1. Spirit Fanfics >
  2. Adore you >
  3. The movie theater

História Adore you - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


quase 5k de palavras foi meu record

Capítulo 8 - The movie theater


— Chamou ela pra um encontro?— questionou Jinsoul do outro lado do fone de Hyejoo.

— Não é um encontro.— rebateu rapidamente. A garota, agora morena, arqueou as sobrancelhas e soltou uma risada fraca. Rápida demais, pensou ela.

— Se você tá dizendo...— tirou o sorriso pequeno do rosto quando viu que havia morrido no jogo e largou o celular sobre as pernas bufando.— Não gosto desse jogo mesmo.

— Perdeu, ex-paquita.— zombou a mais nova.

— Vai se foder, infeliz!— ralhou e soltou um grunhido para logo se jogar em sua cama.— E se for um encontro?

— Hm? Jinsoul, eu já disse qu-

— Eu sei o que você disse,— cortou a Jung.— eu só pensei... e se ela achar que é um encontro?

Hyejoo ficou em silêncio e encarou a tela do celular, seus neurônios pensando na pergunta da garota mas, por fim, apenas disse:

— Você enlouqueceu.

— Yah! Eu tô falando sério, Hye.— exclamou com uma careta emburra mas logo trocou por um sorriso sugestivo.— Imagina se ela não tá pensando que vocês vão à um encontro.

— Óbvio que não, minha filha. Não tem nem por que.— disse rolando os olhos.— Não sei de onde tirou isso, nós somos só... amigas? Nem isso sei se somos.— sua voz hesitou na última frase e franziu o cenho, porém balançou a cabeça pra afastar o pensamento.

— Hm, vai saber.— a Jung deu de ombros e logo mudou de assunto. Ela havia notado o tom diferente na voz da garota, ela a conhecia muito bem, mas decidiu que seria melhor se trocassem o alvo da conversa.

"Um dia ela se toca." um dos divertidamente de Jinsoul disse.




— Que saco!— exclamou raivosa a Park e pegou o celular para verificar as horas, 01:57 da manhã. A garota se revirou na cama de tudo que era jeito pra achar alguma posição para pegar no sono, mas parecia impossível. Por fim, decidiu que não estava valendo a pena se mexer tanto daquela forma, tirou o edredom de cima de si e se levantou calçando suas pantufas para poder ir ao primeiro andar, até a cozinha. Desceu as escadas tentando fazer o mínimo barulho, caminhou calmamente passando pela porta da cozinha e indo até a geladeira abrindo-a.— O que eu pego?— perguntou a si mesma analisando cada coisa que havia dentro da mesma, porém fechou ela quando lembrou que havia visto um pacote de salgadinhos mais cedo.

A garota, agora com uma das mãos ocupadas pelo pacote, voltou para o quarto e se jogou na cama pegando o controle ao lado da mesma e ligou a TV entrando na Netflix, afim de procurar algo para assistir e com sorte pegar no sono.

Não era a primeira vez que a menina tinha problemas para dormir, isso a irritava, ela só queria dormir! Por que aquilo parecia difícil as vezes? A loira bufou com o pensamento e se acomodou melhor na casa abrindo o pacote, ela escolheu ver uma de suas séries favoritos, Brooklyn 99.

Será que algum dia eu vou namorar fofinho que nem eles?— se questionou com a voz levemente melancólica após uma cena de Jake e Amy. E foi quase automático Son Hyejoo voltar para seus pensamentos.— Ah, Hyejoo... será que algum dia iremos ser assim? Será que teremos o nosso 15 de maio?— suspirou pesadamente balançando a cabeça.— Pare de pensar nisso, Chaewon! A garota nem deve te considerar amiga direito... apesar de ela ter me chamado pra ir ao cinema, né? Ugh, mesmo assim! Isso não significa nada. Apenas pare, palhaça.— e enfiou mais um pouco de salgadinho na boca.— Deus, no que me tornei?!

