1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 77

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 77


Escrita por:


Capítulo 77 - Capitulo 77


Mamãe estava nervosa, ela andava pra cima e pra baixo. Eu já estava tonta e tudo isso por que Luís disse que tinha uma surpresa de noite, se ela esta assim e ainda é a de manhã, não quero pensar em como estará de noite. Tomei um gole de café enquanto via ela mais uma vez dar outra volta na cozinha.

 

" mamãe pode ficar parada ? Se continuar assim vai abrir um buraco no chão " comento, pego um pedaço de bolo de como

 

Ela para de andar e me olha " estou nervosa Dulce  "

 

" isso eu já notei mãe " reviro os olhos

 

" o que será que Luís esta preparando ? Filha ... " ela me olha e noto o quanto ficou pálida " será que ele vai me pedir em casamento ?

 

" casamento ? Não acha que é um pouco cedo pra isso ? " pergunto, tomo outro gole de café

 

Ela começa a agitar as mãos, reprimo o riso, ela só fazia isso quando estava muito nervosa, tipo a beira e um colapso " cedo ? Não sei, estamos juntos já tem um tempo não ? A quanto tempo você e Christopher namoram ? "

 

" vai fazer um ano " respondo dando de ombros

 

" eu e Luís temos um pouco menos, oh meu deus, será que é isso mesmo ? Filha, preciso da sua ajuda pra me arrumar, eu tenho que esta no mínimo apresentável " ela diz seria

 

Dou um sorriso " se for, a senhora vai aceitar ? "

 

" hã ? "

 

" perguntei, se a senhora vai aceitar ? É isso mãe ? Quer se casar com o Luís ? " pergunto calmamente

 

Ela se senta a mesa e me analisa por uns segundos " o que você acharia disso minha filha ? Você levaria numa boa ? Estaria bem com isso ? "

 

Dou uma risada baixa " mãe, o que importa o que eu penso ? É sua felicidade que importa, ele te faz feliz não faz ? " pergunto

 

Ela sorri " sim, faz "

 

"então, embarca nessa " insisto

 

" é que, isso tem que estar bom pra nós duas filha, somos nos duas agora, quero que esteja confortável com a situação, por isso preciso que me diga o que pensa da ideia, ainda não é certo que Luís vá me pedir, pode não ser hoje mas, um dia vai acontecer e eu preciso muito da sua opinião filha " ela diz serena, minha mãe é maravilhosa

 

Coloco minhas mãos sobre a mesa, e ela coloca as dela sobre as minhas " Luís é um cara fantástico e te faz feliz, e enquanto ele continuar fazendo terá todo o meu apoio sobre esse casamento. É sua felicidade mãe, não deixa ela escapar, viva isso, eu vou ficar super feliz se a senhora estiver também " digo sincera

 

Ela beija minhas mãos " eu te amo filha "

 

" também te amo mãe " sorrio " Só vou pedir uma coisa "

 

" peça "

 

" se esse for o caso e vocês se casarem mesmo, não me deem irmãozinhos, serio, eu posso viver sendo filha única, aceito isso numa boa "

 

Minha mãe ri " o que? Por que não quer irmãos ? "

 

" esta brincando mãe ? Eu bem me lembro da gritaria que era entre Christopher e Mai quando eram menores, não preciso de uma criança brigando comigo agora, estou numa fase onde minha paciência é curta  " faço um bico

 

 " não se preocupe meu amor, essa fábrica esta fechada pra negócio " ela garante

 

Dou uma risada" obrigado, então por mim já podiam casar hoje mesmo " rimos juntas "  o que acha de já irmos escolhendo a roupa ? É melhor que deixar tudo pra escolher em cima da hora não acha ? " sugiro

 

Ela se alegra " sim, sim acho perfeito " diz se levantando, sorrio dando uma piscadela, estava feliz pela minha mãe, só espero que meu pai um dia tenha a mesma sorte de amar novamente.

 

Ela escolheu o melhor vestido, com certeza estaria linda essa noite. Assim que terminei de dar uma geral em casa corri pra casa do meu namorado, ele havia me chamado pra passar a tarde lá, minha sogrinha faria tacos e eu não sou nem louca de recusar os famosos tacos da dona Ale, eram os melhores do México.

 

"  vocês foram maravilhosos, que orgulho " ela diz sorridente, depois de ouvir como fizemos pra recuperar o emprego da senhora Peine " querido, você estava certo todas as vezes que me disse que a musica tinha um grande poder "

 

Christopher sorri, ele estava deitado no meu colo e eu acariciava seus cabelos " sim mãe, assim como as palavras, eu te avisei "

 

Ela se levantou " nunca mais duvido de você, bom, eu vou pegar nossos tacos, Christopher me ajuda a trazer pra cá ? "

 

Ele assentiu, me deu um selinho e se levantou " já voltamos amor " dá uma piscadela saindo ao lado de dona Ale

 

Dei um suspiro me recostando no sofá, então Mai desce das escadas ao lado do pai " pode deixar papai, eu vou me cuidar não se preocupe "

 

" nada invente de chegar tarde em, só estou deixando que vá por que você pediu muito " ele diz carrancudo

 

" já ouvi pai, prometo que não vou chegar tarde " ela da um beijo na bochecha dele " ei Dul, tudo bem ? "

 

Sorri " tudo amiga, vai sair com Christian ? "

 

" sim, vou passar o dia com ele e meus sogros " ela diz contente, eu sabia bem o que ia acontecer hoje, eles iam finalmente fornicar

 

" claro, boa sorte, mande um beijo pro meu polis " ela acena saindo " olá senhor Victor " o cumprimento

 

Ele se aproxima " olá Dulce, onde esta Christopher ? "

 

" foi na cozinha com a dona Ale pegar os famosos tacos  " respondo

 

" ótimo, será que você teria uma tempo pra conversar comigo ? " pergunta, mordo os lábios pensando, e no fim aceito apesar de saber sobre o que ele queria falar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...