1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 151 segunda temporada

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 151


Escrita por:


Capítulo 151 - Capitulo 151 segunda temporada


Eu não conseguia conter a felicidade. Dulce estava finalmente de volta pra mim, de volta ao nosso grupo. Eu sabia que não seria fácil pra ela no começo mas, estaríamos aqui pro que ela precisasse. Dulce só precisava saber que tinha a mim e que eu a respeitaria e cuidaria dela como se fosse um tesouro, de certa forma, ela era o meu.

 

“ Por favor, eu nunca, nunquinha te pedi nada “ Annie diz enquanto remexia no meu armário

 

Reviro os olhos “  não vou te emprestar meus fones, da última vez te emprestei meu notebook e ele voltou com adesivos de cachorros “ reclamo

 

“  não eram cachorros grandes, era filhotinhos “ ela protesta

 

“ não me interessam o que eram, a questão é que não posso mais sair com o meu notebook por causa de você “ resmungo me jogando sobre a cama  

 

Ela revira os olhos e se vira pra mim “ você é um péssimo amigo, espero que saiba disso “

 

“ eu sei e não me importo “ rebato, vejo uma Annie bem furiosa jogar o travesseiro sobre mim, apenas riu “ você vai se arrepender Uckermann “

 

Dou uma risada “ estou morrendo de medo de você Annie “ falo debochado

 

Annie ri de maneira sinistra e então vai até minha mesinha, pega um tubo de cola e vira sobre meu notebook, dou um salto da cama e tiro o tubo da sua mão  “ vai me dar os fones agora ? “ pergunta

 

Encaro o tubo de cola vazio e meu notebook repleto de cola “ você é maluca ? sabe quanto custou esse notebook? “ pergunto incrédulo

 

Ela coloca as mãos sobre a cintura “ 1000 ? “ pergunta parecendo desinteressada

 

“ que ? não custou muito mais que isso sua maluca “ esbravejo, a vontade de chorar me invade “ e agora Annie ? vou ter que comprar outro “ choramingo

 

Annie revira os olhos “ vai me dar os fones ? “ volta a perguntar

 

“ por que eu te daria os fones depois de você assassinar meu notebook ? “ pergunto bufando

 

Ela dá de ombros “ pensei que o notebook fosse o problema, você me acusou de não sair mais com ele, eu apenas te ajudei “ explica, então sorri “ vai me dar os fones agora ? “

 

“ saia agora do meu quarto “ mando irritado, ela bufa e sai “ e nunca mais toque nas minhas coisas sua louca “ berro

 

“ ei, parece que tem alguém chateado “ ouço a voz de Dulce

 

Corro pra janela e a encontro em sua janela. Ela estava extremamente linda, seu sorriso estava amplo em seu rosto, ela usava um laço florido como diadema, suas bochechas estavam levemente coradas, e seus cabelos ondulados soltos. Perdi um pouco do ar a admirando.

 

“ você esta linda “ a elogio

 

Ela cora e abaixa o olhar por curtos momentos “ obrigado “ sorrio pela seu jeitinho de menina “ esta tudo bem ai ? ouvi gritos “ comenta

 

“ ah, não não, esta tudo bem sim, é que Annie estava aqui aprontando “ faço uma careta “ com o tempo você vai vê que isso é uma coisa que ela vive fazendo “ comento

 

Dulce ri “ certo, espero que ela não apronte comigo “ diz brincalhona

 

“ relaxa, você não corre esse risco ela gosta mais de mexer com os meninos “ explico, Dulce assente “ eu poderia passar o dia te olhando você esta tão magnífica “ comento

 

Ela cora “  você é suspeito a falar “ comenta

 

Nego com a cabeça “ não falo por ser seu namorado ou por estar perdidamente apaixonado por você, se digo que é linda é por que realmente é Dul, você tem uma beleza única, uma beleza que não existe, eu te amo muito e sou um puta sortudo por ter você do meu lado “ falo sincero

 

Ela sorri de modo meigo “ eu queria muito te beijar agora “

 

Sorrio “ pode vim, estou a uma cerca de distância “ digo e ela ri “  mas me diga ai, você vai pra algum lugar ? “ pergunto curioso

 

Ela nega com a cabeça “ na verdade vou sim, tenho um compromisso e bem, gostaria de te fazer um convite “ morde levemente os lábios

 

