1. Spirit Fanfics >
  2. Addicted - Markson >
  3. Pegadinhas - Capítulo Três

História Addicted - Markson - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Pegadinhas - Capítulo Três


Pegadinhas - Capítulo Três 

4 de Fevereiro de 2019


Pov:Mark


Já estávamos na aula de educação física


O professor havia passado um exercício com uma barra, não sei muito bem o motivo. 


Bem, teríamos que ver quanto forte nos somos. 


Alguns não conseguiram e até mesmo conseguiram muito bem. 


Eu consegui, por sorte. 


O professor perguntou se havia mais alguém pra participar, porém acho que todos já haviam feito. 


Bem...não todos. 


Ele apontou a Jackson, pedindo que o mesmo fizesse o exercício. 


Ele aceitou, porém ele queria que os dois faziam juntos. 


Jackson tirou sua blusa e se direcionou a barra. 


Bem, quem pegou a blusa? 


Vish kk (referência)


Pov: Garota aleatória. 


— Amiga, esse novo aluno é gostoso né? - pergunto para minha amiga, vendo ele completando quase 100 movimentos na barra

— Muito! - ela diz


Pov: Mark


Finalmente acabando, devolvi a blusa ao garoto, entregando para Jackson. 


...


Voltei a sala e o vi tentando colocar a blusa. 


Porém, estava costurada na manga e na toca. 


Eu quase tendo um ataque de tanto rir, ele fica bravo e grita 


— Porra! - o professor o olha, dizendo que  se quisesse ficar nu, era melhor sair da sala. 


— Quantos pontos você deu? - ele pergunta para mim, indignado

— A quantidade de flexões que você fez - digo rindo e ele sai da sala. 


(Em casa)


Vou até a cozinha e vejo o jantar muito bem preparado, muito mais bonito. 


Normalmente, não é assim. 


— Pai, não foi você que fez o jantar, né? - pergunto e ele sorri

— Foi a sua tia - ele diz (não é tia de vdd)

— Você come comida dela no café da manhã e agora no jantar, por que não se casa com ela? - pergunto 

— Não seja idiota, ela não é solteira! - ele diz

— Ela não vê seu marido já faz um ano, que diferença que faz? - pergunto 


Ele tenta responder, mas seu telefone toca. 


— Alô? Mark? - ele diz, entregando o celular pra mim

— Sim? - pego o celular e escuto alguém chorar baixinho. 


Saio da cozinha e vou até meu quarto. 


— Se você desligar, eu volto pra China imediatamente! - ela diz

— O que aconteceu? - respondo colocando o telefone de volta no ouvido

— Você não lê minhas cartas, não me responde. Eu estou no exterior sozinha, preciso de você! - ela diz

— Quantas vezes tenho que te dizer, nós terminamos! - digo e desligo o telefone. 


Pov: Jackson 


5 De fevereiro de 2019


Chego na sala de aula, avistando Mark. 


— Não se atrasou hoje? - pergunto chegando perto, sentando em minha mesa 

— Eu acordei as 3 da manhã - ele diz

— Que horas foi dormir? - pergunto 

— 2:50 - ele diz e solto uma risada

— Então não dormiu - digo e ele volta a apoiar a cabeça, caindo no sono. 


Empurro a cadeira, tentando provocá-lo, mas pedindo desculpas inocentamente. 


Levanto e pego a régua que deixei cair, batendo em sua cabeça. 


Ele levanta furioso, chamando minha atenção. 


— Estou de mau humor, não me enche! - ele diz

— Mau humor? Depois da alegria vem a tristeza? - pergunto e ele segura em minha manga da blusa 

— Não entende chinês? - ele diz um pouco irritado

— Na verdade, não entendo. - tiro sua mão de minha manga, deixando ele voltar a dormir. 


— Prometo que não te irrito mais. - digo a ele


A professora vem em nossa direção, dizendo palavras em inglês, para todos repetirem. 


Ele vê Mark dormindo e o cutuca com a postila. 


O mesmo se incomoda e se levanta 


— VOCÊ ESTÁ SURDO! - ele grita, logo vendo que era a professora que o cutucava, não eu. 


Começo a rir bem baixo e todos olham chocados. 


A expressão da professora não foi nenhum um pouco boa. 


— Desculpa professora, eu pensei... - ele tenta dizer, mas não consegue por conta do nervosismo. 


A professora pede que ele o segue, deixando toda a sala tensa. 