A pequena loira ainda ficou acordada até a metade do segundo episódio que vira, quando foi ficando sonolenta quase agradeceu a quem quer que fosse e foi jogar o pacote no lixo e lavou a mão no banheiro de seu quarto voltando para cama, se agasalhou e voltou a suspirar.

— Boa noite.— falou a si mesma e sentiu seus olhos pesarem.




— O que você vai vestir?

— Que filme iram ver?

— Qual cinema vocês vão?

— Gente?— Chaewon olhou com os olhos arregalados para suas amigas, assim que a mais nova contou que iria ver um filme com a Hyejoo foi bombardeada de perguntas. Parecem mais animadas do que eu, pensou.

Elas estavam no pátio da escola, havia algumas mesas que os alunos poderiam sentar, em uma delas estavam a Park e seu grupo.

— Como vocês querem que a Chae fale se nem deixam a menina respirar direito? Que coisa feia!— repreendeu Sooyoung, passando um braço ao redor dos ombros da loira vendo as outras revirarem os olhos para a Ha.— Melhor?— a citada concordou com a cabeça fazendo a mais alta sorrir.— Ótimo, responda.

— Hm, ainda não sei que roupa irei vestir. Iremos ver Aves de rapina e vai ser naquele shopping que a gente sempre vai.— respondeu Heejin, Hyunjin e Jungeun nessa sequência, já que elas haviam lhe feito tais perguntas.

— Tá vendo, Hyunjin? Nossa pequena Chaewon vai ter seu primeiro encontro.— Jungeun falou, em tom falso de emoção e passando o dedo pelos olhos como se tivesse enxugando as lágrimas, com um dos braços entrelaçados na ruiva ao seu lado.

— Merda, elas crescem tão rápido, quando você vê já tá nos trocando pela namoradinha.— imitou a amiga, com o mesmo tom e enxugando as lágrimas falsas.

— Calem a boca!— ralhou bufando e cruzando os braços, embora estivesse com as bochechas um pouco avermelhadas.— Não é um encontro, iremos sair como amigas.

— Mas você disse ontem que era um encontro.— Jiwoo implicou com um sorriso estampado em seu rosto, como usualmente.

— Não disse, não. Disse que ela havia me chamado pra sair.— devolveu rapidamente.

— Tá me chamando de mentirosa, Park?— aproximou seu rosto lentamente do da loirinha, seus olhos cerrados em desafio, a outra não recuou.

— E surda.— sorriu convencida quando a de franjas abriu a boca ofendida enquanto se afastava.

— Lá vem a sua amiga, Chaewon.— Heejin chamou a atenção das duas garotas que em seguida olharam para onde Heejin havia apontado com a cabeça.

Hyejoo passava pelo portão de entrada do grande edifício, andando calmamente, concentrada no celular e com seus inseparáveis fones de ouvido. Instantes depois Yerim e Jinsoul aparecem em sua cola, cada uma entrelaçando um braço da morena.

— Elas parecem serem bem próximas, não é?— Jiwoo questionou, se referindo a Choi e a Son.

— Se conhecem desde crianças, se não tô errada.— respondeu Sooyoung, observando também as três meninas para em seguida voltar a brincar com os dedos da namorada.

— Cara, acho que se vocês continuarem olhando pra elas assim vão notar.— comentou Hyunjin.

— Se a Chaewon continuar olhando pra Yerim assim a menina cai ali dura.— provocou Jungeun, fazendo Chaewon desviar o olhar para encarar irritada a Kim, que mantinha o sorriso implicante.

— Não sei do que você tá falando.— se fez pegando o celular pra disfarçar o rubor em suas bochechas. Segunda vez que elas ficam assim só nessa hora.

— Tá.— silabou se levantando da cadeira.— Vou falar com a Soullie antes que o sinal bata, até depois.— se despediu das meninas e seguiu para onde a Jung estava.

