1. Spirit Fanfics >
  2. Adeus. (Willdip) >
  3. Eu amo você; Único.

História Adeus. (Willdip) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Eu amo você; Único.


Sangue.

A textura avermelhada de cheiro e gosto metálico era a única coisa que se podia ver nos arredores da mansão Glefful, até do lado de fora da mansão, no glorioso e volumoso jardim de belicimas flores, desde raras até a comuns eram encontradas nós seus arredores, uma pena estarem manchadas.

Isso deveria ser considerado um tabu... ╶ falou uma figura um pouco avermelhada que, aproximadamente, teria cinco olhos em sua face. ╶ sujar flores tão lindas... Sim, um tabu. Com certeza. 

O som do metal que estava por ser abafado pela grama que antes teria uma cor esverdeada.

só que ainda tabu maior... Seria deixar você vivo... Glefful. ╶ a figura avermelhada falou enquanto andava em passos demorados ao encontro do ser de olhos azul-celeste, que estava deitado em cima de uma poça feita por seu próprio sangue. ╶ não concorda...?

n-não... falou com a voz fraca e com um leve sorriso em seus lábios. ╶ seria até divertido me deixar vivo... ╶ uma tosse acompanhada de sangue. É. O caso estava para ser crítico.

parando para pensar bem... ╶ parou ao lado do corpo do garoto de cabelo amarronzado, esse que já estava por um fio de vida, que poderia ser facilmente amontoado por outros fios, mas nada permite que esse ato seja feito. ╶ seria bem divertido... mas acho que você, meu senhor, já divertiu-se de mais... sim? ╶ fez uma afirmação em formato de pergunta, algo que saiu debochadamente de seus lábios.

╶  isso é... ╶ mais uma tosse acompanhada por sangue. ╶  sim, isso é verdade.

Um sorriso brotou no rosto da figura avermelhada, não era todo o dia que alguém concordava com sua morte, mesmo com uma relutância no começo.

então, meu senhor, levarei-o-ei agora mesmo. Adeus.

Adeus... ╶  deixou com que os olhos azulados ficassem abertos, sempre pensou em como seria sua morte desde que se entendeu por gente. Agora ela estava bem na sua frente... então por que...? Por que não sentia-se feliz por isso? Por que sentia que estava fazendo alguma coisa err--

"mestre... "

Uma voz.

Uma doce e chorosa voz.

Aquela voz estava o chamando... e apenas uma pessoa o chamava assim... Will Cipher.

O demônio "chorão" e medroso sempre o chamava assim. Riu. Por que estava pensando nele nesse momento?

 criança... ╶  a criatura vermelha o chamou. ╶  eu consigo ouvir essa voz o chamando... ╶  pegou o objeto que estava sendo abafado no gramado assim revelando-se ser uma foice. ╶ é até uma pena... mas com isso... fica mais divertido... ╶  então a foice finalmente encontrou seu objetivo, assim fazendo com que Tayrone, mais conhecido como "Dipper" Glefful, soltasse seu último suspiro.

.

.

.

.

.







Os dedos que até a pouco tempo quentes encontravam-se gelidos. A boca que transmitia uma vermelhidão fraca, encontrava-se, no momento, arroxeada e fria. Olhos que antes haveriam de ter um brilho sombrio e vívido agora encontravam-se apagados, apenas com a imensidão do vazio; com as orbes ainda, mesmo que nem tanto, abertas, fitavam o céu estrelado. Um céu cheio de estrelas, mas que estavam cobertas por tristes nuvens acizentadas, dizendo que a qualquer momento poderia chover.

Do lado do garoto lá estava ele, o "pobre" demônio. O cabelo azul voava com a ventania forte, deixando o clima um pouco mais triste. As orbes azuis amareladas observavam atentamente cada detalhe do corpo a sua frente; derramando lágrimas encima do corpo a sua frente, o corpo a qual estava ajoelhado ao lado.

 ╶ mestre... ╶ falou enquanto ainda encarava o corpo a sua frente, o corpo do seu mestre. ╶ mestre... isso p-por acaso é mais um jogo ilusório....? ╶ estava chorando mais. Não queria acreditar. Não poderia acreditar no que estava vendo, não mesmo...

mestre... Por favor... diga que é isto... DIGA ALGUMA COISA! .... por favor... ╶ as lágrimas caíram com mais intensidade, mais fortes emais grossas caiam e inundavam o rosto pálido. De repente o som de chuva foi ouvido pelo ser de medeixas azuladas. Que irônico. O clima triste acaba de piorar.

por... por favor... fale alguma coisa.... me mande fazer alguma coisa... me dê alguma ordem... POR FAVOR ME MANDE FAZER QUALQUER COISA, MAS APENAS ACORDE, EU LHE PEÇO... não... EU LHE IMPLORO!! ╶ nesse momento as lágrimas estavam vindo com mais e mais intensidade. As lágrimas salgadas estavam misturando-se com as frias e doces gotas de chuva. 

por favor... não me deixe aqui... eu amo você...


Notas Finais


Olá. Tudo bom?


- Louise_Chitoge


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...