1. Spirit Fanfics >
  2. Addicted - Markson >
  3. Confusão - Capítulo Vinte

História Addicted - Markson - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, peço desculpas pela ausência e por não ter prometido capítulo no horário certo. Aqui está, mais capítulo pra vocês, que provavelmente, só irá sair outro na sexta feira.
Espero que gostem e saiba que Jackson pode ficar muito chato ao longa da história.

Capítulo 20 - Confusão - Capítulo Vinte


Confusão - Capítulo Vinte


O olhar malicioso e risonho vinha na mesa. Mark e Jackson estavam apostando dinheiro jogando um jogo, que sinceramente, a autora aqui não sabe o nome. Enfim. Felizmente, eles ganharam, de um jeito roubado e estratégico, sem perder uma única vez. 

 Por sorte, eles lucraram em torno de 12000, muito não é? 

— Você realmente é uma boa esposa - disse Jackson, deixando Mark irritado

— Fale isto de novo e eu te castro - respondeu, um pouco furioso. 


Nós entendemos o quanto Mark pode ser um pouco bravo com tudo, talvez ignorante na maioria das vezes, mas tendo o seu lado bom e engraçado. Jackson, por mais fofo que seja as vezes, tem muitos atos homofóbicos, e mesmo que não pareça, isso incomoda muito Mark. 


— Me castra? — perguntou o chinês — Você devia comprar uma carteira maior, caso contrário não vai caber tudo - disse ele, se referindo ao dinheiro. 


Mark, sem respostas, apenas deu um tapa no ombro largo do garoto. 


— Como se atreve a me bater - disse ele, rindo 


                         —⭐️


Pelo lado de fora de uma loja, Mark esperava Jackson, que demorava consideravelmente, só para comprar um mínimo sorvete. 

Mark sentiu um corpo quente e pesado subir em cima de suas costas, fazendo ele ficar sem ar por um segundo, confuso. 


— Mark, você precisa me salvar - implorou o garoto 

— Tudo bem, me solte primeiro - indagou Mark

— Nao, Se você não me salvar, eu não vou te largar - disse o garoto, com as mãos tremendo 

— Me solta, tá bom? Assim poderemos conversar - respondeu, sendo educado com o garoto. 


Ele desceu e se encolheu, com medo de que algo pudesse acontecer logo logo. 


— Não acha que Jungkook está estranho? - perguntou Tae 

— Estranho? 

— Sim, recentemente ele não me deixa em paz — disse, coçando os olhos — E fica me dizendo coisas horríveis, sempre tentando me insultar — se tremeu, com medo e frio — Nao consigo encara-lo novamente, vou surtar - disse ele, entrando de baixo dos braços de Mark 

— Jungkook não te deixa em paz? - perguntou Mark, confuso 

— Sim, sim! — respondeu, suspirando — Mesmo no intervalo, ele não me deixa em paz — Seu olhar correu para JK, que o observava de longe — Está vendo? Está vendo? — disse ele, apontando — Ele está me encarando, fica escondido me assitindo - Mark olhou, com as mãos nos bolsos, ainda não entendendo nada.


Jackson finalmente saiu da loja e franziu o cenho, após avistar Taehyung. Era claro que Jackson não gostava do garoto. Ao chegar, ele o empurrou, fazendo ele tombar para trás. 


— Já faz muito tempo desde que tomei sorvete — disse o garoto, que observava Mark se deliciar com o doce — Está bom? perguntou, fazendo Mark lhe entregar, com um sorriso no rosto 

— Pode deixar que eu experimento pra você - disse Jackson, pegando da mão do garoto e comendo lentamente o sorvete. 


Jackson mastigava o sorvete e olhava nos olhos pedidosos do menor. Após passar toda sua saliva na colher, ele deu para Mark, que comeu um pouquinho e tornou a dar ao amigo. Jackson o olhou, indignado por tal ato. 


“A coisa mais importante é que há saliva do Mark na colher” pensou “e ele apenas comeu” 


— É tão bom - Tae dizia, com um sorriso fofo e feliz no rosto, se divertindo com a doçura do sorvete. 


Ele agradeceu e se virou, seguindo reto para escola. 