— Essa aí tá boiolinha.— Heejin disse, passando a observar o jeito que a amiga ficava quando estava perto da Jung.— Pensei que fosse enrolar mais que a Chaewon enrolou.

— Ok, isso já é obsessão.— falou a Park indignada como os assuntos sempre voltavam sobre sua suposta frouxidão em relação a garota de quem gostava.

As garotas ainda ficaram jogando conversa fora por cerca de 6 minutos, quando o sinal bateu indicando que logo menos começaria a primeira aula do dia.





— Que pecado eu cometi pra aguentar esse calor?— Jungeun resmungou se abanando com a mão enquanto olhava os alunos de uma outra sala, uma turma a menos, fazendo educação física.

— Preferia tá tendo aula de química?— questionou Chaewon, sentada na arquibancada com Jungeun deitada com a cabeça em seu colo.

— Pelo menos na sala tem ar-condicionado.— respondeu fechando os olhos, recebendo o cafuné da Park.

Era o terceiro tempo, devia ser aula de química agora porém o professor havia faltado, sendo assim, os alunos da turma das duas amigas tiveram que passar esse tempo na quadra junto com alunos de outra turma enquando esses faziam educação física. Geralmente, quando um professor faltava, a turma ficava na sala de aula esperando pelo próximo tempo, mas como era o terceiro tempo e depois disso seria o intervalo, então liberaram a turma.

Sentadas não muito longe dali estavam Yerim, Jinsoul e Hyejoo. Hyejoo e Jinsoul jogavam pelo celular e Yerim bufava entediada, não tinha nada tão interessante pra fazer, olhou ao redor da quadra e passou a observar Chaewon e Jungeun.

— Por que a gente não vai falar com elas?— perguntou para as duas e rolou os olhos quando viu que elas nem ao menos desviaram os olhos dos celulares.— Larguem desses celulares, meu Deus!— falou frustrada, finalmente tendo a atenção das duas.

— Ok, largamos.— disse Hyejoo emburrada, pondo o celular no colo.— De quem você tá falando?

— Delas.— indicou com a cabeça na direção de Jungeun e Chaewon.

— Ah... não sei...— Jinsoul encolheu levemente os ombros, sem graça.

— São quase namoradas e você tá com medo de falar com ela?— indagou a de cabelos roxos.

— Não quero ser inconveniente.— deu de ombros fazendo menção de pegar o celular novamente, mas levou um tapinha na mão da Choi.

— Deixa disso, vamos lá.— se levantou encarando as duas amigas com expectativa. A Son trocou um olhar com Jinsoul e suspirou se levantando também.

— Mal não vai fazer.

Depois dessa frase as três andaram até as meninas que permaneciam na mesma posição.

Chaewon sentiu algo atrás de si e assim que se virou deu de cara com Hyejoo em pé num degrau a mais de onde se sentava e com um sorriso no rosto que fazia a loira se derreter todinha.

— Hey.— cumprimentou.— Podemos ficar aqui com vocês?

— Por favor.— quem respondeu foi a Kim, se levantando do colo da amiga para se ajeitar ao lado da sua futura namorada (como a chamava). Chaewon apenas sorriu, ainda que um pouco acanhada como sempre ficava na presença da morena vendo a mesma se sentar ao seu lado e a Choi se sentar do outro lado de Hyejoo. Viu quando a Yerim colocou a mão sobre a coxa da Son, que estava com as pernas curvadas próximas ao seu peito.

— Olá, Yerim, animada pro treino na segunda?— perguntou a loira casualmente.

— Ela não fala de outra coisa.— respondeu Jinsoul pela roxeada em implicância.

— Vai namorar, coisa chata!— ralhou Yerim.— Mas sim, tô animada e um pouco nervosa também.

— Nervosa?

— É, sabe? Não quero fazer algo errado e vocês acharem que erraram em me colocar no time.— confessou para Chaewon, que olhou-a compreensiva.