Sorriu “ um convite ? posso saber que convite é esse que minha ilustre namorada quer me fazer ? “ pergunto, ela dá uma risadinha

 

“ bem, eu ... “

 

“ eu vou te matar Poncho “ Christian invade meu quarto junto a Poncho, Mai, Annie e Belinda, e acaba interrompendo Dulce  “ ninguém mandou você contar isso pra linguaruda da Belinda “ esbraveja

 

Belinda o encara boquiaberta “ ei, eu não sou linguaruda “ protesta

 

“ claro que não é, então não foi você que espalhou no segundo ano que eu era gay foi  ? “ ele rebate

 

Belinda estreita os olhos e depois ri “ ah sim, eu me lembro, fui eu sim mas, nunca soube que pudesse ser verdade “ comenta

 

Mai se mete “ não é verdade, aquilo foi um pequeno erro de percurso “ tenta argumentar

 

Annie dá uma gargalhada alta “ erro de percurso ? é assim que se chama agora ? “

 

“ ei, cala a boca Anahí“ Christian diz irritado

 

“ Poncho, sou sua namorada, me defenda “  Annie manda

 

Poncho levanta a mão em sinal de rendição “ me tirem dessa “

 

“ calem a boca todos “ mando, posso ouvir a risada de Dulce “ o que estão fazendo no meu quarto ? e por que os gritos e as brigas ? “ pergunto

 

Christian cruza os braços e fecha a cara “ Poncho contou meu segredo pra Belinda “ resmunga

 

Arregalo os olhos “ o que ? “ praticamente grito “ quer dizer que até Belinda sabe seu segredo sujo e eu não ?“ falo indignado

 

Belinda gargalha “ ah Chris, quando você souber vai cair pra trás “ ela toma fôlego “ acontece que o Christian .... “

 

“ nem se atreva sua rata “ ele a pega pelo braço e sai a puxando

 

Mai suspira “ Christian amor, espera “ Corre atrás deles

 

Annie revira os olhos “ muito bem Poncho, esta feliz com tudo que sua língua causou ? “

 

Ele ri malicioso “ sei de muitas outras coisas que minha língua pode causar “ diz dando um sorrisinho, Annie dá outro sorrisinho

 

“ oh meu deus “ esbravejo fazendo careta “ podem parar com isso ? eu ainda estou aqui e não quero vê essas coisas “ resmungo

 

Poncho ri “ sem problemas, já estamos indo cara “ ele me dá dois tapinhas nas costas

 

Annie acena pra Dulce “ tchau amiga “ diz animada

 

Dulce acena da volta “ tchau Annie “ Annie sai abraçada a Poncho “ eles são bem agitados não é ? “ diz rindo

 

Reviro os olhos “ as vezes até demais “ digo, e ela ri novamente “ um dia ainda vou descobrir esse segredo do Christian, não é justo que todos saibam e eu não  “ comento

 

“ se serve de consolo, eu não sei “ dá de ombros

 

Dou uma risada “ na verdade você sabe só que esqueceu “ digo, ela arregala os olhos e depois ri  “ então, sobre aquele convite ..... “

 

“ Ah claro, o convite “ ela sorri, como é linda meu deus “  Meu pai me mandou uma mensagem, ele esta na cidade a trabalho, minha mãe achou legal chamar o Luís e jantarmos todos juntos no restaurante favorito do papai e bem, queria saber se você quer me acompanhar pra .... “ ela faz uma pausa e morde os lábios “ bem, pra te apresentar a eles oficialmente como meu namorado “ explica ao fim, então parece confusa “ já fizemos isso antes ? “ pergunta

 

“ já fizemos sim “ respondo

 

Ela suspira “ então não será algo novo “ fala desanimada

 

“ mas, fizemos só com meus pais e a tia Blan, nunca com tio Fernando e o Luís então acho que sim, será algo novo “ argumento

 

Ela abre novamente seu sorriso “ que ótimo, estou tão animada “ diz empolgada

 

“ não mais que eu meu amor “ respondo dando o melhor dos sorrisos pra ela.

 

“ então, isso é um sim ao meu convite ? “ pergunta curiosa

 

“ isso definitivamente é um sim ao seu convite senhorita Savinón “ respondo, vejo os olhos dela brilharem e então mando um beijo, ela ri já corada e devolve o beijo no ar, simulo que o peguei e coloquei no peito, ela fica ainda mais corada e dá um sorriso encantador. Eu amo essa garota!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...