História Afeiçoado - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Byun Baekhyun, Chanyeol, Die, Drugs, Exo
Visualizações 4
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 2 - Surpresas Inesperadas


Byun Baekhyun P.O.V 


BaekHyun encara o seu melhor amigo em um total silêncio, analisando o quanto o maior havia evoluido tanto fisicamente quanto psicológicamente em seu modo de se vestir. Percebia que seu amigo escondia uma total felicidade enrustida debaixo de sua expressão "normal" para aquela situação de não conseguir falar o que sente, com uma leve respirada, relaxou um pouco mas. Não é nenhum segredo que ChanYeol estava um pouco aflito nesse reencontro de tanto tempo sem se verem ou conversarem, que o maior não conseguia sorrir ou expressar qualquer reação, por pequena que seja, nenhuma reação positiva foi espressada pelo maior.

BaekHyun se perguntava o porquê de ChanYeol não ter vindo mais ver o menor em seu início de treinamento, como havia prometido, buscando memórias fracas, ou qualquer coisa que ele tente lembrar é meio que fútil, já que não se viam em um longo tempo, quase havia esquecido de seu cheiro bem forte de um danone de frutas azuis, delicioso que comeram enquanto eram crianças. ChanYeol teria acostumado com a idéia do menor não querer falar com ele, ficar com raiva ou não, esboçar nenhum sentimento enquanto o mesmo tenha ido visita-lo.


Ao BaekHyun pensar mas algum tempo, e observar a expressão nervosa de ChanYeol, tentou pensar no qual motivo que ele estaria aqui, em sua porta com uma caixa de chocolates, o favorito dele por sinal, e justamente nesse momento de sua vida conturbada. Mas vendo ele na sua frente decidiu quebrar aquele silêncio e finalmente falar algo. Esboçou um sorriso fofo para o maior e disse:


─ ChanYeol? O que está fazendo aqui? Como conseguiu entrar aqui? ─ disse com uma alegria contagiante.

BaekHyun sentiu uma saudade do maior que não era possível explicar.


─ Eu mostrei uma foto nossa juntos, e aquela tatuagem que nós fizemos para comemorar em um show ─ sua voz gave, sempre a melhor de se ouvir.

─ Eu me lembro! Entre por favor! Faz muito tempo que não nos viamos. ─ os dois entram, e o menor fecha a porta sentando-se ao lado dos presentes ─ Senta aqui do lado, me ajude a abrir os presentes dos fãs!

─ Wow! Quantos presentes! Ele amam mesmo você, estou impressionado com todo esse carinho por você ─ fala enquanto se senta abrindo um dos presentes


BaekHyun começou a pensar, abrindo os presentes e os colocando de lado, pensou como seria se nunca tivesse conhecido ChanYeol, como seria passar tanto tempo tentando achar alguém que o entendesse, e faria com que a amizade que ele tem com o maior, com outra pessoa sem que sua fama de agora interferisse em algo, ou como ele fala com as pessoas, só por educação mesmo ou por se sentir solitário diante a esse tempo de concentração pessoal. Mas isso não é para se pensar agora, já que ChanYeol veio finalmente veio ver BaekHyun depois que longos dias.

─ Sim, eu recebo muitos presentes quando eu faço meus shows, ou em comebacks  ─  falo sorrindo pensando em como sou um modelo para os meus fãs seguirem

─ Bom... mais se você faz tanto sucesso, por que ainda não saiu e criou sua própria empresa? Poderia ser um dos jovens mais ricos da Coréia inteira, vários jovens iriam te idolatrar  ─  O maior fala com um tom meio debochado e sorrindo vendo, um urso de pelucia bem grande e o colocando de lado

BaekHyun pensou por um momento se era a hora de perguntar o por que de ChanYeol não vir aqui, talvez deva ter sido a vida corrida...

─ Yeol, por que não veio aqui me ver mais vezes? Eu senti sua falta, foi difícil passar por alguns momentos sem alguém para falar sobre o que eu estava sentindo  ─  BaekHyun fala abrindo uma caixa de bolinhos e entregando um pro maior

─ Olha foi bem difícil, vir aqui hoje também, porque a minha vida andava muito corrida e ainda sem tempo para mim e para eu conseguie vir aqui, mas agora eu tenho muito tempo e prometo ficar aqui para o que precisar Baek  ─  fala sorrindo comendo um dos bolinhos que o menor o entregou

─ Fico feliz se assim for  ─ BaekHyun sorri, mais um pingo de preocupação vem a sua cabeça

ChanYeol pega uma das mãos de BaekHyun, o olhando e faz um juramento de mindinho, como antigamente que eram crianças e quando faziam isso, sabiam que isso seria uma verdade que nenhum dos dois poderiam contestar, a amizade deles é algo que ninguém consegue separar assim tão facilmente a ponto de não se falarem.

