1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 130 segunda temporada

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 130


Escrita por:


Capítulo 130 - Capitulo 130 segunda temporada


No sábado me levantei cedo, tomei um bom banho e desci pra tomar meu café, fui pra cozinha e encontrei um bilhete da minha mãe, ela dizia que tinha ido fazer compras com meu pai e que Mai ainda dormia. Fiz meu café e então fui pra sala, me sentei liguei a TV e relaxei, meus amigos tinham razão, ficar pra baixo não adiantaria nada.

 

" bom dia " Mai diz sonolenta enquanto descia as escadas

 

Viro o rosto e sorrio " bom dia, dormiu bem ? "

 

" como um anjinho " ela se aproxima de mim e beija minha bochecha  " e você, dormiu bem ? " pergunta

 

Aceno com a cabeça " melhor do que pensei que dormiria " respondo

 

Dou uma mordida no meu pão e ela me encara "  o que esta comendo ? "

 

" pão com presunto e café com leite " respondo

 

Ela faz careta, Mai nunca foi fã de café com leite " não entendo como você consegue tomar esse negócio, mas, fazer o que não é ? Tem gosto pra tudo " diz

 

Ergo a sobrancelha " já eu, não entendo como você consegue namorar o Christian mas, fazer o que não é ? Tem gosto pra tudo " digo irônico

 

Minha irmã pega a almofada e joga em cima de mim " idiota " dou uma risada " onde esta papai e mamãe ? " pergunta coçando os olhos e bocejando em seguida

 

Olho a TV " foram fazer compras " ela assente " já sabe não é ? Você vai ter que arrumar a casa "

 

" o que ? Nada disso, eu tenho que ir pro curso, só vou tomar um banho e me arrumar pra ir  " ela comenta indo até a escada

 

Fico de joelhos no sofá " ei, nada disso, falta hoje, você precisa arrumar a casa Mai " protesto

 

" não vou faltar meu curso de inglês Christopher " ela sorri colocando a mão na cintura " hoje a casa é toda sua querido "

 

" não, não " aponto pra ela " você vai se arrepender se fizer isso comigo Mai, vai se arrepender " ameaço

 

Ela joga a cabeça pra trás e gargalha " é melhor essa casa estar um brinco quando eu voltar senhor Christopher Uckermann " imita a voz da nossa mãe

 

" não faz isso comigo, eu faço o que quiser, posso te pagar se ficar e arrumar tudo" proponho

 

Ela estreita os olhos " não sou mais uma criança Christopher, você não vai me ganhar com dinheiro, é bom comer isso logo e começar a trabalhar, se mamãe chegar e encontrar a casa bagunçada não vai ficar nada feliz " ela comenta já subindo as escadas

 

A olho indignado " você é uma menina cruel Maite Uckermann " resmungo

 

Ela ri " aprendi com o melhor " Mai dá uma piscadela e sai

 

Olho ao redor, ah merda, eu odiava arrumar casa. Mai saiu meia hora depois, toda arrumar pro seu bendito curso. Comecei a luta, desliguei a TV, liguei o som e peguei a vassoura, comecei pelos quartos, em baixo da minha cama tinha uma sanduíche de mil anos, fiz careta quando o joguei no saco do lixo. No quarto da Mai haviam roupas espalhadas na cama, tive que dobrar todas e guarda-las, fui pros banheiros, lavei todos os 4, sério, pra que tantos banheiro numa casa ? Puro exagero e mais trabalho pra mim. Cheguei finalmente na sala, começo a varrer enquanto danço.

 

Ouço a campainha, abaixo o som " já vai " grito correndo até a porta, quando abro tenho um surpresa, era Dulce " olá " sorrio, ela olha a vassoura na minha mão e eu a jogo longe " é, eu estava dando uma arrumadinha na casa " me explico

 

Ela acena com a cabeça " será que posso entrar ? " pergunta

 

" claro, claro entra por favor " abro passagem, ela passa e eu fecho a porta " vê se não repara na bagunça, eu estava arrumando a sala quando você chegou " explico coçando a nuca

 

Dulce se vira e me encara " esta tudo bem, não se preocupe "

 

Assinto, pigarreio " então, você quer beber alguma coisa ? Uma água, um suco ou um café ? " pergunto nervoso

 

" não, não, eu estou bem " assinto novamente, ela olha o caderno em suas mãos e depois o estende pra mim " eu vim te entregar o caderno "

 

A olho surpreso " o caderno é seu Dulce "

 

