História Admirador secreto (vkook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias BEAST (B2ST)
Visualizações 28
Palavras 1.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Escrevendo em meu diario


Fanfic / Fanfiction Admirador secreto (vkook) - Capítulo 2 - Escrevendo em meu diario

7:47 da noite 

Casa dos Jeons

Ola diario, seila mas é tao estranho como me sinto todas as vezes que escrevo em voce as vezes parece ate uma obrigaçao, seila so acho sabe? Mas enfin diario tolo eu fiz devono, ashis... Sim fiz de novo, talvez se voce pudesse falar diria: nao seja tolo! Porque faz isso? Mas eu lhe responderia: eu nao sei, eu so precisava expressar.. De alguma forma, é tao chato sentir-se assim... Eu tenho voce diario mas nao é o mesmo, mas se algum dia eu tiver a chanse de fugir de tudo isso eu sem duvidas fugiria... Voce melhor do que ninguem sabe da minha extrema aversao a tais sentimentos, eu nunca quis isso,eu nunca sonhei mas estupidamente me deixei levar e aqui estou... Me sentindo uma criança que sonha com castelos e fadas.. Quem ja nao fui? Lembra daquele garoto frio, que chamavam de o poeta de coraçao petrificado porque nao sentia nada por nimguem voce nao sabe o quanto sinto falta daquele coraçao realista,voce nao sabe o quanto queria voltar a ser o principe de marmore, porque assim é tao melhor, o tolo que sou hoje me incomoda,os sonhos nada haver que tenho quase todas as noites afss como isso me incomoda,mas ainda nao vejo saida, e essas malditas cartas... Eu nao quero que me levem a nada so quero respirar,desabafar e nem mesmo quero que ele me olhe... Mas ultimamente e estranhamente ando desejando aqueles olhos... Sim aqueles olhos... Maldito seja aquele dia 

Nao sei como começar a contar sobre esse dia bom mas vamos la.

Eu estava com o Hope a quem eu ajudava em algumas liçoes, ele é da sala A e somos amigos porque fazemos parte do grupo de poesias, nao sei bem em que momento me perdi em meus pensamentos so sei que assim que voltei a mim isso aconteceu:

-j hope... Diz uma voz desconhecida

-oii tae...

Nesse exato momento meu coraçao gelou, estremeci por dentro, ele estava bem atras de mim, eu nao me mexi, nao falei nem olhei, simplismente quis evitar qualquer contato visual, mas infelizmente ele passou para meu lado direito,de modo que eu estava sentado nao notei muita coisa, ele simplismente falava alguma coisa com o hope algo que se quer notei por estar meio fora de mim, entao resolvi voltar a atençao para o livro,porem as vezes o universo conspira e o papel que estava dentro de meu livro cai aos seus pes, meu Deus so de lembrar meu desespero por dentro, mas justo aquele papel resolveu fugir, rapidamente me abaixei para pegar, no entanto assim que minha mao iria tocar o papel sentir meus dedos morrerem porque senti suas maos e inevitavelmente o olhei... Aaaa como eu morri por dentro, aqueles olhos... Me miravam com respeito e doçura... Eu me ergui de pressa peguei o papel de sua mao agradeci e sair como se nada tivesse acontecido, como se eu nao tivesse sentido nada, fui tao indiferente... Nao quis de forma alguma que ele notasse alguma coisa, tambem nao quis que ele notasse a palidez de minhas faces, e ainda bem que ele nao notou o que era o papel... Meu Deus tudo é tao doido... Eu seila so sei que depois disso me sentei debaixo da maciera e la fiquei por longos minutos engolindo meu choro que desejava sair deseperadamente mas nao deixei... 

Pois é diario e depois dessa, depois de tantos anos evitando olhar seus olhos,agora sei sua cor, sua essencia e desejo ve-los novamente, muito embora tente afastar esse desejo,mas nao... Nao funciona, eu so queria mirar seus olhos novamente, sem pretençao de absolutamente nada, apenas por que esse desejo me consomi dia e noite... Diario meu peito doi...😳 e eu to muito cansado...

Boa noite diario...

Terça feira 6:00 da manha na casa dos Jeons

-filho... Diz o senhor Jeon entrando nos aposentos de seu filho... Mas jeon nao estava na cama

-jungkook cade voce? Procura pelo quarto quando ve proxima a mesinha da janela jeon dormindo na mesa em cima de varios papeis.

O senhor jeon se aproxima,sorri com carinho vendo a cena, e delicadamente acorda jeon que levemente abri os olhos e ve seu pai

-bom dia pai

-bom dia... Hoje levo voce a escola

-nao precisa pai posso ir sozinho a pe

-eu sei que voce preferi assim mas eu tenho que conversar com o professor de Jimim

-porque? Aconteceu alguma coisa?

-sim seu irmao aprontou denovo

Jeon nao disse mais nada,simplismente aceitou a oferta do pai, nao quis perguntar mais nada pois sabia o quanto seu pai ficava chateado quando seu irmao aprontava alguma coisa, por tanto so se arrumou,tomou seu cafe e partiram para a escola no caminho entraram em um assunto que Jeon realmente nao desejava.

-entao jimim depois de conversar com seu professor falarei bem serio com voce,voce sabe que namoros so em casa ou em outro lugar

-oxi pai foi so uns beijinhos... Nada demais o problema é que esse professor implica muito comigo

-mas eu nao gosto da fama de pegador que voce tem.

Jimim sorri travesso

-eu nao tenho culpa alem do que nem foi todos que peguei... Falta o gostoso da escola inteira

- aaa é mesmo é? E quem seria esse tal ai?

-é do terceiro A kim taehyang... Caralho ele é muito lindo

Jeon simplismente gela e senti seu coraçao disparar, queria muito nao ter ouvido nada daquilo so continuava a olhar pela janela do carro em silencio enquanto ouvia o pai reclamar com seu irmao

-ja chega jimim, pare ja com isso se souber de mais uma de suas travessuras lhe coloco em um colegio interno

-ashii pai calma... So to zoando, é verdade que sou afinzasso dele mas quem nao é naquela escola?todo mundo so quer ele... E com razao so que tem um probleminha...

-e qual é?

-parece que ele ta apaixonado por um alguem aiii

Serio jeon desejava com todas as forças o fim daquela conversa, seu peito carregava um no tao grande que suas lagrimas queriam surgir ali mesmo ele continuou olhando pela janela torcendo pra que aquele assunto morresse porem...

- mas jimim se apaixonar é normal filho

-é eu sei mas o problema é que é por uma menina nada haver aii

-e como voce sabe disso?

-o jin me contou, parece que ele viu umas coisas dela nas coisas do kim

Como jeon estava arrependido de ter aceitado a carona de seu pai, nesse momento ele so queria voltar para casa, mas ja estava bem proximo a escola entao nao tinha como fugir daquela situaçao. Finalmente chegam jeon entra em sua sala que como sempre nao tinha nimguem porque ele era o primeiro a chegar sempre. Senta-se em seu lugar de costume olha pela janela, tinha uma bola de neve se formando em seu peito e crescia a cada vez mais,pega seu diario abre e escreve:

(Querido diario tolo eu sou tao tolo quanto voce...)


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...