— Yerim, já falei pra não pensar assim. Você é ótima.— assegurou Hyejoo, colocando uma de suas mãos sobre a da amiga.

— Ótima mesmo.— Chaewon sorriu da forma mais acolhedora que pôde e, após pensar bastante e ainda hesitante, pôs a mão em cima da de Hyejoo, sem tirar os olhos de Yerim.— E no caso de errar, tá tudo bem, é sua primeira vez, né? Não tem que fazer tudo correto logo de cara, a gente erra um bocado também, fica tudo bem depois. Apesar da Manobam ser exigente ela é compreensiva, não se preocupe.— aconselhou da melhor forma que conseguiu porque sua cabeça tava a mil com a ideia de está tocando na mão da garota de quem gostava. A roxeada suspirou em alívio e deu um sorriso agradecido, Chaewon passou a mirar Hyejoo que a olhou de volta e assim ficaram, se encarando.

— Manobam dá bronca horrores na gente e é toda intimidadora, sabe? Mas é legal e molenga, então não se engane nem se sinta TÃO intimidada assim.— Jungeun acrescentou não notando a troca de olhares que sua amiga trocava com sua crush.

— Entendi, obrigada meninas!— falou aliviada a Choi, fazendo com que Chaewon desviasse os olhos de Hyejoo e tirando sua mão de cima da da morena.

— Não sabia que essa era a turma da Yeojin.— Jinsoul comentou vendo a citada entrar na quadra acompanhada de uma garota mais alta.

— D-da Yeojin?— perguntou quase imediatamente Yerim com o rosto corado, deixando a morena do seu lado curiosa.

— Devia tá no banheiro com aquela menina.— Hyejoo disse, passando a analisar as reações da Choi.

— Meninas!— exclamou Yeojin apressando os passos quando viu que suas amigas estavam na quadra.— O que fazem aqui?

— Nosso professor de química faltou.— respondeu Yerim em tom baixo.

— Olá, Yeojin né? Sou a Chaewon e essa é Jungeun, estudamos com elas.— falou a Park amigavelmente para a baixinha recebendo um sorriso fofo por parte dela.

— Sei bem quem vocês são.— diz divertida vendo Jinsoul corar e Hyejoo coçar a nuca sem graça.— Essa é minha amiga Yuna.

— Oi.— cumprimentou a garota timidamente.

— Já que ela tá muito mais disposta que eu pra fazer esforço físico, vocês me fazem companhia.

— Você é muito preguiçosa, meu deus.— falou a Yuna sorrindo para a Im.— Bom, vou indo, até mais.— se despediu ainda sorridente e saiu correndo para ir com alguns alunos que se encontravam no meio da quadra.

— Aonde você tava?

— Enrolando no banheiro.— respondeu simples para Hyejoo enquando apoiava sua cabeça no ombro de Yerim que pareceu ter ficado um pouco tensa.





O terceiro tempo se passou assim, as seis garotas conversando e se conhecendo mais. Yerim muitas vezes ficava calada, distante e Hyejoo estranhou isso, teria que falar com ela mais tarde.

— Por que tá estranha?

— Ahn?

— Você tava estranha na quadra e eu quero saber o porquê.

— Não tava.

— Óbvio que tava, eu te conheço.

— É, mas eu não tava.

— Claro que tava, só diga o porquê.

— Mas-

— Yerim!— exclamou Hyejoo já irritada com as tentativas de negar o óbvio da amiga.

— Não vem com essa, não tava e pronto.— pôs-se a caminhar novamente em direção ao seu armário, ainda com a Son em sua cola.

— Você acha que não notei o jeito que ficou quando a Yeoj-

— Hyejoo, quieta...— cortou a morena com uma expressão sem graça e emburrada no rosto.— Me dá um segundo.— pediu e abriu o armário pegando uma pequena quantia de ďinheiro que continha ali, para poder comprar seu lanche.— Acha que tem aquele sanduíche que eu gosto?— tentou desconversar, mesmo sabendo que seria inútil.

