1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 111 segunda temporada

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 111


Escrita por:


Capítulo 111 - Capitulo 111 segunda temporada


Narrado por Dulce

 

 

 

Desde que eu reencontrei com Christopher aquele noite, algo mudou. Em minha mente ele era apenas um menino que me ignorava, e que eu tanto gostei no passado mas, quando fiquei frente a frente com ele tudo o que eu achava que era mudou. Ele estava diferente, estava mais bonito, mais irresistível e o mais curioso, estava falando comigo.

 

Eu fiquei apavorada, por que vê-lo ali, tão mudado me fazia lembrar que eu perdi muito, eu perdi minhas lembranças, talvez tivesse alguma importante e eu nem ao menos sabia. Ele começou a agir estranho comigo, e isso só me deixou mais assustada. Por que estava sendo amável ? Ele nunca antes tinha me notado, por que fazia agora ?

 

E agora isso ? Ele enfeitou seu quarto todo só pra me pedir desculpas, assim que entrei senti meu coração bater mais forte e não sei por que mais coloquei a mão sobre o colar no meu pescoço e o apertei com força, cada canto daquele quarto me parecia familiar, será que eu já entrei aqui ? Mas como ? Eu nunca fui amiga de Christopher.

 

Engulo a seco e ergo os olhos o encarando " você fez tudo isso pra mim ? " perguntei finalmente

 

Ele deu alguns passos em minha direção e coçou a nuca " eu queria me desculpar por ter sido um babaca "

 

Nego com a cabeça " não precisava disso tudo Christopher, é sério, esta tudo bem "

 

" não, não esta Dulce, você acha que sou um perseguidor maluco e eu não quero isso, se eu estava diferente com você é por que quero ser seu amigo, quero que veja em mim uma pessoa que você pode confiar " ele diz sério

 

" e por que quer ser meu amigo agora ? Quer dizer, nos conhecemos a anos e você nunca demonstrou que queria ser meu amigo, você sempre ficou no seu canto e eu sempre fiquei no meu, eu sei que as pessoas mudam mas, por que agora ? "

 

Ele coloca as mãos no bolso e desvia o olhar " digamos que na época eu era um imbecil e que agora estou mudado "

 

"mas, assim tão der repente ? " pergunto confusa

 

Ele me olha com certa tristeza no olhar " não foi tão der repente Dulce, já se passou 2 anos, não sou o Christopher que você tem na sua cabeça, sou outro "

 

Claro que ele era outro, e era óbvio que ele não havia mudado de uma hora pra outra, a errada era eu que esqueci tudo " certo, me desculpa, as vezes eu esqueço que não tenho minhas lembranças, que irônico não ? " tento brincar

 

Ele não ri, apenas suspira " não tem graça " ele diz sério, eu apenas assenti " então, você viu isso ? Eu fiz os famosos tacos da minha mãe, espero que goste "

 

Olho os pratos sobre a bandeja " parecem meio pretos não ? " comento fazendo uma caretinha

 

Ele ri " ninguém é perfeito, prove, tenho certeza que esta uma delícia " ele pega um taco e me entrega " vai, prova " ele insisto

 

Dou um sorriso e como um pedaço, der repete começo a tossir, aponto pro copo de suco " me dá " peço

 

Ele me olha preocupado " ah, claro claro " ele me entrega o suco, eu bebo e depois cuspo em sua cara, arregalo os olhos quando noto o que fiz

 

" oh meu deus, me desculpa Christopher, foi sem querer, te juro que foi sem querer, eu sou uma desastrada, me desculpa mesmo " peço desesperada

 

Ele pega uma toalha e limpa o rosto " esta tudo bem, eu estou acostumado, não se preocupe " diz calmamente

 

" hã ? Como assim esta acostumado ? "

 

" não nada, é que Mai as vezes é bem desastrada como você " ele força um sorriso " acho melhor não comermos os tacos, eles realmente estão ruins e não queremos que alguém morra aqui "

 

Dou uma risada " não se preocupe, eu também sou péssima em fazer tacos "

 

" é, eu sei bem " ele responde rapidamente, quando o olho ele desvia o olhar " por que não come um docinho em ? Pra tirar o gosto ruim da boca " Christopher me entrega o doce " enquanto isso eu vou trocar de camisa

 

" ah, claro " sorrio, ele abre o armário e pega uma camisa entrando em seguida, no que penso ser o banheiro.

 

Aproveito que estou sozinha e dou mais uma olhada em seu quarto, por que sinto que já estive aqui ? É uma sensação tão estranha. Vejo uma pequena folha sobre a cômoda, quando a pego me surpreendo. Era o começo de uma letra de música. Será que Christopher a compôs? Leio a letra atentamente, era linda.

 

Ergo o papel em minhas mãos e não resisto, começo a cantar " En cualquier momento a la orilla de algún beso Vas a tropezar conmigo sin quererlo " cantarolo a primeira parte. Sorrio e continuo "  Para descubrir de nuevo que no hay nadie Que te llene los recuerdos " olho meio atordoada pro lado e meus olhos se encontram com os de Christopher " você ... Você que fez ? " pergunto

 

Ele caminha até mim, e para em minha frente "  Tarde que el temprano sin saber cómo ni cuándo Una lágrima te hará extrañar despacio" ela canta quase como um sussurro

 

Olho o papel e canto a ultima parte junto a ele " La ternura de un abrazo Y el suspiro de mi nombre entre tus labios " quando terminamos ergo os olhos cheios de lágrimas pra poder encara-lo " o que esta acontecendo comigo Christopher ? " pergunto, por que me sentia assim com ele ?

 

Ele não diz nada, apenas ergue as mãos e acaricia meu rosto, fecho os olhos aproveitando seu carinho, quando volto a abri-los noto que ele estava olhando meus lábios, ele iria me beijar, eu sei que ia e, dessa vez eu deixaria. Christopher aproxima seu rosto do meu, respiro ofegante quando nossos narizes se tocam, fecho os olhos e sinto seus lábios tocarem os meus. Foi diferente, dessa vez eu me permitir sentir, desfrutei dos seus lábios e senti que estava no céu. Suas mãos agarram meu quadril e me puxam pra mais perto, caminhamos ainda aos beijos até a cama e nos jogamos na cama, o seguro pela nuca aprofundando mais o nosso beijo. Suas mãos já começavam a acariciar meu corpo, eu sabia que estava errado mas, ao mesmo tempo sentia que era o certo. Então uma chama de juízo apareceu, e eu o empurrei.

 

" sai sai " me levantei e o olhei assustada " agente ia ... A gente ia ... "

 

" eu sei eu sei e Dul posso te garantir não seria sem sentimento certo ? Seria com puro sentimento "

 

Nego com a cabeça " sentimento ? Que sentimento Christopher ? Você é um patife, só fez todo esse teatro por que queria me levar pra cama " acuso 

 

" o que ? Não, não não é assim Dulce " ele diz em um tom desesperado

 

" não vai acontecer ok ? Eu não vou cair no seu joguinho idiota " bufo, passo a mão pelo rosto tentando controlar minha respiração " você não vai tirar minha virgindade " decreto, por um segundo ele fica pálido " o que ? Pensou que eu não era mais virgem ? Eu não sou como as menininhas que você esta acostumada ok ? " me viro e tropeço nas bolas " ah merda " bufo, me levanto e pego os tacos jogo na cabeça dele " estão horríveis, babaca " saiu batendo a porta, me encosto na parede e dou um sorrio involuntário tocando meus lábios, ainda podia sentir o gosto dos dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...