História Adotados! - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Itadei, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasunaru
Visualizações 387
Palavras 1.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Descobertas e mais descobertas


​Sasuke

-Obito! o que está fazendo aqui?! - eu estava muito preocupado com sua ilustre aparição, ele sempre é assim. nunca avisa quando chega aqui, sempre vindo direto para o meu quarto. sempre o pego deitado na minha cama ou mexendo nas minhas coisas. 

- Você quer saber o que eu estou fazendo aqui?! eu sou seu primo! tenho direito! mas EU quero saber o que está acontecendo aqui?! - ele disse olhando fixamente pra mim.

- eu... posso explicar... - Naruto se pronunciou, mesmo estando quase todo escondido atrás de mim e sua voz estar um pouco baixa. 

- o que você está fazendo, Sasuke Uchiha! ele é... seu irmão! vocês estão... namorando? - ele perguntou mas até agora não ousou olhar para o loiro.

- sim! - disse com firmeza.

ele simplesmente levantou jogando a revista na cama e se dirigindo até a porta, mas foi impedido por mim que segurei a maçaneta para ele não sair.

-saia do meu caminho... - na sua voz eu conseguia sentir a raiva.

- o que aconteceu aqui, fica aqui. você não tem nada do que se intrometer na nossa vida.

-tsc! - ele me empurrou e abriu a porta saindo rapidamente.

meus músculos tensos de antes agora relaxaram com a sua ida e eu olhei para traz encontrando um naruto temeroso mordendo o dedo.

me aproximei dele e beijei sua testa o que fez ele prestar atenção em mim e logo ficar corado.

- podemos voltar a falar do que estávamos falando antes disso tudo? 

-mas... - ele parecia preocupado.

-sem "mas", podemos ou não? 

-uhum... - ele acenou um sim tímido.

- ótimo! - eu sorri largamente - então pode continuar a falar.

- e-eu? ah... s-sasuke eu... ah... te amo?

 eu ri um pouco alto o que o deixou um pouco constrangido e com raiva ao mesmo tempo.

- tudo bem... isso serve por enquanto! mas a minha declaração foi muito mais emocionante.

-isso virou competição? 

-talvez... 

- idiota. - ele "socou" meu braço. se é que isso pode ser chamado de soco. - nem doeu...

-ah, é? - ele apenas me olhou com um olhar fofo e chutou o meio das minhas pernas, eu cai de joelhos no chão segurando meu "filho" e ele aproveitou para me dar um beijo na testa ainda com o maldito sorriso fofo e saiu do quarto. me deixando sozinho... com frio... e dor... na escuridão do meu quarto.... 

"definitivamente você não é o que parece"

Naruto

sai do quarto rindo um pouco da situação que eu deixei o meu namorado.

"​espera... namorado? estamos namorando? tipo, se assumimos e tal mas... namoramos? é, eu acho que sim... sim, isso mesmo. eu estou namorando com o sasuke!"

estava tão absorto nos pensamentos que nem percebi que esbarrei com alguém, fui pedir desculpas e me deparei com um cara alto e de cara fechada. pedi desculpas e o mesmo apenas acenou para mim e voltou para o seu caminho indo direto para o escritório do "papai".

fui pego de surpresa novamente quando uma mão repousou no meu ombro e eu olhei para traz encontrando outro rapaz, só que mas ou menos da altura do itachi e ele pelo menos tinha as feições alegres.

-não se preocupe, ele é sempre assim mas, está contente de te ver, é só o jeito dele, sabe? essa coisa de "Uchiha que não demonstra sentimentos" - ele fez uma voz grave imitando, eu acho, a pessoa que inventou essa regra.

eu ri um pouco com a imitação e olhando bem, eu já tinha os tinha visto aqui, mas nunca nos falamos.

- eu sou o naruto! 

-ah, eu sei... seu irmão fala bastante de você - ele sorriu mais ainda - eu sou o Izuna, e aquele é o tio-Madeira.

-Madeira? 

-sim... por que ele é mais duro que uma arvore e te ignora como uma. mas seu nome mesmo é Madara!

-ah, tá... - no final eu não pude deixar de rir com a comparação e fui acompanhando meu "tio". logo ele se despediu e seguiu caminho. e eu voltei a ficar sozinho. 

fui para a sala encontrando meu irmão e o "namoradinho" dele sentados no sofá de mãos dadas.

-cuidado, "eles" podem ver... - alertei apontando para as mãos juntas.

-não se preocupe, eles estão ocupados agora. e se alguma coisa acontecer, eu me responsabilizo por tudo. - ele sorriu docemente para o Deidara e depois beijou a sua mão. 