— Sempre tem, você sabe.— respondeu quando voltaram a andar rumo ao refeitório.— Agora me conta o que tá acontecendo.

— Se eu te contar que eu nem sei direito o que tá acontecendo...— murmurou a roxeada enquanto passavam pela porta de vidro do refeitório.

— Como assim?

— Eu não sei, sabe? Só faz umas semanas que eu venho me sentindo... estranha? em relação à umas coisas.

— Essa "coisa" tem nome, não tem?— questionou a mais velha já tendo uma ideia do rumo que a conversa levaria.

— E sobrenome.— riu sem um pingo de humor.— Como isso foi acontecer? Quer dizer, tava tudo normal mês passado, agora tô aqui com vontade de me chutar e chorar.

— Yerim, do que se trata?— Hyejoo resolveu perguntar, mesmo que já sabendo a resposta.

Acho que sinto atração ou seja o que for pela Yeojin.— despejou as palavras rapidamente, sentindo o alívio que não sentia há semanas.

— Acha, hm? Tá confusa?— analisou cuidadosamente a expressão confusa e frustrada da garota a sua frente.

— Sim... mas podemos falar disso outra hora? Quando tivermos num lugar menos movimentado?— quase suplicou a Choi, torcendo pra mais alta entender o quão sem graça se encontrava agora.

— Ok, outra hora então.— Hyejoo disse por fim.

— Jinsoul me disse que você convidou a Chaewon pra sair...— comentou tentando soar casual.

— Sim, amanhã iremos ao cinema.— sorriu ladino ao final da resposta.

— Encontro no cinema? Uhum...— cantarolou se virando de frente para o balcão quando notou que já tinha chegado a sua vez, porém antes que fizesse o seu pedido deu risada ao que ouviu os resmungos da melhor amiga atrás de si. "Não é um encontro!", dizia ela.

Por que sempre esse tom de insinuação? Sinceramente!





Sexta-feira, dia do não-encontro


— Minha neném goticazinha linda para o seu encontro.— diz Chaeyoung com voz de bebê quando sua filha aparece na cozinha e rindo em divertimento pela careta que a mesma fazia.

— Mãe, pare... E não é um encontro!— foi o que respondeu sentindo o rosto quente.

— E EU que deixo Hyejoo envergonhada, honestamente, mulher.— Mina falou guardando o resto do sorvete no frizer.— Vocês vão assistir o que mesmo?

— Aves de rapina, sabe?

— Oh, mulheres batendo em caras, escolha legal pra um encontro.

— Não é um- ai, tanto faz. Me empresta seu carro?— pediu Hyejoo com um olhar pidão.

— Sabe onde estão as chaves. Tome cuidado.

— Irei ter.

— Com o carro.

— Mina!

— Com você também. E bom encontro!— falou mais alto ao que Hyejoo se afastava para sair de casa.

Hyejoo entrou no carro e respirou fundo com as mãos no volante, se sentia um pouco nervosa e nem sabia o porquê. Já havia saído tantas vezes com suas outras amigas e nunca chegou a ficar assim, por que dessa vez estava diferente? se questionava tentando melhorar a postura tensa antes de virar a chave e verificar o endereço que Chaewon havia lhe mandado por mensagem e deu partida no veículo.

— Relaxa.— tentou soar confiante, porém não teve o efeito que desejava optando por conectar seu celular ao som do carro e colocar música para ouvir no caminho.

Chaewon esperava ansiosamente por Hyejoo em seu quarto, com o notebook perto da beira da cama enquanto se mantinha em pé em frente a ele, ela conversava com suas amigas por videochat, menos com Jungeun, a garota provavelmente estava ocupada com sua quase namorada.

— Você tá linda.— elogiou Heejin após a loira terminar de aplicar o brilho labial.