9:30


Vejo Mark entrar novamente na sala, ainda um pouco envergonhado. 


— Você voltou. - digo

— Eu disse que não ia te incomodar. - digo, mas ele não responde

— Me responde! - digo, mas ele parece não ligar. 


Ele se senta e empurro a cadeira, tentando chamar sua atenção, mas ele não liga. 


O mesmo cutuca Jungkook


— Podemos trocar de lugar? - ele pergunta e Jungkook fica confuso, mas acaba cedendo. 


Jungkook se senta em minha frente e Mark na frente dele. 


Obviamente, não gostei nem um pouco disso. 


Pov: Mark 


Andando de volta pra casa, pensando em como iria me vingar de Jackson. 


Vejo um cartaz, mostrando graxa industrial. 


Bem, eu já sabia o que fazer. 


8 de fevereiro de 2019


Na aula de matemática, ouço Jackson resmungar. 


Isso era por conta da graxa que havia sujado seu braço. 


Então o mesmo pediu para ir ao banheiro. 


Ele sai, fechando a porta. 


(Alguns minutos depois)


O mesmo volta, mas não consegue abrir a porta. 


Ele pede para alguém abrir para ele, mas a pessoa não consegue também. 


Ele tenta a outra porta, mas não consegue. 


Pegando seu celular, o mesmo liga para alguém e sai do local. 


Alguns segundos depois, ouço alguém cair do lado de fora. 


Solto um riso de leve, pois sabia que era Jackson tentando entrar pela janela. 


Porém, havia manteiga, por isso ele escorregou e caiu. 


(Eu que fiz isso tudo, hehe)


(Alguns minutos depois)


O diretor aparece na porta, tentando abri-la, dizendo que havia recebido uma ligação que o professor havia desmaiado. 


O professor não consegue abrir a porta e eu sugiro ajuda, abrindo a porta em seguida. 


— Você é Mark Tuan? - ele pergunta após eu abrir a porta. 

— venha comigo - ele diz e o sigo. 


(Na diretoria)


— Você vandalizou a porta da escola, sabe o quanto isso é infantil? - ele diz irritado

— Você irá pagar pelo seu vandalismo. Traga 100 (reais)  amanhã! - ele diz e fico indignado 

— Eu não quebrei a maçaneta, posso consertar! Minha família é pobre, não podemos pagar! - digo e ele dúvida de mim, pedindo o número de telefone do meu pai. 


Ele liga e pergunta se éramos pobres mesmo. 


Bem, meu pai acabou dizendo a realidade pra ele.  


Ele me mandou pra fora da sala e sai lindamente. 


Pov: Jackson


Vou caminhando até o carro de meu mordomo. 


Estava chovendo, então resolvi ir no carro com ele. 


Entrei e vi Mark saindo na chuva. 


Eu queria poder pedir pra ele entrar no carro, mas não queria que ele soubesse que sou rico. 


Peço pro meu mordomo segui-lo e ele faz a ordem. 


(Alguns minutos depois)


Acabamos chegando em algum lugar de lanches ou comida caseira. 


Ele, seu pai e mais uma mulher estranha. 


Eles estavam limpando o lugar rápido possível, pois as panelas, mesas e algumas comidas havia molhado. 


Pov: Mark

7 de fevereiro de 2019


Chego na sala e vejo algo muito, muito estranho. 


Vejo uma sacola cheia de comida. 


Sento na mesa, confuso pelo tal ato. 


Leio o bilhete na mesa “para você”


Sorrio e olho para Jungkook. 


Havia tantas coisas gostosas ali, eu estava maravilhado. 


Cutuquei Jungkook, perguntando se ele havia me dado, porém o mesmo negou. 


— Se não está com fome, não jogue fora. - Jackson diz atrás de mim, logo me viro e pergunto 

— Foi você que comprou? - ele ignora, pois a resposta já era óbvia

— Por que não me disse antes, se eu soubesse, não teria comido - digo e ele sorri

— Mas você já comeu - ele diz 

— Mas você pôs na minha mesa - digo

—  Se sente tanto culpado, pode me pagar. 32Y (reais) faço 30Y pra você. - ele diz. 


Ele se vira novamente, pondo a sacola de comidas em minha mesa. 


(Mark)

“Como esse cara pode tanto me irritar?”


(Jackson)

“Como esse cara consegue ser lindo até irritado?”







Notas Finais


(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...