1. Spirit Fanfics >
  2. Addicted - Markson >
  3. Convite - Capítulo Dezoito

História Addicted - Markson - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, aqui está mais um cap. já estou postando agora, pois amanhã (no caso hoje) não irei postar, estou cheia de trabalhos para fazer. Mas, sábado tem mais, fiquem atentas(o)
Bom, espero que gostem e comentem o que acharam ^^
(Desculpe qualquer erro)

Capítulo 18 - Convite - Capítulo Dezoito


Convite - Capítulo Dezoito 

Depois dos bolinhos deliciosos feito por Jackson, Mark tomava um banho quente e úmido. Pequenas gotas caiam em seu corpo e ele sentia um alívio total. 

 Jackson estava na sala, assistia algum filme ou série, não estava nem ao menos prestando a atenção. E por alguns minutos, Mark saiu enrolado na toalha. Enxugando seus cabelos bagunçados, com o corpo quente e limpo. 


— Você tem um pijama extra? - exclamou Mark

— Sim, espere um segundo - Jackson disse, ainda focando seu olhar no corpo do garoto, voltando a sala e lhe entregando o roupão. 


Mark, sem preocupação, retirou a toalha. Mostrando seu corpo todo para o chinês, fazendo ele engasgar de leve, chocado com o corpo delicioso do garoto. 


[...]


Jackson também já estava tomado banho, e os dois usavam o mesmo roupão, só que com tonalidades diferentes. Mark estava navegando na internet, procurando informações sobre “Hepatite B” 


— O que está vendo? - perguntou o chinês, saindo do banheiro e sentando se ao seu lado 

— Sai fora, não quero nada com você agora - respondeu Mark, focando no dispositivo 

— Com o que? Você aprendeu a se fazer de difícil agora? - perguntou Jackson, passando as mãos suaves pelo cabelo do jovem 

— Vou te avisar pela última vez — resmungou o garoto — Fiquei longe de mim - ele disse, tirando o braço de Jackson em volta de seu pescoço 

— Foi você que me seduziu primeiro - disse Jackson, sorrindo de canto 

— E eu sei que está fingindo que não sabe de nada — disse Jackson, fazendo Mark o olhar torto — Por que você é tão impertinente? 

— Quem te seduziu? - respondeu o americano, irritado

— Quem foi que trocou de pijama na minha frente? E demorou ainda por cima — retrucou Jackson, lambendo os lábios — Você tentou me seduzir de propósito, não? - ele perguntou, fazendo Mark pegar a toalha que estava do seu lado e colocar em sua boca, calando o garoto e saindo. 


...


Ele entrou no quarto e tirou seus chinelos, deitando se na cama e cobrindo se com o cobertor. A porta se abriu e Jackson entrou. 


— Por que veio para esse quarto?  - perguntou Mark, irritado 

— Para dormir 

— Há tantos quartos nessa casa, por que tem que dormir neste quarto? — perguntou o garoto — Eu te disse para evitar qualquer contato físico comigo - disse ele, levantando da cama, tentando expulsar o garoto.


Jackson o jogou na cama brutalmente, fazendo o pequeno se debater, irritado. O chinês era forte, seus braços eram largos e impossíveis de se soltar. Mesmo que Mark fosse um homem malhado e meramente musculoso, não tinha forças para sair. 

 Finalmente, ele cedeu, relaxando seus musculos e deixando Jackson passar sua mão macia pelo seu corpo. Os lábios do garoto tocavam lentamente o americano, sua cabeça cambaleava para trás e ele sentia um prazer imenso. Mark puxou a cabeça do chinês e beijou seus lábios, macios e hipnotizadores. Eles não haviam percebido, mas o quarto estava frio e seus corpos permaneciam quentes. Os olhos de Mark se reviraram ao sentir a boca macia do Chinês em seu membro. Era satisfatório e ele não sabia descrever o que estava sentindo.  Depois de longos minutos, o garoto gozou, abrindo e fechando os lábios, caindo na cama e fechando os olhos por impulso. 


[...]


Os dois já estavam deitados na cama e Mark sentia um ódio por ter cedido ao chinês. 