— Sempre estou, né?— pondera piscando para a Jeon que negava com a cabeça para a mais nova.

— Teu ego é maior que você inteira.— implicou Hyunjin.

— Não que seja difícil algo ser maior que ela.

— Vocês falam como se fossem altas.— Chaewon disse revirando os olhos para o comentário de Jiwoo.

— Mais altas que você.— lembrou Sooyoung, adorando ver a cara da loirinha.

— Ai, o que eu fiz pra merecer vocês, em? Que ódio.— choramingou em irritação fazendo suas amigas rirem. Iria dizer mais alguma coisa mas as palavras pareceram desaparecer de sua cabeça quando ouviu a campainha tocar.— Porra, ela chegou!— se olhou no espelho mais uma vez, alguém bateu em sua porta.

— Chae? Sua amiga está lhe esperando na sala.— informou a senhora Jieun.

— Diga que já estou descendo, obrigada.— respondeu agora voltando a atenção nas garotas no notebook.— Vou indo, me desejem sorte.— deu um sorriso nervoso.

— Boa sorte no seu não-encontro, amiga.— desejou Jiwoo pelas outras.

— Depois conte como foi.— pediu Heejin saindo do chat em seguida e uma a uma as demais foram saindo do chat também.

— Ok, Chaewon, não faça nada estranho nem idiota.— disse para o reflexo no espelho e pôs-se a caminhar para fora do quarto.

Chaewon enganava facilmente qualquer nervosismo que continha em si com o sorriso amigável que lançava em Hyejoo a medida que descia as escadas. Por que Son Hyejoo tinha que ser tão linda?, o coração da loirinha parecia que sairia do peito de tanto que batia.

— Hey.

— Hey.

— Você tá linda.— a Park sabia o quão linda ela era, sem dúvidas ela sabia, por isso estava acostumada a sempre receber elogios e os adorava, seu ego era insuportavelmente inflado mas ela não pôde deixar de ficar envergonhada ao ser elogiada pela garota a sua frente. Então, com um sorriso sem mostrar os dentes e meio boba, disse:

— Obrigada, você também, Son.— Hyejoo sorriu agradecida.— Acho melhor irmos.— informou após ver as horas no celular.

— Às 21 horas, ouviu? Vou estar te esperando.— uma terceira voz disse, Chaewon reconheceu a voz na mesma hora porém se virou naquela direção, assim como Hyejoo.

— Jieun! Você sabe que não precisa...— a loira olhava para a coreana mais velha, encabulada.

— Só estou fazendo meu trabalho.— apesar da voz calma de Jieun, a Son se sentia levemente intimidada pelo olhar dela sobre si. No entanto, não durou muito tempo porque logo um sorriso gentil aparece em seu rosto.— Se divirtam e tenham cuidado.

— Vá para casa, coruja.— disse Chaewon em tom brincalhão para a mais velha indo abraçá-la.— Boa noite, Jieun.

— Boa noite Chaewon e...

— Hyejoo!— lhe disse seu nome rapidamente.

— E Hyejoo.— mantinha o sorriso gentil e expressão calma enquanto olhava ambas garotas saindo pela porta.

— Então você dirige.— Chaewon proferiu tentando puxar algum assunto quando as meninas iam entrando no carro da mãe de Hyejoo.

— Muito bem, inclusive.— gabou-se, embora brincasse.— Se eu apareço com qualquer arranhão nesse carro minha mãe talvez arranhe minha cara também.

Chaewon não sabia se a morena falava sério ou não, logo notando um sorriso no canto dos lábios da outra, deu então uma risada fraca.

— Ela parece ser apegada a esse carro.

— Horrores, ela me deixa sair tranquilamente depois de uma ameaça aqui e outra ali, mamãe sempre dá broncas nela dizendo que ela é exagerada.— riu como se tivesse lembrado de uma cena específica. Chaewon riu também, antes de analisar cuidadosamente o que lhe foi dito.

