História Affair - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Francisco "Isco" Suárez, Marco Asensio, Sergio Ramos, Toni Kroos
Personagens Francisco Román Alarcón Suárez, Personagens Originais
Visualizações 53
Palavras 1.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus anjos.
Tirei um tempo dos estudos da minha tese de TCC (que eu apresento semana que vem e tô surtando com isso mas tudo bem) para escrever mais um pouquinho. Como eu disse no capítulo anterior, os dois primeiros capítulos foram prólogos para vocês conhecerem os principais personagens que vão aparecer na fic e conhecer o Lucca e o Isco. O capítulo de hoje não é bem uma continuação deles mas sim o início de fato da história então não se assustem com essa volta no tempo, ok?
A história vai ter três fases que são de suma importância: Menra antes do Isco, conhecendo o Isco e depois do Isco.
Enfim, espero que gostem e boa leitura ❤

Capítulo 3 - Long day


Fanfic / Fanfiction Affair - Capítulo 3 - Long day

@menralver: Dalia sagt hallo 🐾*

@claricealves, @alivasquez e outras 389.198 pessoas curtiram esta publicação


Madrid - Outubro de 2015

9 meses antes

Redação Fox Sports


A garota sorriu forçada para o celular que brilhava indicando uma nova mensagem. Ela ainda não entendia como depois de dois anos ainda conseguia se sentir estranha perante as mensagens do namorado. Ela o amava, era fato, irrefutável. Mas fazia alguns meses que se sentis sufocada. Sem motivos. Vinicius Méndez era o namorado perfeito. Respeitava o espaço da garota, era romântico mesmo depois de tanto tempo, sempre tentava agradar a alemã e acima de tudo, a fazia bem. Mas porque então ela se sentia tão incomodada com seu relacionamento?

- E esse sorrisinho bobo ai? - Menra de assustou momentaneamente com a voz da colega e cunhada, Alba, mas apenas revirou os olhos em direção a espanhola, achando aquilo ridículo. - O que será que o senhor Andreas quer conosco? - A morena de olhos verdes perguntou um tanto assustada. 

Andreas Potaniec era um galês de 30 e poucos anos e cheve da redação desportiva de Madrid. Era o chefe da casa desde que Menra entrara, como uma simples estagiária e fora quem acompanhara a ruiva em sua primeira aparição em uma reportagem na emissora, porque apesar da pose de duro, o galês era doce demais para magoar qualquer se vivo existente no planeta. Mas naquele dia em específico, a garota temia ter sido chamada para sua sala. 

- Espero que não seja nada grave, nunca vi aquele homem tão bravo quanto hoje. Nem quando o Tottenham perdeu de lavada para o Liverpool. - A ruiva respondeu enquanto relia a pauta do programa que faria posteriormente a reunião com Andreas.

- Mas esquecendo um pouco disso tudo, me conta, o que você e o pequeno Méndez farão para comemorar os dois anos de namoro? - Os olhos verdes piscaram em direção a ruiva, que riu. Menra já havia se acostumado com as perguntas nada discretas da colega e já sabia que não adiantava enrolar ou não responder, Alba sempre daria um jeito de descobrir o que queria.

- Vamos ao Palazzos, Albita. - Menra respondeu simples.

- Qual é, alemã, eu te conheço a um ano e meio. Mereço mais do que um "vamos ao palazzos". - A morena reclamou, mas não insistiu mais quando a ruiva riu e se levantou de sua mesa caminhando até a maquina de café. - Vou te perdoar só porque eu gosto muito de você, coração de gelo. - A morena proferiu, voltando até sua mesa.

- Senhorita Alver? - A voz suave de Melissa, a secretária de Andreas, se fez presente no setor, atraindo o olhar da alemã para si. - O senhor Potaniec lhe aguarda em sua sala. 

- Obrigada Melissa. - A ruiva respondeu simples depois de entornar o café. A castanha sorriu simples se retirando do local tão depressa quanto o adentrou. Menra suspirou deixando o restante do café sob sua mesa. A alemã caminhou tranquilamente até a sala de Andreas, entrando logo depois de Melissa autorizar. - Senhor Potaniec? O senhor queria me ver?

- Só um instante, querida. - Andreas levantou o dedo em direção a ruiva como quem pede que a garota espere mais um pouco, que manteve-se parada enquanto o homem conversava ao telefone com alguém. - Não me interessa se você não acha isso certo, é o que vai acontecer e pronto. - A voz grossa parecia ainda mais potente e era possível ver a veia do pescoço do galês saltar. Andreas bufou alto enquanto revirava os olhos. - Sinceramente, Garet, eu tenho mais o que fazer do que ficar ouvindo os seus chiliques porque não aceita a verdade. Boa tarde. - O moreno desligou o celular impaciente, o jogando sob a mesa do escritório com vista para o centro madrilenho. - Desculpe por ter que ver e ouvir isto, Menra. - Então os olhos verdes escuros se direcionaram para a alemã que sorriu simples. - Sente-se, por favor. - O rapaz indicou a cadeira a sua frente enquanto sentava-se também.

- Com licença. - Menra dirigiu-se até a cadeira, sentando-se de frente para o chefe. 

- Lhe chamei aqui porque tenho uma proposta a lhe oferecer. - A ruiva apenas assentiu, sinalizando que entendera. - Como deve ser de seu conhecimento, Carla Luchezzi entrou de licença maternidade, e sem ela o time do mesa redonda fica sem um apresentador. - Os olhos castanhos da alemã se arregalaram em surpresa. - Pensei que você seria uma excelente substituta à Carla.

