1. Spirit Fanfics >
  2. Adore You >
  3. Suspensão

História Adore You - Capítulo 2


Escrita por: e FelippeSykes


Notas do Autor


* DEIXAR CLARO, KARIN NÃO É VILÃ DA ESTÓRIA.

Capítulo 2 - Suspensão


— Karin onde você estava?

Suigetsu falou pra menina e ela disse:

— Estava coletando informações pro jornal da escola, meu querido, ou se esqueceu que sou repórter?

— Você não é repórter, e esse jornal que você e a Tenten criaram junto com o Rock Lee...

— Foi graças a nosso jornal que todos ficaram sabendo do vestibular no ano passado. – Ela disse enquanto mexia nos óculos.

— Tá. Mas e aí tem um furo?

— Sasuke Uchiha filho do guitarrista solo da DarkSide beija a filha do baterista Kizashi Haruno, que se chama Sakura.

— Eu achava que jornais postava coisas novas, e não aquilo que todo mundo sabe?

— Eles se beijaram aqui na escola, querido.

— E?

— E se eles se beijaram, significa que enfim eles resolveram assumir o namoro.

— A Sakura quando souber... Vai dar treta.

— Esse é o poder do jornalismo, meu amor.

— Querer se matar?

— Não, apenas causar. – A ruiva disse dando risada.

Karin andou até o Suigetsu e lhe deu um selinho, ambos estavam namorando durante quase um ano, e mesmo Karin sendo uma típica caçadora de problemas, ele a amava.

O sinal tocou e todos foram pra sala, e meia hora depois apareceu o professor de história: Asuma Sarutobi.

— Está faltando uma flor de cerejeira, e dois palhaços, aonde eles estão?

— Foram suspensos. – Ino disse suspirando.

— Pegadinhas de novo, não é?

— Aham.

Asuma deu um riso rápido e começou a arrumar suas coisas, pra dar a sua aula.

— A Sakura tem que parar de ficar se metendo em confusões, junto com aqueles dois patetas se não eles vão ser expulsos. – Temari a tal forasteira que Sasuke havia mencionado disse.

— Fala isso pra ela, porque eu já cansei de falar. – Ino disse com tédio.

Asuma então começou a sua aula, e enquanto isso, Sasuke chegou em casa, chamou pelo seu irmão, mas não obteve resposta, certamente ele deveria estar numa reunião da Akatsuki um grupo ativista que lutava pelas causas nobres, Sasuke achava que era uma perda de tempo, enquanto Fugaku pensava que se a Akatsuki não atrapalhasse a faculdade do Itachi estava tudo certo.

— Ainda bem que ele não estar aqui, não quero ter que dar satisfação.

O moreno foi então pro seu quarto, onde se jogou na cama e passou a mão pelo seu rosto.

— Caralho Sakura. – Ele fechou os olhos e passou a lembrar daquele beijo, ele tinha sido tão bom que ele não queria que fosse apenas o único.

— O Itachi tem total razão quando fala, que uma mulher pira a cabeça de um homem.

Enquanto Sasuke estava deitado na sua cama, Sakura tinha acabado de chegar em casa, depois do beijo o caminho até lá foi totalmente silencioso, nem ele e nem ela falava nada.

Sakura entrou em casa e passou a tirar os seus tênis, e então ouviu:

— Por que não está na escola?

Sakura olhou pro lado e viu que era sua mãe, a menina então respondeu:

— Desde quando se interessou se eu estava ou não, na escola?

— Nossa chegou na aborrecência, não é?

— Não enche.

Sakura então se levantou e foi caminhando até o seu quarto, mas sua mãe segurou e disse:

— Sou sua mãe, e sei que tá de suspenção.

— O que? Como assim?

— A diretora ligou pra cá avisando.

— E você se importa? Porque pelo que eu saiba, você sempre esteve nem ai!

— A questão Sakura, é que agora você não é mais uma criança, é uma mulher, e ficar fazendo pegadinha, tipo melar o banheiro masculino todo de chocolate é totalmente ridículo, nem mesmo o Kizashi faria isso.

— O Kizashi é o Kizashi, a Sakura é a Sakura. Somos pessoas diferentes, falô? Agora dá pra soltar meu braço.

— Tá. Mas saiba que dessa vez seu pai vai ficar sabendo.

— Mãe? O que deu em você?

— Eu estou no escritório se precisar de algo.

— Não vai nem me colocar de castigo?

Mebuki olhou pra sua filha e sorriu de canto, e então disse:

— Eu não preciso te colocar de castigo, afinal você já estar, nessas duas últimas semanas não sai de casa, a não ser se for uma emergência.

A mulher loira caminhou até a escada e passou a subir, Sakura suspirou fortemente, ela não sabia o que tinha dado na Mebuki pra ela agir feito uma mãe normal.

