1. Spirit Fanfics >
  2. Addicted - Markson >
  3. Como você descobriu? - Capítulo Oito

História Addicted - Markson - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Como você descobriu? - Capítulo Oito


Como você descobriu? - Capítulo Oito

Não tinha como o dia começar melhor, Jackson e Mark já juntos, indo até a escola de bicicleta, parando para comer algo. 


— Tão doce - Mark diz, dando mais uma mordida no doce que estava a comer 

— Quer experimentar? - o mesmo pergunta, levando até a boca de Jackson, mas tirando rapidamente antes dele abocanhar o doce 

— Deixe eu comer - Diz Jackson, tentando dar uma mordida, mas sendo retirada novamente 

— Deixa eu comer uma - Jackson diz, pegando na mão de Mark e levando até sua boca, comendo um pedaço do doce. 


[...]


Já na aula, Jungkook teve uma brilhante  ideia, virando se para trás e vendo Mark já dormindo. 


— Mark, Mark - Jungkook cutuca o garoto, fazendo o mesmo acordar aos poucos 

— Eu não entendi esse problema - Jungkook apontou ao papel, mostrando que não havia entendido a questão de matemática. 


Jackson vendo a movimentação de Mark, o olha e vê o mesmo ensinando Jungkook. 


— Vem aqui, eu te ensino - Jackson diz e Jungkook o olha

— Oh...já entendi! - Jungkook mente e tentar voltar devagar ao seu acento, ignorando Jackson 

— Venha aqui, entendeu mesmo?! - Jackson diz, já em pé e apertando o garoto com o braço, fazendo um mata leão no garoto

— Vai errar de novo? - O mesmo pergunta e Jungkook continua dizendo que não, sendo um pouco sufocado. 


Jackson solta o garoto e volta até sua mesa, irritado e feliz por deixar claro que Mark era só seu. 


[..]


“Mark havia sido tirado no meio da aula, sendo convidado para ir a casa do marido de sua mãe, para os dois terem uma conversa. A conversa toda havia sido normal e totalmente educada, mesmo que Mark possa ser uma pessoa grossa as vezes, sempre foi ensinado a respeitar os mais velhos. “


Depois de um dia de compras com Jackson, os dois voltam pra casa. O pai de Mark havia convidado Jackson para jantar, aceitando na hora o convite. 


O jantar havia sido simples e estranho, Mark tomando alguns goles de álcool, dando a ver que estava um pouco estressado e Jackson havia feito o mesmo. 


Após o jantar, Jackson deitou-se na cama de Mark e fingiu estar bebado, dizendo que não conseguia levantar e ir para casa. 


— Fora - Mark diz, dando chutes na cama, insinuando que o garoto saísse 

— Rápido, levanta - Mark diz, mas Jackson o puxa e o mesmo cai em cima do chinês, se levantando rapidamente e ameaçando dar um soco

— To mal.. - Jackson diz ainda com os olhos fechados, fazendo Mark se afastar e desistir de socar seu rosto


[...]


— No que está pensando? - O chinês pergunta, vendo o rosto do garoto 

— Já é quase dia 15 de agosto, como você celebra na sua casa?  - Mark responde (festival da lua na China)

— Nós não celebramos, só compramos alguns bolos de lua, e você? - Jackson pergunta 

— Nós comemos bolo de lua também - Mark responde 

— Que tipo você gosta? - O chinês pergunta 

— Gema de ovo - Mark o responde 

— Mark, por que o professor te chamou no meio da aula hoje? - Jackson pergunta, sendo um pouco ciumento 

— Você ficou hoje só para me perguntar isso? - Mark pergunta

— Não, só não quero que guarde tudo para si - Jackson o responde 

— O marido da minha mãe me procurou, pedindo que eu vá morar com eles - Mark diz

— Você vai?! - Jackson aumenta o tom, um pouco irritado

— Claro que não - Mark diz e Jackson bufa de alivio 

— O que eu não conseguia suportar, era o modo que ele falava, me comparando com o filho dele e o colocando lá no alto, só para enfatizar o quão ridículo eu era - Mark diz

— odeio esse tipo de pessoa e não importa o que ele diga, se você está com raiva, apenas o almadiçoe  - Jackson diz — Almadiçoe o filho dele para ser atropelado amanhã - Jackson diz e Mark solta uma pequena risada. 


Na mesma hora, o relógio que estava pendurado sobre a parede, cai no pé de Jackson, fazendo o americano rir. 


— Para de rir - Jackson diz, gemendo de dor

— Você está bem? - Mark tenta dizer, morrendo de tanto rir 


[..]


“No outro dia, Jackson também havia sido chamado no meio da aula, sendo convidado pela mãe de Mark, para poderem conversar. Jackson havia sido curto e grosso, conversando com a mulher, mas saindo do local.”


— Eu comprei um bolo de lua pra você - Jackson diz, chegando com uma caixa e colocando sobre a mesa 

— Coma - Mark o responde 

— Eu comprei especialmente para você, não vai comer? - Jackson pergunta, abrindo a caixa e pegando dois pedaços 

— Comprou por que quis, já disse que não quero... - Mark ia terminar de dizer, mas Jackson coloca a fatia em sua boca, fazendo o pequeno comer rapidamente. 

— Agora, coma - Jackson diz e da a mordida na mesma fatia de Mark


[...]


Já deitados e satisfeitos, Jackson passava a mão pelo corpo de Mark, vendo que ele já cochilava. O mesmo acordou e retirou a mão do garoto, tentando voltar a fechar os olhos. 


— Tem algo que escondi de você - Jackson diz 

— Quer me contar que sua casa é alugada? - Mark diz e Jackson o olha surpreso 

— Como você sabe? - o chinês pergunta 

— Mora um casal de idosos ao lado, um deles é meu vô - Mark diz e Jackson bufa, deitando se novamente 

— Você quer me contar também que na verdade sua família é rica? - Mark diz e Jackson fica ainda mais supreso, perguntando como o garoto descobriu 

— No começo do semestre, vi seu motorista indo te buscar - Mark diz, fazendo Jackson bufar, deitando-se novamente

— E quando você sentou atrás de mim, percebi  estava usando um relógio importado - Mark diz, começando a rir 

— Por que está rindo? Eu te deixei rir? - Jackson diz, rindo junto ao garoto e o fazendo cócegas 

— Hey, não reclame, você estava me enganando todo esse tempo - Mark diz, soltando-se de seus braços

— Tudo bem, eu errei.. - Jackson diz — Mas, você agiu errado também, falando que odiava ricos 

— Aquele dia, eu estava bêbado, e não me referia às pessoas e sim em minha mãe - Mark responde 

— Acha que eu vou fazer o que? Sair quebrando todos os carros importados? - Mark diz

— Por que não me disse antes? - Jackson diz, puxando a orelha do garoto 

— Você não me deu oportunidade para dizer - Mark responde, se virando de lado e desligando a luz, dormindo em seguida. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...