1. Spirit Fanfics >
  2. Adolescente em crise - Vondy >
  3. Capitulo 93

História Adolescente em crise - Vondy - Capítulo 93


Escrita por:


Capítulo 93 - Capitulo 93


Me revirei na cama pela décima vez, não sei por que mas, estava sem sono. Na minha cabeça passavam mil coisas, não só sobre minha viagem que estava a cada dia mais próxima mas, também sobre a do Christopher, sobre o fim do ano e principalmente sobre o ano novo. Tudo mudaria, era uma nova etapa na minha vida, um novo ano pra uma nova Dulce.

 

"  Por qué aprendí de mis errores Ya me cansé de las espinas y las flores " cantarolo minha música preferida, dou um pulo da cama quando Christopher pula minha janela.

 

"  Aunque me grite el corazón Voy a escuchar a la razón " ele canta sorrindo

 

Começo a ri " seu louco, o que faz aqui ? "

 

Ele se senta ao meu lado na cama " vim visitar minha princesa linda " ele responde " o que faz acordada a essa hora ? "

 

Faço uma careta " estou sem sono " me deito bufando

 

Christopher se deita ao meu lado " eu sei, também estou sem sono " comenta

 

" e Mai ? Ela esta bem ? Eu falei com ela mais cedo e notei que ela estava bem envergonhada pelo o que houve "

 

" ela ficou o dia trancada no quarto mas, não acho que foi por vergonha, deve ter sido ressaca "

 

Dou uma risada " com certeza foi ressaca "

 

Ele se arruma do meu lado e me puxa pra deitar em seu peito " eu mal via a hora de ficar assim agarradinho com você, pensei que a sua mãe não ia dormi nunca " ela sussurra

 

Ergo a cabeça o encarando " estava tocaiando minha mãe ? " pergunto

 

" claro, estava olhando as luzes da casa, quando ela apagou todas eu vi que estava no terreno seguro então, pulei sua janela " ele explica

 

" meu deus, você é terrível Christopher Uckermann "

 

" por querer dormi abraçadinho com minha linda namorada ? É eu sou sim " ele me dá um selinho

 

" espera espera, vai dormi aqui ? "

 

" claro que vou, eu quero sentir seu cheirinho durante a noite toda, anda, não me negue isso por favor " ele faz um bico

 

Dou um sorriso " eu nunca poderia negar isso amor " respondo

 

Ele sorri e rola na cama ficando sobre mim, seus lábios atacam os meus com certa urgência, enquanto suas mãos ágeis se livram da minha camisola. Paro nosso beijo e retiro a camisa dele, dou um beijo em seu tórax e depois vou subindo até beijar novamente seus lábios. Ele retira minha calcinha e mete dois dedos em mim, gemo alto.

 

" xiu, amor, sua mãe pode ouvir " ele sussurra em meu ouvido. Sem deixar de mover seus dedos em mim

 

Mordo os lábios, fechando os olhos " não vou conseguir não fazer barulho " admito

 

Ele sorri " esta gostoso ? " pergunta

 

" muito " respondo com certa dificuldade, ele move mais rápido seus dedos " amor por favor " gemo

 

" calma apressadinha, eu quero aproveitar você um pouco " ele sussurra me dando um selinho

 

Ele abocanha um dos meus seios e eu me seguro pra não gritar, a excitação estava tão grande que eu juro que não ia aguentar muito tempo. Ele tira os dedos de dentro de mim e chupa, gemo mordendo os lábios, e então inverto as posições e abro a bermuda dele puxando com tudo, até a cueca. Abaixo a cabeça e coloco o pau dele em minha boca, o chupo, chupo com vontade, ouço os gemidos baixos de Christopher e então ergo o corpo sentando sobre seu pau, gemo quando sinto ele entrar em mim.

 

" meu deus, você quer me matar garota " ele sussurra com os olhos fechados

 

Me aproximo e lhe dou um beijo molhado " só se for de prazer " respondo. Começo o vai e vem, parece que hoje eu que estaria no comando

 

" hum, não faz assim amor, juro que não vou aguentar muito, esta tão gostoso " ele diz com a voz completamente rouca " vai, rebola vai, isso, rebola sua gostosa "

 

Começo a rebolar mais rápido, e gemo, ele tinha razão, estava gostoso pra caramba. Sinto meu corpo esquentar " oh, eu já estou perto "

 

" eu também querida, ande, goze comigo " ele geme e em seguida seu corpo treme em baixo do meu, sinto uma onde de prazer e deixo meu corpo cair sobre o dele " nossa, isso foi magnifico "

 

" foi mais que magnifico amor, foi estupendo " eu digo dando um meio sorriso, estava cansada

 

" estupendo ? " ele ri " isso é bom ? "

 

" isso é ótimo " garanto me agarrando mais a ele " acho que estou com sono " sussurro

 

Ele sorri " parece que eu sou seu calmante "

 

Me viro, e suspiro quando sinto nossos corpos se desconectarem " sim, o melhor calmante do mundo "

 

Ele me puxa pro seu peito, e acaricia minha testa suada " você esta bem safadinha em, quem te deixou assim ? " pergunta brincando

 

" você me deixou assim amor, te amo " digo o encarando

 

" eu também te amo " ele responde, me dá um selinho e suspira fechando os olhos " boa noite pundizinho "

 

Me aconchego mais em seu corpo " boa noite bebê " e tenho certeza que dormi com um sorriso nos lábios.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...