História .advent wreath - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester
Tags Deancas, Supernatural
Visualizações 8
Palavras 1.056
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


tem alguém realmente lendo isso?

Capítulo 1 - - III


Castiel olha pela janela e suspira, enquanto observa seu vizinho. Se seu irmão pudesse vê-lo agora, ele zombaria dele. Novamente.

 

Só que seu vizinho é realmente bonito e a ‘magia’ dele queima dentro de Cas, que deseja fazer o mesmo com ele. Infelizmente, toda vez que ele encontra Dean, ele tropeça nas palavras e, pior ainda, às vezes nos próprios pés.

 

Como alguém deslumbrante como Dean pode se apaixonar por uma bruxa como Castiel?

 

— Heya Cas!

 

Castiel não consegue ouvir sua linda voz, mas pode ler os lábios de Dean facilmente. Castiel sente como sua magia pulsa dentro dele. Ele deseja poder fazer de Dean seu.

 

Ele balança a cabeça e depois abre a janela, antes de acenar para Dean. Castiel sorri um pouco incerto, mas Dean parece tão impressionante à luz do sol. Suas sardas parecem ainda mais proeminentes assim e Castiel espera que Dean não se surpreenda com todos os seus olhares.

 

— Olá Dean.

 

— O que você está fazendo?

 

 Dean pergunta e Castiel admira isso sobre ele também. Dean é sempre tão feliz. Claro que ele também tem dias mal-humorados, mas quando ele olha para outra pessoa, Dean sempre tenta ser alegre.

 

— Apenas colocando algumas decorações de Natal.

 

Castiel responde e aponta para os flocos de neve que ele tinha colado na janela. Eles até brilham um pouco, porque às vezes Castiel não pode deixar de usar sua magia.

 

— Oh.

 

Dean diz e ele parece quase decepcionado. Se ele fosse familiar de Castiel, Castiel seria capaz de realmente sentir as emoções de Dean. Assim ele só pode adivinhar.

 

— E você? Já está no clima de Natal?

 

Castiel pergunta e Dean balança a cabeça um pouco. Até o sorriso dele desapareceu completamente, em vez disso, há uma carranca no rosto. Castiel tem que dizer, ele não gosta nem um pouco.

 

— Eu não ... meu irmão finalmente encontrou uma bruxa, então acho que será apenas eu mesmo. Então, por que decorar, ‘heh? Eu mesmo terei que limpar sozinho de qualquer maneira.

 

Dean diz e encolhe os ombros, como se não se importasse, mas Castiel se sente triste.

 

— Estou feliz que seu irmão tenha encontrado alguém.

 

 Castiel apenas oferece, porque ele não sabe o que mais ele deveria dizer. Não é que ele não se importe, mas ele não é a bruxa de Dean e talvez ele não deva dizer nada.

 

— Sim, eu quero dizer sem brincadeira. Ele é um verdadeiro prêmio.

 

Dean diz, desta vez o sorriso está de volta, mas não parece real e incomoda Castiel mais do que ele deseja admitir. Castiel assente lentamente, ele nem conhece Sam tão bem, mas o que mais ele pode dizer?

 

— Não é como o irmão dele.

 

Dean acena para si mesmo também, antes de voltar lentamente para sua casa. Ele acena para Castiel e depois olha uma última vez para todas as luzes de Natal. O coração de Castiel se quebra quando vê aquilo.

 

Ele espera até a porta de Dean se fechar e vê como ele parece triste. Castiel leva exatamente dois minutos, até que ele saiba o que quer fazer. Ele sorri para a coroa do advento que estava fazendo.


 

~


 

Infelizmente Castiel leva mais tempo do que ele quer admitir para terminar a maldita coroa do advento. Para sua defesa, ele teve que mudar muitas coisas na guirlanda e levou um tempo até encontrar todos os ‘ingredientes’.

 

Castiel bate duas vezes na porta de Dean e espera.

 

— Cas?

 

Dean parece surpreso, seus olhos verdes estão em um vermelho profundo e Castiel quer se chutar na bunda, por esperar tanto tempo.

 

— Olá Dean.

 

Castiel diz, com as mãos atrás das costas. Dean sorri para ele, mas isso realmente não atinge seus olhos. Castiel está nervoso, mas ele espera que Dean não sinta isso.

 

 — O que posso fazer por você, Cas?

 

 Dean pergunta, ele parece um pouco envergonhado e usa a manga para limpar os olhos. Castiel olha um pouco para sua casa e, assim como ele pensava, nada aqui se parece com o Natal.

 

— Eu tenho um presente para você.

 

Dean parece realmente surpreso. Claro que existem muitas bruxas e familiares que são apenas amigos e ainda fazem presentes um para o outro. Mas na maioria das vezes significa um pouco mais.

 

— Um presente?

 

 Dean sussurra, parecendo tão incrédulo, que Castiel não pode esperar mais um segundo. Ele puxa as mãos das costas e sua magia azul brilha no escuro. São necessários apenas alguns movimentos dos dedos do anjo e a coroa do advento voa acima de Castiel.

 

— Sim. Um presente que você merece.

 

Castiel diz cuidadosamente, a coroa do advento ainda voando entre eles.

 

Os olhos de Dean se arregalam quando a enxergam. É claro que parece mais uma coroa do advento do que o que Castiel havia planejado, mas pelo menos ele havia guardado as velas. Em vez disso, ele colocou algumas ervas muito específicas nele.

 

— Cas ... isso é ... 

 

Dean parece sem palavras e Castiel finalmente sobe as escadas em direção a Dean. Ele pega as mãos do familiar nas dele, a coroa do advento lentamente se aproximando novamente.

 

— Dean. Eu te conheço há dois anos e você é o ... eu não entendo como você não pode perceber. Dean, você é tão precioso e todos devem lutar para ser a bruxa ao seu lado.

 

Castiel explica e Dean olha para qualquer lugar, menos para ele.

 

— Isso é -

 

 Dean começa, mas Castiel balança a cabeça.

 

— Não, escute. Me desculpe, demorei tanto. Não é porque eu não te vi, Dean. É porque eu pensei que não era digno. Mas vou tentar o meu melhor para ser a bruxa que você merece. Se você me quiser, é claro.

 

Castiel termina seu discurso.

 

A boca de Dean está aberta, os olhos arregalados, mas então ele olha para a coroa do advento novamente. Ele olha para a pena no meio, todas as ervas e até as tolas estrelas de Natal.

 

— Sim.


 

— Espera, sério?

 

Dean ri alto e, antes que Castiel saiba o que está acontecendo, Dean o abraça o mais forte que pode. Castiel cora forte quando Dean beija sua bochecha.

 

— Claro, Cas. Porra, estou apaixonado por você há dois anos. 

 

Dean sussurra e depois usa sua própria magia. Sua ‘magia verde’ move a coroa do advento lenta mas seguramente para a porta de Dean.

 

As bochechas de Castiel doem de tanto sorrir ao vê-lá.

 

Mesmo anos depois.

 


Notas Finais


boom bam boom boom i want you in my room


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...