— Quem deixou você dar o sorvete a ele? - perguntou Jackson, aproveitando a ausência do garoto 

— O que tem demais dele comer o sorvete? — perguntou — Você comeu também 

— Não somos iguais - Jackson gritou, furioso 

— Jackson, pela amor de Deus, pare de caçar confusão - disse Mark, empurrando Jackson de lado e seguindo até escola. 


                      —⭐️


Mark já estava na sala de aula e avistou Jungkook, que escrevia calmamente, sem ao menos dizer algo. 


— Onde está minha folha? - perguntou Mark, olhando em volta 

— Se lembra que eu te passei ela? - JK perguntou, se virando para ele

— Você me passou? - pensou, olhando em baixo da cadeira e não encontrando nada. 


Logo, veio em sua mente onde sua folha podia estar. 


— Me dá - murmurou, olhando para trás, vendo Jackson 

— Não peguei - ele respondeu, secamente 

— Você está com duas folhas - disse, irritado 

— Você estava ausente quando ele entregou as folhas — Jackson respondeu, o fitando — Estava conversando lá fora — Jackson se refería a Mark e Taehyung conversarem — Conversou durante toda aula, não fez os problemas - Jackson diz, olhando para sua folha novamente, ignorando o garoto. 


Sem paciência, Mark pegou sua folha, com ódio por esse ciúme idiota de Jackson. 

 A conversa de Tae e Mark não fora nada de importante. Eles apenas conversaram sobre JK, que continuava encarando o menino. 


— Jungkook — Mark cutucou o garoto, lembrando da tal conversa, fazendo ele o olhar — O que aconteceu entre você e o Taehyung? - ele perguntou 

— Taehyung? — JK perguntou, fingindo estar confuso — Como assim o que aconteceu? - ele respondeu, virando se para frente novamente 

— Ele disse que você não deixa ele em paz 

— Eu não deixou ele em paz? - perguntou JK, indignado — Ele nunca me incomodou, por que eu incomodaria ele? 

— Ele disse que você sempre bloqueia a passagem dele, ele está com medo e pediu para eu acompanhá-lo até em casa na hora de saída - Mark retrucou, confuso 

— Eu bloqueio ele? — JK disse, fingindo estar injustiçado — Ele é paranoico? Você viu, eu nem sequer me aproximei dele nas últimas duas aulas - Ele bufou

— O estudante da frente, pode ficar quieto? - Jackson soou atrás, com a voz grossa e irritada


                              —⭐️

Mark, Jackson e Tae estavam voltando juntos para a casa. Bom, na verdade, só Mark e Tae. Jackson andava ao lado dos dois, sem dizer uma palavra ou tentar se socializar com eles. Apenas permanecia com o semblante irritado.


— Está tudo bem? — Mark perguntou, parando — Jungkook é um estudante de intercâmbio, não pode sair da escola, você pode ir para casa com calma - propôs Mark 

— Eu quero ir para casa junto a você, nós íamos juntos desde o jardim de infância — ele disse, choramingando — Me sinto triste só de pensar nisso, estou muito sozinho ultimamente - Tae terminou, com o semblante triste e magoado 

— Tudo bem, vamos juntos - Disse Mark, seguindo adiante. 


Jackson foi na frente, sem dizer nenhuma palavra, ainda irritado por ver Mark tão perto do garoto assim. Era óbvio que ele sentia um enorme ciúme pelo garoto, e isso já estava irritando Mark. Mesmo que por fato, tudo o que Taehyung tenha dito fosse verdade, ele também sentia falta do amigo, que passava a maioria do tempo ao lado do chinês. 


Por fim de um dia chato e confuso, Mark já havia entregado Tae em casa e caminhou até a sua, vendo Jackson parado em frente ao portão. 


— Vá para dentro — Mark disse, chegando perto do garoto, mas não obtendo resposta — Não seja insolente! — ele gritou, irritado, mas sem nenhuma resposta — Tudo bem, fique aqui - Mark disse, entrando para dentro e ignorando o garoto. 


“Continua...”


Notas Finais


Não sei vocês, mas esse ciúme bobo do Jackson me incomoda, e me trás um ranço interno que eu nunca havia criado antes. Enfim, comentário aleatório.
O que acharam? Dúvidas?
(Desculpe qualquer erro de ortografia)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...