1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 142 segunda temporada

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 142


Escrita por:


Capítulo 142 - Capitulo 142 segunda temporada


 vocês vão chegar que horas ? " eu pergunto fazendo uma leve careta

 

Minha mãe pega o batom e passa nos lábios, enquanto se olhava de frente ao espelho " vamos chegar de noite querido"

 

" tem certeza que não quer ir ? " meu pai pergunta descendo as escadas, eles iam passar o dia na praia. " você vai se divertir se for " 

 

" não dá , amanhã eu tenho o desfile da Annie, quero estar bem descansado " respondo

 

Minha mãe vem até mim e acaricia meu rosto " eu sempre soube que você daria pra modelo, é tão lindo " sorri

 

Reviro os olhos " não sou modelo mãe, estou apenas fazendo um favor pra Annie "

 

" que menino mais modesto esse " Mai desce as escadas já arrumada " mamãe se quiser eu posso gravar o desfile do meu querido irmãozinho pra amostrar a senhora "

 

" eu vou adorar filha " minha mãe diz animada

 

" eu que vou adorar gravar mamãe " ela diz debochada

 

Bufo " claro que vai " resmungo me lembrando do quão ridiculo aquela calça ficou em mim.

 

" vamos querida ? Se demorarmos mais, chegaremos na casa de praia de noite " meu pai diz " vocês dois, cuidem bem da casa "

 

" Christopher molhe minhas flores por favor " minha mãe pega sua pequena mala " e não quero que baguncem nada sim ? Deixei a casa em pé e quando voltar quero ela em pé "

 

" entendemos mamãe, pode ir tranquila " Mai os abraça " eu amo vocês "

 

Meu pai sorri " também amamos vocês " eu os abraço também " comportem-se " diz seguindo até a porta

 

Reviro os olhos " esta bem pai, tchau, tchau " aceno com as mãos ,ele ri e sai junto a minha mãe " eles acham que ainda somos crianças " comento fazendo careta

 

" sim, pois é " Mai abre o roupão e o joga sobre o sofá

 

A olho dos pés a cabeça, ela estava arrumada " onde vai ? "

 

" pra casa do Christian, vou passar o dia aproveitando meu namorado " ela passa o batom nos lábios " mantenha a casa limpa e molhe as flores da mamãe " me instrui indo em direção a porta.

 

A encaro incrédulo " o que ? E eu vou ficar aqui sozinho ? "

 

" claro, aproveite, divirta-se, eu chego mais tarde " ela me abraça rapidamente " te amo irmãozinho " e sai

 

Não me restou outra, eu tinha que molhar as flores da minha mãe. Fui no meu quarto, tirei a camisa e troquei de bermuda, estava tão na cara que eu ia me molhar inteiro. Desci, arrumei a mangueira e comecei a molhar as tão amadas flores, ergui um pouco a mangueira e a água passou por cima da cerca, foi quando ouvi um gritinho, olhei por cima e vi Dulce boquiaberta enquanto era molhada por mim.

 

" oh, me desculpa, eu não sabia que estava ai " comento surpreso

 

Ela passa a mão no cabelo molhado " pode por favor virar esse negócio pra lá ? " pede

 

Só então noto que ainda a estava molhando, viro a mangueira e forço um sorriso " me desculpa mesmo, eu errei a mira"

 

" eu notei " ela resmunga, e então dá a volta, quando me olha e vê que estou sem camisa seu rosto cora " o que esta fazendo ? " pergunta tentando desviar o olhar ao máximo

 

" molhando as flores da minha mãe " respondo

 

" não sou a flor da sua mãe Christopher " ela rebate

 

A olho dos pés a cabeça, ela estava tão linda ensopada " já pedi desculpas por isso " dou de ombros

 

" bem, desculpas não vai fazer minhas roupas ficarem secas mas, uma pequena vingança vai me fazer sentir bem " ela avança em cima de mim e puxa a mangueira das minhas mãos

 

" não, não Dulce, foi sem querer " protesto

 

Ela ri e então aponta a mangueira em minha direção, fico molhado" vingança concluída com sucesso "

 

" isso ainda vai ter volta " passo a mão pelos meus cabelos molhados

 

Ela larga a mangueira e dá um passo, indo ao chão em seguida " ai, ai " faz careta

 

Corro até ela " ei, você esta bem ? "

 

" o que você acha ?  " pergunta irônica

 

Dou uma risada " sempre desastrada não é Maria ? " arqueio a sobrancelha " vem, eu te ajudo " estendo a mão.

 

Ela pega minha mão e eu tento a levantar, acabo caindo sobre ela. Ergo meus olhos e encontro seu olhar, ela estava me olhando de uma maneira diferente, por um curto momento, ela me olhou como olhava antes. Suas mãos acariciam meu rosto, e eu fecho os olhos sentindo seu toque. É inevitável, eu amo essa garota, e a queria. Quando volto a abrir os olhos, ergo minha mão e tiro uma mecha de seu cabelo que estava em sua bochecha.

 

Seus olhos brilhantes descem pros meus lábios, aproximo meu rosto ao dela e roço nossos narizes, eu queria beijá-la mas, não faria. Da ultima vez ela disse que eu a estava pressionando, e eu não queria que se sentisse assim de novo, então, afastei meu rosto e foi ai que mais uma vez ela me surpreende, seus lábios atacam os meus, e eu claro correspondi a altura, mudamos de posição, e ela ficou sobre mim, sua mão segurou meu rosto enquanto ela ainda me beijava.

 

Ela separou nossos lábios, com a respiração ofegante, a olhei surpreso " Dul, o que foi isso ? " pergunto

 

" um beijo " ela responde

 

Reviro os olhos " eu sei que foi um beijo, quero saber por que me beijou? "

 

" eu te beijei por que ... " ela engole a seco, e então me beija novamente, no começo fico surpreso mas, depois retribuo, ela separa novamente nossos lábios e se levanta, me dá um último olhar e corre em direção a sua casa.

 

Me levanto " Dulce, ei o que significou tudo isso ? Dulce não pode ir e me deixar assim sem uma resposta" a chamo, ela me ignora e entra em casa batendo a porta atrás de si, passo a mão no meu cabelo e dou um sorriso enquanto negava com a cabeça, essa menina quer me fazer pirar, e ela esta conseguindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...