E o que não se passava na cabeça de ChanYeol é que BaekHyun havia mudado muito, não por escolha mas, sim por obrigação e escolha de outros que não ligam se ele é uma pessoa ou não. Dentro daquela empresa ele é e somente será um produto bem feito e rotulado em uma pequena caixa que logo mais será esquecida e nada disso, que ele tem agora irá importar de verdade. O que BaekHyun queria naquele momento mesmo era tentar ser livre e sair um pouco de sua rotina totalmente programada para aquilo que ele é obrigado a fazer.

─ Sabe Baek... você está muito diferente do que costumava a ser antes o que aconteceu? 

ChanYeol pergunta deixando os presentes um pouco de lado, focando no menor.

─ Nada, está tudo normal não está?  ─  tenta sorrir um pouco forçado tremendo, pensando no que fez antes

─ Bom se você está dizendo eu acredito  ─  ChanYeol diz depois de observar as mão tremulas de BaekHyun

ChanYeol pensou sobre o que poderia ter acontecido enquanto esteve um tempo afastado de BaekHyun, aliás ninguém muda tanto assim do dia pra noite, como um velho ditado que ele dizia para ele mesmo.

" Nunca misture uma dose de remédios com vinho, porque a infinidades de coisas melhores para se viver "  

Isso era o que ChanYeol repetia para ele mesmo sempre que não pensava direito na hora de fazer algo, impróprio ou sem noção. Resumindo, tentava ao máximo fazer com que sua vida ficasse calma e bem estabelecida do jeito que ele imagina.

─ Bom ChanYeol, que tal sairmos para dar uma volta em Seoul? Igual as vezes que nós matavamos aula para sair para ficarmos em uma cafeteria

─  Isso é uma ótima idéia! Vamos sim!  

Os dois se levantam indo para a saida já, andando até uma cafeteria aberta para passarem o tempo, ou apenas para falarem sobre o que quiserem, relembrar os velhos tempos e o melhor, café! Ambos amam café demais.

Ao chegarem no local pedem um café com caramelo e um machiatto com chantily, e se sentam até esperarem o pedido estar pronto.

ChanYeol P.O.V

ChanYeol pensou em como BaekHyun podia estar, com toda pressão da mídia coreana em cima dele totalmente, o pega sempre olhando para trás, com medo de algo ou de alguém, espero que eu consiga ajudar ele.

A taxa de suícidios entre jovens está crescendo por causa da mídia ou de pessoas famosas bem jovens e isso me preocupa muito, mais eu fico feliz que eu consegui vir falar com o BaekHyun por um tempo bom, vir a uma cafeteria igual antigamente. Só espero que ele não esteja mal a tremer por tentar ficar sozinho.

Os cafés chegam e eu entrego o do BaekHyun, tomo um pouco do café com caramelo que, estava tão doce e quentinho a ponto de me fazer lembrar dos velhos tempos.

                Byun BaekHyun P.O.V

Tentava me distrair o máximo ou não pensar em alguns fãs possesivos que podem me achar por aqui, não quero que o ChanYeol sinta como é ser observado e tirarem fotos de você enquanto faz coisas normais da vida, ou vai ao banco ou somente no mercado ir comprar alguma coisa que eu estou sentindo vontade. 

ChanYeol me entrega o meu café e eu agradeço, tomo um pouco percebendo o quanto eu senti falta disso, tomar um café normalmente com meu amigo em uma cafeteria, com alguém que confie em mim podendo conversar algo sem noção ou discutir nossos gostos.

─ ChanYeol, como anda a vida? Conseguiu entrar em uma faculdade?  ─  Pergunto deixando o café de lado

─ Na verdade, eu fiz um teste de audição para a S.M também, e eu consegui passar, por isso eu não estava conseguindo falar com você por tanto tempo assim

BaekHyun fica sem acreditar e um pouco perplexo e bem preocupado com ChanYeol e o que isso pode gerar dentro da empresa.

─ É sério isso? Por que não me falou ou me avisou pelo menos?  ─  digo tentando entender essa resolução

─ É que eu queria fazer uma surpresa, para você e sei que você me apoiaria nessa escolha e faria de tudo para me ajudar  ─  ChanYeol me disse isso sem eu conseguir expressar qualquer reação

─ Wow! Que ótimo ChanYeol! Eu estou muito feliz por você ter conseguido passar pela a audição! 

Eu digo tentando conter minha grande preocupação por ser um trainee em uma empresa tão concorrida e isso é tão inesperado, que eu só tomei um gole do meu café.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...