1. Spirit Fanfics >
  2. Adorar >
  3. Cultuar

História Adorar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu queria algo exótico e a Dogra virou e falou: "faz Shibuzai" então sim eu fiz, gostei e aqui está!

Aliás, eu gostei muito de escrever isso, é meu xodó todinho!

A música citada na história é: "High On Humans" e eu não sei quem canta ou não, eu descobri ela escrevendo isso porquê cheguei na Valentine e disse: "me passa uma música que combina com Shibuzai" e ela passou essa.

Ademais? O especial de dia dos namoradinhos ainda vem sim, bem lindinhos.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Cultuar


Fanfic / Fanfiction Adorar - Capítulo 1 - Cultuar

Dazai amava aquela música, toda vez que ela tocava ele tinha vontade de dançar pelo quarto rosado e repleto de manequins exibindo as roupas criadas pelo seu namorado.

- I'm getting high on humans. I'm getting high, getting high. - Dazai cantarolava animadamente, sua voz poucas oitavas mais alta do que o som que saia do computador de Shibusawa.

Apesar de já ter ouvido a música várias vezes, Shibusawa não sabia quem a cantava, ou o que ela significava.

Ele só gostava de ouvir a voz grave de Dazai percorrer pelas paredes rosadas e repletas de fotografias de seu quarto.

Ele gostava de ouvir a voz alegre de Dazai.

Ele gostava de desenhar enquanto Dazai cantava.

Um pente de coloração roxa percorria pelos longos fios extremamente brancos de Shibusawa, dedos finos e longos puxavam carinhosamente aqui e ali, torcendo os fios e enrolando eles até dar forma a uma bonita trança.

Dazai jamais negaria como achava o cabelo do namorado algo extremamente exótico e sensual. Talvez, só talvez ele tenha um pequeno abismo pelos fios albinos.

Mas agora ele estava concentrado no seu trabalho, ele queria tirar a dúvida se Shibusawa ficava mais bonito com os fios soltos ou presos.

Dazai parou por alguns segundos para observar Shibusawa, que estava sentado no chão, entre suas pernas.

Como sempre, Shibusawa desenhava uma peça de roupa. Era um vestido vermelho e longo, ao lado de um terno preto com gravata vermelha.

Dazai não precisou perguntar para saber que Shibusawa desenhava uma roupa para Chuuya e Tsujimura.

Ele ficou observando os elegantes dedos de Shibusawa rabiscar a folha detalhando o vestido e sentiu seu baixo ventre se contrair ao lembrar as outras coisas que aqueles mesmos dedos podem fazer.

Dazai era descaradamente apaixonado pelas criações de Shibusawa, e ele amava quando o namorado o pedia para ser seu manequim vivo até mais do que amava usar às roupas que o platinado fazia para ele.

Hoje em dia Dazai mal comprava roupas, uma vez que Shibusawa dizia que isso era quase uma ofensa a sua pessoa, porquê Dazai não sabia escolher uma peça que o aluno de moda aprovasse.

Então, Dazai sempre comprava tecidos e Shibusawa desenhava algo exclusivo a ele. Dazai nunca diria como esse ato aquecia seu coração.

Piscando, Dazai percebeu que já estava encarando Shibusawa há alguns minutos, e a trança ainda estava presa entre seus dedos. Ele deu então um nó na ponta dela com um prendedor de cabelo que ele havia furtado de Chuuya.

Os olhos cor de uísque de Dazai focaram novamente nos fios brancos, analisando seu trabalho.

Estava bom, mas não a altura de Shibusawa.

Dazai olhou ao redor do quarto procurando o que poderia dar o toque final a sua obra prima e sorriu ousadamente ao achar seu prêmio.

Bonitas, leves, pequenas e falsas. Diversas flores que Shibusawa havia comprado para um vestido projetado a Lucy.

Dazai devagar e silenciosamente passou a perna sobre Shibusawa e se levantou da cama, andando em passos lentos até a escrivaninha do namorado e pegando as flores verdes.

Com um sorriso astuto, Dazai retornou a sua posição atrás de Shibusawa feliz que o mesmo não havia falado nada.

O platinado não havia percebido o movimento de Dazai, tão concentrado ele estava em seu desenho. Ou assim Dazai achava.

Com extrema adoração, Dazai enfeitava a trança com as flores de forma criativa até que ele havia ficado satisfeito com o resultado.

Ele não era um artista como Shibusawa, mas ele sabia apreciar a beleza.

- Terminei! - Dazai cantarolou com orgulho em sua voz.

- Você vai comprar flores novas amanhã. - Shibusawa se virou para olhar Dazai. - Está bom?

O caderno foi colocado no meio dos dois, tampando sua visão do rosto de Shibusawa, que estava agora ajoelhado entre suas pernas.

Dazai piscou para focar no vestido.

- Está lindo. - Dazai sorriu amorosamente. - Como tudo o que você faz.

Shibusawa abaixou a cabeça envergonhado, e ouviu Dazai rindo disso.

O caderno foi retirado cuidadosamente de suas mãos e posto no criado mudo, Dazai puxou Shibusawa para se sentar em seu colo.

Shibusawa piscou e pegou a palma de Dazai.

- Tenho que retocar o esmalte. - Shibusawa tinha uma leve careta no rosto, Dazai achava fofo o jeito como o nariz estava arrebitado.

- Podemos fazer isso amanhã. - Dazai sussurrou antes de colar os lábios dos dois em um beijo calmo e lento.

Shibusawa abraçou o pescoço do namorado e devolveu o beijo com vontade, rebolando levemente no colo do moreno.

- Morango? - Shibusawa perguntou assim que eles se separaram.

- Comprei pensando em você. - Dazai apertou a cintura de Shibusawa com força antes de puxar um cilindro de batom do bolso. - Gostou?

Shibusawa sorriu maliciosamente antes de colar os lábios aos de Dazai novamente, forçando o corpo do moreno a se deitar na grande cama.

- Não sei, terei que experimentar mais. - Shibusawa levou os beijos ao pescoço de Dazai que riu rouco com isso.

- Felizmente ainda temos muito batom para brincar. - Dazai jogou o pequeno cilindro na cama e Shibusawa arqueou a sombrancelha antes de dar de ombros.

Ele não precisava de batom para beijar Dazai, mas certamente o gosto de morango tornava tudo mais atrativo.


Notas Finais


Eu tô softzinha com isso, sei lá saiu melhor do que eu esperava.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...