— Desculpa, não sei se eu entendi errado mas você tem duas mães ou...?— questionou, cautelosa.

Hyejoo olhou-a ligeiramente vendo que a menina parecia confusa e interessada.

— Ah, sim, tenho duas mães!— esclareceu, com um sorriso maior.— Fui adotada quando tinha uns 4 anos por elas, sou muito sortuda por terem sido elas a me adotarem porque eu não poderia pensar em pessoas melhores.— Chaewon a admirou por breves segundos, era notável que a morena tinha um carinho grande por elas.

— Fico feliz, Hye- Hyejoo.— se consertou rapidamente assim que viu que ia lhe chamando pelo apelido.— Espero conhecer elas algum dia, lembro de comentar que uma delas jogava videogame.

— Lembro também de ter negado esse pedido pra evitar futuros constrangimentos em ver minhas fotos de criança serem esplanadas.— disse ouvindo uma risada da loira.— Mas eu vou repensar sobre isso.— sorriu para Chaewon, aproveitando que o semáforo estava no vermelho.

— Repense e eu repenso sobre a história de não ser muito chegada a jogos, quem sabe sua mãe não me ensine algumas coisas.— elas estavam em sua própria bolha, seus olhos conectados.

— Eu poderia ensinar também, daí na próxima vez que for obrigada a jogar com seu primo você dá uma surra nele.— Chaewon sorriu quase boba, o olhar de Hyejoo sobre si havia mexido direitinho com ela.— E você pode me chamar de Hye, sabe? Eu não me importo.— ponderou, piscando para a loira antes de avançar com o carro quando o semáforo ficou verde.

Chaewon suspirou, aquela garota mexia tanto consigo que nem sabia explicar.

As duas andavam sobre o shopping enquanto conversavam animadamente sobre várias coisas, os assuntos iam de qual era o melhor filme do Shrek para teorias da conspiração sobre vida fora da terra. Só cessaram a conversa quando pararam em frente ao cinema que havia ali.

— Eu posso ir comprar os ingressos e você compra as pipocas, tudo bem?— sugeriu a mais baixa recebendo um aceno em concordância da outra garota.

— Aposto que você sai primeiro que eu.— resmungou olhando para a fila consideravelmente grande na frente da bilheteria. Chaewon sorriu para o rosto de expressão preguiçosa e olhou para a fila da pipoca.

— Não sei, já viu a que eu vou ter que enfrentar?— apontou para a fila da pipoca.— Tudo pra ver Margot Robbie batendo em gente.— fechou a mão em um punho e estendeu na frente de Hyejoo.

— Pela causa de Margot Robbie, então.— bateu fracamente seu punho com o de Chaewon, essa que, após respirar bem fundo, caminhou até a fila pra comprar pipoca. Sendo assim, a morena seguiu seu caminho para a bilheteria.

— Você tinha razão no final.— a mais baixa proferiu assim que chegou ao lado da morena.— Eu saí primeiro.

— Sorte a sua, falta três pessoas.— Hyejoo bufou impaciente ouvindo a risada da outra.— Não ria.— tentou soar séria, mas não durou muito porque sorriu logo em seguida.

Elas ficaram em num silêncio confortável que durou poucos segundos pois havia chegado a vez de Hyejoo comprar os ingressos. Hyejoo decidiu comer a pipoca logo quando o trailer começou mesmo que Chaewon tivesse insistido pra ela esperar pelo filme começar e disse que não diviria a sua pipoca depois.

Mas como ela não conseguiu negar a pipoca para a morena, ambas dividiram as da Park quando as da Son acabaram, resultou em vários esbarrões intencionais de mãos de ambas e erradas de batida nos corações delas. Quando o filme acabou as duas andaram até a praça de alimentação ao que comentavam sobre o filme.

— Ok, te falei das minha família, me fale sobre a sua. Se quiser, claro.— a mais alta falou antes de dar mais uma mordida na sua pizza. Chaewon suspirou antes de começar a falar.