" não, eu dei ele a você então, é seu " explica

 

" não posso aceitar " respondo

 

" é claro que pode, ele é seu, eu te dei e estou dando de novo por favor aceita " ela sussurra

 

Assinto e pego o caderno de suas mãos " é seu caderno, seu pai te deu e pensei que fosse importante pra você "

 

" e é, justamente por isso que deve ficar com você, se eu te dei ele foi por que confiei que cuidaria tão bem quanto eu cuidei " ela meche em sua franja e desvia o olhar

 

Sorrio " prometo que vou cuidar bem dele " ela acena com a cabeça " você esta bem, quero dizer, depois de tudo você esta bem ? "

 

Ela suspira e passa a mão no rosto " estou tentando ficar, as coisas estão um pouco embaralhadas na minha cabeça agora mas, acredito que logo vai melhorar "

 

Me aproximo, e ela dá uma passo pra trás " o que foi ? "

 

Ela ergue os olhos pra mim e respira fundo " eu queria mesmo conversar com você sobre nós "

 

" estou ouvindo " dou de ombros

 

" eu não sou ela Christopher  " arqueio a sobrancelha e ela suspira " quero dizer, não sou mais a mesma Dulce, algumas coisas mudaram e por conta de todos me esconderem nosso namoro eu passei a viver durante esses meses todos, uma realidade que não era minha, entende ? "

 

" entendo, claro que entendo e estou disposto a te ajudar "

 

" ótimo então, acho que não vai se ofender com o que vou pedir "

 

Passo a mão no rosto " o que vai pedir Dulce ? "

 

" um tempo, é isso que eu preciso agora. Esta tudo tão embaralhado, não só na minha cabeça mas, também aqui " ela coloca a mão sobre o peito " como eu disse, não sou mais ela  Christopher, não sou mais aquela menina que te afrontou, que tantas vezes riu contigo, não sou mais a garota que você tanto amou ... "

 

" que eu amo " falo a interrompendo, ela me encara e morde os lábios " eu não deixei de te amar Dulce " decreto

 

" não torne tudo pior por favor " ela responde abaixando a cabeça

 

Engulo a seco " esta pedindo pra eu me afastar de você ? Isso é o que? o término que não tivemos ? " pergunto

 

" não, não eu só preciso de um tempo pra entender melhor as coisas e se você estiver longe talvez eu consiga pensar com clareza"

 

Nego com a cabeça e dou um sorriso amargo " entender ? O que você precisa entender Dulce ? Namoramos, somos namorados você sofreu um acidente e esqueceu disso mas, agora sabe. O que diabos você precisa entender nisso ? "

 

Ela me olha séria " preciso entender meus sentimentos "

 

" seus sentimentos ? A uns dias atrás você admitiu que sentia algo por mim e agora que sabe que isso já aconteceu simplesmente ficou confusa ? É sério ? "

 

" antes eu achava que algo estava nascendo agora não, tudo mudou " ela nega com a cabeça " você não pode me julgar Christopher, não sabe o que estou sentindo "

 

" não, realmente não e você, você sabe o que estou sentindo ? " pergunto entre os dentes " foram 6 meses longe da minha namorada, e quando volto ela não se lembra de mim, eu faço de tudo pra reconquistar ela e quando finalmente penso que tudo vai se ajeitar, por que agora ela sabe de nós " faço uma pausa e dou uma risada " ela pede pra eu me afastar "

 

Ela fecha os olhos com força " não estou pedindo que entenda por que faço isso, só quero que respeite minha decisão e meus sentimentos "

 

" você que deveria respeitar os meus sentimentos Dulce, somos namorados, não foi der repetente droga, foi 1 ano inteiro juntos, isso devia significar alguma coisa pra você " rebato

 

" mas não significa, nada do que disse significa nada pra mim por que eu não lembro " ela diz, e as primeiras lágrimas escorrem em seu rosto " não somos namorados Christopher, eu não sou ela, não sou sua namorada, sou outra Dulce, e essa Dulce esta pedindo que fique afastado até ela conseguir se entender " ela abaixa a cabeça " me desculpa, eu não queria que ... "

 

" já disse tudo que tinha que dizer ? " pergunto sério, ela me olha surpresa " eu preciso voltar pros meus afazeres "

 

" Christopher eu ... "

 

" já ou não Dulce ? " pergunto rude

 

Ela faz um bico de choro " já sim, me desculpa " dito isso ela corre até a porta e a abre saindo, quando ouço a porta se fechar arremesso o caderno longe com raiva.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...