- Andreas, eu fico muito lisonjeada com a proposta, mas eu tenho coisas a considerar, como minha faculdade. - A polidez em sua voz fez o homem rir.

- Fique tranquila, já considerei tudo o que possa imaginar. Os seus horários continuarão os mesmos. Trabalhará de quarta a sábado, assim como já trabalha, no período da tarde e começo da noite. A única diferença é que sentará a mesa junto de Paulo Vásquez e Raphael Ramirez. E claro, terá um salário maior, condizente com o novo posto. - O moreno sorriu galante enquanto Menra tentava processar as novas informações. - Se precisar de tempo para pensar, não exite, mas preciso da sua confirmação até amanhã para o programa de sexta.

- Tudo bem, senhor. Obrigada. - A alemã sorriu, levantando-se e cumprimentando o galês. Assim que saiu da sala do rapaz pode ver Alba sentada no pequeno sofá existente ali.

- Senhorita Méndez? - A voz calma de Melissa fez ambas despertarem do pequeno transe que entraram. - O senhor Potaniec lhe aguarda. - Menra sorriu confiante para a colega que retribuiu com um sorriso nervoso.

- Vai dar tudo certo, cunhada. - A ruiva tentou tranquilizar a morena.

- Que Deus te ouça, garota. - A alemã não ficou para ver o final daquilo, se dirigindo o mais rápido que pode de volta a sua mesa. 

Mensagem de Vini ♡

“Nosso jantar amanhã ainda está de pé?”

A mensagem brilhava mas Menra estava avoada demais para relacionar qualquer coisa no momento. Era uma oportunidade única e ela não sabia como reagir aquilo. 

Ignorando completamente a mensagem do namorado, a alemã entrou no grupo que tinha com as amigas.

“Precisamos conversar urgente. Jantar na minha casa hoje. Por favor.” - Menra

Não demorou muito para que as mulheres respondessem em afirmativa. A garota então bloqueou o celular e voltou a pensar na proposta jogada a si.


Horas mais tarde

Apartamento de Menra Alver


A alemã destrancou a porta de casa com certa dificuldade. As sacolas de casa pesando em seu braço foram de encontro ao chão mais rápido do que o esperado, fazendo-a suspirar nervosa. Ela tinha pouco mais de uma hora para ajeitar tudo, cozinhar e se trocar. Ela sabia que as amigas não se importavam com aquilo, mas não podia deixar que Clarice cozinhasse enquanto tomava banho, pelo menos não de novo. 

A garota ajeitou as compras na cozinha e fez um coque nos fios ruivos antes de começar a separar tudo o que precisaria. Enquanto o macarrão cozinhava, a alemã aproveitou para colocar comida para sua cachorra e tomar um rápido banho. Ainda de roupão, a alemã retirou o macarrão do fogo e começou a preparar o molho caseiro que aprendera com sua mãe. Com tudo devidamente pronto, a ruiva correu até seu quarto para se arrumar. A saia preta fazia par com o moletom cinza e deixavam a garota confortável e elegante para um jantar entre amigas. Ainda descalça, a alemã voltou para a cozinha, despejando a comida pelas travessas bonitas que Pilar lhe dera e que quase nunca usava, mas não teve tempo para fazer muito mais pois logo Dalia latiu e o som da campainha fora ouvido pelo apartamento.

- Já entrei! - Jessica gritou da sala, fazendo a amiga revirar os olhos.

- Bendito seja o dia que eu lhe dei essa chave, Jessica. - A recém casada apenas sorriu em direção a amiga.

- O que você fez de bom pra eu comer? Tô cheia de fome. - Clarice disse já indo em direção a cozinha.

- Quem te vê falando assim acha que você ainda tá grávida. - Pilar debochou da amiga, fazendo as demais rirem.

- Se passou só um mês, posso fazer nada se a fome ainda tá aqui. - Clarice respondeu bem humorada. - Mas, sem fugir mais do foco. Pode abrir o bico, dona Menra Müller Alver. Por que nos chamou aqui? - Clarice fora interrompida pelo celular de Menra que começara a tocar indicando uma ligação.

Ligação de Vini ♡

- Oi amor. - Menra disse simples, ganhando reviradas de olhos das amigas.
- Oi vida. Só liguei pra saber se você tá bem. Fiquei preocupado. você sumiu a tarde inteira. - A voz do espanhol era calma e suave, mas diferente das outras vezes, aquilo incomodou a alemã.
- Eu tô bem sim, Vinicius. Fica tranquilo. Eu só tive um dia cheio no trabalho e só consegui pegar no celular agora. - Mentiu, sem de fato saber o porquê 
- Amanhã ainda tá de pé, né? - A voz do espanhol engrossou momentaneamente. Ela suspirou.
- A gente pode remarcar pra sábado? Como eu disse eu tô cheia de coisas no trabalho e ainda tenho um trabalho da faculdade pra terminar. - Continuou a desconversar sem entender o que estava de fato fazendo.
- Ah, tudo bem. Bom, feliz dois anos adiantado então. Te vejo no sábado. Te amo. Tchau.
- Eu também. Tchau.

Pilar, Clarice e Jessica se entreolharam estranhando a amiga não dizer que amava o espanhol. Não que elas gostassem do rapaz, mas depois de dois anos tiveram de se acostumar com ele presente na vida da alemã e já não reclamavam mais. 

- Ok, pode começar a dizer o que tá acontecendo ai. - Pilar foi a primeira a se pronunciar, ganhando acenos positivos das demais.

- Eu acho que o Vinicius está me traindo. - A garota se jogou no sofá, suspirando e ganhando um olhar incrédulo das amigas.


Notas Finais


* Dalia disse olá.
Espero que tenham gostado, comentem o que acharam e até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...