História Addict - Jjk - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bts
Visualizações 12
Palavras 994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 📖

Capítulo 4 - 04


Jeongguk e Suzy andavam sem pressa pelo vasto local. Por vezes, quando pessoas se aproximavam, Suzy acabava apertando, com mais força, a mão de jeongguk, em busca de segurança e conforto, tentando se manter calma.


Suzy sabia bem que, se não fosse pelo tratamento, é bem capaz de ela não estar sabendo se controlar, mas desde que começou com os remédios e as idas ao psicólogo, começou a controlar mais suas crises.


Jeongguk estava percebendo o fato de ela estar extremamente nervosa, e a todo momento lhe lançava um sorriso doce, que a fazia corar e ficar envergonhada, mas a cima de tudo, cada vez mais encantada pelo rapaz. 


Jeongguk, desde muito cedo, sempre teve que saber tomar suas próprias decisões. Já que os pais sempre trabalham muito e tem sair em viajens longas, por isso ele estava tranquilo com o fato de ter escolhido Suzy como namorada.


Desde a primeira vez que a viu, na biblioteca, sentiu algo que a tempos não sentia, por isso se deixou levar e foi até ela. Naquele momento ainda não tinha certeza do que fazer, mas quando a viu sendo maltratada por Lisa, as palavras saíram de maneira automática por sua boca.


E isso só o fez ficar mais confiante quando repetiu, pela segunda vez, as mesmas palavras aos pais de Suzy. Porém, agora, uma coisa ainda o afligia: em nenhum momento ele perguntou a Suzy, se ela o aceitaria. 


Por isso, Jeongguk, estava com medo de tocar no assunto e ser rejeitado. Mas quando a mãe de Suzy deu a ideia de, os dois, irem juntos ao shopping, ela também fez uma ideia nascer na mente de Jeongguk.


Ele iria fazer Suzy se apaixonar por ele.


ㅡ Éh... Jeon-ssi ㅡ Suzy ditou enquanto andavam.


ㅡ Pode me chamar de Guk-oppa. ㅡ Interrompe quando, enfim, sentam a uma mesa, na praça de alimentação. 


ㅡ Éh... Ok, Guk-oppa ㅡ Suzy mudou a pronuncia se preparando para perguntar o que tanto lhe incomodava, o motivo de Jeongguk estar fazendo aquilo. ㅡ Por que você... 


ㅡ Acho que já decidi o que vou querer! ㅡ Jeon a interrompe outra vez, assim que percebe do que se tratava. ㅡ E você? Já decidiu? 


Suzy se espanta um pouco, mas logo volta ao normal. Talvez seja melhor perguntar depois. Ela pensa. 


ㅡ Pode ser o mesmo que você. ㅡ Dita para o namorado. 


A três mesas dali, se encontram os pais de Suzy, ambos agora estavam de óculos e de touca, objetos esses, cujo eles haviam encontrado no carro. 


ㅡ Até agora está tudo bem. ㅡ Seokjin balbucia para a esposa, que estava dando atenção ao cardápio. 


ㅡ Decidi! ㅡ Elaine dita rápido acenando para uma das garçonetes. 


ㅡ Você ouviu o que eu disse? ㅡ Seokjin pergunta com certa indignação. 


ㅡ Ahn? Ah sim, sim, isso é ótimo não acha? 


ㅡ Éh, mas você sabe que não tem jeito, a vida não é perfeita, mesmo que ele não a faça sofrer, outra pessoa vai. ㅡ Balbucia novamente, quando a garçonete se vai. 


ㅡ Exatamente, querido. ㅡ Elaine concorda simplista, ao ver que o marido finalmente chegou no ponto em que ela queria. ㅡ Não importa o quanto queiramos protegê-la, algo sempre dará errado. Então vamos deixá-la viver. 


ㅡ Ok, você tem razão, como sempre. ㅡ Seokjin segura a mão da esposa que lhe devolve um sorriso doce. 


[•••] 


Jeongguk e Suzy já haviam acabado de comer e agora entravam em outro assunto aleatório. 


Jeongguk falou um pouco sobre sua família e sobre o trabalho de seus pais. Sr. e Sra. Jeon administram uma imobiliária, por isso, quase sempre, estão fora do país resolvendo coisas sobre a empresa e filiais. 


ㅡ Não acha que já está tarde? ㅡ Suzy pergunta apreensiva, olhando as horas no celular que ganhou recentemente. 


ㅡ Você já quer ir? ㅡ Jeongguk para, a encarando. 


ㅡ Bem, é só que meus pais podem já estar preocupados. ㅡ Tenta buscar palavras no fundo de sua alma, para que Jeon não pense que ela não gostou do passeio, já que na verdade, ela amou. 


ㅡ Hum... ㅡ Ele pensa um pouco, até que seus olhos caem sobre uma das lojas próximas a eles. ㅡ Mas antes vamos ali! 


Ele, praticamente, a arrasta para a loja de pelúcia e Suzy fica maravilhada com a quantidade de ursos que lá se encontram. 


ㅡ Pode escolher qualquer um. ㅡ Jeongguk dita assim que entram. 


ㅡ Ahn? ㅡ Suzy fica confusa, ela precisa perguntar. ㅡ Por que está fazendo isso? 


ㅡ Somos namorados, ué. ㅡ Responde simples. ㅡ Vou te dar uma pelúcia para você se lembrar de mim, quando eu não estiver por perto. 


ㅡ Mas... Mas você sabe que não somos namorados de verdade. ㅡ Suzy informa, realmente triste, pelas próprias palavras serem a única verdade. 


ㅡ Não seja por isso. ㅡ Jeon pega um pequeno Coelho rosa e estende a Suzy. ㅡ Suzy, você quer namorar comigo? 


Jeongguk expressava calma, falava com calma, transparecia calma, mas a última coisa que estaria sentindo naquele momento, era essa sentimento. Esperava apreensivo por uma resposta, enquanto, em sua cabeça, já ensaiava como iria fugir da situação, caso ela recusasse. 


ㅡ Jeon-ssi, eu... ㅡ Um sim já estava gritando no pensamento de Suzy, porém o pessimismo de jeongguk se fez presente pela primeira vez, desde que se conheceram. 


ㅡ Entendo. ㅡ Ele tenta pôr o Coelho de volta na prateleira, mas Suzy o interrompe. 


ㅡ Eu aceito! ㅡ Ela acaba falando alto, fechando os olhos com força, enquanto que ele arregala os olhos pela surpresa, mas logo um sorriso, tão lindo quanto o do Coelho, se apossa de seu rosto. 


ㅡ Agora você é, oficialmente, minha namorada. 


Jeon a surpreende com um beijo. Um pouco desajeitado por ser o primeiro de ambos, porém com um sentimento que nenhum do dois jamais haviam experimentado. Nem o próprio medo de Suzy a fez se separar do garoto, que agora a tinha em seus braços, enquanto em sua mente já ecoava um: eu sou sua.


Notas Finais


[06/02/18
As 9:14 pm]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...