1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 105 segunda temporada

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 105


Escrita por:


Capítulo 105 - Capitulo 105 segunda temporada


Eu não preguei o olho em nenhum momento durante a noite. Não parava de pensar em Dulce, não parava de pensar que pra ela, eu já não significava nada. Que egoísta, eu aqui pensando no meu sofrimento mas e o dela ? Não deve ter sido fácil perder 2 anos inteiros da sua memória, ela deve ter sofrido muito e eu não estava aqui pra consola-la, que grande merda. Corri tanto atrás do meu sonho que como castigo perdi o meu amor.

 

" bom dia Christopher " Mai me cumprimenta no estante em que apareço na sala

 

" bom dia " a cumprimento desanimado

 

Minha mãe me olha com seu olhar preocupado " Mai já nos contou que esta sabendo de tudo " aceno com a cabeça " me desculpe por não ter falado antes pra você filho mas, nós realmente achamos que estávamos protegendo não só a Dulce como você também "

 

Gemo como se sentisse dor " acha que estava me protegendo mãe ? Olha bem pra mim, Não vê como estou agora ? " abro os braços e nego com a cabeça " vocês só adiaram meu sofrimento mas, agora estou sentindo tudo em dobro "

 

" oh querido " ela se levanta e vem até mim me dando um abraço " eu não gosto de te vê assim "

 

" e eu não gosto de senti isso, parece que perdi uma parte de mim mãe, esta tudo tão confuso " admito em voz baixa

 

Ouço passos na escada " reage Christopher, Dulce não esta morta, graças a deus ela se salvou e esta bem viva morando ao lado da nossa casa então, pare de falar como se ela tivesse morrido " meu pai diz sério, ele passa por mim e se senta no sofá

 

" pois é assim que me sinto, parece que tudo morreu, ela não se lembra de mim pai, não sabe que sou namorado dela "

 

" seja novamente então, a conquiste, você conseguiu uma vez por que acha que não conseguiria de novo? " ele arqueia a sobrancelha de modo sugestivo

 

Reviro os olhos " não é tão fácil assim pai "

 

Ele suspira " ouça Christopher, Dulce perdeu a memória mas não os sentimentos então, se um dia ela te amou de verdade, esse amor ainda esta lá " ele aconselha

 

Mai pigarreia, o que nos faz olhar pra ela " mamãe fez seus famosos tacos, por que não leva alguns pra tia Blanca ? " ela pergunta

 

Abaixo a cabeça " não sei se é uma boa ideia "

 

" oh não, é uma ótima ideia querido, você aproveita a ocasião e se desculpa pelo o que fez ontem " ergo os olhos pra minha mãe, e ela sorri " sua irmã nos contou que a beijou "

 

Encaro Mai " sua linguaruda " ela apenas me amostra a língua

 

" anda filho, se quer ter sua namorada novamente, esse é a primeiro passo pra se aproximar " meu pai diz

 

Aceno com a cabeça " certo, eu vou mas antes, preciso tomar café estou morto de fome " eles assentem.

 

Sigo até a cozinha e tomo um belo café, depois subi pro meu quarto tomei um bom banho, me arrumei e desci. Quando cheguei na cozinha vi os tacos prontinhos pra serem levados a casa de Dulce, com certeza mamãe tinha os colocado no prato e os coberto.  Estava nervoso, respirei fundo umas três vezes e quando tomei coragem toquei a campainha, não demorou muito e ouvi o barulho da maçaneta.