"melhor deixa-los a sós... "

subi para o quarto do meu ​namorado​ e entrei nele encontrando o mesmo deitado na cama de costas pra mim. 

-sasuke? - ele não me respondeu - sasuke....

me aproximei da cama balançando ele mas o mesmo não me respondia. fui para o outro lado da cama e parei na sua frente. ele estava com o seu característico olhar "entediado de tudo"

-sasuke! - ele apenas olhou pra mim mas não falou nada - o que você quer para me perdoar? tudo bem eu faço o que você quiser! uma massagem?  talvez um beijo! não, não! três beijos! cinco! sete?

-20

-ok, 20! espera o que? 

- ótimo, você acaba de ser comprado por vinte beijos. - ele voltou a sorrir e me abraçou me puxando para a cama - agora me de os meus 20 beijos.

fui em direção a sua bochecha depositar um beijo mas o mesmo me interrompeu.

-naaaao... na boca! bo-ca! - disse apontando para a sua própria boca.

​" será o meu primeiro beijo na boca..."

me aproximei devagar dele, mas logo fui surpreendido pelo seu avanço. ele segurou mais ainda minha cintura e eu enrolei meus braços no seu pescoço. depois disso ele afundou o beijo introduzindo a língua na minha boca. fiquei nervoso na hora e acho que ele percebeu isso e logo parou o beijo sorrindo para mim.

-calma, não se preocupe. eu faço tudo...

assenti com vergonha mas ele logo voltou a me beijar, no começo estava tenso mas lembrei das suas palavras e logo relaxei e comecei a sentir como aquilo é bom. depois de um tempo eu já estava quente e não queria mais parar mas infelizmente eu preciso de ar e tivemos que nos separar. estava arfando muito e ele também. eu estava vermelho e ele um pouco corado. depois de se recuperar ele sorriu e me abraçou. depois de alguns minutos deitados ouvimos a dona Mikoto  nos chamar para jantarmos. 

Deidara 

depois de alguns minutos assistindo separamos as mãos rapidamente quando vimos a dona mikoto aparecer na sala nos chamando para comer e logo indo procurar meu irmão e o sasuke.

nos olhamos e depois rimos dos susto que tomamos. 

- agora são vocês dois?! - ouvimos a voz do óbito atrás de nós e levantamos assustados.

-óbito... 

- tsc! não se preocupe! o seu segredinho nojento está guardado como o do seu irmão.

sem falar mais nenhuma palavra ele se virou e foi embora nos deixando perplexos com tudo isso.

"​droga... acho que temos mais um problema..."

 

 

pelo resto do dia foi tranquilo, tirando os olhares desconfiados em direção a nós do óbito. de noite nos reunimos na sala para assistir um filme de comédia. no meio do filme mikoto e fugaku foram dormir e ficou apenas nós cinco. 

- não dá, não vou ficar aqui vendo vocês se comerem na minha frente. - óbito se levantou e falou isso para nós.

- se você tem alguma coisa contra nós, por favor fale! - itachi já estava de saco cheio dele, e eu também. 

- meu olhar não de nojo não me denuncia?! 

- óbito, se você está com raiva de mim, conte logo! - foi a vez do sasuke falar

- sim! raiva! eu estou com raiva de todos vocês! - ele disse um pouco alterado. 

- por que essa raiva toda?!

-por que eu os odeio! muito! muito! 

- por que?!

- por que... - parecia que ele ia começar a chorar.

-inveja....? talvez por saber que todos nós estamos felizes enquanto você fica encalhado?

-..... - todos da sala abriram um perfeito "o" 

-sasuke! cala a boca! - Naruto falou alto.

todos da sala estavam surpresos.

- o que foi que eu disse? - sasuke falou como se fosse a coisa mais natural do mundo.

-Obito... - naruto tentou chegar perto dele mas o mesmo deu meia volta saindo da sala indo embora em silencio. 

- o que?! o que foi que eu disse?! se eu não falasse logo, ele iria ficar nos azucrinando! eu tenho toda a razão!

- você quer morrer, né? - naruto estava com muita raiva fuzilando com o olhar sasuke.

- eu só disse a verdade.

- acontece que não é legal falar isso para uma pessoa!

-ah, não! vai ficar defendendo ele agora?!

-certo... eu não tenho paciência para isso. - itachi levantou do sofá me puxando com ele - eu vou dormir que ganho mais! 

-mas itachi... e eles? - olhei para trás e vi que os dois iam começar a brigar ali mesmo.

-deixem eles... eles vão se resolver... algum dia.

-"algum dia"?!

"​isso não é bom! não é bom!"

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...