— Querido, você é tão charmoso, tão sexy  — Jackson disse, passando suas mãos no queixo do menor, sendo empurrado por ele — Mark, foi bom? - Jackson lhe

perguntou

— Cala a boca ou eu vou te jogar pela janela - respondeu ele

— Eu não queria dizer isso - disse ele

— Então o que queria dizer? — perguntou Mark, frustado — Diga daí - o garoto interrompeu, impedindo que ele chegasse mais perto

— Não há clima aqui - respondeu ele, se juntando ao garoto. 


O silêncio pairou por um segundo, fazendo Jackson estalar os lábios e aconchegar a cabeça de Mark em seus braços. 


— Mark, eu realmente quero cuidar de você — soou ele, não obtendo nenhuma resposta agressiva — Eu vou te dar todo o amor que você perdeu na vida - ele terminou, beijando a cabeça de Mark, fazendo cafuné no garoto. 


Sem obter nenhuma resposta, Mark não conseguiu conter e se cobriu embaixo das cobertas, envergonhado. 


[...]


A porta se abriu e o mesmo aluno que havia dado a notícia da suposta doença de Mark, entrou. Andou até a sua mesa e lhe acordou, pedindo que o seguisse. Sem pensar duas vezes, Jackson o seguiu, parando na porta, observando os dois. 


— Entre primeiro - disse Mark, sendo um recebido um não, dando a intender que ele não iria sair dali. 

— Bom, queria lhe pedir desculpas — disse o garoto, deixando Mark confuso — Ontem, meio que lhe dei uma informação errada, eu confundi as coisas — Mark o olhou estranho, esperando uma resposta clara — Bem, os 5 exames que você fez, apenas um deles deu positivo. E isso significa que você tem anticorpos em seu sistema — o garoto continuava — Na nossa sala, só você e mais dois alunos tem anticorpos no sistema, já o resto de nós, teremos que tomar a vacina - terminou ele, sorrindo para Mark 

— Então quer dizer que ele não tem Hepatite B? - perguntou o Chinês 

— Isso mesmo - respondeu o menino, se desculpando e sorrindo 

— Oh, obrigado - respondeu Mark, se virando, deixando um sorriso irritado e feliz ao mesmo tempo, entrando na sala de aula. 


[...]


Jungkook não prestava a atenção na aula, tentava bolar um plano para conseguir ficar um tempo a sós com Mark. 


— Mark, Mark — JK o chamou, se virando para trás — Nesta sexta, vamos a minha casa 

— Ir a sua casa? - perguntou Mark 

— Sim 

— Ir para Busan? - pergunto ele

— Sim — respondeu ele, com um sorriso no rosto —Sempre falo de você para minha mãe, ela quer muito te conhecer - insinuou ele 

— Esqueça — respondeu Mark, deixando um semblante triste e confuso no garoto — Eu posso te visitar, mas quando sua mãe não estiver em casa - propões o americano 

— Mas minha mãe quer te conhecer — insistiu o garoto — Por isso estou te chamando — Mark olhou para trás, querendo dizer um sim, mas logo recuando, após ver a face brava e ciumenta de Jackson — Minha mãe cozinha super bem 

— Hey, posso ir também? - Interrompeu Taehyung

— Vá se quiser, mas não vou pagar seu transporte - respondeu ele, sendo totalmente grosso 

— Então não vou - Tae respondeu, chateado 

— Estou te dizendo, minha mãe... - antes que JK continuasse sua explicação, Jackson o interrompeu

— Mark, vamos comigo dar uma olhada em umas mobilas este sábado - disse o chinês 

—  Mobílias? Por que quer mobílias? - perguntou Mark

— Minha casa ainda não está totalmente renovada, estão faltando algumas coisas - respondeu Jackson

— Então vá sozinho, por que quer eu junto? - pergunto Mark, incrédulo 

— Você tem bom gosto, queria que me acompanhasse - propões o garoto 

— Mark, eu já havia até dito para minha mãe que você iria — interrompeu JK — Ela já comprou até os ingredientes, só está faltando você - terminou ele, tenso 


Mark olhou para os dois lados, tomando uma decisão:


— Eu irei comprar um presente e você entregue a ela, infelizmente, não irei - disse Mark, fazendo o garoto de cabelos escuros concordar com a cabeça, chateado, voltando a escrever. 


“Continua...”






Notas Finais


Estamos perto do fim, estão gostando?
Comentem, preciso do Feedback de vocês, para saber se estou indo bem ou mal.
Obrigada e até o próximo cap ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...