 

Logo depois, tia Blanca abriu a porta, e se assustou ao meu vê " Christopher, você voltou "

 

Aceno com a cabeça " sim, eu cheguei ontem mesmo. Pensei que minha mãe tivesse dito " comento

 

" não, eu nem vi Alexandra hoje " responde " então, o que faz aqui ? " ela olha pra trás, provavelmente se certificando que Dulce não apareceria

 

" eu já sei de tudo tia Blan, não precisa ficar nervosa ou com medo da Dulce aparecer " ela abaixa o olhar " será que posso entrar ? "

 

" claro, claro entre " eu entro e ela fecha a porta " venha sente aqui " me sento e ela se senta ao meu lado " queria te pedir desculpas por esconder tudo mas, pareceu ser o certo a fazer "

 

Engulo a seco " sim, minha mãe e todos já me disseram o mesmo mas, isso não muda o fato de que não foi justo eu ter sido o último a saber quando a Dulce é ... " me calo e solto um suspiro " quando a Dulce é o mais importante da minha vida " concluo

 

Ela segura minhas mãos " eu sinto muito querido, foi tudo tão sofrido, eu realmente não queria que você se sentisse assim. Pra Dulce nada foi fácil também, ela perdeu momentos tão importantes e nem ao menos sabe disso "

 

" eu sei " abaixo a cabeça, segurado a vontade de chorar " esta tudo uma confusão pra mim tia, em um momento eu tinha Dulce e no momento seguinte eu a perdi, e foi tão rápido " admitir isso em voz alta só fazia doer mais 

 

" ela te amou muito e por isso não acho que tenha a perdido Christopher " ela diz com sua voz serena " veja o Luís, ela nem ao menos se lembra dele e ele teve que se reaproximar, tudo bem que não é a mesma coisa, ela ainda esta meio incerta sobre ele mas, ele deu um primeiro passo. Eu acho que você deveria fazer o mesmo, tente se aproximar dela "

 

" acha que ela poderia voltar a se apaixonar por mim ? " pergunto inseguro

 

Tia Blanca ri " querido, ela é sua namorada mesmo que não se lembre disso, ela te ama " garante

 

Ouvimos passos e então Dulce surge " mãe o .. " e ela se cala no estante em que me vê " o que Christopher faz aqui ? " pergunta

 

Pigarreio me levantando " eu vim trazer uns tacos, estão fresquinhos, minha mãe fez hoje de manhã " estendi o prato pra tia Blanca

 

Ela se levantou sorridente " olha só filha, os famosos tacos da Alexandra " ela pega o prato " obrigado Christopher, agradeça a sua mãe por mim "

 

Apenas assinto, em nenhum momento tirei os olhos de Dulce, ela olhou o prato " é, agradeça a sua mãe, os tacos dela são os melhores do mundo, eu não canso de dizer " a voz dela é tão linda,

 

" sim, realmente são os melhores " concordo, ficamos os dois nos encarando, Dulce desvia o olhar na maioria das vezes.

 

Tia Blanca pigarreia chamando nossa atenção " bom, eu vou guarda-los, Christopher mais uma vez obrigado e é muito bom saber que esta de volta "

 

" é bom estar de volta tia Blan " ela sorri pra mim e sai, volto a encarar Dulce " então ... " me calo tentando achar as palavras certas

 

" foi muita gentileza da tia Ale mandar os tacos, ela sabe que eu os adoro " ela comenta

 

" sim, foi sim " mordo os lábios, essa mania eu tinha aprendido com ela

 

Ela se encaminha até a porta " bem, se já trouxe os tacos acho que já deve ir "

 

" não, não espera Dulce " me aproximo dela, ela dá dois passos pra trás mantendo certa distância " eu preciso muito conversar com você "

 

Ela revira os olhos e mexe em sua franja " não acho que tenhamos o que falar "

 

" por favor, só preciso de um segundo sim? Só isso " imploro

 

Dulce morde os lábios, e eu quase sorriu quando vejo " tudo bem, vamos pro meu quarto lá podemos conversar melhor " assinto rapidamente " mas, vou logo avisando, se você tentar alguma gracinha como a de ontem em juro que ... "

 

 " não, não vai ter gracinha nenhuma eu prometo " falo a interrompendo

 

Ela suspira " nesse caso, vem comigo " ela se vira e segue até as escadas, olho pra porta da cozinha e sorriu, dona Blanca estava nos espiando e deu um sorriso e uma piscadela, logo depois fez sinais pra eu seguir Dulce, acenei pra ela e segui atrás do amor da minha vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...