1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 89

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 89


Escrita por:


Capítulo 89 - Capitulo 89


Mamãe estava de plantão, ou seja, Luís não apareceria aqui hoje, era só o que precisava pra preparar minha surpresa pro meu bebê. Tentei o meu melhor na cozinha, fiz ou melhor, acho que consegui fazer os famosos tacos da minha sogrinha. Arrumei a mesa, coloquei velas pra dar um clima mais romântico e então, mandei uma mensagem pra ele, não demorou muito e bateram na porta.

 

" é parece que ele aprendeu a usar a porta " digo rindo, enquanto sido até a porta, eu a abro e sorrio " oi meu amor"

 

Ele sorri, me dando um selinho " oi meu amor, vim assim que recebi sua mensagem, esta tudo bem ? "

 

" sim, tudo bem, vem entra " dou espaço pra ele, assim que ele passa por mim fecho a porta

 

" eu fi ... " ele se cala quando olha pra mesa, se vira pra mim e sorri " o que é tudo isso ? "

 

" é a nossa comemoração " respondo me aproximando dele

 

" comemoração do que amor ? Ainda falta um pouco pro nosso aniversário de namoro " ele coça a nuca parecendo realmente confuso

 

Acabo com a distância que tinha entre nós " é a comemoração pela sua formatura "

 

" pensei que tinhamos comemorado no dia " ele rebate

 

" e comemoramos junto com todos os outros, essa é diferente, é apenas nossa, eu quero te amostrar o quanto estou orgulhosa de você " sussurro, lhe dando um selinho em seguida

 

Ele sorri " ah agora entendi " ele segura minha cintura " algo me diz que eu vou amar essa comemoração " morde os lábios

 

" sim, vai sim, por que eu preparei tudo pra ser uma noite perfeita " eu digo sorridente

 

" já esta sendo meu amor " ele me dá outro selinho

 

" ei " me afasto dele " vem, vamos comer, eu fiz o famosos tacos da sua mãe, e acho que estão uma delicia " pego sua mão e o puxo " olha "

 

" é, a aparência está boa " ele comenta, já se sentando, me sento ao seu lado e pego um taco estendendo pra ele " é pra provar ? "

 

Reviro os olhos" claro amor, eu fiz pra gente, anda, prova " peço 

 

Ele força um sorriso " sabe amor, é que eu não sei se deveria "

 

Bufo " anda amor, prova, eu fiz o meu melhor, deve estar gostoso " insisto

 

" amor ... "

 

" prova Christopher " peço o interrompendo, ele assente pegando o taco e dando uma mordida, depois seus olhos se arregalam, sorrio " esta gostoso ? " pergunto, ele bota a língua pra fora e se levanta " o que foi ? " me levanto rapidamente, ele ficava pulando e apontando pra língua " qual o problema amor ? "

 

Ele estava ofegante " pimenta ,pimenta  " dizia

 

" ah, acho que apimentei demais não é ? " ele assente " toma, bebe isso " entrego o copo a ele.

 

Ele bebe, e então arregala mais ainda os olhos " quente, quente " grita saindo correndo.

 

Olho dentro do copo e bufo " merda, era café " olho pra onde Christopher tinha corrido " amor, amor " corro atrás dele.

 

Christopher estava desesperado, ele corria por toda a casa com a língua pra fora e dizendo coisas incoerentes. Eu fiquei nervosa e o seguia, o puxei até a cozinha e o dei água, o que só piorou a ardência do Taco, merda, eu não dou uma dentro. Peguei leite e servi num copo estendi pra ele que tomou tudo, agora ele parecia mais calmo.

 

" esta melhor ? " pergunto preocupada

 

Ele acena com a cabeça procurando normalizar a respiração " sim " responde

 

" oh meu amor, me desculpa, acho que apimentei o taco mas do que devia " suspiro, passando a mão no rosto " vou entender se você quiser ir pra casa, eu fiz uma boa confusão aqui " comento

 

Ele me vira pra ele " não há um lugar no mundo que eu queira estar agora, você organizou uma comemoração nossa e vamos comemorar "

 

Mordo os lábios " eu acabei de queimar sua boca "

 

Ele ri " e se você não tivesse feito algo muito louco eu juro que essa noite não seria a mesma, essa é você Dul, é isso que você faz, na verdade é isso que sempre fez, sempre bagunçou minha vida, sempre derrubou tudo que podia em cima de mim, sempre me deixou coberto por lanches, ou qualquer tipo de comida "

 

" eu sei, sou um completo desastre " digo desanimada

 

" não diz isso, não diz isso amor " ele pede

 

Dou de ombros " mas, é a verdade, você mesmo já listou o monte de coisas que aconteceu com você por minha culpa "

 

" sim, eu fiz e eu disse a verdade, você sempre bagunçou minha vida Dulce mas, se você não tivesse feito isso ela seria um completo tédio " ergo os olhos o encarando " sem você, nada teria graça entende? Eu preciso de você do meu lado fazendo todas essas maluquices " ele ri " eu amo você assim, eu amo o que você é e sempre vou amar então por favor, não mude nunca "

 

Dou um largo sorriso " eu prometo, nunca vou mudar "

 

" obrigado por isso " ele me dá um selinho " te amo pundizinho "

 

" te amo meu bebê " digo com voz de bebê, ele ri e me puxa pra um beijo de verdade, me afasto " espera espera, tenho que te dar algo "

 

Ele sorri malicioso " acredite, vou amar receber esse algo ai "

 

Lhe dou um tapa no braço, e ele faz careta sem deixar de ri " deixa de ser safado, é outra coisa, espera ai " saio e corro pra pegar a caixa com o presente dele, quando volto o encontro tomando um gole de água " ainda esta ardendo ? " pergunto

 

Ele nega com a cabeça com um meio sorriso nos lábios " me deu sede " responde, seus olhos pousam na baixa em minhas mãos " o que é isso ? "

 

" seu presente de formatura, não é grande coisa mas, eu queria te dar pra que toda vez que olhe lembre de nós " sussurro, estende a caixa em direção a ele " espero que goste "

 

Ele coloca a caixa sobre o balcão e a abre, quando vê o conteúdo da um largo sorriso " meu amor, é lindo " ele pega o porta retrato " eu amei "

 

" eu coloquei todas nossas fotos, bem, não todas mas, a maioria, quero que o leve com você quando for viajar e toda vez que olhar, pense em nós e no que sentimos e ... " ele me interrompe com um beijo de tirar o fôlego, quando ele se afasta eu tento controlar a respiração

 

Ele abraça o porta retrato " eu te amo, e amei, amei meu amor " ele repete

 

Dou um sorriso " eu te amo, te amo muito " declaro

 

Ele coloca o porta retrato de volta na caixa e agarra meu rosto " você é a melhor namorada do mundo pundizinho, a melhor " ele volta a me beijar, e eu mais uma vez provo o gostinho de céu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...