— Preciso falar pros meninos isso, é uma tragédia, o fim dos tempos!

Nenhum deles acreditaram quando Sakura contou no grupo do WhatsApp, Naruto também ficou de castigo, algo que ele já esperava, mas ele sabia enganar Kushina direitinho, então fugir de casa era mais fácil do que se imaginava.

— SASUKE UCHIHA!

Fodeu é o Itachi... E ele tá nervoso, certamente aquela velha chata, abriu a merda da boca.

Itachi entrou no quarto do irmão sério, o mais novo revirou os olhos enquanto dizia:

— Já sabe né? Vou te dizer, a ideia foi do Naruto, eu e a Sakura não queríamos fazer aquilo, mas o dobe, é insuportável e não tinha como não fazer.

— Não acha que já tá grande demais, pra agir feito um moleque? E ainda tentar manchar o nome da nossa família?

— A nossa família não é um banheiro. – Ele disse e depois deu risada.

— Você entendeu Sasuke. E nem adianta usar o papai como exemplo, afinal as besteiras que ele fez, eram todas justificáveis e não é à toa que a DarkSide ainda estar em alta, mesmo depois de 20 anos.

— Que papo chato, tá parecendo o vovô falando assim.

— A mamãe tá chegando de Paris, então acho bom se comportar a partir de agora.

— Ela largou aquele otário? Afinal pra querer voltar pra Konoha...

— Sim. E o papai e ela vão... – Itachi acabou soltando sem querer, era pra sua mãe ou seu pai contar pro Sasuke e não ele.

—Ah não, tá de sacanagem né? Ela nos trai, vai embora, esquece que tem filhos...

— Ela nunca esqueceu a gente! Deixa de ser infantil.

— Para de pagar pau pra Mikoto, nissan assim que você se tornou de maior, ela se mandou daqui!

— Mas estou de volta Sasuke... E é lamentável ouvir essas coisas vindo de você.

— Mamãe?

Sasuke se virou e ficou olhando pra sua mãe que estava parada na porta, Mikoto entrou no quarto e viu a decoração.

— Ele era bem mais bonito e organizado há cinco anos atrás.

O quarto de Sasuke era repleto de posters de banda de rock, anime, terror e coisas afins, Mikoto caminhou até a escrivaninha e pegou um livro que ele estava lendo.

— O Exorcista... É... Você parece mesmo com o Fugaku, até de terror gosta.

— Mãe...

— Fiquei sabendo que estar suspenso da escola, por duas semanas, não é?

— Como?

— A Senhora Tsunade me ligou justamente quando estava indo pegar a mamãe, no aeroporto.  – Itachi falou pra seu irmão.

— Você sabia que ela vinha, e não me falou? Porque nissan? – Sasuke gritou.

— Eu quis fazer uma surpresa pra você, meu amado filho caçula.

Mikoto caminhou até Sasuke e acariciou seus cabelos, enquanto dizia:

— Como você cresceu... Se tornou um belo rapaz, aposto que deve ter várias meninas atrás de você.

— Não, não tem.

— E a Sakura? – Itachi perguntou.

— A Sakura é como uma irmã, ela não conta.

— Agora que estou aqui, Sasuke Uchiha, eu cuidarei de você e esses seus dias de vandalismo, acabaram.

— Nããõ, você chegou tarde demais.

— Sasuke, olhe como fala com a mamãe.

— Deixa Itachi, o Sasuke é apenas um adolescente, logo essa raiva passa. Além do mais, quero ver a Sakura e o Naruto, quero ver como eles estão?

— No momento todos estão de castigos, afinal, todos participaram da presepada do Naruto, o único do time 7 que não participou foi o Sai, meu querido meio-irmão.

— Sai...

Há cinco anos atrás Mikoto descobriu que seu marido o tinha traído, e que tinha um filho fora dessa relação, e isso desencadeou a sua ida pra Paris.

— Meu filho tá andando com...

— Sim, ele é gente boa, nem parece que é um Uchiha, e ah, ele frequenta a casa, então, não o trate mal, beleza?

— Sim, pode ter certeza de que esse menino não vai ser maltratado, agora porque o nome time 7?

— A Senhora foi casada com o guitarrista solo da DarkSide, e não sabe por quê?

— Entendi. Time 7, foi o sétimo álbum que eles lançaram, e eu não fui casada com o Fugaku, eu ainda sou casada, eu só tinha saído de casa.

— Tanto faz. Você entendeu.

Mikoto sorriu pro seu filho, ele estava com aquela pose toda de marrento, mas no fundo estava bem feliz, pelo menos duas coisas boas aconteceram hoje, primeiro o seu beijo com a Sakura e agora a volta da sua mãe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...