo, S/N por mais tempo ainda. E eu sei que os dois são ótimas pessoas e depois que eu vi como você melhorou depois dela entrar na sua vida, me surpreendi, e não foi pouco.-olhei para ti e ele sorriu.


- eu estou com medo Yoon, é se eu acabar estragando a nossa amizade…?


Yoon-Eu sei que existem riscos das coisa não darem certo, mas se isso que vocês têm é real a amizade não pode acabar ou ser prejudicada de qualquer jeito.-suspirou-S/N passou por muitas coisas nesses últimos tempos e acho que você deve dar um tempo para ela, para o coração dela se recuperar sabe?-assenti e sorri fraco.-aliás, depois do que aconteceu com Jungkook e ela, eu já suspeito de muita coisa e depois terei que discutir isso com os meninos.-senti uma pequena raiva ao lembrar de tudo que aconteceu, mesmo ficando aliviado e até feliz com isso. Sei que é egoísta da minha parte, mas quando se trata de Jeon Jungkook, eu sei que o ela passou foi muito melhor do que eu estava imaginando.


Tae-okay…


{Taehyung Off}


{S/N On}


*Algumas horas antes*


Eu finalmente tinha chegado em casa depois do pequeno trânsito que peguei vindo embora. Estacionei meu carro na garagem e fui até a entrada principal.


-ué, eu deixei as luzes ligadas?-me perguntei logo após olhar a janela, dava para ver que a luz da sala e da cozinha estavam acesas. Finalmente coloquei a chave na fechadura e me surpreendi ao sentir que ela estava destrancada.-eita porra.-diese já assustada com a possibilidade de terem me assaltado. Já estava preparei emocionalmente para encontrar a casa toda revirada.-roubaram meu videogame, CERTEZA!-me lamentei baixinho. Quando finalmente abri a porta, me surpreendi mais ainda aí ver que não tinha sido roubada e que tudo estava em ordem. Entrei por completo na casa e olhei por todos os lados para ter certeza que não tinha ninguém. Será que eu deixei a casa aberta mesmo? Eu não teria essa capacidade de lerdeza…

Não me dando por vencida, olhei mais afundo no local e tomei um susto ao ver a sombra de alguém vindo da cozinha. Minha respiração estava instável e eu estava muito nervosa, a única coisa que pensei na hora foi em pegar um vaso de decoração para usar com "arma" para me defender se por acaso essa tal pessoa quiser me atacar eu taco ele nela, aproveitar que paguei barato nele.

Mais dois segundos se passaram e eu vi a sombra da pessoa que estava na minha casa, e eu não podia acreditar em quem era.





















-JUNGKOOK?!


Notas Finais


Estou precisando também do conselheiro amoroso não amoroso, Yoongi kkkkkkk.



Até o próximo capítulo amores!💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...