História ADSF - Glória no amor e na batalha. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Hentai, Luta, Romance
Visualizações 2
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


É a primeira vez que eu faço algo do tipo, então, sejam pacientes XDXD. Aceito críticas para melhorar, ou sei lá, estarei vivo para ler e corresponder seu comentário.

Capítulo 1 - Inicio - O novato descontraído e a Responsável Yariko



Era aproximadamente oito horas da noite, Haru estava em uma matinal ronda com seu superior, apenas apelidado de 'Foxtrot'. Ambos estão localizados na viatura, Haru estava bastante descontraído, acabando por mexer diversas vezes em seu revólver descarregado.
Haru - É incrivel como o Japão não tem nenhum tipo de criminalidade, não? Esse é um trabalho bem fácil para falar a verdade - Ele dizia em um tom bastante descontraído ao seu superior.
Foxtrot - Não subestime essas ruas, garoto, elas são mais que os olhos podem ver. - O experiente tenente comentava com Haru, mas, prestava mais atenção na estrada.
Mesmo tendo total atenção a estrada, o agente Foxtrot acabava por atingir algo, algo que apareceu mais como vulto que uma pessoa, enfim, após o impacto Foxtrot parava o carro na mesma hora. Haru se desesperava um pouco, abandonando sua posição descontraída. Novatos realmenter não sabem de nada.
Foxtrot - Recarrega sua arma e desce do carro, é complicado oque vamos fazer agora mas eu irei lhe explicar depois. - Foxtrot aparentermente já sabia oque toda aquela situação era, andar pelas estradas afastada da cidade principal sempre acabava por gerar 'aqueles encontros que ninguém que ter'.
Haru - T-tudo b-bem. - Claramente nervoso, Haru busca a munição no porta luvas e recarrega seu revólver .38. 
Foxtrot e Haru acabaram por sair do carro, Foxtrot apontava sua arma para o suposto corpo que eles haviam atingido, a parte frontal da viatura estava totalmente arrasada, demostrando que não era algo comum. Ambos ligaram suas lanternas e se aproximaram do que seja lá oque for, até que repentinamente o ser misterioso se demostrava ser um humano comum, por um breve momento pelomenos. O suposto humano, cujo aparentava ser um homem adulto começou a se debater por um breve momento, até que saltou em uma velocidade extraordinária contra Haru, lhe desferindo um soco contra o colete; O colete quebrou na mesma hora, a força era tão grande que arremessou Haru ao solo.
Haru - QUE PORRA É ESSA?!?! - Em meio ao seu grito, ele descarregou seu .38 na criatura.
Foxtrot o acompanhou, fazendo diversos diparos contra a mesma, felizmente aquele golpe em Haru era o seu ultimo pelo fato do atropelamento ter tomado toda sua vitalidade. A criatura possuia um sangue de cor azulada, uma anatomia que por um breve momento aparentava ser de um humano normal, mas, que aos poucos acabou por se revelar uma aparencia demoniaca. Haru estava espantado com aquilo, e, acabava por cuspir sangue contra o solo pelo enorme pancada.
Haru - Caralho, porra, que merda é essa?! - Haru indagava ao seu superior.
Foxtrot - Um demônio. - Foxtrot travava sua arma e a volveria ao coldre. Cruzava seus braços e volvia a falar com Haru. - Pare de ser mocinha, você não passou meses treinando para cair com um soco. - Ele dava uma breve risada, ligando o rádio que estava em seu uniforme. 
Haru - Caralho, nem nas brigas da minha escola eu já levei uma muqueca dessa, vai pra casa do caralho. - Haru se levantava com um pouco de dificuldade, relaxando seu braço direito envolvido em sua barriga. O mesmo andava com um pouco de difuldade em direção a viatura e se acomodava no traseiro.
Foxtrot - Estamos da 143° Via, abatemos um demônio. Bem, temos um novato em nossa divisão. Vocês tem outro? Que bela surpresa, então teremos uma enfermeira e um soldado completo no mesmo grupo, eu não podia pedir mais de vocês, hehe. Enfim, cheguem em breve. - Ele desligava seu rádio, e acabou por fitar o corpo do monstro.
Alguns poucos minutos se passaram e uma viatura acompanhada de uma van negra com o logotipo da polícia local acabava por chegar; De lá descia poucos agentes, mas, destaque para uma jovem mulher com cabelos longos e negros, ela não tinha nenhuma característica de origem asiática. Ela acabava por brevemente tomar rumo em direção a viatura aonde estava localizada Foxtrot e Haru.
Yariko - Cabo Yariko se apresentando, senhor. - Ela mantinha uma postura séria, batendo continência ao tenente.
Foxtrot - Provavelmente eles já lhe explicaram toda a situação que você terá de enfrentar, então, me faça um favor e passe para o seu parceiro, cabo Haru. - Ele apontava para dentro da viatura, aonde Haru estava acomodado.
Yariko - Tudo bem, senhor. - A mulher acabava por dar a volta, batendo algumas vezes contra o vidro do traseiro, sinalizando para abaixar o mesmo.
Haru - O mais que porra não pode nem descansar em paz. - Ele não havia fitado diretamente quem havia batido na porta, ele estava mais concentrado em fitar os estragos de seu colete. Enfim, ele acabava por abaixar o vidro e fitar quem estava a bater no mesmo.
O primeiro contato visual entre Yariko e Haru...
Haru ficou totalmente sem graça com o contato visual direto com a garota, ele perdia seu jeito e seu coração acelerava, o odor da mulher, a sua beleza natural, tudo nela parecia tão perfeito aos olhos de Haru.
Haru - O-o-oque f-f-foi? - Ele dizia totalmente sem jeito, claramente sem sequer saber oque fazer.
Yariko por sua vez apenas estranhava a reação do homem, mas, no fundo ela sentia que algo naquele momento batia mais forte em si mesma.
Yariko - O superior me mandou lhe passar algumas novas informações, aliás, nós somos de uma nova divisão que irá caçar essa criatura que você matou, e, também sou sua nova parceira. - Yariko mantinha sua postura séria a todo momento.
Haru - T-tudo bem. - Haru suspirava um pouco.
Foxtrot deu uma breve risada do lado de fora, e Haru percebia isso.
Haru - ''Ficou tão na cara assim?'' - Haru pensava, fitando o sorriso malicioso de Foxtrot.
Continua...
 


Notas Finais


Foi mal pela situação forçada, mas acho que consegui introduzir de boa a história. Espero que ficou toper para vocês XDXD. Planejo continuar em breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...