— Meus pais são separados e moro com minha mãe, também tenho um irmão mais velho mas ele mora em Busan.

— Você tem um irmão mais velho? Não sabia.

— Tenho, sinto falta dele já que faz um tempo que ele não vem à cidade.— a garota fez um biquinho frustrado fazendo a morena em sua frente dar uma risada baixa. Chaewon mirou a garota mais alta que a olhou de volta, ficaram assim durante um tempo, desviaram os olhares no momento em que ouviram um barulho de algo caindo por ali perto. Era uma criança que havia derrubado a bandeja do lanche que comia.

Elas terminaram de comer num silêncio confortável, assim que a pizza acabou teve uma pequena discussão de quem iria pagar a conta, no final acabaram por rachar. No trajeto de volta a casa da Park ainda conversaram um pouco antes de apenas ouvirem as músicas no som do carro.

— Entregue e no horário.— falou Hyejoo num tom divertido.

— Ganhará um ponto com a Jieun, então.— devolveu no mesmo tom.

— Tem uma mulher na janela.— Chaewon mudou a expressão para surpresa quando viu quem era.

— É a minha mãe, não sabia que já tinha chegado.— disse em voz baixa.— Obrigada por hoje.— agradeceu com um sorriso sincero.

— A gente poderia marcar outro dia.— sugeriu a mais nova.

— Eu iria adorar.— passou a mão no cabelo e soltou o cinto do seu banco pra se aproximar da outra com uma coragem que não sabia de onde havia tirado e deu um beijo rápido na bochecha da menina.— Boa noite, Hye.

Abriu a porta do carro e desceu do mesmo, deu uma última olhada na Son e fechou a porta caminhando calmamente pra dentro de casa, embora o coração tivesse agitado.

— Boa noite, Chae.— Hyejoo respondeu para o nada e instintivamente tocou com a ponta dos dedos no lugar que havia recebido o beijo, acabando por abrir um sorriso bobo.

— Oi, mãe.— cumprimentou a mais velha assim que a viu saindo de perto da janela para ir até o sofá.

— Quem era no carro, hm?— perguntou a mulher com um sorriso insinuante que só fez aumentar ao ver o rubor nas bochechas da filha.

— Era uma amiga, fomos ver um filme.— tentou manter-se neutra mas falhou terrivelmente sentindo seu corpo mole pelas sensações que carregava e pelas bochechas quentes.

— Amiga?

— Isso.

— Você não tem nada para me contar? Tem certeza?— a loira negou com a cabeça torcendo para aquela conversa acabar e poder ir para o quarto.— Tudo bem, caso tenha algo pra dizer estarei aqui.

— Sim, senhora. Agora se não se importar eu estou um pouco cansada.— foi andando devagar em direção a escada.

— Deve estar mesmo.— se eu corar mais um pouco vai dar pra fritar um ovo na minha cara.— Traga sua amiga aqui algum dia, adoraria conhecê-la.

— Vou conversar com ela, boa noite mãe.— desejou subindo as escadas fazendo o máximo pra não subir elas correndo.

— Boa noite, filha.

Após trocar as roupas, escovar os dentes e passar os produtos que sempre passava no rosto antes de dormir, a loira se jogou na cama e instantes depois sentiu seus olhos se fecharem.

Mais uma noite que Chaewon sonhava com a Son.


Notas Finais


faz um tempinho, né? eu sinto muito, acabei não podendo postar durante essas semanas por conta de umas coisas. eu consegui me ajeitar mas só poderei postar uma vez por semana, nos melhores dias quem sabe duas vezes na semana. de qualquer forma me desculpem, espero que gostem do cap de hoje ):

a propósito, eu decidi mudar os títulos dos capítulos !!

comecei uma fanfic michaeng! pra quem gosta do twice ou coisa assim está no meu perfil, ficarem muito grata com o apoio. tenham uma boa noite (:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...